slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Literatura PowerPoint Presentation
Download Presentation
Literatura

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

Literatura - PowerPoint PPT Presentation


  • 109 Views
  • Uploaded on

Professor Renato Santos. Literatura. Barroco. A arte em conflito. Literatura. Barroco. Ora que a competir com teu cabelo outro brunhido ao sol reluz em vão e com desprezo, no relvoso chão, vê tua branca fronte o lírio branco ora que ao lábio teu, para colhê-lo

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Literatura' - rina-vang


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Professor

Renato Santos

Literatura

Barroco

A arte em conflito

slide2

Literatura

Barroco

slide3

Ora que a competir com teu cabelo

outro brunhido ao sol reluz em vão

e com desprezo, no relvoso chão,

vê tua branca fronte o lírio branco

ora que ao lábio teu, para colhê-lo

se olha mais do que ao cravo temporão

e ora que triunfa com desdém loução

teu colo do cristal, que luz com zelo

colo, cabelo, fronte, lábio ardente

goza, enquanto o que foi na ora dourada

ouro, lírio, cristal, cravo luzente

Não só em prato ou viola cortada

se torna, mas tu e isso juntamente

em terra, em fumo, em sombra, em nada.

(Góngora y Argote, Luis de. Poemas de Góngora, São Paulo, Arte Editora, 1998)

BARROCO

apostila - e1

slide4

A PROPÓSITO DO TEXTO

1. Que aspectos físicos da mulher são destacados no texto?

2. Em uma leitura atenta e criteriosa do poema, procure identificar que imagem o eu-lírico faz da mulher descrita

no poema.

3. Que procedimento o poeta adota ao longo da terceira estrofe do poema.

4. Retire da última estrofe do poema uma gradação.

5. Indique de que maneira essa gradação contribui para a síntese de tudo aquilo que foi dito ao longo de todo

o poema.

6. De que maneira o poema de Góngora busca atingir o leitor? Justifique sua resposta com passagem do

texto.

7. A partir do tema da efemeridade, recurso muito usado no Barroco, o eu-lírico faz uma advertência à sua musa.

Identifique-a.

BARROCO

apostila - e1

slide5

A PROPÓSITO DO TEXTO - RESOLUÇÃO

1. Que aspectos físicos da mulher são destacados no texto?

O loiro do cabelo, cujo brilho é incomparável; a brancura de sua fronte, mais bela que a do lírio; o vermelho dos lábios, mais atrativo que o cravo e o colo, que sobrepuja até o cristal.

2. Em uma leitura atenta e criteriosa do poema, procure identificar que imagem o eu-lírico faz da mulher descrita

no poema.

A mulher é retratada como um ser capaz de maravilhar todos os sentidos.

3. Que procedimento o poeta adota ao longo da terceira estrofe do poema.

Como nas duas primeiras estrofes, o poeta espalha os elementos que compõem a beleza de sua musa, na terceira, ele utiliza o procedimento de “recolha” desses elementos, enumerando-os.

BARROCO

apostila - e1

slide6

A PROPÓSITO DO TEXTO - RESOLUÇÃO

4. Retire da última estrofe do poema uma gradação.

A gradação é “em terra, em fumo, em sombra, em nada”.

5. Indique de que maneira essa gradação contribui para a síntese de tudo aquilo que foi dito ao longo de todo

o poema.

Essa gradação procura transmitir ao leitor a idéia da degradação gradual do corpo, provocada pela idade.

6. De que maneira o poema de Góngora busca atingir o leitor? Justifique sua resposta com passagem do

texto.

O poeta procura atingir a sensibilidade do leitor por meio do apelo sensorial. Sobretudo no que diz respeitos aos aspectos táteis e visuais, como atestam as duas primeiras estrofes do soneto.

7. A partir do tema da efemeridade, recurso muito usado no Barroco, o eu-lírico faz uma advertência à sua musa.

Identifique-a.

O soneto adverte que a beleza e a juventude são passageiras. Razão pela qual devem ser vivenciadas e aproveitadas enquanto delas se dispõe.

BARROCO

apostila - e1

slide7

Barroco

Literatura

Renascimento (Racionalismo) X Barroco (Sentimentalismo)

Significado

A origem da palavra Barroco tem causado muitas

discussões. Dentre as várias posições, a mais aceita é

a de que o termo teria se originado do vocábulo espanhol

barrueco, vindo do português arcaico e usado

pelos joalheiros, desde o século XVI, para designar um

tipo de pérola irregular e de formação defeituosa,

aliás, até hoje conhecida por essa mesma denominação.

O tempo barroco denomina genericamente todas as manifestações artísticas dos anos 1600 e início dos anos 1700. Além da literatura, estende-se à música, pintura, escultura e arquitetura da época.

O Barroco e a Religião

O contexto histórico no qual se desenvolve o Barroco

tem como pano de fundo o processo de Reformas

Religiosas, ocorrido no século XVI.

A Igreja Católica havia perdido muito espaço e

poder. Mesmo assim, os católicos continuavam influenciando o cenário político, econômico e religioso

na Europa.

A arte barroca surge nesse contexto e expressa

todo o contraste desse período: a espiritualidade e o

teocentrismo da Idade Média, mesclados com o racionalismo

e o antropocentrismo do Renascimento.

slide8

Barroco

Literatura

A Reforma Protestante

Foi um movimento religioso de procedência alemã/

holandesa que, no século XVI, subtraiu uma parte

da cristandade européia à obediência de Roma e deu

origem às igrejas protestantes.

Inicialmente, a Reforma foi obra de Martinho

Lutero, cuja doutrina se espalhou pelos países do norte

da Europa, onde foram constituídas poderosas Igrejas

de Estado.

slide9

Barroco

Literatura

A Contra-reforma

Tem como elemento doutrinário o que foi defi nido

no Concílio de Trento (uma grande reunião criada para

assegurar a unidade de fé e a disciplina eclesiástica). A

sua convocação surge no contexto da reação da Igreja

Católica à divisão que se vivia na Europa do século

XVI, visando à apreciação da reforma protestante.

O Concílio de Trento foi o mais longo da história

da Igreja: é chamado Concílio da Contra-reforma. Emitiu

numerosos decretos disciplinares, em oposição aos

protestantes, e padronizou a missa da Igreja Católica,

abolindo radicalmente as variações das outras divisões

dissidentes.

Defi niu, de uma forma explícita e intencional, que a

Arte deveria estar a serviço dos ritos da Igreja Católica.

slide10

Literatura

A Arte Barroca

Igreja e Convento de São Francisco, Salvador, Bahia: considerada uma das mais ricas e espetaculares igrejas do país, tem todo o interior coberto em ouro. Sua fachada barroca é de 1723, como também os painéis de azulejos portugueses que reproduzem a lenda do nascimento de São Francisco e sua renúncia aos bens materiais.

slide11

Literatura

A Arte Barroca

slide12

Literatura

A Arte Barroca

IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS

A Igreja de São Francisco de Assis, localizada em Ouro Preto, Minas Gerais, é considerada uma das obras-primas do barroco brasileiro, além de ser uma das maiores realizações de Aleijadinho (1730-1814).

slide13

Literatura

A Arte Barroca

Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

slide14

Literatura

Os Profetas de Aleijadinho

slide15

Literatura

A Arte Barroca

slide16

Literatura

Centro Histórico de Ouro Preto

slide17

Literatura

Munumento à Tiradentes

slide18

Barroco Brasileiro

1601 - 1768

Literatura

slide19

Barroco Português

1580 - 1756

Literatura