slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Para começar...BEM PowerPoint Presentation
Download Presentation
Para começar...BEM

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 37

Para começar...BEM - PowerPoint PPT Presentation


  • 163 Views
  • Uploaded on

Para começar...BEM. Estar 100% presente (corpo e alma) em cada momento. Ser um participante envolvido / ativo;. Focar a aprendizagem / evolução e do ajudar /ser ajudado;. Superar preconceitos, pré-julgamento, barreiras mentais;.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Para começar...BEM' - sandra_john


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Para começar...BEM

Estar 100% presente (corpo e alma) em cada momento

Ser um participante envolvido / ativo;

Focar a aprendizagem / evolução e do ajudar /ser ajudado;

Superar preconceitos, pré-julgamento, barreiras mentais;

Postura aberta ao novo, ao inédito, ao “diferente” para ampliar a visão;

Ir fundo nas coisas;

Praticar efetivamente os valores básicos

( honestidade, transparência e respeito).

slide2

Faculdade de Desenvolvimento de Pernambuco

          • Disciplina: Didática do Ensino Superior
          • CH: 33hs
          • Professora: Nazilda Lins Souza
  • EMENTA: Conceito Didática do Ensino Superior, Relação Professor x Aluno, Planejamento de Ensino,Apresentações Interessantes e Produtivas, Avaliação Processual da Aprendizagem .
  • OBJETIVO: contribuir para a formação do professor , enquanto agente de ensino na educação institucional do ensino superior.
  • METODOLOGIA: A disciplina será desenvolvida predominantemente através de discussões, análise de textos e trabalhos práticos.
  • Utilizar-se-ão trabalhos individualizados e em grupos.
slide3

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

  • A Didática, o Ensino e seu caráter na escola contemporânea.
  • Projeto pedagógico e planejamento de ensino.
  • A relação pedagógica e a dinâmica professor-aluno-conhecimento
  • Recursos e técnicas de ensino
  • Questões críticas da didática: avaliação.
  • RECURSOS DIDÁTICOS
  • TV e DVD
  • Data-show
  • Revistas
  • CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO:
  • A avaliação será contínua, através da participação
  • do aluno nas atividades de classe ,
  • leituras realizadas e de seminários.
slide4

REFERÊNCIAS

CANDAU, Vera Maria (Org.). A Didática em Questão. 7 ed. Petrópolis: Vozes, 1983.

CANDAU, Vera Maria. Rumo a uma nova didática. Petrópolis: Vozes, 1988.

In: REALI & MIZUKAMI. Formação de professores, tendências atuais. São Carlos. EDUFSCAR. 1996.

ANDRÉ, Marli. "O papel mediador da pesquisa no ensino de Didática".

GIL, Antônio Carlos. Didática do Ensino Superior. São Paulo: Atlas, 2006

KENSKI, Vani. "O Ensino e os Recursos Didáticos em uma Sociedade cheia de Tecnologias"

In Veiga,

Ilma (org.) Didática: O ensino e suas relações. Campinas, Papirus, 1996. LIBÂNEO, José C. Didática.

Ilma (org.) Didática: O ensino e suas relações. Campinas, Papirus, 1996. LIBÂNEO, José C. Didática. São Paulo. Cortez. 1990.

LUCKESI, Cipriano C. "Avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo". Revista da Ande. São Paulo, Cortez, ano 5, nº 10, 1986 e ano 6, nº 11 1986, (2ª parte

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

MASETTO, Marcos T. Didática: a aula como centro. 4. ed. São Paulo: FTD, 1997.

(Coleção Aprender e Ensinar).

slide5

DIDÁTICA

Arte ou Técnica de Ensinar

Difundiu-se com o aparecimento da obra de Jan Amos Comenius ( 1592 – 1670 ), Didactica Magna, ou tratado da arte universal de ensinar tudo a todos, publicada em 1657.

É uma ciência cujo objetivo fundamental é ocupar-se das estratégias de ensino, das questões práticas relativas à metodologia e das estratégias de aprendizagem.

slide6

DIDÁTICA

Arte ou Técnica de Ensinar

“A ARTE de ENSINAR é muito mais do que puramente treinar o educando no desempenho de destrezas.”

Paulo Freire

slide7

A Evolução da Didática

1930

Conservadorismo;

Foco no professor e na aula;

Exigência da aprendizagem apenas para o aluno;

Não abria mão dos conteúdos tradicionais;

Memorização;

Aplicar provas para dar notas;

1970

Garante a eficiência da aprendizagem;

Enfatiza a elaboração de planos de ensino;

Seleção de conteúdos;

Hoje

Compromete-se com a qualidade cognitiva das aprendizagens;

Professor mediador da preparação dos alunos para o pensar.

slide8

Buscando Definições

PEDAGOGIA – ciência que investiga a teoria e a prática da educação

e sua relação com a prática social global.

EDUCAÇÃO– prática social que ocorre em várias instituições e

atividades humanas ( família, escola,trabalho, igrejas...)

