slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Onde o sol nascer primeiro... PowerPoint Presentation
Download Presentation
Onde o sol nascer primeiro...

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 35

Onde o sol nascer primeiro... - PowerPoint PPT Presentation


  • 127 Views
  • Uploaded on

Onde o sol nascer primeiro. Coordenação de Promoção à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente. Coord. Valderez Araújo. 1960 - OMS reconhece: “ As mulheres como as principais provedoras de Atenção Primária”. CONFERÊNCIAS MUNDIAIS SOBRE DIREITOS DA MULHER

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Onde o sol nascer primeiro...' - robbin


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Onde o sol nascer primeiro...

Coordenação de Promoção à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente

Coord. Valderez Araújo

1960 oms reconhece as mulheres como as principais provedoras de aten o prim ria
1960 - OMS reconhece:

“ As mulheres como

as principais provedoras de

Atenção Primária”

slide3

CONFERÊNCIAS MUNDIAIS SOBRE DIREITOS DA MULHER

1993 - VIENA (Reconhecimento da Violência Sexual como uma violação dos direitos humanos)

1994 - CAIRO (Reconhecimento da Saúde Sexual como direito da população)

1995 - BEIJIN (A saúde da mulher precisa ser pesquisada e conhecida, devendo ela ser considerada como beneficiária de serviços de educação, saúde e mercado de trabalho)

recomenda es para a assist ncia promo o e prote o sa de da mulher oms 1993
Recomendações para a Assistência Promoção e Proteção à Saúde da Mulher – OMS/1993
  • Considerar sempre a mulher com necessidades diferentes nas distintas fases de seu ciclo de vida.
  • Determinar diferentes Protocolos de investigação e terapêutica, proporcionando captura precoce de agravos específicos.
  • Tratar sempre a mulher com dignidade e respeito, preservando sua intimidade.
  • Proporcionar oferta rápida e segura no atendimento à sua saúde e tornar os procedimentos mais resolutivos.
riscos para a sa de da mulher em diferentes ciclos de sua vida
Riscos para a Saúde da Mulher em diferentes ciclos de sua vida
  • INFÂNCIA
  • ADOLESCÊNCIA
  • VIDA SEXUAL E REPRODUTIVA
  • MENOPAUSA
slide6

EIXOS DE ANÁLISE:

  • EPIDEMIOLÓGICO : Situação da Saúde
  • GERENCIAL: Identificação, Explicação, Desenvolvimento e Monitoramento das Ações
  • ORGANIZACIONAL: Dimensionamento da Infra-estrutura
  • POLÍTICO: Articulação Inter e Intra-institucional

materiais

humanos

financeiros

DiagnósticoSituacional

Otimização de recursos

slide7

Ciclo do planejamento

1. Diagnóstico situacional

Como estamos?

4. Monitoramento

e avaliação

O que precisamos mudar?

2. Plano de ação

Onde queremos ir?

3. Plano de trabalho

Como faremos?

slide8

Intervindo no Problema

  • Descrição das ações
  • Metas
  • Indicadores
  • Prazos
  • Responsabilidades
  • Recursos
  • Acompanhamento e Avaliação
slide9

