a tese da firma falida no cade n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
A Tese da Firma Falida no CADE PowerPoint Presentation
Download Presentation
A Tese da Firma Falida no CADE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

A Tese da Firma Falida no CADE - PowerPoint PPT Presentation


  • 116 Views
  • Uploaded on

A Tese da Firma Falida no CADE . César Mattos Conselheiro do CADE. Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência. SDE/MJ – Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça. SEAE/MF – Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda. Atos de Concentração.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'A Tese da Firma Falida no CADE' - melody


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
a tese da firma falida no cade

A Tese da Firma Falida no CADE

César Mattos

Conselheiro do CADE

sistema brasileiro de defesa da concorr ncia
Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência

SDE/MJ – Secretaria de Direito Econômico do Ministério da Justiça

SEAE/MF – Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda

Atos de Concentração

Processos de Condutas como Cartéis, Exclusividade, etc...

CADE – Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Ministério da Justiça

fases da an lise de atos de concentra o horizontais guia seae sde
Fases da Análise de Atos de Concentração Horizontais –Guia SEAE/SDE

Etapa I – Definição Mercado Relevante

Etapa V – Efeito Líquido com análise custo (I,II e III)e benefícios (IV)

Etapa II – Determinação da Parcela de Mercado

Etapa III – Exame da Probabilidade de Exercício do Poder de Mercado

Etapa IV - Eficiências

Tese da FailingFirm

slide4
A Defesa da Tese da “Firma Falida” (FailingFirm) nas Diretrizes Americanas (teste também aplicado no Brasil)

1) A firma é incapaz de resolver suasobrigaçõesfinanceiras no futuropróximo;

2) A firma nãoseriacapaz de se reorganizar de forma bemsucedida sob o capítulo 11 da Lei Americana de falências;

3) A firma fez esforços de boa fé, masnãobemsucedidos, paraconseguiralternativasrazoáveis de aquisição de ativos da firma falida de forma menosdanosa à competição e mantendoseusativostangíveis e intangíveis no mercadorelevante e;

4) Sem a aquisição, osativos da firma falidasairiam do mercadorelevante.

slide5
Devem os padrões de análise da tese da “firma falida” serem relaxados em períodos de dificuldades macroeconômicas?
revis o de fus es de firmas com problemas financeiros heyer e kimmel 2009
Revisão de Fusões de Firmas com ProblemasFinanceirosHeyer e Kimmel (2009)

“Se apropriadamenteentendidas e aplicadas, osrequisitos das Diretrizes de aplicação da tese da “failing firm” sãoapropriadosmesmoemépocasmaisdifíceis. Emboraumaeconomiamaisfracaimpliquequemaisoperaçõespassarãopelocrivodeste “teste”, aquelasquenãodevem ser bloqueadasemperíodosrecessivostambémnãodeveriam ser bloqueadasemperíodosmaisnormais”

relaxamento de failing firm e os incentivos entrada
Relaxamento de FailingFirme os Incentivos à entrada

“ […]é bompara a economiapermitirque as firmasemfalênciaconsigam o maior valor possívelporseusativos-mesmoqueistoleve a um maiorpoder de mercado e cause prejuízo se curtoprazoaosconsumidores. Se as autoridades de concorrência se recusam a proveruma“rede de segurança”, deveráhavermenosentradaemprimeirolugar”

Entretanto,

“Restringindo as perdas das firmasemperíodosdifíceis (aopermitirfusõesanticompetitivas) proveria um incentivo a um volume de entradaacima do ótimo social – oumesmopara a entradaemsegmentosnosquaisosinvestidoresacreditamque o argumento de failing firm seráaplicado de forma maisleniente”. Ouseja, aumentaproblemas de moral hazard de credores e devedores, justamenteuma das principaisquestõesda lei de falências

Não é claro se relaxar o controle de fusões em função do argumento de failingfirmpara efeito de reduzir barreiras à entrada

quest es relevantes
Questões Relevantes

Será o teste de failingfirmtão rigoroso que, na prática, não se aplica nunca?

Afinal de contas, um teste que quase nunca se aplica provavelmente indica ou que o CADE não deve considerar seriamente o argumento de failingfirm ou que pode avaliar uma flexibilização de sua aplicação.

possibilidades de flexibiliza o alternativa menos custosa concorr ncia
Possibilidades de Flexibilização: Alternativa menos Custosa à Concorrência
  • Alienação para a alternativa menos custosa provavelmente implica preço de venda menor dos ativos.
  • O diferencial de preços em relação à primeira alternativa menos custosa depende de três fatores:
  • Economias reais
  • Economias pecuniárias
  • Poder de Mercado
  • Se Economias reais > Poder de Mercado, mesmo havendo oportunidade menos custosa para a concorrência, quesito pode ser satisfeito
possibilidades de flexibiliza o ii reorganiza o por lei de fal ncias
Possibilidades de Flexibilização II Reorganização por lei de falências

Reorganização por lei de falências tem custos de transação

Caso seja possível a reorganização por lei de falências (inclui recuperação judicial), caberia ainda avaliar se:

Custo de transação da reorganização

>

Custo gerado pelo aumento do poder de mercado + Custos de transação da operação