slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA 1º SEMESTRE PowerPoint Presentation
Download Presentation
TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA 1º SEMESTRE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 58

TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA 1º SEMESTRE - PowerPoint PPT Presentation


  • 98 Views
  • Uploaded on

TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA 1º SEMESTRE. Prof.: João Carlos Martins joao.martins@tursan.com.br. APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR. Prof. Martins. E-mail: joao.martins@tursan.com.br jcarlosmgomes@gmail.com Telefone: 12-7898-9302. FORMAÇÃO. Graduado em Administração de Empresas

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA 1º SEMESTRE' - schuyler


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
prof martins
Prof. Martins

E-mail:

joao.martins@tursan.com.br

jcarlosmgomes@gmail.com

Telefone:

12-7898-9302

forma o
FORMAÇÃO

Graduado em Administração de Empresas

MBA em Gestão Estratégica de Negócios

experi ncia profissional
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Instituições Financeiras -> 19 anos:

Banco Real

Banco HSBC

Banco Sudameris

Banco Safra

Banco Santander

experi ncia profissional7
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Serviços: 02 anos:

Tursan Turismo Santo André Gerente Comercial

Carreira Acadêmica: 05 anos

Centro Paula Souza (Palestras)

Senac

Senai (Palestras)

Faculdade Anhanguera (2º ano)

experi ncia profissional8
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Disciplinas:

Administração

Logística

Ciências Contábeis

Recursos Humanos

contrato pedag gico
CONTRATO PEDAGÓGICO

- Segredos do nosso sucesso:

Trabalharmos juntos;

Aluno com “Autonomia”;

Parceria (Aluno / Professor / Coordenação / Direção).

contrato pedag gico11
CONTRATO PEDAGÓGICO

Horários das aulas

Segundas-feiras:

19:20hs às 20:45hs – Aula

20:45hs às 21:00hs – Intervalo

21:00hs às 22:50hs - Aula

contrato pedag gico12
CONTRATO PEDAGÓGICO

Lista de Presença:

Segundas-feiras: após o intervalo

contrato pedag gico13
CONTRATO PEDAGÓGICO

Uso de celulares:

Colocar na função de toque: vibrar

Atender do lado de fora da sala

Notebook:

Permitido nas aulas

contrato pedag gico14
CONTRATO PEDAGÓGICO

Sistema de Avaliação:

1ª Avaliação – Peso 4,0

Atividades Avaliativas a critério do Professor

2ª Avaliação – Peso 6,0

Prova Escrita Oficial

Total 10

- Caso o peso das notas seja alterado, avisarei com antecedência.

contrato pedag gico15
CONTRATO PEDAGÓGICO

Vistas de Provas.

O professor:

Tem 01 semana para corrigir as provas;

Fará vistas de provas na semana seguinte com os alunos, discutindo as respostas;

Entregará as provas e a planilha com as notas imediatamente na Secretaria após as vistas de provas.

Sugestão: Não falte à sua vista de prova.

contrato pedag gico16
CONTRATO PEDAGÓGICO

E-mail da turma:

Representante de sala.

aula 1
AULA 1

Uma reflexão sobre a abordagem Sistêmica na Negociação

slide21

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM

  • Entender a importância da abordagem sistêmica no processo de negociação por meio de uma retrospectiva histórica.
  • Compreender a importância da negociação no âmbito pessoal e profissional e como esse conhecimento facilitará o atingimento de seus objetivos e metas.
  • Compreender as habilidades essenciais de um bom negociador.
slide22

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

1950 – Organização como sistema total

slide23

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Frederick Taylor (1856-1915) – Administração científica:

  • Sistematização:
    • seleção de trabalhadores e
    • condições de trabalho
slide24

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Henry Fayol (1841-1925) –

Teoria clássica

Administração como:

integração de várias tarefas

Objetivos comuns

slide25

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Elton Mayo (1880-1949) –

Teoria das relações humanas

Administração como:

