preven o da viol ncia entre os adolescentes n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Prevenção da violência entre os adolescentes PowerPoint Presentation
Download Presentation
Prevenção da violência entre os adolescentes

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 26

Prevenção da violência entre os adolescentes - PowerPoint PPT Presentation


  • 86 Views
  • Uploaded on

Prevenção da violência entre os adolescentes. Experiências em Montreal. Marc Bigras bigras.marc@uqam.ca Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento Social de Jovens WWW.IRDS.CA Universidade do Quebec em Montreal, Canadá. Prevenç ã o da violência entre os jovens.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Prevenção da violência entre os adolescentes' - nen


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
preven o da viol ncia entre os adolescentes

Prevençãodaviolênciaentreosadolescentes

Experiências em Montreal

Marc Bigras bigras.marc@uqam.ca

Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento Social de Jovens

WWW.IRDS.CA

Universidade do Quebec em Montreal, Canadá

preven o da viol ncia entre os jovens
Prevenção da violência entre os jovens

Apresentação do IRDS

Nosso medolo de pesquisa e de ação

Violencia com raizes precoces e tardias

A prevenção que dá certo.

o instituto de p esquisa para o d esenvolvimento s ocial dos j ovens irds
O Instituto de Pesquisapara o DesenvolvimentoSocial dos Jovens(IRDS)

Nossos parceiros :

  • Centro da Juventude de Montreal –Instituto Universitário
  • Universidade do Québec em Montréal
  • Universidade de Montréal
slide4

CJM-IU e IRDS

  • pesquisa
  • Ensino
  • práticas inovadoras

Missão universitária do CJM-IU

slide5

Valorização das

familias

e da comunidade

ferramentas

de avaliação,

tomada de decisâo

e

intervenção

Evolução

temporal :

o observatório

O IRDS :

a programação

Abuso físico, sexual, psicológico

e negligência dos jovens

Distribuição

geográfica

(CRABE)

Formação

dos profissionais

e elaboração de

políticas

Violência conjugal

histórico de abuso

ou de negligência

dos pais

A

transferência

do

conhecimento

Saúde mental

dos pais

Trajetórias

da agressão

(GRISE)

As

formas diversas

da violência

Agressão

de 0 até

6 anos

Apego e

socialização

Agressão, delinqüencia

e o suicídio dos jovens

Formação

do profíssionais

e elaboração de

políticas

Competências

dos pais

Descrever

Integração na

escola e

trabalho

Entender

Valorização das

famílias

e da comunidade

ferramentas de

avaliação,

tomada de decisão

e

intervenção

Cooperação

e competição

(GRIDECC)

Intervir

slide6

Contexto

familiar

Risco

Sociodemo.

Estress

parental

exposição

Contexto

escolar

Violência

participação

dos pais

Qualidade do ensino

idade

sexo

Saúde física

Experiência

escolar

Modelo do desenvolvimentodaviolência

dos atores

Competências cognitivas

Práticas

educativas

mesosistema

Competências sócio-afetivas

macrosistema

Características

do adolescente

T:2 16 anos

T1: 6 anos

tempo

a teoria bio ecol gica aplicada preven o da viol ncia
A teoria bio-ecológicaaplicadaà prevençãoda violência :

Violência=Pessoa Processo Contexto Tempo

slide8

A teoria bio-ecológica aplicada à prevenção da violência :

Influência ou sensibilização

Organização do ambiente

Uma abordagem inspirada nos princípios da promoção da saúde: as estratégias múltiplas

Macro sistema

Meso sistema

Meso sistema

Micro sistema

Pessoa

Reforço do potencial individual

a teoria bio ecol gica aplicada preven o da viol ncia1
A teoria bio-ecológicaaplicadaà prevençãoda violência :

Violência=Pessoa Processo Contexto Tempo

O processo proximal o motor do desenvolvimento

slide11
Violência não é um evento, é um processo que implica em transações múltiplas entre a pessoa e o contexto.

Este processo passa de participação-identificação, para frustração-baixa auto-estima, e está ligado a um vínculo fraco com a família, a escola e comunidade.

Quase todas as crianças chegam à escola e à comunidade com atitudes positivas e com vontade de aprender e delas fazer parte…

Mas, para alguns esta experiência transforma-se em fracasso, como resultante de um longo processo de desengajamento, desde a idade pre-escolar.

