Ministério da Saúde
Download
1 / 73

Ministério da Saúde - PowerPoint PPT Presentation


  • 89 Views
  • Uploaded on

Ministério da Saúde. Iniciativa Maternidade Modelo. Atenção Humanizada e com base em Evidências durante o Parto e o Nascimento. Apresentado por: Dra Veronica Reis - Jhpiego Maputo, 27 de Agosto, 2009. OBJECTIVOS DA SESSÃO. Informar sobre a “Iniciativa Maternidade Modelo”

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Ministério da Saúde' - shen


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Ministério da Saúde

Iniciativa Maternidade Modelo

Atenção Humanizada e

com base em Evidências

durante o Parto e o Nascimento

Apresentado por: Dra Veronica Reis - Jhpiego

Maputo, 27 de Agosto, 2009


Objectivos da sess o
OBJECTIVOS DA SESSÃO

  • Informar sobre a “Iniciativa Maternidade Modelo”

  • Abordar a perspectiva da humanização no parto e nascimento

  • Rever recomendações baseadas em evidências científicas na assistência à mulher e ao recém-nascido durante o trabalho de parto, o parto e o pós-parto imediato


HUMANIZAÇÃO DOS CUIDADOS DE SAÚDE EM MOÇAMBIQUE

“INICIATIVA MATERNIDADE MODELO”


Plano nacional para humaniza o dos cuidados de sa de
Plano Nacional para Humanização dos Cuidados de Saúde

Objectivos

Geral: Promover a Humanização dos Cuidados de Saúde no Serviço Nacional de Saúde

Específicos:

  • Promover uma gestão humanizada nas Instituições de Saúde

  • Promover o atendimento humanizado aos utentes dos Serviços de Saúde

  • Promover a humanização das condições de trabalho nos Serviços de Saúde



Concepção teórico-prática da atenção humanizada ao parto e ao nascimento

Parto – Mistério e Poder da Mulher

Intensa experiência corporal, sensorial e psicoemocional



Modelo predominante de assist ncia ao parto e ao nascimento modelo tecnocr tico

Modelo predominante de assistência ao parto e ao nascimento: “Modelo Tecnocrático”


O modelo tecnocr tico se caracteriza por
O modelo Tecnocrático se caracteriza por: nascimento: “Modelo Tecnocrático”

  • Separação de corpo e mente


O modelo tecnocr tico
O modelo Tecnocrático nascimento: “Modelo Tecnocrático”

  • O corpo como máquina


O modelo tecnocr tico do parto
O Modelo Tecnocrático do parto: nascimento: “Modelo Tecnocrático”

O corpo feminino como máquina defeituosa


O modelo tecnocr tico na smn
O Modelo Tecnocrático na SMN nascimento: “Modelo Tecnocrático”

  • Conhecimento, Autoridade e responsabilidade centrados no profissional de saúde e não na mulher


S mbolos representativos deste modelo posi o para o tp de parto e o parto dec bito dorsal
Símbolos nascimento: “Modelo Tecnocrático”representativosdesteModelo: Posiçãopara o TP de parto e o parto: decúbito dorsal


Símbolos nascimento: “Modelo Tecnocrático”: práticasnemsemprejustificadascientificamente :



Separa o do pai m e rec m nascido fam lia
Separação do pai – mãe - recém-nascido - família nascimento: “Modelo Tecnocrático”


Na medida que conhecemos mais, compreendemos menos. nascimento: “Modelo Tecnocrático”

Desagregamos

Fragmentamos

Isolamos.

Perdemos a compreensão do todo!


Nova tend ncia
Nova tendência nascimento: “Modelo Tecnocrático”


Parto vertical? nascimento: “Modelo Tecnocrático”

Episiotomia?

????????

Acompanhante?

Questionamento das práticas vigentes Busca de evidências científicas


Nova tend ncia mudan a de paradigma novo profissional
Nova tendência: Mudança de PARADIGMA nascimento: “Modelo Tecnocrático”Novo Profissional

Antropologia

Sociologia

um sistema de ética novo, a ética que reconhece e respeita as idéias e valores dos outros


Novo profissional pr ticas com base em evid ncias
Novo Profissional: nascimento: “Modelo Tecnocrático”Práticas com base em evidências

MBE


Medicina baseada em evid ncias
Medicina Baseada em Evidências nascimento: “Modelo Tecnocrático”

Uso consciencioso, explícito e judicioso das melhores evidências científicas disponíveis para tomar decisões individualmente.

