slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Fisiologia do Sistema Endócrino Regulação hormonal do Metabolismo Energético Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológi PowerPoint Presentation
Download Presentation
Fisiologia do Sistema Endócrino Regulação hormonal do Metabolismo Energético Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológi

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 51

Fisiologia do Sistema Endócrino Regulação hormonal do Metabolismo Energético Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológi - PowerPoint PPT Presentation


  • 181 Views
  • Uploaded on

Fisiologia do Sistema Endócrino Regulação hormonal do Metabolismo Energético Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológicas-CCB-UFSC Como citar este documento:

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Fisiologia do Sistema Endócrino Regulação hormonal do Metabolismo Energético Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológi' - niveditha


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Fisiologia do Sistema Endócrino

Regulação hormonal do Metabolismo Energético

Profa. Adjunto do Depto. Ciências Fisiológicas-CCB-UFSC

Como citar este documento:

PINTO, Cristina Maria Henrique. Fisiologia Humana: Endocrinofisiologia. Disponível em: <http://www.cristina.prof.ufsc.br>.Acesso em: coloque a data aqui

slide2

ESQUEMAS PARA FACILITAR O ESTUDO E O ACOMPANHAMENTO DE MINHAS AULAS

Bibliografia recomendada

Livros-textos:

“Fisiologia” Costanzo, 2007, 3ª Ed. (Ed. Elsevier)

“Fundamentos de Fisiologia”, Berne et al, 2006, 4ª Ed.(Ed. Elsevier)

“Berne & Levy: Fisiologia” Koeppen & Stanton, 2009, 6ª Ed. (Ed. Elsevier)

“Fisiologia” Berne et al., 2004, 5ª Ed. (Ed. Elsevier)

“Tratado de Fisiologia Médica” Guyton & Hall, 2006, 11ª Ed. (Ed. Elsevier)

“Fisiologia” Aires, M. M., 2008, 3ª Ed. (Ed. Guanabara Koogan)

“Fisiologia: texto e atlas” Despopoulos e Silbernagl, 2003 (Ed. Artmed)

slide3

AS FIGURAS AQUI UTILIZADAS FORAM RETIRADAS DE WEBSITES E, QUANDO POSSÍVEL, SÃO SEGUIDAS PELO ENDEREÇO NA INTERNET.

PARA CONSULTA A TEXTOS E OUTROS

RECURSOS ONLINE, VEJA EM:

http://www.cristina.prof.ufsc.br

PRESERVE O DIREITO AUTORAL CITANDO A FONTE.

slide4

As fases do Metabolismo energético:

fases anabólica e catabólica

slide5

(aminoácidos)

http://fisio.icb.usp.br/

slide6

Fase anabólica

http://fisio.icb.usp.br/

slide7

Fase anabólica

http://fisio.icb.usp.br/

slide8

Fase anabólica

http://fisio.icb.usp.br/

slide9

Fase catabólica

http://fisio.icb.usp.br/

slide11

Hormônio pancreático

(fase anabólica)

http://fisio.icb.usp.br/

slide12

 GIP (*)

(*) GIP: Peptídeo insulinotrópico glicose-dependente ou pept. inibidor gástrico (hormônio intestinal)

slide14

A Ilhota de Langerhans pancreática

Células 

Glicemia

Insulina

slide15

http://arbl.cvmbs.colostate.edu/hbooks/pathphys/endocrine/pancreas/insulin.htmlhttp://arbl.cvmbs.colostate.edu/hbooks/pathphys/endocrine/pancreas/insulin.html

slide17

Fisiologia Endócrina

Regulação do

Metabolismo Energético:

Glucagon e Hormônios adrenais

slide19

A Ilhota de Langerhans pancreática

 Glicemia

Glucagon

Células 

slide21

Regulação dos níveis de glicose sanguínea pela Insulina e Glucagon

extraído, enquanto disponível, de: http://www.ncws.com/lars/anatomy/lecture.html#endocrine

slide23

AS ADRENAIS

extraído, enquanto disponível, de:http://www.ncws.com/lars/anatomy/lecture.html

slide24

Cortisol e Adrenalina: participação na modulação do estresse

extraído, enquanto disponivel, de: http://www.ncws.com/lars/anatomy/lecture.html

slide25

REGULAÇÃO DA SECREÇÃO DE CORTISOL

extraído, enquanto disponível, de:http://connection.lww.com/Products/braun-carie/documents/PDF/90309%20ch11.pdf

