contabilidade rural n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Contabilidade Rural PowerPoint Presentation
Download Presentation
Contabilidade Rural

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 41

Contabilidade Rural - PowerPoint PPT Presentation


  • 141 Views
  • Uploaded on

Contabilidade Rural. Conceitos básicos. Empresas Rurais. São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados produtos agrícolas (Marion, 2007, p.2). EMPRESAS RURAIS.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Contabilidade Rural' - micheal


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
contabilidade rural

Contabilidade Rural

Conceitos básicos

empresas rurais
Empresas Rurais

São aquelas que exploram a capacidade produtiva do solo por meio

do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de

determinados produtos agrícolas (Marion, 2007, p.2).

EMPRESAS RURAIS

Exploração da capacidade produtiva do solo

Cultiva a terra

Cria animais

Transforma produtos agrícolas

É a unidade de produção em que são exercidas atividades que dizem

respeito a culturas agrícolas, criação do gado ou culturas florestais,

com a finalidade de obtenção de renda (Crepaldi, 2009, p.3)

Atividade Rural – Conceitos Básicos

campo de atividade das empresas rurais
Campo de atividade das Empresas Rurais

São 3 (três), basicamente:

1) Atividade Agrícola;

2) Atividade Zootécnica;

3) Atividade Agroindustrial.

ATIVIDADE RURAL

Divisão por grupos: produção

Vegetal

Animal

Indústria Rural (transformação)

Atividade agrícola

Atividade agroindustrial

Atividade Zootécnica

Atividade Rural – Conceitos Básicos

campo de atividade das empresas rurais1
Campo de atividade das Empresas Rurais

Atividade Agrícola Produção Vegetal: Se detém basicamente no cultivo e

práticas produtivas e divide-se em dois grupos:

a) Cultura hortaliça e forrageira – cereais, hortaliças, fibras, tubérculos,

especiarias, etc.

b) Arboricultura – florestamento, reflorestamento, pomares, vinhedos,

etc

ATIVIDADE AGRÍCOLA – produção vegetal

Divisão em dois grupos de culturas

Culturas hortícola e forrageira

Arboricultura

Cereais, hortaliças, tubérculos, especiarias, fibras, floricultura, forragens ...

Florestamento, reflorestamento, pomares e vinhedos

Atividade Rural – Conceitos Básicos

atividade zoot cnica
Atividade Zootécnica

Atividade Zootécnica Produção Animal: é a atividade que tem como

objetivo a criação de animais. Ex.: Apicultura (abelhas); Avicultura (aves);

Piscicultura (peixes); e Pecuária (gado).

ATIVIDADE ZOOTÉCNICA  criação de animais

Divisão em grupos de criação

Apicultura

Cunicultura

Pecuária

Avicultura

Piscicultura

Ranicultura

Sericultura

Pequenos animais

Pecuária: é a arte de criar e tratar do gado.

Gados: Animais geralmente criados no campo para serviços de lavoura,

consumo doméstico ou para fins industriais e comerciais. Ex: bovinos,

caprinos, suínos, ovinos, etc.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

atividade agroindustrial
Atividade Agroindustrial

Atividade Zootécnica Produção Animal: é a atividade que tem como

objetivo a criação de animais. Ex.: Apicultura (abelhas); Avicultura (aves);

Piscicultura (peixes); e Pecuária (gado).

ATIVIDADE AGROINDUSTRIAL

BENEFICIAMENTO

TRANSFORMAÇÃO

Produtos zootécnicos

Produtos agrícolas

Produtos agrícolas

Atividade Rural – Conceitos Básicos

fatores de produ o das empresas rurais
Fatores de produção das empresas rurais

Referência: Crepaldi, 2009, págs. 3 e 4

  • 1) Terra: é o fator de maior importância, pois nela serão aplicados os dois
  • outros fatores, por isso o produtor sempre tem que ter a preocupação
  • em manter a capacidade produtiva da mesma.
  • 2) Capital: representa os bens que serão usados sobre a terra para se
  • alcançar a produtividade da mesma e ainda melhorar a qualidade do
  • trabalho humano. Pode ser:
    • a) Capital Circulante: aqueles que são consumidos dentro do ano
    • agrícola. Ex: sementes, defensivos, vacinas, sais minerais, etc.;
    • b) Capital Fixo: aqueles que permanecem vários anos na empresa.
    • Ex.: galpões, aramados, animais de produção ou de serviço,
    • máquinas, etc.
  • 3) Trabalho: este fator se constitui como o desempenho do homem ou o
  • conjunto de atividades desenvolvidas pelo homem.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

caracter sticas peculiares do setor rural
Características peculiares do setor Rural

Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

  • a)Dependência do Clima: É a característica mais marcante, pois o clima
    • condiciona a maioria das explorações agropecuárias, determinando
    • épocas de plantio, tratos culturais, colheitas, escolhas de variedades
    • e espécies (vegetais e animais);
  • b) Não correlação Tempo de Produção x Tempo de Trabalho: Em
    • algumas das suas fases o processo produtivo agropecuário
    • desenvolve-se mesmo sem o trabalho físico imediato do homem.
    • Este é um fator favorável visto que em setores como a indústria, o
    • tempo para se chegar ao produto final é sempre igual ao tempo de
    • trabalho consumido na produção do bem;
  • c) Dependência de Condições Biológicas: São estas condições que
    • determinam o ciclo produtivo na agropecuária, inclusive sua
    • irreversibilidade, ou seja, a impossibilidade de a sequência de
    • produção, apesar dos avanços nas pesquisas;

Atividade Rural – Conceitos Básicos

caracter sticas peculiares do setor rural1
Características peculiares do setor Rural

Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

  • d) Terra como participante da produção: No setor rural, a terra participa
    • diretamente do ciclo produtivo (e não como um suporte para
    • estabelecer suas atividades). É fundamental analisá-la e conhecer
    • suas condições químicas, físicas, biológicas e topográficas, etc.;
  • e) Estacionalidade da Produção: As atividades agropecuárias estão
    • dispersas por toda a empresa e podem ocorrer em locais distintos,
    • pois não existe um fluxo contínuo de produção como na indústria e
    • uma tarefa pode não depender da outra;
  • f) Incidência de Riscos: Toda a atividade econômica sujeita-se à riscos.
    • Os riscos são maiores no setor agropecuário devido mesmo
    • depender de fatores climáticos (seca, geada, granizo... ), pelo ataque
    • de pragas e moléstias e pelas flutuações dos preços dos seus
    • produtos.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

caracter sticas peculiares do setor rural2
Características peculiares do setor Rural

Referência: Crepaldi, 2009, págs. 9 a 11

  • g) Sistema de competição econômica: Devido ao grande nº. de
    • produtores e consumidores, produtos com poucas diferenciação
    • entre si, e entrada e saída no negócio sem grandes alterações na
    • oferta total, o empresário rural não consegue controlar sozinho
    • preço de seus produtos, que são ditados pelo mercado;
  • h) Produtos não uniformes: Ao contrário da indústria, na agropecuária
    • dificilmente se consegue obter produtos uniformes quanto à forma,
    • tamanho e qualidade. Isso resulta em custos adicionais de
    • classificação e padronização e receitas mais baixas devido a venda
    • de produtos com padrão de qualidade inferior;
  • i) Alto custo de saída e/ou entrada: No setor rural, algumas culturas
    • exigem altos investimentos em benfeitorias e máquinas, o que
    • somado à condições adversas de preço e mercado, podem exigir um
    • bom capital, especialmente as culturas anuais (ex.: milho e soja).

