slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Visão da Prefeitura e do Governo de São Paulo sobre a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 PowerPoint Presentation
Download Presentation
Visão da Prefeitura e do Governo de São Paulo sobre a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 32
pete

Visão da Prefeitura e do Governo de São Paulo sobre a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 - PowerPoint PPT Presentation

89 Views
Download Presentation
Visão da Prefeitura e do Governo de São Paulo sobre a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Visão da Prefeitura e do Governo de São Paulo sobre a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014

  2. A experiência da Alemanha 2006

  3. 64 jogos em 8 a 12 cidades (32 seleções nacionais) Alemanha em 2006: 3.353.335 de espectadores nos estádios (média 52.401 torcedores/jogo); 18 milhões de espectadores nas praças das cidades que sediaram os jogos (Fan-Fest, promoção da FIFA); 25 a 30 bilhões de espectadores pela televisão em 240 paises; Investimentos em euros: 4 bilhões na construção e modernização de rodovias; 3,5 bilhões no transporte local; 2 bilhões na infra-estrutura de estádios; Rendeu para a FIFA, 8,5 bilhões de euros. Os grandes dados da Copa da Alemanha

  4. A experiência da Alemanha 2006 Nem todos conseguem assentos nos estádios. Mais oportunidades de negócios.

  5. A experiência da Alemanha 2006 • •500 estações de TV – 71 mil horas de transmissão •13,4 mil profissionais de rádio e TV, 20 mil profissionais de mídia. •Audiência acumulada – 240 países – 25 e 30 bilhões de espectadores •83% dos espectadores assistiram a pelo menos 1 jogo. Média de 13 jogos por pessoa •Site da Fifa – 4 bilhões de acessos

  6. A experiência da Alemanha 2006 •12,5 milhões de pernoites de turistas estrangeiros •20% a mais do que no ano anterior (2005) • •52 setores ganham e são impactados direta e indiretamente. • •Difusão de marcas, turismo, negócios diretos •Estratégia para sensibilizar novos mercados •Ingresso de divisas – 800 milhões de euros •4,8 a 5,5 milhões de euros só pelo setor hoteleiro

  7. A experiência da Alemanha 2006 • Indústria em geral (não somente o turismo) teve crescimento de 20% na Alemanha com Copa de 2006 • Negócios no varejo – outra face da experiência – 2 bilhões de euros de movimentação e investimento. • 40 mil vagas de trabalho temporário geradas • Industria da Construção Civil • África do Sul e Brasil tendem a ser ainda mais, pois a demanda por investimentos é maior

  8. Benchmarking ALEMANHA 2006

  9. Fan Fest” é a denominação dada pela FIFA para a reunião da população em praças públicas para acompanharem, diante de telões, os jogos. As “Fan Fest” podem reunir um público muito maior que o dos estádios, e vão requerer um cuidadoso planejamento dos locais, em função da sua capacidade, da logística (acessibilidade e estacionamentos), dos equipamentos de hospitalidade e da segurança. As cidades deverão planejar com antecedência os locais para as “Fan Fest”. Durante a Copa 2010, oportunidade para o ensaio geral nas nossas cidades. Desafios para os novos Prefeitos! As “Fan Fest”

  10. Exemplos de Fan-Fest

  11. África do Sul 2010 – Previsões • 350 mil visitantes durante o Mundial; • Plataforma para promoção do país – parte do esforço de integração do país; • 170 mil empregos diretos; • Investimento significativo em serviços essenciais, segurança, transporte, emprego; • Faturamento de U$ 2,1 bilhões com impostos extras e de U$ 3,6 milhões com torcedores nos estádios;

  12. Os desafios do Brasil • Deixar de ser espectador e se tornar ator do processo. • Modernizar e ampliar sua infra estrutura aeroportuária • Todos os brasileiros. Profissionais ou espectadores, envolvidos diretamente ou não. • Muitas oportunidades de desenvolvimento e negócios. • Possibilidade efetiva de incluir o País no circuito dos grandes eventos internacionais.

  13. Brasil 2014 • Importante para promoção do País. • Mostrar desenvolvimento econômico e estabilidade. • Agenda modernizadora e inclusiva para investidores e povo. • Boa visibilidade junto amercados internacionais com a oportunidade de ver o que faremos. • Não há evento como esse para a promoção do País. • Agenda ambiental – oportunidade de mostrar o compromisso do Brasil para o mundo. • Agenda modernizadora, inclusiva. • Romper barreiras e fronteiras, mostrar nossa diversidade, estimular a tolerância no mundo.

  14. Brasil 2014 – Oportunidades • Promoção do Brasil: conceitos que nos interessam firmar diante do mundo. Para turistas e espectadores. • Modernização da infra. • Compromisso do Brasil com agenda ambiental. • Grau sofisticado de desenvolvimento científico e tecnológico. • Tradições culturais, pontos históricos. • Convite a PPPs

  15. Aproveitar 2014 • Exposição mundial durante pelo menos 4 anos, sendo mais intensa em 2014; • Apresentação de diversos aspectos da cultura nacional; • Além das 12 cidades-sede (número esperado), pelo menos outras 20 receberão as seleções durante a preparação dos jogos. • Turismo combinado • Fortalecimento dos 65 destinos indutores do turismo • Mobilidade e acessibilidade nos destinos • Formatar produtos que complementem • O pré e o pós Copa • Projeção inédita do País

