slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
NOVO ENSINO MÉDIO PowerPoint Presentation
Download Presentation
NOVO ENSINO MÉDIO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 30

NOVO ENSINO MÉDIO - PowerPoint PPT Presentation


  • 70 Views
  • Uploaded on

NOVO ENSINO MÉDIO. PANORAMA HISTORICO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. Muitos são os dados que nos mostram o atraso da educação

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'NOVO ENSINO MÉDIO' - preston


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
panorama historico da educa o brasileira
PANORAMA HISTORICO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Muitos são os dados que nos mostram o atraso da educação

Constituição Imperial de 1824,no capítulo das Garantias dos Direitos Civis e Políticos dos Cidadãos Brasileiros reconhece, no art. 179, XXXII, como direito dos mesmos a instrução primária gratuita. O art. 6º da mesma Constituição ao definir para quem seria essa cidadania, define como cidadãos brasileiros os que no Brasil tiverem nascido, quer sejam ingênuos ou libertos.

slide3
Esforço dos pioneiros da educação 1932
  • A primeira LDB demorou 15 anos tramitando , e somente foi assinada em 1961. A atual tramitou 8 anos.
  • Grandes embates na elaboração da LDB e do PNE – impasses e contradições
  • Tentativas de derrubar a lei do piso(11738/2008)
causas do atraso educacional
Causas do atraso educacional
  • Ausência de políticas publicas voltada para as necessidades dos jovens
  • Modelo sócio econômico excludente- Estado elitista- marginalizava as camadas populares
  • O setor privado estabelece historicamente com o Estado brasileiro uma relação política que impede o fortalecimento da rede pública de educação em todos os níveis- é um setor organizado politicamente e atua em todos os momentos de grandes e pequenas decisões nacionais sobre educação.
slide5
A História da educação brasileira revela que a luta pela universalização da educação publica de qualidade ainda não foi vencida em nosso país.
  • O desenvolvimento da republica no Brasil não resolveu questões básicas da educação.
  • Poucos momentos em nossa história de democracia e a educação assume centralidade social em momentos de democracia.
  • Negava a participação popular na construção de um projeto de nação
slide6
Financiamento – FUNDEF
  • Política educacional e seu relacionamento necessário com um projeto de desenvolvimento nacional soberano e democrático.
educa o atende o momento hist rico padr o do mercado
Educação atende o momento histórico- padrão do mercado
  • Década de 70- baixa complexidade- não precisava compreender muita coisa-

Oferecida a etapa fundamental da ed básica(1º grau) ou as 4 primeiras séries que daria noções de escrita, leitura e álgebra.

  • Década de 80 prossegue o cíclo da industrialização
  • Século 20 – mesmo com as mudanças nas relações de trabalho não se apresenta política públicas para melhorar a qualidade
dados da educa o no brasil
DADOS DA EDUCAÇÃO NO BRASIL
  • Um em cada cinco brasileiros (20,3%) com 15 ou mais anos de idade tem menos de quatro anos de estudo completo ou seja é analfabeto funcional
  • Na região Nordeste, na qual a taxa de analfabetismo funcional chega a 30,8%. Na região Sudeste, onde esse índice é menor, a taxa ainda supera os 15%.
  • De acordo com o IBGE, a maioria dos analfabetos (92,6%) está concentrada no grupo com mais de 25 anos de idade.
  • 14,1 milhões de brasileiros que não sabem ler nem escrever
slide9

No Nordeste, a taxa de analfabetismo entre a população com 50 anos ou mais chega a 40,1%, enquanto que no Sul, esse número é de 12,2%. Os nordestinos têm as maiores taxas em todas as faixas de idade.