Atividade Rural – Conceitos Básicos

contabilidade rural1
Contabilidade Rural
  • A contabilidade quando estudada de forma genérica em qualquer empresa é
  • dita contabilidade geral ou financeira. Quando concebida e dirigida a um
  • segmento específico de determinada produção ou atividade é denominada
  • em função de tal seguimento que a integra.
  • Assim, para Marion, temos:
    • Contabilidade Agrícola
    • Contabilidade da Zootécnica
    • Contabilidade da Pecuária
    • Contabilidade Agropecuária
    • Contabilidade da Agroindústria
    • Contabilidade Rural
  • A Contabilidade Rural é a especialização da contabilidade que se ocupa dos
  • atos e fatos administrativos das empresas rurais. Dessa forma, o objeto de
  • estudo da contabilidade rural é o patrimônio das entidades rurais.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

ano agr cola x exerc cio social x ano civil
Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil

Quando termina o exercício social de uma empresa rural?

- O ano fiscal abrange o período de doze meses e normalmente

é encerrado em 31/12 de cada ano, coincidindo com o ano

civil.

- O ano da atividade da empresa rural é diferente do ano fiscal,

pois a produção agropecuária, essencialmente, sazonal,

concentra-se em determinado período do ano, que pode ser

alguns dias ou meses:

a) Geralmente logo após a colheita (na agricultura); ou

b) Após o nascimento dos bezerros (na pecuária).

Atividade Rural – Conceitos Básicos

ano agr cola x exerc cio social x ano civil1
Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil
  • Na Atividade Agrícola:
  • O ano agrícola é o período em que se planta, colhe e se comercializa a safra.
  • No caso de empresas que preferem estocar seus produtos ao invés de vendê-los logo após a colheita, considera-se o ano agrícola logo após a colheita de tais produtos.
  • Assim, se obterá uma avaliação melhor do desempenho da safra quando realizado logo após esse ciclo.
  • Produtos agrícolas com colheitas em períodos diferentes do ano: sugere-se que o ano agrícola seja fixado em função da cultura de maior relevância econômica.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

ano agr cola x exerc cio social x ano civil2
Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil
  • b) Na Atividade Pecuária:
  • O ideal é realizar o encerramento do exercício social logo após o nascimento dos bezerros ou do desmame.
  • Isso geralmente concentra-se em uma época do ano, inclusive por planejamento de lotes de nascimentos via inseminação artificial ou estação de monta (período de cruzamento do touro com a vaca).
  • Afinal, o bezerro será o produto final que valorizará o patrimônio da empresa.
  • Também é comum a fixação do exercício social no mês seguinte à venda concentrada das reses ao frigorífico.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

ano agr cola x exerc cio social x ano civil3
Ano Agrícola X Exercício Social x Ano Civil

ATENÇÃO:

Para efeito de gerenciamento, a observância do ano agrícola

como exercício social da empresa rural será de extrema

relevância.

Contudo, a Lei 7.450/85 do Imposto de Renda obriga as

empresas a condicionarem o exercício social com o ano civil

que compreende desde 01 de janeiro até 31 de dezembro.

Tal decisão prejudicou sensivelmente as empresas rurais,

pois o ano agrícola mostra mais claramente a situação da

empresa e permite uma melhor avaliação econômica e

financeira com escopo voltado às tomadas de decisões.

Assim, para que atendamos o que determina a legislação

fiscal, será tomado o ano civil como exercício social para as

empresas rurais.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

tipos de culturas
Tipos de culturas
  • Tipos de Culturas na Atividade Agrícola.

 Cultura Temporária

Cultura Permanente.

  • Cultura Temporária - Custos x Despesas.
  • Fases da Cultura Temporária.
  • Registro Contábil da Cultura Temporária.
  • Rateio de Custos na Cultura Temporária.
  • Principais Lançamentos Contábeis.
  • Apuração do Resultado da Cultura Temporária.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

tipos de culturas na atividade agr cola
Tipos de culturas na atividade agrícola

Culturas Temporárias: São aquelas que tem um período de vida

curto, estando sujeitas ao replantio após a colheita, quando são

arrancadas do solo p/ a realização de um novo plantio. Possuem

vida não superior a um ano (culturas anuais).

Ex.: soja, milho, arroz, feijão, batata, legumes, etc.

Culturas Permanentes: Possuem período de vida superior a um

ano e não estão sujeitas a replantio após cada colheita. Por

estarem vinculadas ao solo, proporcionam mais de uma colheita,

sendo fator de produção da empresa por diversos anos.