ENSINO - aspecto instrutivo da educação , formação, orientação, transmissão de conhecimentos .

  • APRENDIZAGEM - evidencia-se : descoberta, apreensão, modificação de comportamento e aquisição de conhecimentos, que se referem diretamente ao aluno.
slide9

Questionamento do Professor

  • ENSINO
  • Que matéria devo dar?
  • Que programa devo seguir?
  • Que critério deverei utilizar para aprovar ou reporvar os alunos?
  • APRENDIZAGEM
  • Quais as expectativas dos alunos?
  • Em que medida determinado aprendizado será significativo para os alunos?
  • Que estratégias serão mais adequadas para facilitar o aprendizado desses alunos?
slide10

Professor do Ensino Superior.

Os Professores que temos !

Os Professores que desejamos!

Os Professores que Precisamos !

slide11

Os Professores que temos !

  • Não dispõe de preparação pedagógica;
  • Incentivam os alunos a desenvolverem habilidades de

memorização;

  • Avaliam a aprendizagem do aluno através da aplicação das

provas e das notas;

  • A sua arte é de exposição, são especialista na disciplina;
  • As ações desenvolvidas em sala de aula são expressadas

pelos verbos: instruir,orientar, apontar, guiar, dirigir, treinar,

amoldar, preparar, doutrinar ;

  • Centraliza-se em sua própria pessoa, em suas

qualidades e habilidades.

slide12

Os Professores que desejamos!

  • Um professor que desenvolva nos alunos : uma aquisição

de uma mentalidade científica, o desenvolvimento das

capacidades de análise, síntese e avaliação, bem como o

aprimoramento da imaginação criadora;

  • Um facilitador de aprendizagem que construa conhecimentos;
  • Um professor que adote estratégia de ensino diversificada :

mobilizar menos a memória e mais o raciocínio;

  • Um professor criativo,inventivo,curioso pelo inusitado.
  • Um professor que utilize um conteúdo contextualizado:

vida social /pessoal/cotidiano.

slide13

Responsabilidade e Funções do Professor

  • Planejar estudos e trabalhos à formação do aluno;
  • Orientar os alunos para verem e sentirem a realidade;
  • Controlar os resultados dos estudos;
  • Graduar dificuldades;
  • Conhecer os alunos para estimulá-los para a formação

integral do aluno;

  • Fomentar ideais e atitudes positivas diante da vida, da

profissão e da sociedade;

  • Favorecer na construção na autonomia intelectual;
slide14

Andragogia

“ENSINO PARA ADULTOS”

A experiência e não a verdade, é o que dá sentido à educação.

Educamos para transformar o que sabemos, não para transmitir o que é sabido”.

Jorge Larrosa e Walter Kohan

slide15

Andragogia

  • Adultos são motivados a aprender na medida em que experimentam que suas necessidades e interesses são satisfeitos.
  • A aprendizagem está centrada na vida; por isso os programas devem ser voltados para situações da vida e não da disciplina;
  • Experiência é a mais rica fonte para o adulto aprender, por isso, o centro da metodologia da educação do adulto é a análise das experiências;
  • Os adultos têm necessidades de serem autodirigidos, por isto o papel do professor é engajar-se no processo

de mútua investigação com os alunos

e não apenas transmitir e avaliar.

slide16

Andragogia x Pedagogia

Malcom Knowles, aborda comparativamente:

slide17

Processo Educacional e Andragogia

Atividades educacionais para adultos devem ainda se valer dos frutos da maturidade atingida, promovendo o aprendizado através:

  • Experimentação;
  • Resolução de problemas;
  • Valorização e desenvolvimento das capacidades de crítica e de análise de situações ;
  • Estabelecimento de paralelos com a experiência previamente adquirida
slide18

Diferentes Papéis do Professor

Educador

Administrador

Didata

Conselheiro

Especialista

Aprendiz

Diagnosticador

de

Necessidades

Membro de

Equipe

slide19

Na sua opinião

o que é ser um

bom professor

Capacidade de transmitir conhecimento

O que transmite e questiona

slide20

FILME

Relacionamento Interpessoal

slide21

Depoimentos de Alunos

“ o professor Y é o melhor porque ele transmite para a gente o gosto que ele tem pela Matemática. Ele nos mostra o prazer de aprender...”

