aulas 2 3 e 4
Download
Skip this Video
Download Presentation
Aulas 2, 3 e 4

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Aulas 2, 3 e 4 - PowerPoint PPT Presentation


  • 83 Views
  • Uploaded on

Aulas 2, 3 e 4. Concorrência Perfeita e Monopólio Natural. Mercado Competitivo. Comprador e vendedor pequenos em relação ao mercado : oposto de Poder de Mercado Muitos compradores e vendedores Os bens oferecidos são “os mesmos” O que isto significa? Preço é dado. Concorrência Perfeita.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Aulas 2, 3 e 4' - rose-dudley


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
aulas 2 3 e 4

Aulas 2, 3 e 4

Concorrência Perfeita e Monopólio Natural

mercado competitivo
Mercado Competitivo
  • Comprador e vendedor pequenos em relação ao mercado : oposto de Poder de Mercado
  • Muitos compradores e vendedores
  • Os bens oferecidos são “os mesmos”
  • O que isto significa? Preço é dado
concorr ncia perfeita
Concorrência Perfeita
  • Objetivo de qualquer empresa: maximizar lucro, que é o total da receitas menos o total das despesas
  • Lembre sempre que, na hipótese de a empresa ser pequena em relação ao mercado - ou seja, se ela trabalha com o preço dado - se aumentar seu preço buscnado aumentar sua receita, o que vai acontecer?
c perfeita
C. Perfeita
  • Por outro lado , ser tomador de preço significa que a Receita Total é proporcional à quantidade produzida:
  • RT= P(dado) x Q,
  • Pergunta: se P=4 qual será a RM?
  • E a RMg?
c perfeita1
C. Perfeita
  • Para todas empresas a RM = RT/Q e o que isso quer dizer?
  • RM= QxP/P = P
  • Sempre RM igual a Preço
  • E a RMg?
receita marginal
Receita Marginal
  • O quanto aumenta sua receita por uma quantidade a mais vendida.
  • RT = P x Q
  • Se P é dado, Rm vai ser igual a.....?
  • Resultado que só se aplica a empresas competitivas. Por quê?
custo marginal
Custo Marginal
  • CMg: aumento dos custos totais decorrentes de uma unidade a mais produzida
  • Curva de CMg é positivamente inclinada?
  • Por quê ? Porque aumentar o produto vai ficando crescentemente mais caro, a ociosidade vai diminuindo (capacidade ociosa)
custo total m dio
Custo Total Médio
  • É a soma dos custos fixos e dos custos variáveis.
  • Escala de produção pequena: CF ainda alto, vai caindo conforme a produção aumenta. Porém, CV, que começa pequeno, tende a subir : CTm é em forma de U, onde o ponto mínimo indica a escala eficiente de produção.
rela o entre cmg e ctme
Relação entre CMg e CTme
  • Por que toda vez que CMg for menor que CTme, o Ctm está caindo?
  • Isto significa que a CMg corta a do custo total no mínimo.
lucro
Lucro
  • L= RT- CT=(RT/Q-CT/Q)x Q
  • Ou L= (RM-CTM)x Q= (P-CTM)x Q
  • Ou seja, uma empresa num mercado competitivo só tem lucro maior que zero se P for maior que CTM
  • Como não há barreiras à entrada no longo prazo, lucro econômico é igual a zero
  • Enquanto P for diferente de CTM empresas vão entrar e sair do mercado, esse movimento só se interrompe quando P=CTM
slide11
Mas
  • P=RMe=Rmg
  • Equilíbrio P=CMg=Rmg
  • CMg=CTM =P então “o equilíbrio no mercado competitivo com entradas e saídas livres no longo prazo se dá quando as empresas funcionam na sua escala de eficiência”
longo prazo
Longo Prazo
  • No longo prazo a curva de oferta deste mercado é horizontal onde P=CTM mínimo=CMg

MAS...

  • O custo total remunera tempo e capital, isto é, os custos de oportunidade
competi o imperfeita
Competição Imperfeita
  • Empresa competitiva: tomadora de preços
  • Monopolista: formador de preços
monop lios
Monopólios
  • Uma única produtora, sem substitutos próximos;
  • Barreiras à entrada:
  • Natural: transmissão de energia
  • Institucional : Nuclear, patente
  • Recurso-chave: propriedade de uma única empresa Microsoft
monop lio natural
Monopólio Natural
  • Duas empresas: resultado ineficiente
  • Uma única empresa oferece a custo menor que duas empresas
  • Custo fixo elevado: custo médio menor com uma do que com duas
  • Constestabilidade: ponte- há opções, andar de barca (número de usuários importa)
monop lio natural1
Monopólio natural
  • Pode virar competitivo?
  • Depende: de novo o exemplo da ponte
  • Mas nem sempre : transmissão de energia
  • Lucro alto atrai mas competir com quem já está é difícil (custo fixo alto)
pre os e quantidades no monop lio
Preços e quantidades no Monopólio
  • Formador de preços
  • Monopolista: curva de demanda é a curva de demanda do mercado ( preço e quantidades variam, se ele aumenta o preço sua demanda cai, não há outras empresas de quem comprar)
  • Receita marginal pode virar negativa, ou seja, uma unidade a mais reduz receita.
  • Receita marginal menor que preço (só na primeira unidade é igual)
  • Se aumenta a quantidade vendida é porque preço caiu , então Q aumenta mas P cai
receita marginal no monop lio
Receita Marginal no monopólio
  • A receita marginal É SEMPRE menor que o preço do bem
  • Por quê?

Porque toda vez que buscar aumentar a quantidade vendida ele vai ter que diminuir o preço (mas não só daquela unidade a mais e sim de todas as suas unidades - curva de demanda inclinada)

  • Lembre que na concorrência perfeita não há efeito preço, então sua RMg=P
pre o m ximo
Preço máximo
  • CMg=Rmg neste ponto encontra sua Q*

MAS:

  • Rmg=preço no mercado competitivo
  • E na Monopolista P é maior que RMg=Cmg
  • Como a curva de demanda Q* corta P no preço de monopólio
lucro monopolista
Lucro monopolista
  • Lucro = RT-CT
  • Dividindo os dois lados por Q
  • Lucro = (RT/Q-CT/Q) x Q
  • RT/Q= RM ( PxQ/Q ou seja igual a P)
  • O que significa:
  • Lucro= (P – CTM) x Q
  • Diferença é que curva de demanda é inclinada gerando lucro monopolista, ver gráfico
qual o custo do monop lio para a sociedade
Qual o custo do monopólio para a sociedade
  • Bem-estar : de um lado consumidores pagam mais e consomem menos, de outro, o produtor ganha mais. E o resultado líquido?
  • Excedente do consumidor: diferença entre quanto estão dispostos a pagar e quanto efetivamente pagam;
  • Excedente do produtor: diferença entre quanto recebem e o custo de produção. Se no mercado competitivo o excedente é o maior possível, é lógico que aqui não o será.
  • Excedente total
pol ticas p blicas
Políticas públicas
  • Aumentar o grau de competição
    • Políticas antitruste
  • Regular
    • Serviços públicos
  • Empresa pública
    • Interesse público
regular pre o monopolista
Regular preço monopolista
  • P=CMg a empresa vai sair do mercado
  • P=CMg menor que CTM
  • Opções
    • subsídios ao monopolista
    • P superior ao CMg, por exemplo, CTM, mas também não é eficiente e nem gera eficiência. Equivalente a imposto arrecadado pelo monopolista que tb não busca reduzir custo.
ad