Ex.: cana de açúcar, citricultura (laranja, limão...), cafeicultura,

silvicultura (essências florestais, plantas arbóreas), oleicultura

(oliveira), frutas arbóreas (uva, maça, pêra, jaca, goiaba...).

Atividade Rural – Conceitos Básicos

culturas tempor rias custo x despesa
Culturas temporárias – Custo X Despesa
  • Custos: São todos os gastos identificáveis direta ou
  • indiretamente com a cultura ou produto, ou seja, relativos à
  • atividade de produção. Geralmente são acumulados no estoque.
  • Ex.: - salários do pessoal da propriedade rural;
    • - sementes e adubos utilizados no processo produtivo;
    • - combustíveis e lubrificantes usados nas máquinas agrícolas;
    • - depreciação dos equipamentos agrícolas;
    • - gastos com manutenção das máquinas agrícolas;
    • - serviços agrônomos ou topográficos, etc.
  • Despesas: São todos os gastos não identificáveis com a
  • cultura ou produto, não sendo acumulados no estoque, mas
  • apropriados como despesas do período (de vendas,
  • administrativas ou financeiras).
  • Ex.: - propaganda e comissões de vendedores;
    • - honorários de diretores e salários do pessoal de escritório;
    • - juros e tarifas bancárias.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

fases da cultura tempor ria
Fases da cultura temporária
  • 1) Formação:
  • - Custos com plantio, adubação, sementes, calcário, mão-de-obra, irrigação, produtos químicos (ex.: fungicidas), depreciação, etc.
  • 2) Colheita:
  • - Custos com mão-de-obra, combustíveis para maquinários, depreciação das máquinas, etc.
  • 3) Produtos Colhidos:
  • Gastos com beneficiamento e acondicionamento
  • 4) Venda do Produto:
  • - Custos dos Produtos Vendidos

Atividade Rural – Conceitos Básicos

registro cont bil da cultura tempor ria
Registro contábil da cultura temporária
  • Custos de Formação:
  • Registra-se na conta “Culturas Temporárias em Formação”, que deve figurar no Ativo Circulante, como se fosse “Estoque em Andamento” numa indústria.
  • Todos os custos serão acumulados numa subconta com título específico da cultura em formação (arroz, trigo, alho, etc.):
  • Ativo
    • Circulante
      • Estoques
        • Cultura Temporária em Formação
          • Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.)
  • Custos que compõe esta rubrica: sementes, fertilizantes, mudas, mão-de-obra, encargos, energia elétrica, combustível, depreciação de tratores e outros.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

registro cont bil da cultura tempor ria1
Registro contábil da cultura temporária
  • Custos da Colheita:
  • Também deverão ser acumulados na conta “Culturas Temporárias em Formação”.
  • Ativo
    • Circulante
      • Estoques
        • Cultura Temporária em Formação
          • Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.)
  • Após o término da colheita, essa conta será baixada pelo seu
  • valor de custo e transferida para uma nova conta denominada
  • “Produtos Agrícolas”, sendo especificado como subcontas os
  • tipos de produtos (soja, milho, batata...).

Atividade Rural – Conceitos Básicos

registro cont bil da cultura tempor ria2
Registro contábil da cultura temporária
  • Custos dos Produtos Colhidos:
  • Geralmente são relacionados ao acabamento do produto ou
  • para deixá-lo em condições de venda. Devem ser somados à
  • conta de “Produtos Agrícolas”.
  • A conta “Produtos Agrícolas” também deve ser classificada no Ativo
  • Circulante, o que equivale a um estoque acabado (armazenado).
  • Ativo
    • Circulante
      • Estoques
        • Produtos Agrícolas
          • Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.)