Parcerias externas

Governo

População

Centros de pesquisa

ONGs

Instituições públicas e privadas

Sociedades científicas

Controle social

slide10

Parcerias internas

Conhecimento

Acompanhamento

Motivação

Ensino

Pesquisa

Planejamento

Participativo

Informação

Assistência

papel do estado
Papel do Estado

Regulamentador

Indutor

de

Políticas

Promotor da Capacitação

Regulador

Supervisor

de

Recursos Humanos

slide12

Indutor de políticas

Considerar o perfil epidemiológico

Risco

Mortalidade

Morbidade

slide14

FORMAÇÃO DE UMA REDE DE PROMOÇÃO À SAÚDE

MS/

PSF/PACS

NOAS

Escolas

Ambientes de Trabalho

Sociedades

Científicas

SES

SMS

Conselhos de Saúde

Laboratórios

Mídia

Programas

Terceiro setor

Nível

Secundário

de Atenção

Nível

Terciário

de Atenção

Unidades

de

Saúde

n cleo materno infantil equipe t cnica
Núcleo Materno-Infantil(Equipe técnica)
  • Roberto Teixeira – Chefia
  • Marilda Meira
  • Ana Targino
  • Abigail Soares
  • Lígia Barbosa
  • Marie Antoinette
  • Austrineida Colaço
n cleo materno infantil equipe t cnica1
Núcleo Materno-Infantil(Equipe técnica)
  • Irismar Santos
  • Mariângela Mendes
  • Albânia Maia
  • Ivanilda Faustino
  • Ana Paula Mangueira
  • Madalena Crispim
proposta de organiza o e gerenciamento do nmi
Proposta de organização e gerenciamento do NMI

PARCERIAS

DST-AIDS

PROSAD - NAN

BENFAM

GRUPOS ESTADUAIS DE REFERÊNCIA

ORGANIZAÇÕES NÃO-GOVERNAMENTAIS

UNIVERSIDADES

SOCIEDADE PARAIBANA DE PEDIATRIA

ATENÇÃO BÁSICA / PACS-PSF

NÚCLEOS REGIONAIS DE SAÚDE

n cleo materno infantil a es em andamento
Núcleo Materno InfantilAções em andamento
  • PHPN / SISPRENATAL
  • GESTAÇÃO DE ALTO RISCO
  • ASSISTÊNCIA ÀS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL / MÉTODO AMIU
  • COMITÊ DE REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA E INFANTIL
  • TRABALHANDO COM PARTEIRAS TRADICIONAIS
  • SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA
  • PLANEJAMENTO FAMILIAR
a es program ticas nmi
Ações programáticas - NMI
  • PHPN / CONVÊNIOS
    • Maternidade Frei Damião
    • Maternidade Peregrino Filho
    • Hospital Regional de Cajazeiras
  • PROGR. NACIONAL DE TRIAGEM NEONATAL
  • CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO
  • ATENÇÃO INTEGRADA ÀS DOENÇAS PREVALENTES NA INFÂNCIA (AIDPI)
  • PROJETO MÃE CANGURU
  • PLANEJAMENTO FAMILIAR.
a es program ticas nmi1
Ações programáticas - NMI
  • CAPACITAÇÃO EM REANIMAÇÃO
    • NEONATAL
    • PEDIÁTRICA
  • PROJETO NASCER / DST-AIDS
  • REGISTRO CIVIL
  • PROJETO NASCER E VIVER NA PARAIBA
  • MATERNIDADE SEGURA
  • PRÊMIO GALBA ARAÚJO
n cleo de alimenta o e nutri o equipe t cnica
Núcleo de Alimentação e Nutrição(Equipe técnica)
  • Eliane Gadelha - Chefia
  • Ana Maria Alves
  • Liberalina
  • Solange Guedes
  • Socorro Cartaxo
  • Inês Maria da Silva
  • Giovana
n cleo de alimenta o e nutri o atividades desenvolvidas 2003
Núcleo de Alimentação e NutriçãoAtividades desenvolvidas/2003
  • Capacitação para monitores da IHAC
  • Supervisão de acompanhamento do título HAC e do programa de aplicação de Vit. “A” em puérperas em todos os HAC.
  • Pré-avaliação da IHAC no Hospital de Belém
  • Comissão de Alimentação e Nutrição do Conselho Estadual de Saúde e do CONSEA/PB
n cleo de alimenta o e nutri o atividades desenvolvidas 20031
Núcleo de Alimentação e NutriçãoAtividades desenvolvidas/2003
  • Oficinas de capacitação em Alimentação e Nutrição na atenção básica para o PSF do 2º e 12º NRS.
  • Treinamento do Sistema de Informação do Bolsa Alimentação (SISVAN/SBA) nas Macro-Regionais.
  • Curso da NBCAL(parceria com AGEVISA)
  • Avaliação do Programa de Combate à Hipovitaminose “A” (MS e Centro colaborador Nordeste II)
n cleo de alimenta o e nutri o atividades desenvolvidas 20032
Núcleo de Alimentação e NutriçãoAtividades desenvolvidas/2003
  • Supervisão do Bolsa Alimentação em parceria com a Pastoral da Criança e MS (Mari e Natuba)
  • Apoio à participação de técnicos de BLH estaduais no Programa Nacional de Qualidade em Bancos de Leite
  • Participação no fórum “Direito Humano à Alimentação Adequada”
  • Aplicação de Vit “A” na Campanha Nacional de Vacinação Anti-Pólio
  • Participação no V Encontro Nacional de coordenadores do SMAM
  • Participação no Congresso da ABRASCO com apresentação de trabalho científico.
n cleo de alimenta o e nutri o atividades desenvolvidas 20033
Núcleo de Alimentação e NutriçãoAtividades desenvolvidas/2003
  • Aplicação da vitamina “A” no Estado (junho/2003):

