aten o b sica sa de
Download
Skip this Video
Download Presentation
ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 27

ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - PowerPoint PPT Presentation


  • 194 Views
  • Uploaded on

ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE. LEGISLAÇÃO SUS. PORTARIA Nº 648/GM DE 28 de Março de 2006 – POLITÍCA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE' - oke


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
legisla o sus
LEGISLAÇÃO SUS

PORTARIA Nº 648/GM DE 28 de Março de 2006 – POLITÍCA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA

“Caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde”

aten o b sica sa de estrat gia sa de da fam lia
ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE/ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
  • Equipes de Saúde da Família ( ESF/PACS);
  • Equipes de Saúde Bucal ( Modalidade 1 e 2);
  • Equipes de Agentes Comunitários de Saúde;
  • Equipes de Agentes de Controle de Endemias.
  • Apoio Matricial à ESF:
  • Núcleos de Apoio à Saúde da Família 1 e 2.
tend ncia mundial
TENDÊNCIA MUNDIAL
  • Sistemas de Saúde orientados pelos princípios e atributos da atenção primária à saúde alcançam melhores indicadores de saúde, tem menores custos e maior satisfação dos usuários.

Exemplos: Reino Unido, Austrália...

evid ncias
EVIDÊNCIAS

Países orientados para a Atenção Primária têm:

  • Menos crianças com baixo peso ao nascer;
  • Menor mortalidade infantil, especialmente pós-neonatal;
  • Menor mortalidade precoce devido a suicídio;
  • Menor mortalidade precoce relacionada a todas as causas “exceto as externas”;
  • Maior expectativa de vida em todas as faixas de idade, exceto aos 80 anos.

Barbara Starfield, 2007

evid ncias1
EVIDÊNCIAS

Países com melhor atenção primária têm melhores resultados em saúde, incluindo:

  • Mortalidade geral;
  • Mortalidade por doença cardíaca;
  • Mortalidade infantil;
  • Detecção precoce de cânceres, tais como: cólon-retal, mama, uterino/cervical e melanoma.

Barbara Starfield, 2007

evid ncias2
EVIDÊNCIAS

O AUMENTO DE 10% NAS EQUIPES DE PSF NO PERÍODO 1992/2002, DIMINUIU A MORTALIDADE INFANTIL EM 4,6% (Brasil).

FONTES: MACINKO et. al. (2004); MACINKO, GUANAIS & SOUZA (2006)

slide9
ESCORES MÉDIOS DOS ATRIBUTOS DA APS NAS UNIDADES TRADICIONAIS E DE PSF – CURITIBA 2008Fonte: Chomatas(2009)
slide18
NÚCLEOS DE APOIO À SAÚDE DA FAMÍLIA – NASF

Portaria Nº 154 de 24 de janeiro de 2008

problemas da esf
PROBLEMAS DA ESF
  • Baixa valorização Política e Social;
  • A carência de Equipes Multiprofissionais;
  • A carência de infra-estrutura e equipamentos adequados;
  • As deficiências nas relações de trabalho;
  • A fragilidade dos modelos de atenção à saúde;
  • O subfinanciamento;
  • Os problemas educacionais;
  • A baixa profissionalização da gestão...

Fonte : Mendes ( 2010)

novo ciclo da aps fonte mendes 2010
NOVO CICLO DA APSFonte: Mendes(2010)
  • Fortalecimento da APS nos órgãos gestores do SUS (Federal, Estadual e Municipal);
  • O adensamento tecnológico ( diretrizes clínicas; infra-estrutura e equipamentos; equipes multiprofissionais; telessaúde...);
  • APS como centro de comunicação das Redes de Atenção à Saúde ( gestão com base na população; planejamento da Rede – nova PPI; regulação das intervenções eletivas...);
novo ciclo da aps fonte mendes 20101
NOVO CICLO DA APSFonte: Mendes(2010
  • A superação dos problemas nas relações de trabalho ( regimes estatutários; planos de carreiras; equalização salarial com recursos federais e estaduais;
  • Implantação de modelos de atenção baseados em evidências ( classificação de risco (condições agudas) e modelo de atenção ( condições crônicas);
  • Melhoria dos processos educacionais na graduação e pós-graduação ( formação de generalistas, programas de educação permanente; incremento do ensino à distância...).
ad