Atividade Rural – Conceitos Básicos

registro cont bil da cultura tempor ria3
Registro contábil da cultura temporária
  • Custos dos Produtos Vendidos:
  • À medida que a produção for vendida, dá-se baixa na conta
  • “Produtos Agrícolas”, transferindo o valor de custo para conta
  • “Custo do Produto Vendido” (trigo, tomate, abóbora,...).
  • Custos e Despesas
    • Custos dos Produtos Vendidos
      • Custos dos Produtos Agrícolas
        • Cultura Temporária
          • Cultura (Arroz, Milho, Soja, Feijão, Mandioca, etc.)
  • OBS: Nesse momento, é possível apurar o lucro bruto da
  • cultura temporária, confrontando as receitas da venda e os
  • custos do produto vendido.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

registro cont bil da cultura tempor ria4
Registro contábil da cultura temporária

Gastos de Armazenamento:

Em alguns casos, quando o produto agrícola estiver

totalmente acabado e pronto para venda, não devendo sofrer

mais nenhuma alteração, é comum armazená-lo e vendê-lo em

momento oportuno, esperando o preço oscilar para cima.

Esses gastos são geralmente tratados como despesas de

vendas, no grupo Despesas Operacionais, e não custo do

produto.

OBS: Considerando que o tempo que produto agrícola pode

ficar em estoque para vendas futuras pode ultrapassar um ano,

há quem prefira contabilizar o gasto de armazenamento no

estoque, identificando melhor o custo do produto no momento

da venda.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

rateio de custos na cultura tempor ria
Rateio de custos na cultura temporária
  • Nos poucos casos de única cultura, todos os custos se tornam
  • diretos à cultura e assim devem ser apropriados.
  • Existindo várias culturas, caso mais comum, há necessidade
  • de rateio dos custos indiretos, proporcionalmente a cada cultura.
  • Exemplo: Em uma propriedade rural alugou-se por 2 meses 5 tratores,
  • usados no preparo da terra para o plantio de feijão e arroz. Qual o custo
  • que deve ser apropriado para cada cultura, sabendo-se que cada trator
  • custa por mês 2.000 reais e que das 8 horas que eram utilizados por dia,
  • dedicavam-se 5 para a área do plantio do feijão e 3 para a do arroz?
  • Cálculo: 5 tratores X R$ 2.000 = 10.000 x 2 meses = R$ 20.000
      • R$ 20.000 / 8h = 2.500 X 5h = R$12.500 (feijão) => 62,5%
      • R$ 20.000 / 8h = 2.500 X 3h = R$ 7.500 (arroz) => 37,5%

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria lan amentos cont beis
Cultura temporária: Lançamentos Contábeis
  • Pela formação até a colheita:
    • D: Cultura Temporária em Formação
      • (AC - especificar o tipo de cultura)
    • C: Caixa / Duplicatas ou Contas a Pagar
  • Cultura temporária formada e início da colheita:
    • D: Cultura Temporária em Formação
      • (AC - especificar o tipo de cultura)
    • C: Caixa / Duplicatas ou Contas a Pagar
  • No encerramento da colheita:
    • D: Produtos Agrícolas
      • (AC - especificar o tipo de cultura)
    • C: Cultura Temporária em Formação
      • (AC - especificar o tipo de cultura)

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria lan amentos cont beis1
Cultura temporária: Lançamentos Contábeis
  • Pela venda do produto agrícola:
          • D: Caixa / Duplicatas ou Contas a Receber
          • C: Venda de Produtos Agrícolas
          • (Receita - especificar o tipo de cultura)
  • Pela baixa do produto vendido (do estoque):
    • D: Custo dos Produtos Vendidos
      • (Custos e Despesas - especificar o tipo de cultura)
    • C: Produtos Agrícolas
      • (AC - especificar o tipo de cultura)

Atividade Rural – Conceitos Básicos

resultado da cultura tempor ria
Resultado da Cultura temporária
  • Para apurar o resultado (simplificadamente):
    • Receita Bruta
      • Venda de Produtos Agrícolas
    • (-) Custo dos Produtos Vendidos
    • = Lucro Bruto
    • (-) Despesas Operacionais
      • - Vendas
      • - Administrativas
      • - Financeiras
    • = Lucro Operacional

