slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
SONETOS DE ONTEM E DE HOJE de Carmo Vasconcelos PowerPoint Presentation
Download Presentation
SONETOS DE ONTEM E DE HOJE de Carmo Vasconcelos

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 9

SONETOS DE ONTEM E DE HOJE de Carmo Vasconcelos - PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on

SONETOS DE ONTEM E DE HOJE de Carmo Vasconcelos. AUTOMÁTICO E SONORIZADO. De Menina a Mulher Carmo Vasconcelos De menina-botão a mulher-flor , desabrochaste por decretos santos, de irisado matiz hauriste a cor, e ornada de asas, redobraste encantos.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'SONETOS DE ONTEM E DE HOJE de Carmo Vasconcelos' - rhoswen-ledwidge


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

SONETOS DE ONTEM E DE HOJE

          • de
  • Carmo Vasconcelos

AUTOMÁTICO E SONORIZADO

slide2

De Menina a Mulher

  • Carmo Vasconcelos
  • De menina-botão a mulher-flor,
  • desabrochaste por decretos santos,
  • de irisado matiz hauriste a cor,
  • e ornada de asas, redobraste encantos.
  • Avezinha sagaz, voando em espantos,
  • o mundo descobriste ao teu redor,
  • pisaste o vale, alçaste a picos tantos,
  • e elegeste o meio-céu, teu corredor.
  • Não quiseste ser águia lá na altura,
  • nem pássaro na pedra enlodaçada,
  • assisada, pairaste na planura.
  • De lá emanas trinados de doçura,
  • mater do amor, vestal no céu talhada,
  • Ave-Mulher, plasmada de ternura!
  • Carmo Vasconcelos
slide3

O Sorriso E O Olhar

  • Carmo Vasconcelos
  • Só comparável à luz de um sorrisoé o brilho de um olhar que nos trespassa,e que nossa alma, com fulgor, devassacomo um farol de abrigo assaz preciso.Para que pouse em mim teu meigo olhar,de tudo faço, até finjo a mendiga,pra que, iludida, a sorte não desdigaa dádiva de nele me abrigar.E aos pés dessa pousada que idealizo,em ternos versos, eu prostro-me e rezop'la esmola desse olhar cálido e aceso.Só quando aberta a franja dos teus cílios,olhos nos meus, se fazem os concílios,e irrompe de meus lábios o sorriso!
  • Carmo Vasconcelos
slide4

Dúvida

  • Carmo Vasconcelos
  • Hoje, falido amor, fizeste-me chorar!lágrimas quentes que sabemos não mereces,e pra calá-las solto aos deuses minhas precespra que a memória se desfaça ao recordar.São negras vagas, espumadas de ousadia,lamas imersas, vindo ao cimo sem premissas,jangadas velhas, invasivas, metediças,a perturbarem o meu mar de calmaria!E nesse pranto, amargo sal, me recriminopla inconcebível e incurável desrazãodeste meu doido e vulnerável coração...E entre pesar e contrição eu congemino...Se o que mais dói, silente, e gera mor sofrer,é minha mágoa, ou teu remorso a te doer?...
  • Carmo Vasconcelos
slide5

Rosas e Espinhos !

  • Carmo Vasconcelos
  • Vejam a rosa que floresce nos caminhos,sujeita à chuva, ventania e males quejandos,treme e vacila, aos abanões, f’rida aos espinhos,sangra e esmorece, mas renasce a tempos brandos.E assim as rosas, menos frágeis do que exibem,(tal qual eu mesma, ao suportar picos de dor)jamais se abatem, e do brilho não se inibem,e das picadas, brota vivo o seu esplendor!É forte a cor do sangue herdado das raízes,flores mimosas, delicadas na aparência,nobres e altivas, sempre vencem duras crises! Choram seus prantos orvalhados quando a luao sol lhes rouba… E se recolhem na dormência,mas mal desponta um novo sol, a festa é sua!
  • Carmo Vasconcelos
slide6

Teu Beijo

  • Carmo Vasconcelos
  • Teu beijo foi-se enrodilhado pela bruma,num triste ocaso de um enlace deslaçadop'las bruscas voltas de um tufão desordenado,e hoje é sepulto como folha na caruma.Foi-se como ovo rapinado ao mel do ninho,ou pena airada pla nortada desabrida;sonho afogado na maré brava e renhida,passo truncado nos percalços do caminho.Mas se o teu beijo regressar noutro tufão,qual diabo solto, da voragem ressurgido;a língua ardente da fogueira em combustão...Sei bem que em fúria nossos lábios aguerridosse hão-de vingar da fatalista sujeição, ao devorarem-se em desejos incontidos!
  • Carmo Vasconcelos
slide7

Cansaço

  • Carmo Vasconcelos
  • De remos já cansados de lutar,sou barca a navegar contra a maré.De sonhos inundada perco o pé,desavistada uma ilha pra aportar!Gelam-me as mãos, doridas de vazias,dos meus olhos escorrem só miragens...Ilhas de amores, cálidas paragens,falsas visões de margens fugidias! Já débil ante as vagas a vencer,e esmorecida a fé numa bonança,em espuma se esvai minha esperançado meu porto de abrigo vir a ter!Não há gesto capaz de me acolher...E em breve, serei água na lembrança!
  • Carmo Vasconcelos
slide8

Súplica

  • Carmo Vasconcelos
  • Dizei-me, Deus, que vil pecado fiz outrora,ou concedei-me o raro dom da omnisciência,para que o saiba e me redima em penitência,e este sofrer em desamor vá logo embora!Já fui, me lembro, irreverente e desdenhosa, e alguns deixei em dor d’amor, por inocência…Se então soubera o peso ingrato da carência,eu não estaria hoje, de ofensas pesarosa!Sei que, ambiciosa, no delírio me afundei...Eu desejava o ideal! O amor maior do mundo!E o vi nascer ... mas do meu colo, moribundo,partiu... E dele escassos beijos desfrutei!Hoje, suplico-vos, Senhor, vosso perdão!Não me deixeis neste vazio de coração!
  • Carmo Vasconcelos
slide9

SONETOS DE ONTEM E DE HOJE

  • Carmo Vasconcelos
  • http://www.carmovasconcelos-fenix.org/
  • ninita.casa@hotmail.com
  • IMAGENS – Google
  • FUNDO MUSICAL – Simone Dinnerstein
  • – SomethingAlmostBeingSaid -
  • MusicofBachandShubert
  • FORMATAÇÃO:
  • Isabel Passos - xabeumaria@gmail.com