Crianças de 6 a 11 meses => 81,27%

Crianças de 12 a 59 meses => 87,20%

Total => 86,45%

  • Bolsa alimentação (maio/2003):

Municípios com adesão => 222 (99,5%)

Municípios em pagamento => 218

Número de bolsas pagas => 92.329

Teto de bolsas => 132.129

n cleo de sa de do adolescente equipe t cnica
Núcleo de Saúde do Adolescente Equipe técnica
  • Marize Morais
  • Gláucia Lima
  • Socorro Olinda
  • Gerlane Bandeira
  • Joselí Solano
  • Maria Lúcia
a es desenvolvidas 2003
Ações desenvolvidas/2003
  • Parceria na II Maratona de teatro em DST-AIDS.
  • Elaboração do Projeto “Espaço Adolescente Jovem” (Juazeirinho, C. Grande, Esperança).
  • Projeto para implantação do PROSAD em C. Grande (parceria c/ Sec. Educação, Saúde e Ação Social)
  • I Oficina de sensibilização em Saúde Integral do Adolescente no CEA (c/ FUNDAC).
a es desenvolvidas 20031
Ações Desenvolvidas/2003
  • “Oficina para Adolescentes Multiplicadores na Arte do Mosaico”- Resgate à Cidadania
  • Visita às cidades: Marcação, Baía da Traição, Juazeirinho e Araçagi para implantação de ações no Programa “De mãos dadas com a mulher”em parceria com o SENDAC.
a es programadas
Ações Programadas
  • I Oficina de Acolhimento à Adolescentes Vítimas de Violência Sexual;
  • Capacitação em Saúde Integral do Adolescente para técnicos da área indígena;
  • Semana Mundial do Jovem;
  • PROSAD para Técnicos de Saúde, PSF e Educação;
a es programadas1
Ações Programadas
  • Oficinas de Prevenção às Drogas e à Violência para Adolescentes Multiplicadores;
  • Projeto Oficina-Escola Itinerante “Saúde & Mosaico” nas Macro-Regionais;
  • Parceria na estruturação de CAPS junto ao Núcleo de Saúde Mental (Dependências Químicas);
  • Fórum de Adolescência.
slide31
Núcleo de Prevenção do Câncer Ginecológico

PROGRAMA VIVA MULHER

  • Prevenção e controle do Câncer de colo uterino: Detectar precocemente o Ca de colo uterino através da citologia oncótica e tratar lesões precursoras em ambulatório;
  • Detecção precoce do Ca de mama.
slide32

OBJETIVOS

Reduzir a mortalidade e as repercussões físicas, psíquicas e sociais do câncer em mulheres, por meio da oferta de serviços para prevenção e detecção em estágios iniciais, tratamento e reabilitação.

slide33

Controle do Câncer

Custo

Mortalidade

Mortalidade

Incidência

Mortalidade

  • Tratamento
  • paliativo

Incidência

Mortalidade

  • Tratamento

Benefício

  • Detecção
  • Precoce
  • Prevenção
slide35

SES

SMS

  • busca ativa e
  • recrutamento
  • coleta,ECM,GAIL
  • tratamento das DSTs
  • citopatologia
  • histopatologia
  • controle de qualidade
  • mamografia
  • controle de qualidade
  • radioterapia
  • quimioterapia
  • reabilitação

Organização da Rede

MS/INCA

Laboratórios

Unidades de saúde

Clínicas radiológicas