como a informatiza o e os sistemas just in time e kanban s o integrados na ind stria moderna n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna PowerPoint Presentation
Download Presentation
Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 19

Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna - PowerPoint PPT Presentation


  • 78 Views
  • Uploaded on

Renato A. Bastos 035594 Marcelo N. Grimberg 045027 Bruno I. Beduscki 042302 Murylo M. P. Santos 045470 Thiago C. Pisana 046704. Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna' - oriana


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
como a informatiza o e os sistemas just in time e kanban s o integrados na ind stria moderna
Renato A. Bastos 035594

Marcelo N. Grimberg 045027

Bruno I. Beduscki 042302

Murylo M. P. Santos 045470

Thiago C. Pisana 046704

Como a informatização e os sistemas "Just in Time" e "Kanban" são integrados na indústria moderna
hist rico
Filosofia de produção que tem o objetivo de fabricar as peças certas, no número certo e na hora certa.

Foi uma idéia inicial de Henry Ford, publicada em seu livro My Life and Work (1922).

Primeiramente adotada pela Ford, e posteriormente pela Toyota como parte do Toyotismo (Toyota Production System).

Nos anos 50 passou à ser aprimorado pelo então engenheiro chefe da Toyota, Taiichi Ohno.

JUST IN TIME

Histórico
como surgiu
Henry idealizou que não compensava comprar materiais excedentes, e sim apenas o necessário para a produção imediata, levando-se em consideração o tempo de transporte.

Assim foi também implementado o sistema “Dock to factory floor”, ou seja, o material ia direto para as linhas de montagem.

No Japão , as empresas não podiam pagar por grandes terrenos para seus galpões, sendo isso considerado uma desvantagem até os anos 50 por diminuir o “economic lot size”, ou seja o numero de peças idênticas que deveriam ser produzidas pelo valor da reestruturação das maquinas para a produção do novo produto.

Taiichi Ohno a partir dos anos 50, passou a aprimorar o processo implementado por Ford, reduzindo o “retooling” e o “economic lot size”.

O sistema passou a ser implementado nos anos 70 no Japão e 80 nos E.U.A.

Como Surgiu
conceito
Existem três idéias básicas sobre as quais se desenvolve o sistema Just In Time:

A primeira é a integração e otimização de todo o processo de manufatura. Tudo o que não agrega valor ao produto é desnecessário e precisa ser eliminado.

A segunda idéia é a melhoria contínua (Kaizen). Isto significa uma mentalidade de trabalho em grupo, de visão compartilhada, de revalorização do homem, em todos os níveis, dentro da empresa. Esta mentalidade permite o desenvolvimento das potencialidades humanas, conseguindo o comprometimento de todos pela descentralização do poder.

A terceira idéia básicaé entender e responder às necessidades dos clientes. Isto significa a responsabilidade de atender o cliente nos requisitos de qualidade do produto, prazo de entrega e custo. Clientes e fornecedores formam, então, uma extensão do processo de manufatura da empresa.

Conceito
vantagens
Menor “Lead Time” na concepção de novos produtos;

Menos “Lead Time” na manufatura;

Melhor atendimento ao cliente;

Menor perda (maior valor agregado ao produto);

Maior retorno de investimento;

Reduzir estoques em processo, produtos acabados e eventualmente matérias-primas;

Reduzir custos de fabricação;

Gerar espaços de Fábrica;

Produzir por métodos que permitam o envolvimento das pessoas (moral, satisfação, desenvolvimento, autocontrole)

Reduzir o custo e o tempo de transportedos produtos entre o fornecedor e a empresa solicitante.

Vantagens
desvantagens
A maior desvantagem deste sistema é a que decorre de incertezas na envolvente da empresa. Se algo não funcionar bem, e o exemplo de uma greve nos transportes é a mais evidente, tudo pode ficar parado. Por isso, algumas empresas, além de um sistema de Just-in-time, mantêm também o "just in case", algum estoque de segurança que permitirá evitar perdas no caso de problemas com a envolvente, nomeadamente os fornecedores. Desvantagens
kanban
Histórico

Foi criado no Japão após a 2° Guerra Mundial, por Taiichi Ohno, engenheiro chefe da Toyota.

Em Japonês kanban significa cartão.

KANBAN
como funciona
O recebimento de um Kanban dispara o transporte, a produção ou o fornecimento de um determinado produto.

Não há estocagem de matéria prima.

A produção emite um sinal para seu fornecedor, alertando que sua matéria prima esta se esgotando. O ordem também pode ser invertida, o fornecedor avisando a produção, sobre o que produzir.

Este sinal é emitido na forma do uso de um cartão.

Como Funciona?
pain is de controle
Painéis de controle.
  • Painéis são colocados no chão de fábrica das empresas para estabelecer o controle dos cartões.
  • Quando um cartão é passado para o posto fornecedor, quer dizer que é necessária a reposição de material.
  • É um processo de fácil entendimento para os funcionários, pois eles já sabem a matéria prima que está faltando, através da ausência do cartão.
  • Agiliza a produção.
sistemas puxar x empurrar
Sistemas: Puxar X Empurrar
  • Sistema Empurrar: o material é “empurrado” para o próximo estágio de sua produção, não importando se a peça é necessária. Estocagem, Desperdício de material.
  • Sistema Puxar: utilizado pelo KANBAN, onde o material é “puxado” para o próximo estágio apenas quando o produto é necessário. Estocagem
tipos de processo
Tipos de Processo.
  • KANBAN TRANSPORTE:

ProduçãoEstoque

Sinal emitido para que o material seja transferido do estoque para uma área específica de produção.

  • KANBAN PRODUÇÃO:

EstoqueProdução

Sinal emitido para que seja iniciada a produção.

  • KANBAN FORNECEDOR:

O mesmo processo do KABAN TRANSPORTE só que para fornecedores externos.

cart o kanban de fornecedor

Cartão Kanban de Fornecedor

Cartão Kanban de Produção

kanban na ind stria moderna 5 regras de qualidade
Kanban na indústria moderna5 Regras de Qualidade
  • Fim dos Estoques ( Inventário): O cliente deve retirar do fornecedor apenas quantidades necessárias para seu processo subseqüente da produção.
  • O fornecedor deve produzir itens nas quantidades requisitadas pelo cliente.
  • Qualidade: Produtos com defeitos não devem ser liberados para os clientes.
  • Principio do “melhoramento contínuo”.
  • Adaptar-se facilmente as modificações na demanda ( Lead Time).
informatiza o
Informatização
  • Atualmente o JIT e o Kanban são complementados pelo controle estatístico computacional.
  • Também através de sistemas online é possível fazer com que pedidos sejam automatizados, o que possibilita uma otimização e uma facilitada terceirização.
bibliografia
Bibliografia
  • http://libdigi.unicamp.br/document/?view=32 acessado em 10/05/2006
  • http://www.frigoletto.com.br/GeoEcon/just-in-time.htm acessado em 10/05/2006
  • http://www.pmelink.pt/pmelink_public/EC/0,1655,1005_45899-3_41104--View_429,00.html#06 acessado em 13/05/2006
  • Máquina Que Mudou O Mundo, A, James P. Womack, Daniel Jones e Daniel Roos
  • http://vitoria.upf.br/~duran/disciplinas/grad/pcp/Transp_Pcp_8.PDF