slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição PowerPoint Presentation
Download Presentation
XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 25

XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição - PowerPoint PPT Presentation


  • 189 Views
  • Uploaded on

XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição. O CRESCIMENTO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGA NO BRASIL E SEU REFLEXO NA INDÚSTRIA. José Antonio C. Rodrigues Amsted Maxion Fundição e Equipamentos Ferroviários S.A. Salvador - BA 17 a 19/05/2004.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição' - olisa


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

XXXV Seminário de Fusão, Refino e Solidificação dos Metais e V Seminário de Fundição

O CRESCIMENTO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGANO BRASIL E SEU REFLEXO NA INDÚSTRIA

José Antonio C. Rodrigues

Amsted Maxion Fundição e Equipamentos Ferroviários S.A.

Salvador - BA 17 a 19/05/2004

slide2

Participação do Setor Ferroviário na Matriz de Transporte (%)

Ferroviário Rodoviário Hidroviário

Rússia 81 08 11

Índia 50 50 00

Canadá 46 43 11

Austrália 43 53 04

EUA 43 32 25

Brasil 24 62 14

Transporte Ferroviário no Brasil

Antes da Privatização = 19%

Previsão para 2008 = 30%

slide3

Brasil - Por que Ferrovia ?

- País de dimensões continentais;

- Crescimento econômico voltado para as exportações;

- Crescimento acelerado e interiorização da produção agrícola;

- Aumento da produção industrial - segmentos que requerem

movimentação de elevados volumes de carga.

slide4

Malha Ferroviária Nacional

Extensão atual da malha = 29.000 km

Projetos de expansão = 2.000 km (Norte-Sul, Ferronorte, Ferroanel(SP) e Transnordestina).

slide5

Situação Atual

Via Permanente

- Invasão da faixa de domínio

- Excessiva quantidade de passagens de nível

- Baixa velocidade comercial

- Falta de regulação para tráfego mútuo e direito de passagem

Locomotivas

- Desativação da Indústria local

- Frota sendo aumentada/modernizada através da importação de locomotivas usadas e

reformadas.

slide6

Situação Atual

Vagões

- As concessionárias receberam das antigas RFFSA e FEPASA uma frota de

aproximadamente 60.000 vagões, em grande parte deterioradas.

- Nos primeiros anos de concessão foram recuperados e modernizados cerca de 10.000

vagões.

- Hoje a frota é composta por aproximadamente 70.000 vagões, tendo sido adquiridos em

torno de 12.000 vagões novos após a privatização.

- A frota pertencente aos clientes tem crescido no Brasil, mas é ainda muito pequena

(aprox. 4.000 vagões). Nos EUA a frota de terceiros (clientes e empresas de leasing)

representa mais de 50% da frota total.

slide7

Investimentos no Transporte Ferroviário de Carga (R$ Bilhões)

1997 - 2003 2004 - 2008

(realizado) (necessidade)

Concessionárias 4,0 7,1

União 0,5 4,3

- Acréscimo de 10% aa na capacidade de transporte e aumento de 6 pp na matriz

- Suporta o crescimento dos setores siderúrgicos, mineração e grãos/fertilizantes

- Redução no custo Brasil de R$ 11 bilhões, no período

- Principais fontes de recursos: Valor do arrendamento (R$ 1 bilhão no período)

CIDE, PPP e BNDES

slide8

Plano de Revitalização das Ferrovias

Lançado pelo Governo Federal em 22/05/2003

Propostas:

- Restaurar trechos precários/críticos

- Privilegiar corredores de exportação

- Fortalecer a indústria ferroviária

- Expandir a malha

slide9

Plano de Revitalização das Ferrovias

Resultados inicias:

