Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Frequencia e tipologia das disfluências na Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial PowerPoint Presentation
Download Presentation
Frequencia e tipologia das disfluências na Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial

Frequencia e tipologia das disfluências na Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial

107 Views Download Presentation
Download Presentation

Frequencia e tipologia das disfluências na Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Frequencia e tipologia das disfluências na Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial CMC Oliveira; CEF Domingues; CM Giacheti; D Moretti-Ferreira; A Richeiri-Costa Departamento de Fonoaudiologia da UNESP – Marília Serviço de Aconselhamento Genético – UNESP- Botucatu Departamento de Genética – HRAC/USP - Bauru

  2. Objetivo e Método I • Objetivo: quantificar e comparar as tipologias das disfluências de fala de indivíduos com gagueira desenvolvimental persistente familial (GDPF) e indivíduos fluentes. • Método: GI: 26 indivíduos com GDPF • GII: 26 fluentes • Avaliação da fluência da fala: tipologia das disfluências, porcentagem de descontinuidade de fala e das disfluências gagas,

  3. Principais resultados e conclusões I Resultados: GI e GII se diferenciaram quanto à % de descontinuidade de fala e % de disfluências gagas; hesitação, repetição de segmento e repetição de palavra diferenciaram estatisticamente os grupos; GI apresentou maior quantidade de todos os tipos de disfluências gagas, sendo estas diferenças estatisticamente significante; a tipologia gaga de maior ocorrência no GI foi o bloqueio; as únicas tipologias gagas que ocorreram no GII foram repetição de parte da palavra e prolongamento. Conclusões: Este estudo apresentou informações relevantes sobre a tipologia das disfluências de indivíduos com GDPF, pouco explorada até então na literatura. Futuros estudos das disfluências devem ser realizados com maior número de probandos gagos, com os probandos e seus familiares afetados, e finalmente de indivíduos com GDPF e GDI.