SACKETT DL, ROSENBERG WM, GRAY JA, HAYNES RB, RICHARDSON WS. Evidence-based medicine: what it is and what it isn't. Br Med J. 1996; 312:71-72. Editorial


N veis de evid ncia
Níveis de Evidência nascimento: “Modelo Tecnocrático”


Neste novo paradigma
Neste novo paradigma nascimento: “Modelo Tecnocrático”

  • O cuidado não se opõe à tecnologia mas lhe confere uma tonalidade diferente

  • Relação deixa de ser sujeito-tecnologia e passa a ser sujeito-sujeito


Aten o humanizada em sa de semin rio qualidade maputo fevereiro 2007
Atenção humanizada em saúde nascimento: “Modelo Tecnocrático”Seminário Qualidade, Maputo Fevereiro 2007

  • É a atenção prestada por profissional qualificado que considera o utente como sujeito da sua saúde, com direitos e valores que devem ser respeitados.

  • É atender o outro como gostariamos de ser atendido.

  • É organizar um serviço de modo que não tenhamos receio de ser atendido nele.


Cuidados humanizadas e baseados em evidências para a mulher e o recém-nascido durante o parto e o nascimento


A atenção humanizada à mulher e ao recém-nascido durante o parto e o nascimento

Deve ser marcada pela presença das tecnologias necessárias e dos conteúdos afectivos das relações pessoais, culturais e regionais que fortalecem a identidade da mulher e da sua família.


ATENÇÃO HUMANIZADA NO o parto e o nascimentoPRÉ-NATAL

Acolhimento

Respeito

Informação


AMBIÊNCIA PARA O PARTO o parto e o nascimento

Ambiente agradável

Privacidade garantida

Decoração familiar


Hospital rural de manjacaze gaza
HOSPITAL RURAL DE MANJACAZE GAZA o parto e o nascimento



Recomenda es primeiro per odo trabalho de parto
Recomendações: Primeiro Período o parto e o nascimento(Trabalho de Parto)

  • Uso do partograma (Avaliação contínua do risco obstétrico e manejo das intercorrências)

  • Permitir a deambulação e assegurar o Suporte Emocional Contínuo(Evidência Categoria A -Labrecque et al, 1999)

  • Elaborar e implementar Plano de parto de acordo com achadosdahistória, exameclínico e as preferênciasdamulher

Organização Mundial de Saúde (OMS)


Uso do partograma da oms resultados de estudo
Uso do Partograma da OMS: o parto e o nascimentoResultados de Estudo

Fonte: OMS 1994.


Apoio psico afetivo para a mulher
Apoio psico-afetivo para a Mulher o parto e o nascimento

  • Dar à mulher toda a informação que ela desejar

  • Prestar apoio empático durante o TP e o parto

  • Permitir a presença de acompanhante durante todos os períodos do parto (TP, parto e PP)

  • O apoio empático e físico contínuo está associado a um TP mais curto, menos necessidade de medicação e menos partos operatórios

Fonte: OMS 1999.


Presen a de um familiar do sexo feminino durante o trabalho de parto resultados

Ensaio o parto e o nascimentoAleatorizadoControladoem Botswana: 53 mulheres com familiar; 56 sem

Presença de um Familiar do Sexo Feminino durante o Trabalho de Parto: Resultados

Fonte: Madi et al 1999.


Plano de parto o parto e o nascimento

  • Elaborar e implementar Plano de parto de acordo com achados da história e exame clínico e as preferências da mulher e orientar a mulher e acompanhante sobre:

  • Deambulação

  • Ingestão de líquidos e alimentos leves

  • Esvaziar a bexiga om frequência

  • Tomar banho quando desejar

  • Frequência dos exames e evolução do TP

  • Posição durante o parto

  • Cuidados imediatos ao RN

  • Possibilidade de contracepção no PP


Outras pr ticas ben ficas se o parto est evoluindo bem
Outras práticas benéficas se o parto está evoluindo bem o parto e o nascimento

Banho

  • Massagens

Basile A, HGIS


Pr ticas prejudiciais ineficazes ou n o recomendadas no primeiro per odo
Práticas o parto e o nascimentoPrejudiciais, Ineficazes ou não recomendadas no Primeiro Período

  • Restrição hídrica ou alimentar

  • Tricotomia e enema de rotina

  • Infusão intravenosa de rotina

  • Toques vaginais muito frequentes

  • Mover de rotina a mulher para uma outra sala no início do período expulsivo

Organização Mundial de Saúde (OMS)


Hospital Geral do Itaim Paulista (Santa Marcelina) o parto e o nascimento

São Paulo, Brasil


Assistência Durante o Período Expulsivo o parto e o nascimento

(Segundo Período:10 cm de dilatação)


Recomenda es para o per odo expulsivo organiza o mundial de sa de oms
Recomendações para o Período Expulsivo o parto e o nascimentoOrganização Mundial de Saúde (OMS)

  • Evitar

    • Transferência de sala

    • Posição de decúbito dorsal de rotina

    • ‘’Puxos’’ dirigidos

    • Toques vaginais freqüentes

    • Manobra de kristeller (pressão sobre o abdómen)

    • Episiotomia de rotina

  • Permitir que o partoocorradevagar!