slide26

CORTISOL E ADRENALINA

PARTICIPAÇÃO NA MODULAÇÃO DO ESTRESSE

Veja animações online: http://www.interactivephysiology.com/login/endodemo/systems/buildframes.html?endocrine/response/01

slide27

Características dos hormônios adrenais

Veja animações online: http://www.interactivephysiology.com/login/endodemo/systems/buildframes.html?endocrine/response/01

slide28

Veja animações online: http://www.interactivephysiology.com/login/endodemo/systems/buildframes.html?endocrine/response/01

slide29

Veja animações online: http://www.interactivephysiology.com/login/endodemo/systems/buildframes.html?endocrine/response/01

slide33

SP

SP

+

+

slide34

SP

SP

+

+

Adrenalina

Adrenalina

slide40

ILUSTRAÇÃO DAS CONEXÕES ENTRE O SISTEMA NERVOSO E O SISTEMA IMUNE

A Figura ao lado mostra a sinalização entre o Sistema Imune e o Sistema Nervoso Central (CNS) através de vias sistêmicas, do nervo vago, do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HPA), do Sistema Nervoso Simpático (SNS) e do Sistema Nervoso Periférico (PNS).

Sternberg , 2006: http://www.nature.com/nri/journal/v6/n4/full/nri1810.html (acesso pelo Portal CAPES)

slide41

Efeitos dos glicocorticóides nas populações das células do Sistema Imune

Os Glicocorticóides atuam nas células do Sistema Imune (SI) agindo direta ou indiretamente suprimindo a indução de respostas pró-inflamatórias.

Eles inibem a produção de citocinas pró-inflamatórias, tais como as interleucinas-1 (IL-1) e o fator de necrose tumoral (TNF), enquanto promovem a produção de citocinas anti-inflamatórias, tais como IL-10, por macrófagos e células dendríticas. Eles também promovem apoptose de macrófagos, células dendríticas e células T, levando à inibição da resposta imune.

IFN: interferon-  ; NK cell, natural killer cell; TC, cytotoxic T cell; TH, T helper cell.

Download: Sternberg , 2006 (enquanto disponível) ou http://www.nature.com/nri/journal/v6/n4/full/nri1810.html (acesso pelo Portal CAPES)

slide42

glicerol e AGL

glicerol e AGL

Adrenalina

Cortisol

aminoácidos

slide43

A quantidade de CORTISOL em nossa corrente sangüínea não é apenas regulada por situações estressantes que experimentamos.

Existe um ritmo circadiano (diário) na secreção de ACTH e de cortisol que são maiores pela manhã. Assim como reagimos a agentes estressores, existe um padrão de cortisol plasmático em humanos. Os níveis de ACTH exibem o mesmo padrão que o cortisol.

extraído, enquanto disponível, de: http://www.flyfishingdevon.co.uk/salmon/

slide44

HORMÔNIOS ADRENAIS – ALDOSTERONA

Controle hormonal do balanço de sal e água do organismo

Color atlas of physiology/Despopoulos & Sibernagl, 2003

slide49

Efeito do ACTH na extinção da resposta de esquiva condicionada.

O diagrama ao lado mostra os efeitos do ACTH na extinção na resposta de esquiva no “shutlle box”. Dois grupos de ratos normais foram treinados para evitar o choque nas patas fugindo para o lado oposto. Um grupo dos animais foi tratado com placebo e o outro grupo, foi tratado com ACTH1-10.

O diagrama mostra que ratos injetados com o hormônio apresentaram mais resposta de esquiva durante as condições de extinção.

Em outras palavras, eles continuaram a fugir para o outro lado mesmo quando o choque não era dado se eles falhassem em emitir a resposta de esquiva.

Estes resultados podem explicar a hipótese de Levine (1971) de que o ACTH aumenta o medo.

De acordo com este autor, ACTH aumenta o medo e, portanto, os animais são mais motivados para evitar o choque.

  • Levine, (1971) Stress and behaviour, Scientific American, 224, 26-31. Extraído, enquanto disponível, de:http://www.flyfishingdevon.co.uk/salmon/
slide51

Fisiologia Endócrina

veja outras apresentações aqui