  • A maior parte dos jovens que não concluíram o ensino fundamental está nas cidades, onde o acesso à escola deveria ser mais fácil. São 6,4 milhões. Os outros 2,6 milhões estão em zona rurais. Na outra ponta, apenas 12,4% dos jovens de 18 a 24 anos - cerca de 4,5 milhões - estão na universidade, nível de escolaridade que deveriam ter.
slide10
Do total de jovens entre 15 a17 anos, 16,3% estão fora da escola.Atualmente, 7 milhões de brasileiros entre 18 e 24 anos não estudam nem trabalham, de acordo com a Pnad
  • São jovens que têm dificuldade de encontrar emprego porque não têm escolaridade mínima, mas também não continuam estudando porque a idade os empurra para o trabalho
  • Apenas 47% dos jovens de 15 a 17 anos estavam matriculados no ensino médio.
  • * fonte Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar -PNAD 2009/2010/2011
dados da forma o
Dados da formação

Total estimado de professores sem formação inicial da rede estadual: 7.201

Total estimado de professores sem formação inicial da rede municipal:58.806

Total estimado de professores sem formação inicial em todo Estado:66.007

Fonte: DIREC/SEC(2008); MEC/EDUCACENSO/2007

concep es
CONCEPÇÕES
  • a coerência técnico-científica, de modo a transformar continuamente a práxis dos profissionais de educação;
  • a atualização em relação aos novos conhecimentos e tecnologias da informação e comunicação;
  • o fomento da pesquisa e da inovação nas suas áreas de atuação;
  • a gestão democrática da educação;
  • o compromisso social, ético e político dos profissionais;
  • a avaliação permanente e continua dos processos de formação.
valoriza o
VALORIZAÇÃO

elementos indissociáveis da valorização

  • PISO
  • CARREIRA
  • FORMAÇÃO (INICIAL E CONTINUADA OFERTADA GRATUITAMENTE PELO PODER PÚBLICO)
  • JORNADA (carga horária)
  • CONDIÇÕES DE TRABALHO APROPRIADO AO PLENO ÊXITO DAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS
valoriza o1
VALORIZAÇÃO
  • Planos específicos para os Profissionais da educação que contemple(Não menciona)

Piso Salarial Profissional Nacional

Jornada de trabalho

Tempo para a formação inicial e

continuada

Tempo para planejamento

Condições dignas de trabalho

slide16

SÉCULO 21

TECNOLOGIA

INFORMAÇÃO

INTERATIVIDADE VIRTUAL

slide18

ENSINO MEDIO INOVADOR

QUE MODELO DE ENSINO MÉDIO DEVEMOS CONSTRUIR

slide19
APONTA PARA UMA INSERÇÃO DA JUVENTUDE COMO PROTAGONISTA DO SEU CAMINHO DE FORMA CRÍTICA E CONSTRUTIVA
  • ELEVAR A ESCOLARIDADE E QUALIFICAÇÃO DOS ADULTOS QUE NÃO PUDERAM CONCLUIR O ENSINO MÉDIO
  • PROMOVE INOVAÇÕES NAS PRÁTICAS EDUCACIONAIS
slide20
EMBORA CONSIDERE QUE HÁ UM CONJUNTO DE AÇÕES EDUCACIONAIS SISTÉMICAS E SOCIAIS IMPLEMENTADAS PELA UNIÃO, QUE SÃO POSITIVAS E VISAM MELHORAR O ENSINO MÉDIO, ENTENDEMOS QUE AINDA SÃO TIMIDAS PARA RESOLVER O PROBLEMA CRONICO QUE É A FALTA DE IDENTIDADE DO ENSINO MÉDIO COM O JOVEM DO SÉCULO 21
problemas da proposta
Problemas da proposta
  • Não houve um amplo debate com os envolvidos- a comunidade escolar desconhece;
  • Dicotomia escola pública e privada;
  • As condições práticas não são dadas;
  • Falta de adequação da organização do sistema;
  • Falta de formação dos/as professores/as
  • Modelo atual voltado para o vestibular;
financiamento
FINANCIAMENTO
  • PIB 10% o PNE estabelece 7%
  • Recurso do Pré-sal 50%
  • Lei que responsabilize os entes que descumpra o PNE.
slide24

FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

PROFESSOR

MEDIADOR - FACILITADOR

slide26

A integração requer uma radical reorganização dos colégios

Os professores terão de programar as aulas juntos

slide28

MUDANÇAS

É PRECISO MUDAR O OLHAR “