feudalidmo n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
FEUDALIDMO PowerPoint Presentation
Download Presentation
FEUDALIDMO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 14

FEUDALIDMO - PowerPoint PPT Presentation


  • 72 Views
  • Uploaded on

FEUDALIDMO. Origem: organização social e político caracterizado; economia de consumo, trocas naturais... sociedade estática... poder político descentralizado.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'FEUDALIDMO' - moke


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
feudalidmo

FEUDALIDMO

Origem:

organização social e político caracterizado;

economia de consumo, trocas naturais...

sociedade estática...

poder político descentralizado.

colonato romano -relacionada com a crise no sistema escravista de produção do Império Romano, que ocorreu no século III; vilas e servidão.

Comitatus – germânico.(relação entre um guerreiro germânico e o seu senhor, garantindo que um não abandonaria o campo de batalha sem o outro)- relações entre o suserano e o vassalo, baseadas na honra, lealdade e liberdade. 

feudalidmo4

FEUDALIDMO

Obrigações Servis –

Corveia: trabalho

Talha: parte da produção - um terço da produção;

Banalidade: pelo uso de instrumentos ou bens do feudo, como o moinho, o forno, o celeiro, as pontes;

Capitação: cada membro da família (por cabeça);

Tostão de Pedro ou dízimo: 10% à Igreja, para a manutenção da capela local;

Censo: os vilões (pessoas livres, vila) deviam pagar, em dinheiro, para a nobreza;

Taxa de Justiça: para serem julgados no tribunal do nobre;

Formariage: taxa para ajudar no casamento d nobre. Também, em alguns casos, o Senhor poderia passar a noite de núpcias da serva seria - a igreja o combatia com veemência;

Mão Morta:em caso do falecimento do pai ou da família;

Albermagem: hospedar o senhor feudal caso fosse necessário.

feudalidmo6

FEUDALIDMO

Obrigações Vassálicas

Cerimônia:1. A homenagem, em que o vassalo se submetia ao senhor;2. O juramento de fidelidade, em que o vassalo jurava, perante a Bíblia, ser fiel ao seu suserano;3. A investidura, em que o Suserano entregava ao vassalo um objeto ( um ramo, um lenço, um pouco de terra, etc) que simbolizava a entrega do feudo.O estabelecimento de uma rede de relações feudo-vassálicas originou um verdadeira pirâmide feudal no vértice da qual se encontrava o rei, suserano máximo.Esta forma de organização da sociedade senhorial é denominada por sistema feudal ou feudalismo (resultante da palavra feudo), tendo sido adoptada (com variantes locais) em quase toda a Europa.

igreja medieval

IGREJA MEDIEVAL

Filme 1 O feitio de quila.avi

Feudalismo.avi

igreja medieval1

IGREJA MEDIEVAL

Edito de Milão (313) e edito de Tessalônica (391),

orça no continente europeu – cristianização dos povos bárbaros.

Concílio de Nicéia, em 325 - bases religiosas e ideológicas da Igreja - através da centralização de seus princípios e a formulação de uma estrutura hierárquica, a Igreja teve condições suficientes para alargar o seu campo de influências durante a Idade Média. 

Durante a Idade Média (século V ao XV) - manteve grande poder. Possuía muitos terrenos (poder econômico), influenciava nas decisões políticas dos reinos (poder político), interferia na elaboração das leis (poder jurídico) e estabelecia padrões de comportamento moral para a sociedade (poder social). 

Construiu uma ortodoxia - não permitia opiniões e posições contrárias aos seus dogmas (verdades incontestáveis). Quem desrespeitavam ou questionavam as decisões da Igreja eram perseguidos e punidos - Tribunal do Santo Ofício (Inquisição) no século XIII, para combater os hereges (contrários à religião católica). O Nome da Rosa Idade Mdia Teoria Poltica.avi

igreja medieval2

IGREJA MEDIEVAL

ORGANIZAÇÃO DO CLERO

 Os sacerdotes da igreja tinham suas categorias:

Clero Secular -  eram os sacerdotes que viviam fora dos mosteiros, divididos em padres, bispos e outros.

Clero Regular – já  refere-se aos sacerdotes que viviam nos mosteiros e obedeciam as regras de sua ordem religiosa.

Alto clero, que reunia bispos, abades e cônegos, vindos de famílias da nobreza - isenção de impostos, a posse de terras, o direito a cobrança do dízimo e o fato deles possuirem um tribunal próprio.

Baixo clero, que se compunha de sacerdotes pobres.

A base da riqueza da Igreja resultava do recebimento de dízimos e da renda de imóveis urbanos e rurais.

igreja medieval3

IGREJA MEDIEVAL

Os reis tinham todo o interesse em

influenciar na nomeação dos bispos e abades,

devido à importância de sua função.

Bispos e abades eram verdadeiros príncipes

soberanos, detendo o mercado da moeda e a

alfândega, chegam a comandar exércitos.

O rei entregava o báculo e o anel à nova autoridade religiosa que, em seguida, prestava juramento de fidelidade e de vassalagem. Somente então seguia-se a consagração episcopal.

Passava a idéia de que a Igreja era propriedade real não pela dignidade do candidato, mas pela política e interesses econômicos.

Simonia- Simão, o Mago - tentou comprar a São Pedro o dom do Espírito Santo.  Daí foi definida como - compra e venda de cargos eclesiásticos ou bens espirituais.

Nicolaísmo - dos nicolaitas defendiam o casamento dos padres. Desregramento do clero.

igreja medieval4

IGREJA MEDIEVAL

As Reformas de Cluny (sec VII) - desejava

em restaurar a vida manástica tradicional,

encorajando a piedade e o cuidado

aos pobres. Proposta pelos Beneditinos.

Reforma de Gregório IV:

-seminários; celibato; colégio de cardeais; Somente o papa pode depor e absolver bispos, ele pode estabelecer novas leis,

-quem não está com a Igreja romana não deve ser considerado católico.

igreja medieval5

IGREJA MEDIEVAL

Querela das Investiduras

Em 1073, o Colégio dos Cardeais elegeu Gregório VII - proibiu que qualquer autoridade monárquica concedesse alguma espécie de cargo religioso. 

Henrique IV, rei do Sacro-Império, reuniu os bispos subjugados ao seu poder político para anular o poder de Gregório VII. Henrique IV foi excomungado – perdoado “ir a Canossa”. Depois opôs-se ao papa e tentou derrubá-lo; Gregório VII se exilou na França.

Em 1122 um pacto de trégua - o imperador teria poder de nomear bispos com autoridade secular, mas não com autoridade sagrada - proibida a prática de cesaropapismo (união dos poderes imperiais e religiosos) e de simonia (venda de cargos eclesiásticos). As práticas religiosas e as nomeações de cargos religiosos, no entanto, eram exclusivamente do papa. Foi a Concordata de Worms.