Seres humanos

Sistema social

Relações interpessoais

slide26

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Mary Follet (1868-1933) –

Teoria das relações humanas

Propunha a administração como:

Unidade interativa

Integração de interesses

Redução de conflitos

slide27

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Chester Barnard (1886-1961) –

Teoria das relações humanas

Defendia equilíbrio:

Comunicação formal e informal

Redução de conflitos

slide28

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Perspectiva de sistemas surgiu: percepção de cientistas

Válidos e aplicáveis a diferentes ramos da ciência

certos princípios e conclusões

Bertalanffy lançou as bases da teoria de sistemas (1937)

slide29

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Para Bertalanffy,

Um sistema poderia ser definido como um conjunto de unidades reciprocamente

relacionadas, que tem um propósito específico (objetivo) e pode afetar as demais partes.

slide30

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

  • Bertalanffy – (1930):
  • Importância interdependência das partes – analisar as inter-relações.
  • Tratamento complexo para realidade complexa: aplicar vários enfoques

1951 – publicou artigo com uso da expressão: teoria geral dos sistemas (TGS)

slide31

Origem da teoria dos sistemas

no campo da administração

Bertalanffy:

TGS: conjunto de enfoques que se completavam.

Visão holística de todo o sistema organizacional e enfatizava os processos, forneceu um meio para se interpretar as organizações, sendo estas compreendidas como partes de um sistema aberto.

slide32

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

slide33

Enxergar sistemas

Perceber os elementos da realidade como parte dos sistemas

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Quem aprende a utilizar o enfoque sistêmico aprende a enxergar sistemas e sua complexidade. (Maximiano).

Educar-se

slide34

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Enfoque sistêmico na pesquisa. (Vieira).

  • Complexidade
  • Dinamismo
  • Probabilismo
  • Integralidade
  • Abertura
slide35

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Enfoque sistêmico da negociação. (Martinelli).

  • Conhecimento prévio da arte de negociar
  • Conhecimento de seus conceitos
  • Sua importância no contexto global
slide36

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Três grandes diferenciais competitivos do século XXI. (Manfred Perlitz).

  • a negociação
  • a capacidade de influenciar
  • o relacionamento
slide37

Negociação – negocium (latin)

nec (nem, não) +

ocium (ócio, repouso)

Atividade difícil e trabalhosa

Behr e Lima

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Conceitos de negociação

slide38

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Conceitos de negociação

Negociação – conceito em contínua formação relacionado a satisfação de ambos

Atualmente: relacionamento duradouro, contínuo

No passado: resultados momentâneos

Scare e Martinelli

slide39

Perspectiva da negociação

em um contexto sistêmico

Conceitos de negociação

Negociação:

– processo de comunicação bilateral

– objetivo: decisão conjunta

Fisher e Ury

auto motiva o
AUTO-MOTIVAÇÃO

Consciente

Subconsciente

auto motiva o41
Auto-Motivação

É a capacidade de motivar a si mesmo, para encontrar uma razão e a força necessária para fazer alguma coisa, sem a necessidade de ser influenciado a fazê-lo por outra pessoa.

É também, a arte de avaliar o próprio comportamento.

na vida temos
Na vida temos....

Aspecto Negativo:

Pessoas que não gostam de nós

Aspecto Positivo:

- Pessoas que gostam de nós

ent o a constata o a seguinte
Então, a constatação é a seguinte:

Para todos nós, sem exceção, teremos sempre pessoas nos criticando ou nos elogiando. Isso é um fato.

Vocês concordam?

Então, o que fazer?

slide44
Vamos aos fatos.

Pense um pouco e responda:

Como você recebe um elogio?

Exemplo

Como você recebe uma crítica?

Exemplo

a constata o a seguinte
A constatação é a seguinte:

O elogio, repugnamos, ou seja, o afastamos de nós.

A crítica, não só absorvemos, como ficamos remoendo aquelas palavras por dias, meses, anos, e até a vida inteira.

Qual a mensagem do coração ao cérebro?

o que acontece
O que acontece ...

