universidade federal da para ba pr reitoria de assuntos comunit rios centro de tecnologia
Download
Skip this Video
Download Presentation
Universidade Federal da Paraíba PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CENTRO DE TECNOLOGIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 17

Universidade Federal da Paraíba PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CENTRO DE TECNOLOGIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on

Universidade Federal da Paraíba PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CENTRO DE TECNOLOGIA. PENARUA PROGRAMA EMPREENDEDORISMO NA RUA JOÃO PESSOA 2006. Panorama Econômico.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Universidade Federal da Paraíba PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CENTRO DE TECNOLOGIA' - rae-mccarty


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
universidade federal da para ba pr reitoria de assuntos comunit rios centro de tecnologia

Universidade Federal da ParaíbaPRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOSCENTRO DE TECNOLOGIA

PENARUA

PROGRAMA EMPREENDEDORISMO NA RUA

JOÃO PESSOA

2006

panorama econ mico
Panorama Econômico
  • Os negócios de pequeno porte compõem 98,2% do total das empresas do Brasil. Ou seja, os pequenos negócios constituem a parcela mais significativa na economia da nação;
  • Constata-se a enorme expansão dos pequenos negócios, inclusive os de base tecnológica, surgidos nas incubadoras instaladas dentro das universidades.
por outro lado
Por outro lado
  • Levantamento do BNDES mostra que a maioria dos novos projetos está ligada a setores intensivos de capital. (Estadão, 09/07/06)
  • Investimento cresce 24,5%, mas não favorece a criação de empregos;
a situa o do jovem no mercado de trabalho
A SITUAÇÃO DO JOVEM NO MERCADO DE TRABALHO
  • De acordo com o IBGE, os jovens entre 14 e 24 anos foram os principais prejudicados com o crescimento do desemprego do Brasil na última década.
slide5
Em 1998, previu-se que o Brasil, até 2005, teria 1,5 milhão de adolescentes a mais a cada ano, os quais certamente fariam grande pressão sobre o já saturado mercado de trabalho, com conseqüências danosas para a sociedade.
a extens o na ufpb
A Extensão na UFPB
  • A intervenção ativa da UFPB no campo da extensão objetiva contribuir para mudanças no realidade econômica paraibana, através da formação de uma cultura com valores como qualidade de vida, responsabilidade sócio-ambiental, geração e distribuição de riquezas, inovação, criatividade e auto-sustentação.
p blico a ser beneficiado
Público a ser beneficiado
  • Indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica, prioritariamente jovens na faixa etária de 18 a 24 anos, residentes na região metropolitana de João Pessoa.
objetivo geral
Objetivo Geral
  • Preparar jovens para a ação empreendedora, em micro negócios socialmente sustentáveis geradores de trabalho e renda.
metodologia
Metodologia
  • No decorrer do treinamento, que tem a duração de cinco semanas, jovens de ambos os sexos, participarão da formatação de seus negócios;
  • Os futuros empreendedores serão orientados para a abertura dos negócios na FEMICRO-Feira de Micro Negócios em cada cidade onde ocorrerá o programa;
  • Serão orientados também para a criação da Associação dos Empreendedores PENARUA.
carga hor ria por turma
Carga Horária por Turma

120 horas, assim distribuídas:

  • Módulo I Inclusão Digital (25h)
  • Módulo II Empreendedorismo (25h)
  • Módulo III Gestão de Negócio (25h)
  • Módulo IV Formação de Líderes (25h)
  • Módulo V Feira de micro negócios (20h)
mecanismos gerenciais de execu o
Mecanismos Gerenciais de Execução
  • Montagem da estratégia com os parceiros;
  • Definição do local e das instalações, do treinamento e da feira de micro negócios;
  • Recrutamento e seleção dos participantes;
  • Aplicação de aulas teóricas e práticas;
  • Pré-incubação dos negócios;
  • Preparação e realização das feiras de micro negócios;
  • Avaliação dos resultados com os parceiros do programa.
resultados esperados
Resultados Esperados
  • Ao final da capacitação os participantes devem atuar, como agentes de desenvolvimento econômico e social, de forma empreendedora, inclusiva e sustentada, que prospere e contribua, para a melhoria da qualidade de vida da população do município, principalmente tirando os jovens da zona de risco social.
impacto econ mico previsto
Impacto Econômico Previsto
  • Geração de novos empreendimentos capazes de gerar trabalho e renda;
  • Melhoria do nível de renda dos envolvidos;
  • Inserção em novos mercados;
  • Aumento na arrecadação de tributos.
impacto social previsto
Impacto Social Previsto
  • Promoção do desenvolvimento profissional;
  • Melhoria da qualidade de vida dos envolvidos;
  • Aumento da auto-estima da população produtiva;
  • Percepção positiva da sociedade, frente a nova realidade construída pelos próprios protagonistas.
contrapartida dos parceiros
Contrapartida dos Parceiros
  • Divulgação do programa;
  • Realização das inscrições;
  • Local para inscrição e seleção;
  • Local para o curso;

5. Alimentação;

6. Local para a feira;

7. Transporte dos treinandos até a UFPB;

slide17
RESPONDEM PELO PROGRAMA

Prof. Romulo Soares Polari

Reitor

Profa. Lúcia Guerra

Pró-reitora de Extensão

Prof. Clivaldo Araújo

Diretor do Centro de Tecnologia

Prof. Antonio Gualberto

Coordenador do PENARUA

ad