- Constituição da Câmara Setorial Ferroviária presidida pelo Ministro

dos Transportes. Participação BNDES, ANTF, ABIFER, ANUT e ANEC

- Divulgação pelas concessionárias da necessidade de 14.000 vagões

no período de 2004/2006

- Compromisso da indústria de atender à necessidade 2004/2006 das

concessionárias

- Obtenção de financiamento do BNDES para aquisição de vagões e

locomotivas

slide11

Principais Produtos

P. Siderúrgicos: 16 milhões de toneladas (5% do total)

2003 - 331 milhões t

+ 30%

1997 - 254 milhões t

slide12

Tendências

Aumento do transporte ferroviário, devido a:

Mineração/Siderurgia

- Vários projetos de expansão de minério de ferro e bauxita

- Implementação da exploração de cobre

- Reflexo direto no transporte de produtos siderúrgicos, atualmente em 16 milhões t,

podendo alcançar 20 milhões t em 2008.

Cargas Gerais

- Após privatização das ferrovias, a carga geral tem crescido continuamente, com tendência

de aumento significativo nos próximos anos.

- Transporte de containeres cresceu 33%, somente no último ano.

slide13

Tendências

Produtos Agrícolas

- Continuidade do crescimento da produção de soja e derivados, à razão de 10% ao ano.

Ferrovia atende hoje apenas a 1/3 da necessidade.

- Reflexo direto no transporte de fertilizantes, também pelo aumento contínuo da safra de

grãos em geral.

- Incremento de transporte de açúcar a granel pela disponibilização de vagões especiais

- Incremento no transporte de líquidos como álcool, óleo de soja e combustíveis.

slide14

Principais Conclusões

Resultados 1997 - 2003

- Aumento do transporte ferroviário em 30%

- Aumento da participação ferroviária na matriz de transportes de 19% para 24%

- Aumento de 8 pp da participação de cargas gerais no transporte ferroviário, de 19%

para 27%

- Aumento da produtividade de vagões

- Redução de 55% no índice de acidentes

- Investimentos de R$ 4,5 bilhões na via permanente e em aquisição/recuperação de

material rodante

slide15

Principais Conclusões

Desafios 2004 - 2008

- Necessidade de investimentos de R$ 11 bilhões, entre Concessionárias e União

- Aumento da participação ferroviária na matriz de transportes para 30%

- Crescimento do transporte ferroviário em torno de 10% ao ano

- Ampliação dos sistemas de armazenagem e terminais

- Melhoria da estrutura portuária

slide17

Indústria Ferroviária

Produção de Vagões (1970-1990)

slide18

Indústria Ferroviária

Produção de Vagões (1991-2006)

4600

2328

Previsão

slide19

Indústria Ferroviária

Capacitação Técnica

Softwares de Engenharia

- Detalhamento de projetos

- Cálculos estruturais

- Análise e simulação dinâmica dos vagões

Acordos Tecnológicos

- Fabricantes Norte-Americanos

- Universidades e Institutos de Pesquisa

Certificações

- AAR e ISO 9001:2000

slide21

Indústria Ferroviária

Objetivos

  • - Oferecer soluções específicas com foco no cliente da ferrovia
  • - Otimizar a performance do material rodante
    • Redução das taras
    • Otimização da carga e descarga dos produtos
    • Facilidade de manutenção

Melhor performance operacional da ferrovia

slide24

Exportações de Vagões 1994-2004: 900 und.

(América do Sul e África)

Indústria Ferroviária

Capacidade Anual

- 6.500 vagões

- 70.000 t de fundidos de aço

- 130.000 rodas ferroviárias

- 26.000 eixos ferroviários

- 8.000 sistemas de freio automático

slide25

A INDÚSTRIA FERROVIÁRIA BRASILEIRA TEM

MOSTRADO EFICIÊNCIA E COMPETITIVIDADE, ESTANDO DE FATO PREPARADA PARA ATENDER À DEMANDA DE VAGÕES E COMPONENTES, COM QUALIDADE E TECNOLOGIA.

A FERROVIA MERECE!!

O BRASIL MERECE!!