O processo proximal

caracter sticas do contexto
Características do contexto
  • Monoparentalidade
  • Pobreza
  • Baixa escolaridade da Mãe
  • Mãe adolescente no nascimento da criança
  • Insensibilidade dos pais/apego desorganizado
  • Isolamento da família
  • Agrupamento na escola de alunos com problemas
  • Rejeição dos pares
  • Opções limitadas, comunidade pouco mobilizada
caracter sticas pessoais
Característicaspessoais
  • Um conjunto de problemas pessoais antes da escolarização
    • Fraca prontidão escolar tanto cognitiva como afetiva
      • Impulsividade
      • Agressividade
      • Falta de competência social
  • Persistência dos problemas
  • Associação aos pares com problemas
  • Infrações precoces (±8 anos)
  • Meninos
prevenir a viol ncia na adolescencia
Prevenir a violência na adolescencia
  • Fluppy : abordagem multimodal com

Crianças

Pais

Professores

slide16

FLUPPY

ABORDAGEM MULTIMODAL

IDADE PREESCOLAR

Suporte de

professores

Desenvolvimento

de habilidades sociais

Intervenção com

a família

Intervenção

escolar

Suporte dos

pares

slide17

Desenvolver as habilidadessociais da criança …

AUTOCONTROLE

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

interpessoais

IDENTIFICAR AS EMOÇÕES

OFERECER ALTERNATIVAS A AGRESSÕES

ENTRAR EM CONTATO

REDUZIR

AGITAÇÃO

AUMENTAR SENSIBILIDADE AO OUTROS

AUMENTARHABILIDADES

ESPECÍFICAS

slide18

ABANDONO ESCOLAR (17 anos)

(24 / 111)

(4 / 38)

slide19

A violência com raízes tardias (late onset)

A maioria das infrações contra a lei ou atos violentos são transitórios

A violência é relacionada a um desafio desenvolvimental da adolescência

slide20

Contexto

familiar

Risco

Sociodemo.

Estress

parental

Características do contexto

Práticas

educativas

Recursos Familiares

+Otimismo, valores positivos, expectativas importantes em relação ao desempenho escolar e participação social do adolescente

+Equilíbrio entre regras e afeto,

+Ajuda em materias

-Pobreza, isolamento social

-Estresse parental

slide21

exposição

Contexto

social

participação

dospais

Qualidadedaescola

Características do contexto

Recursos da comunidade:

+Otimismo, valores positivos, expectativas importantes a respeito do desempenho escolar do aluno.

+Equilíbrio entre regras e afeto, relacionamento com a professora

+Bons professores.

+Ajuda em materais, oferta de opções.

+boa comunicação pais-escola.

-abordagem socio-cognitiva?

-ambiente inseguro.

slide22

idade

sexo

Saúde física

Experiência

escolar

Característicaspessoais

Características

do adolescente

Recursos do adolescente :

+Hábitos de trabalho, segue as regras e rotinas

+Gosta dos pais, da escola e dos professores,

+Planos para o futuro

+Experiências (na escola) positivas

-Meninos Vs meninas

Adolescentes : associação com pares disfuncionais, baixa motivação escolar

preven o que d certo
Prevençãoquedácerto

Probaçao intensiva: prevenção da recidiva

Contribui com uma queda de 75 % a 30 % da recidiva de infrações (inclusive violentas). Com um custo menor de que a guarda contínua e fechada

Baseada no princípios seguintes : 1-risco, 2- necessidade e 3- adequação da intervenção (responsiveness)

1- Quanto maior for o risco de recidiva, maior deve ser a intensidade da intervenção

2- As necessidades (só elas) são atendidas (ex. controle da raiva ou escolarização?)

3- Modulação (adequação) da intervenção em função dos riscos e necessidades de cada adolescente

slide24

Prevençãoquedácerto

A família, a escola e a comunidade devem oferecer várias alternativas educativas e de lazer

A família, a escola e a comunidade devem oferecer um meio seguro e acolhedor

A família, a escola e a comunidade devem criar vínculos positivos com o adolescente

preven o que d certo com violencia precoce early onset
Prevençãoquedácerto com violenciaprecoce (early onset)

Os últimos 20 anos de pesquisa mostram que a prevenção da violência (promoção da integração social) dá certo e é barato.

Para cada 1$ investido num programa como o FLUPPY (Perry preschool) o retorno será de 7.16$

Trata-se de um retorno maior do que investir na MicroSoft Corp

Os meninos que participam de programas de estimulação (escolar e social) têm menos problemas pessoais e interpessoais com os pares e com os adultos

Quanto mais jovens ao serem assistidos, mais eficiente e mais barato

preven o que d certo com violencia na adolescencia
Prevençãoquedácerto com violencianaadolescencia

Os programas para adolescentes funcionam mas,

O investimento deve ser maior em termos de :

Avaliação dos riscos e necessidades dos adolescentes e competências do meio ambiente.

Necessidade de um acompanhamento individual, bem como uma mobilização da comunidade.

A final o custo/retorno é muito favoravel à prevenção