  • Incentivara mulher entre as contrações

  • Manter a calma

  • Controlar o focofetal!!!

  • Implementarprácticas de prevenção de infecção


Recomendável durante o Parto... o parto e o nascimento

  • Manter a vigilância

  • Permitir a presença do acompanhante

  • Incentivar outras posições!

    • Cabeceirainclinada (sentada ou semi-sentada)

    • De cócoras

    • Apoio sobre os membros

    • De lado

    • De joelho


Posi o no trabalho de parto e no parto
Posição no Trabalho de Parto e no Parto o parto e o nascimento

O uso da posição vertical ou lateral comparada com a posição supina ou litotómica está associado a:

  • Segunda fase de parto mais curta (5,4 minutos, 95% CI 3.9–6,9)

  • Menos partos assistidos (OR 0,82, CI 0,69–0,98)

  • Menos episiotomias (OR 0,73, CI 0,64–0,84)

  • Menos relatórios de dores graves (OR 0,59, CI 0,41–0,83)

  • Menos padrões de ritmo cardíaco anormal para o feto (OR 0,31, CI 0,11–0.91)

  • Mais lacerações do períneo (OR 1,30, CI 1,09–1,54)

  • Perda de sangue > 500 mL (OR 1,76, CI 1,34–3,32)

Fonte: Gupta and Nikodem 2000.


O Recém-nascido o parto e o nascimento

Se o RN nasce bem colocá-lo em contato imediato pele a pele sobre o peito ou abdomen da mãe e orientá-la para amamentação precoce


AMAMENTAÇÃO PRECOCE o parto e o nascimento


Manejo do Terceiro Período o parto e o nascimento

(Do nascimento à dequitação)


Manejo activo do terceiro per odo do parto
Manejo Activo do Terceiro o parto e o nascimentoPeríodo do Parto

  • Realizar o manejo activo do terceiro período para TODAS as mulheres :

    • Administração de oxitocina

    • Tracção controlada do cordão umbilical com contratração uterina,

    • Massagem uterina após a saída da placenta para manter o útero contraído

  • Declaração Conjunta do FIGO/ICM:

    • Foi provado que o MATP reduz a incidência da hemorragia pós-parto, reduz a quantidade de perda de sangue e reduz o uso da transfusão

    • O MATP deve ser realizado em todas as mulheres após o parto

Fonte: WHO 1999.


Melhores pr ticas no p s parto

Monitorização de perto e vigilância durante as primeiras 6 horas pós-parto da mãe e do RN

Os bebés devem começar a mamar o mais cedo possível após o parto (de preferência dentro da primeira hora)

Assegurar avaliação da mulher e do recém-nascido antes da alta

Melhores Práticas no Pós-parto


Trabalho de parto e parto normal s ntese de aspectos relevantes
Trabalho de Parto e Parto Normal: Síntese de aspectos relevantes

  • Presença de um assistente capacitado

  • Respeito à autonomia da mulher e garantia da liberdade de posição e movimentos durante o TP

  • Uso consistente do partograma

  • Apoio emocional contínuo para a mulher e permissão de acompanhante da escolha da mulher durante o TP e o parto

  • Restringir o uso de intervenções desnecessárias

  • Apoiar a opção da mulher para posição durante o trabalho de parto e parto, incentivando as posições mais verticalizadas

  • Promover o contacto imediato pele a pele do RN com a mãe e o aleitamento precoce (dentro da 1ª hora)

  • Realizar o manejo activo do terceiro período do parto

  • Vigilância da mãe e do RN nas 1as horas após o parto


Postura justa dos profissionais em relação à mulher relevantes

Uma presença sensível, competente e respeitosa que transfunde serenidade e confiança à mulher.

Estabelecimento de uma relação sujeito-sujeito


OBRIGADA! relevantes


FOTOS DE PARTO DE CÓCORAS relevantes

CURSO NAMPULA – 16 Abril 2008 2008


Iniciativa maternidade modelo promove a aten o humanizada ao parto
Iniciativa Maternidade Modelo relevantes Promove a atenção Humanizada ao Parto

A Humanização dos cuidados durante o parto e o nascimento contribui para salvar vidas. Estudos têm demonstrado que as mulheres resistem a serem cuidadas por profissionais que as tratam mal, mesmo que estes sejam profissionais capacitados para prevenir e manejar complicações.

Acredita-se que a humanização dos cuidados irá contribuir para aumentar a utilização dos serviços de SMN pelas mulheres e familias


Iniciativa maternidade modelo principais actividades
Iniciativa relevantesMaternidadeModelo: PRINCIPAIS ACTIVIDADES


Iniciativa maternidade modelo principais actividades1
Iniciativa relevantesMaternidadeModelo: PRINCIPAIS ACTIVIDADES



MUITO OBRIGADA relevantes


ad