participa o pol tica coisa de idiota n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Participação política: coisa de idiota? PowerPoint Presentation
Download Presentation
Participação política: coisa de idiota?

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 1

Participação política: coisa de idiota? - PowerPoint PPT Presentation


  • 53 Views
  • Uploaded on

Participação política: coisa de idiota?.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Participação política: coisa de idiota?' - miron


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
participa o pol tica coisa de idiota

Participação política: coisa de idiota?

Indignados com a corrupção endêmica impregnada nos poderes executivo e legislativo, muitos cidadãos pseudocríticos vociferam que “só participa da política quem é idiota”. Segundo eles, quem gosta de ser roubado por essa elite corrompida torna-se participativo politicamente.

Devido a isso, eles se recusam a votar, pois não se consideram idiotas – logo, não participam da política. Esse raciocínio contém, no mínimo, um equívoco: ignora a etimologia do termo “idiota”.

“Idiótes”, do grego, significa “aquele que ignora ou desconhece os assuntos públicos”, ou seja, o que se preocupa meramente com problemas individuais. Além disso, não é só pelo voto que se participa da política: “politiké”, do grego, refere-se à arte de usar o poder – e esse permeia todas as relações humanas. Viver em uma época e país é estar imerso em influências políticas. Onde quer que se esteja e com quem se dialogue, há uma política – pelo menos – em jogo.

Escolher não participar da política é, portanto, paradoxalmente uma atitude política. Quem se acha muito esperto dizendo-se “apolítico” ignora o que seja de fato a política. Ignora o que está influenciando sua vida. Ignora os poderes em jogo. Assim, quem acaba sendo o verdadeiro idiota, etimologicamente, ao invés daqueles que ele chama de idiotas, é ele mesmo.