  16. Rede de Estádios no Brasil •Arenas multi-uso •Colocação do Brasil no circuito mundial de eventos culturais e shows •Melhoria da qualidade colocada à disposição dos atletas brasileiros •Mais conforto e segurança em tudo o que estiver à disposição do público •Credencia o Brasil a receber outros grandes eventos *Temor do dia seguinte

  17. Aproveitar 2014 • 1,6 a 2 milhões de turistas a mais em 2014; • Investimentos devem superar US$ 20 bilhões; • Promoção do Brasil: conceitos que nos interessam firmar diante do mundo. Para turistas e espectadores; • Modernização da infra; • Grau sofisticado de desenvolvimento científico e tecnológico; • Tradições culturais, pontos históricos; • Convite a PPPs;

  18. O Fator Feel Good também como resultado • Além do impacto econômico, sem dúvida fundamental , é preciso considerar o fator “sentir-se bem” que uma Copa do Mundo causa: • Aumento na auto-estima; • Comprometimento com a qualidade; • Benefícios educacionais; • Experiência cultural; • Inserção no imaginário mundial (fortalecimento da imagem); • Cidadania; • Orgulho;

  19. São Paulo Quatro grandes eixos de atuação: •Promoção Turística e Comercial da Cidade • Modernização da Infra estrutura local e regional com foco na Mobilidade Urbana • Capacitação e qualificação profissional dos serviços • Reforma do Morumbi e adequações à realidade da FIFA

  20. O Resultado da Copa do Mundo para São Paulo • Melhor infra-estrutura básica; • Melhor infra-estrutura esportiva; • Incremento da base tributária; • Melhor fluxo turístico; • Incremento do setor de serviços; • Aumento da oferta de empregos; • Fortalecimento da marca São Paulo; • Agenda ambiental – oportunidade de mostrar o compromisso do Brasil para o mundo; • Capacitação e qualificação de pessoal(só taxistas 32.000); • PPPs; • Impacto positivo na captação de novos eventos de destaque no cenário mundial;

  21. São Paulo cidade-sede • São Paulo é a maior cidade da América Latina e uma das principais e mais efervescentes metrópoles do planeta; • Está entre as maiores cidades do mundo, ocupando a 4ª posição com 17,9 milhões de habitantes*; • Maior mercado consumidor do Brasil; • Principal centro econômico do Brasil e da América do Sul; • 1º município do ranking de geração de riqueza do país: mais de R$ 160 bilhões ao ano; • Maior PIB da América do Sul - responde por 9% do PIB brasileiro. • A cidade não pára. Vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana; • Fonte:Prefeitura Municipal de São Paulo

  22. São Paulo – Oferta Cultural • Shows internacionais e nacionais; • Diversas peças de teatro – 150 teatros; • Filmes aclamados - 280 salas de cinema; • Constantes exposições e exibições - 90 museus e 40 centros culturais;

  23. São Paulo – Gastronomia de Qualidade • Mais de 12.500 opções de restaurantes; • 52 culinárias diferentes - Chefs consagrados; • Restaurantes estrelados; • Funcionamento 24h/por dia;

  24. São Paulo – Comércio Variado • Lojas de grifes nacionais e internacionais; • Oscar Freire entre as dez ruas mais luxuosas do mundo; • 77 shoppings - 240 mil lojas; • 59 ruas de comércio especializado;

  25. São Paulo – Hotelaria Diferenciada • Hotéis-boutique; • Cerca de 500 hotéis, flats e pousadas; • Os melhores hotéis de luxo do país; • Mais de 46 mil quartos;

  26. São Paulo – Vida Noturna Efervescente • 15 mil bares, de pubs a botequins; • Casas noturnas de diversos ritmos; • Danceterias como nas grandes capitais mundiais; • Berço de talentos nacionais; • Diversão para todas as idades;

  27. São Paulo – Infinidade de Eventos • 75% das grandes Feiras do Brasil acontecem em São Paulo; • São Paulo Fashion Week; • Carnaval; • Bienal do Livro e Bienal de Artes; • Virada Cultural; • Parada GLBT: 3,5 milhões de pessoas; • GP Brasil de Fórmula 1; • Bienal de Arquitetura; • Mostra Internacional de Cinema; • Salão do Automóvel; • Corrida Internacional de São Silvestre.

  28. São Paulo – Acessibilidade • Mais de 40 companhias aéreas; • Principal portão de entrada do país: • 76%DOS VÔOS INTERNACIONAIS HOJE CHEGAM A SÃO PAULO; • Aeroporto Internacional de São Paulo e Congonhas; • Segunda maior frota de helicópteros do mundo; • Cerca de 48 milhões de pessoas circulam nas rodoviárias e aeroportos da cidade que conta com 37 mil táxis;

  29. Cidade de São Paulo - Estádio • Será o Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), que passará por obras, custeadas pelo São Paulo Futebol Clube, estimadas entre R$ 130 e R$ 260 milhões;

  30. Pouco provável: Não conseguir aprontar os estádios até 2013, quando haverá a Copa das Confederações; Não conseguir ampliar a capacidade hoteleira, Sofrer “apagões” de energia, telecomunicações e transporte aéreo. Provável, se continuar com o atrasos nas decisões e definições: Repetir os erros do Pan 2007: Ajuda emergencial do Estado, para completar as obras dos estádios; Não melhorar a infra-estrutura. Perder a grande oportunidade de alavancar o país no cenário mundial. Não melhorar as condições de acessibilidade e mobilidade urbanas. Não melhorar as condições de saneamento. Ter que adotar medidas excepcionais de segurança durante os jogos, que irão se esvair, depois da Copa. Riscos (Brasil)

  31. Obrigado caio@spturis.com 011 22260403