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • 1º Exemplo: A Cia. Agropecuária Boi de Piranha inicia suas atividades em
  • 02/01/2009, com R$ 200.000 de capital, sendo que R$ 100.000 foi aplicado na
  • terra e o restante no caixa.
  • Faça os lançamentos contábeis considerando as seguintes operações e que a
  • empresa só trabalha com a cultura de milho:
    • 1. Comprou R$ 20.000 em adubo, sendo R$ 16.000 aplicado na
    • cultura e o restante ficou em estoque.
    • 2. A mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ 12.000
    • 3. Houveram outros gastos indiretos, no valor de R$ 11.000 sendo R$
    • 8.000 à vista e o restante a prazo.
    • 4. Houve um gasto de R$ 7.000 para a colheita
    • 5. As despesas administrativas somaram R$ 8.000, sendo 50% à vista
    • e o restante a prazo.
    • 6. Encerrada a colheita, metade da safra foi vendida a R$ 32.000, à
    • vista.

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o1
Cultura temporária: Ex. de contabilização

Primeiro, vejamos como ficaria o Balanço de Abertura:

Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Boi de Piranha

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o2
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações:
  • 1. Comprou R$ 20.000 em adubo, sendo R$ 16.000 aplicado na cultura e o
  • restante ficou em estoque.
    • D: Cult. Temp. em Formação/Milho 16.000
    • D: Insumos/Adubos e Fertilizantes 4.000
    • C: Caixa 20.000
  • 2. A mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ 12.000
    • D: Cult. Temp. em Formação/Milho 12.000
    • C: Caixa 12.000
  • 3. Houve outros gastos indiretos, no valor de R$ 11.000 sendo R$ 8.000 à
  • vista e o restante a prazo.
    • D: Cult. Temp. em Formação/Milho 11.000
    • C: Caixa 11.000
  • 4. Houve um gasto de R$ 7.000 para a colheita.
    • D: Cult. Temp. em Formação/Milho 7.000
    • C: Caixa 7.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o3
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações:
  • 5. As despesas administrativas somaram R$ 5.000, sendo 50% pago à vista e o
  • restante a prazo
    • D: Desp. Administrativas 5.000
    • C: Caixa 2.500
    • C: Fornecedores 2.500
  • 6. Encerrada a colheita, metade da safra foi vendida a R$ 32.000, à vista.
    • a) D: Produtos Agrícolas / Milho 46.000
    • C: Cult. Temp. em Formação / Milho 46.000
    • b) D: Caixa 32.000
    • C: Receita de Vendas 32.000
    • c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Milho 23.000
    • C: Produtos Agrícolas / Milho 23.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o4
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Vejamos então a Apuração do Resultado (s/ considerar impostos)
  • Receita Bruta -------------------------------------- 32.000
  • Venda de Prod. Agrícolas ---- 32.000
  • Milho -------------------------- 32.000
  • (-) Custo dos Prod. Vendidos ----------------- 23.000
  • Milho --------------------------- 23.000
  • = Lucro Bruto --------------------------------------- 9.000
  • (-) Despesas Operacionais --------------------- 5.000
    • - Administrativas ------------ 5.000
  • = Lucro Operacional ------------------------------- 4.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o5
Cultura temporária: Ex. de contabilização

Para concluir, vejamos como ficaria o Balanço final

Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Boi de Piranha

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o6
Cultura temporária: Ex. de contabilização

2º Exemplo: A Cia. Agropecuária Jumento Gordo, inicia sua atividade em

01/03/2009, com R$ 120.000 de capital, sendo que R$ 50.000 foi aplicado na

compra de terra, e o restante no caixa.

Faça os registros contábeis considerando as seguintes operações:

1. Comprou a prazo R$ 15.000 em adubo, sendo R$ 7.000 aplicado na

cultura de soja, R$ 5.000 na cultura de arroz e o restante estocado.

2. Da mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ 10.000, 60% foi

para soja e o restante para o arroz.

3. Houveram outros gastos indiretos no valor de R$ 5.000, sendo R$

60% para soja e o restante para o arroz.

4. Ocorreu um desembolso de R$ 7.000 para a colheita da soja.

5. Para a colheita do arroz, os custos totalizaram R$ 5.000.

6. As despesas operacionais administrativas foram de R$ 9.000 e com

vendas de R$ 6.000.