... Com o tempo, nosso cérebro começa a acreditar que realmente somos ruins em tudo aquilo que fomos elogiados (pois repugnamos o elogio), e ruins também em tudo aquilo que nos criticaram (pois absorvemos as críticas), ou seja, em qualquer uma das situações, passamos a nos achar ruins ou negativos.

slide47
Mas atenção:

Fazemos isso de forma inconsciente, mas, a forma como recebemos o elogio ou a crítica, podemos fazer de forma consciente.

Essa é a boa notícia

registro no subconsciente
Registro no Subconsciente

- Tudo isso ficou gravado no subconsciente, que é parte maior do cérebro e que guia nossos passos:

Consciente

Subconsciente

ent o
Então....

Se desde crianças aprendemos a agir assim, como ter auto-motivação?

Por quê dependemos tanto da aprovação dos outros?

Por quê a opinião das outras pessoas são determinantes nas ações que tomamos em nossas vidas?

Até que ponto somos os verdadeiros donos dos nossos sentimentos?

a escassez do elogio
A Escassez do Elogio

Você tem o hábito de elogiar as pessoas?

Se não tem, por quê as pessoas deveriam elogiar você?

Dê o primeiro passo, quando sentir vontade e sinceridade, elogie as pessoas.

Você, com certeza, tornará a vida

das pessoas muito mais felizes.

como receber elogios
COMO RECEBER ELOGIOS?

Quando te fizerem um elogio, absorva este elogio, não o expulse. Ex:

- Nossa, como você está linda!!

Respire fundo, recebendo as palavras do elogio, pense consigo “Eu sou”, e depois sorria mexendo a cabeça positivamente. (Se você disser “eu sou” em voz alta, poderá soar como arrogante!)

Neste momento, você enviou para o seu cérebro a mensagem daquele feedback positivo, e seu cérebro interpretou “ sou linda de fato”.

mas e as cr ticas
Mas... e as críticas?

1ª opção: Você sabe que aquilo que falaram (de você ou a você) não é uma verdade. Neste momento, respire fundo, e neutralize esta crítica, pensando “Não sou assim”, ou “Isso é uma mentira”, ou “Vou rir deste comentário sem sentido”, e não pense mais nisso. Seu cérebro vai interpretar: “Esse é um comentário sem sentido, vamos em frente, pulando este obstáculo”.

slide53
2ª opção: Você já estava sentindo que realmente tinha este ponto a melhorar em sua conduta, ou em sua personalidade, e a pessoa tem razão. Neste caso, você recebeu um feedback negativo. Veja que ele é diferente da crítica sem sentido. Neste caso, você deve se recolher em um lugar onde possa estar sozinho e à vontade, e dizer firmemente a si mesmo, o contrário daquela crítica. Ex: Você foi visto como um pessoa fraca e sentiu que às vezes é fraca mesmo. Diga, a si mesmo, mentalizando várias vezes ao dia:
slide54
- Seu nome

- Sou forte!!!

Com certeza!!!!!!!!

Expulso o sentimento de fraqueza!!!!

Isso não combina comigo!!!

Não quero mais ser assim!!!

Diga repetidas vezes até gravar no seu cérebro este sentimento.

slide55
É fácil? No início não...

Mas depois, fica tão automático que torna-se fácil.

E por quê é importante ter “Auto-Motivação”?

Porque vivemos num mundo em que as pessoas estão mais preocupadas em nos dizer que “não vamos conseguir” do que “vamos conseguir”.

slide56
A primeira pessoa que precisa acreditar em mim, sou eu mesmo.

A primeira pessoa que precisa gostar de mim, sou eu mesmo.

portanto queridos alunos
Portanto queridos alunos...

As dificuldades existem sim, e ainda bem que existem, para que possamos nos aperfeiçoar a cada obstáculo superado.

Estamos no início da jornada: 1ª série. Acreditem, passa muito rápido.

Portanto, aproveite cada aula, aprenda o máximo possível e seja feliz.

slide58
Contem comigo...

Um grande abraço!

Prof. Martins