a rela o homem natureza n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA PowerPoint Presentation
Download Presentation
A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA - PowerPoint PPT Presentation


  • 112 Views
  • Uploaded on

A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA. Papel do trabalho Linguagem simbólica Pensamento abstrato Ilka D Bechara. Peculiaridades:. O H transforma a natureza Socialmente Com instrumentos cultural e historicamente construídos Nesse processo se transforma. Origem:.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. A RELAÇÃO HOMEM NATUREZA Papel do trabalho Linguagem simbólica Pensamento abstrato Ilka D Bechara

    2. Peculiaridades: • O H transforma a natureza • Socialmente • Com instrumentos cultural e historicamente construídos • Nesse processo se transforma

    3. Origem: • Natureza primata (alta sociabilidade e inteligência) • Partilha como traço distintivo • Bases de moradia • Ou seja, a sociabilidade antecede o trabalho

    4. Como aconteceu... • As origens de uma adaptação de caça e coleta envolveram alterações em dieta, em forrageamento e em atividades sociais, em relação aquelas encontradas nos primatas não humanos (Potts, 1984). • Sítios arqueológicos (1,85 milhões) representam bases de moradia

    5. Lascamentos feitos de vários tipos de pedras • Fósseis de várias espécies • Fontes de rochas distantes até 3 km • Aspectos importantes: partilha de alimento (talvez 1ª prova da reciprocidade humana) e a segurança de um acampamento protegido  cuidar de velhos e doentes, desenvolver a cultura e cuidar socialmente das crianças

    6. O trabalho • Origem • Evolução de instrumentos • cultura

    7. Trabalho: • Atividade voltada a um fim (objetivada, planejada) e que cria objetos  que tenham valor  de uso, de troca... • O trabalho é um tipo muito especial (e humano) de interação social coordenado por atividades psíquicas conscientes.

    8. Quando e como se inicia? • Tese de Engels que o trabalho transformou o ‘macaco’ em homem é atual • O processo de hominização passa pela evolução dos instrumentos e aumento da complexidade nas relações sociais

    9. Alguns exemplos de instrumentos primitivos: Cultura mousteriana 100 mil variabilidade maior Cultura acheulense 1,5 milhões (homo erectus)

    10. Armas Clovis América do norte

    11. O modo de vida caçador-coletor • Características principais • implicações

    12. A linguagem e o pensamento • Antes: gestos e sinais vocais • Desenvolvimento do aparelho fonador • Arte rupestre e pensamento abstrato

    13. Comunicação anterior • Emissão de vocalizações • Gestos - Mãos livres permitem grande variabilidade • Posturas e comportamento (comunicação não verbal)

    14. O aparelho fonador

    15. A exigência cotidiana de uma comunicação que desse conta da complexidade das interações envolvidas nas atividades de caça e coleta impulsionaram o uso dos recursos vocais, transformando-os em linguagem articulada; • Linguagem expressa e organiza o pensamento

    16. Pensamento abstrato • Idealização da matéria  transformação de matéria bruta em objetos com forma e funcionalidade; • Processo social de transmissão e inovação da cultura • Arte rupestre • Linguagem escrita

    17. O desenvolvimento de formas cada vez mais simbólicas e generalizantes foi um extraordinário e imprescindível recurso para se desenvolver formas ainda mais complexas de trabalho e de outros tipos de interação social, estendendo-se o uso da linguagem e do pensamento.