7. 80% da colheita de Arroz foi vendida à vista por R$ 20.000

8. Metade da colheita da soja foi vendida a prazo por R$ 30.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o7
Cultura temporária: Ex. de contabilização

Primeiro, vejamos como ficaria o Balanço de Abertura:

Balanço Patrimonial de Abertura da Cia. Agropecuária Jumento Gordo

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o8
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações:
  • 1. Comprou a prazo R$ 15.000 em adubo, sendo R$ 7.000 aplicado na cultura de
  • soja, R$ 5.000 na cultura de arroz e o restante estocado.
    • D: Cult. Temp. em Formação/Arroz 5.000
    • D: Cult. Temp. em Formação/Soja 7.000
    • D: Insumos/Adubos e Fertilizantes 3.000
    • C: Fornecedores 15.000
  • 2. Da mão-de-obra, totalmente paga no valor de R$ 10.000, 60% foi para soja e o
  • restante para o arroz
    • D: Cult. Temp. em Formação/Arroz 4.000
    • D: Cult. Temp. em Formação/Soja 6.000
    • C: Caixa 10.000
  • 3. Houveram outros gastos indiretos no valor de R$ 5.000, sendo 60% para soja
  • e o restante para o arroz.
    • D: Cult. Temp. em Formação/Arroz 2.000
    • D: Cult. Temp. em Formação/Soja 3.000
    • C: Caixa 5.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o9
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações:
  • 4. Ocorreu um desembolso de R$ 7.000 para a colheita da soja.
    • D: Cult. Temp. em Formação / Soja 7.000
    • C: Caixa 7.000
  • 5. Para a colheita do arroz, os custos totalizaram R$ 5.000.
    • D: Cult. Temp. em Formação / Arroz 5.000
    • C: Caixa 5.000
  • 6. As despesas operacionais administrativas foram de R$ 9.000 e com vendas
  • de R$ 6.000.
      • D: Desp. Administrativas 9.000
      • D: Desp. de Vendas 6,000
      • C: Caixa 15.000

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o10
Cultura temporária: Ex. de contabilização
  • Agora, vamos fazer os lançamentos contábeis das operações:
  • 7. 80% da colheita de Arroz foi vendida à vista por R$ 20.000
    • a) D: Produtos Agrícolas / Arroz 16.000
    • C: Cult. Temp. em Formação / Arroz 16.000
    • b) D: Caixa 20.000
    • C: Receita de Vendas 20.000
    • c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Arroz 12.800
    • C: Produtos Agrícolas / Arroz 12.800
  • 8. Metade da colheita da soja foi vendida a prazo por R$ 25.000
    • a) D: Produtos Agrícolas / Soja 23.000
    • C: Cult. Temp. em Formação / Soja 23.000
    • b) D: Clientes 25.000
    • C: Receita de Vendas 25.000
    • c) D: CPV – Custo do Prod. Vendido / Soja 11.500
    • C: Produtos Agrícolas / Soja 11.500

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o11
Cultura temporária: Ex. de contabilização

Vejamos então a Apuração do Resultado (s/ considerar impostos)

Receita Bruta -------------------------------------- 45.000

Venda de Prod. Agrícolas 45.000

Soja ----------------------------- 25.000

Arroz --------------------------- 20.000

(-) Custo dos Prod. Vendidos ---------------- 24.300

Soja ----------------------------- 11.500

Arroz --------------------------- 12.800

= Lucro Bruto -------------------------------------- 20.700

(-) Despesas Operacionais -------------------- 15.000

- Vendas --------------------------- 6.000

- Administrativas --------------- 9.000

= Lucro Operacional ------------------------------ 5.700

Atividade Rural – Conceitos Básicos

cultura tempor ria ex de contabiliza o12

Para concluir, vejamos como ficaria o Balanço final

Balanço Patrimonial da Cia. Agropecuária Jumento Gordo

Cultura temporária: Ex. de contabilização

Atividade Rural – Conceitos Básicos