“ o que me agrada no professor X é que ele está sempre pronto a responder as nossas dúvidas , ele até estimula a gente a ter dúvidas...”

slide22

Relação Professor X Aluno

Professores e Educandos

“ Um par educativo”

A escolha do professor dá-se nos aspectos:

AFETIVO

METODOLÓGICO

CONHECIMENTO DO CONTEÚDO

HABILIDADES DE ENSINO

slide24

Exercício da Docência

Conscientizarmo-nos de que a dimensão pedagógica envolve um processo INTERPESSOAL em que, como grupo, possamos construir CONHECIMENTO PEDAGÓGICO COMPARTILHADO, envolvendo professores-professores, professores-alunos, instituição-comunidade.

slide25

Exercício da Docência

Considerarmos a especificidade da Educação Superior;

Fazermos a transposição didática, envolvendo a passagem do conhecimento científico para o acadêmico e deste para o profissional.

slide26

Exercício da Docência

Construirmos o mapa conceitual do conhecimento relativo a nossas disciplinas, aliado a sua aplicabilidade prática, a fim de que não seja trabalhado de forma FRAGMENTADA E MECÂNICA, mas sim que possibilite aos alunos aplicá-lo em situações novas e imprevisíveis.

slide27

Exercício da Docência

Darmo-nos conta que ser professor vai além de dominar conhecimentos/saberes/fazeres de determinado campo.

ENVOLVE ATITUDES E VALORES tais como:

  • Sensibilidade frente ao aluno
  • Valorização dos saberes da experiência
  • Ênfase na relações interpessoais
  • Aprendizagem compartilhada
  • Ensinar e aprender com os alunos
  • Ter por meta o desenvolvimento do aluno como pessoa e profissional
slide29

Natureza da Aula Expositiva

  • UMA DAS MAIS TRADICIONAIS TÉCNICAS DE TRABALHO EM SALA DE AULA
  • MODALIDADE MAIS COMUM NOS CURSOS UNIVERSITÁRIOS
  • O PRINCIPAL MEIO DE ENSINO É A COMUNICAÇÃO DE MÃO ÚNICA
  • A EXPOSIÇÃO ORAL É O MODO DOMINANTE NAS SALAS DE AULA ELA É EMPREGADA EM MÉDIA DE 75% NO CONTEXTO DE ENSINO
slide30

Desvantagens da Exposição Oral

  • ESTIMULA A PASSIVIDADE DOS OUVINTES
  • DURAÇÃO DAS AULAS EXPOSITIVAS EM GERAL DURAM 45 MINUTOS
  • SEU SUCESSO DEPENDE DA HABILIDADE DO EXPOSITOR
  • SÃO MENOS EFICAZES NO ENSINO DAS HABILIDADES DE RACIOCÍNIO E ESCRITA
  • OS OUVINTES TENDEM A ESQUECER RAPIDAMENTE AS INFORMAÇÕES RECEBIDAS
slide31

COMO MELHORAR A

QUALIDADE DAS AULAS

Não existem fórmulas mágicas nem receitas infalíveis para

garantir a eficácia das aulas expositivas.

Mas há uma série de recomendações que podem contribuir.

slide32

COMO MELHORAR A

QUALIDADE DAS AULAS

RECOMENDAÇÕES

  • MANIFESTANDO ESPONTANEIDADE
  • INTRODUZINDO VARIEDADE
  • OBTENDO FEEDBACK DURANTE A AULA
  • UTILIZANDO RECURSOS AUDIOVISUAIS
  • ENCORAJANDO A TOMADA DE ANOTAÇÕES
  • PROMOVENDO REVISÕES
  • RESGATAR MEMORIAL
slide33

Compreendendo Definições

METODOLOGIA – são ações a serem desenvolvidas pelo professor e alunos, em cada etapa do processo ensino-aprendizagem.

  • MÉTODO
  • Refere-se aos papéis e posturas assumidas pelo professor e
  • alunos durante a situação de ensino.
  • Modelo de ensino que o professor utiliza para maximizar as
  • chances de aprendizagem eficaz
  • TÉCNICA
  • Refere-se a forma como o método será desenvolvido.
  • Método de procedimentos, jeito ou maneira especial de ensinar.
slide34

Métodos e Procedimentos Didáticos

Processo Vivencial de Ensino-aprendizagem

Análise

(Processo

Diagnóstico)

Conceituação

(Embasamento

Teórico)

Atividade

(Vivência)

Correlação

Com o Real

Eficácia do

Ensino-aprendizagem

slide35

Métodos e Procedimentos Didáticos

Pesquisas

Simpósios

Debates

Atividades

com música

Jogos

Problemas

Atividades

com Filme

Painel

Estudo de

Caso

Experimentações

slide36

TRABALHO EM EQUIPE

Métodos e Procedimentos Didáticos

Problema

Painel

Jogos

Debate

Experimentação

Estudo de Caso

Filmes

Música

slide37

“ MESTRE ”

...É aquele que caminha com o tempo, propondo paz, fazendo

comunhão,

Despertando sabedoria.

Mestre é aquele que estende a mão,

Inicia o diálogo e encaminha para a aventura da vida.

Não é o que ensina fórmulas, regras, raciocínios, mas o que

questiona e desperta para a realidade.

Não é aquele que dá de seu saber, mas aquele que faz germinar o saber, do discípulo.

Mestre é um professor amigo que me compreende, me estimula, me comunica e me enriquece com sua presença, seu saber e sua ternura.

Eu sempre serei um discípulo na escola da vida.

Autor: desconhecido