Computa o m vel
Download
1 / 18

- PowerPoint PPT Presentation


  • 77 Views
  • Uploaded on

Computação Móvel. ESS. AP. AP. IBSS. BSS. BSS. Prof. Dr. Amine Berqia Email : bamine@ualg.pt Web : http://w3.ualg.pt/~bamine. Porque interessar-se ao CMOL (1) ?. Utilização crescente dos terminais portáteis em meio industrial e logístico,

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - melita


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Computa o m vel
Computação Móvel

ESS

AP

AP

IBSS

BSS

BSS

Prof. Dr. Amine Berqia

Email : bamine@ualg.pt

Web : http://w3.ualg.pt/~bamine


Porque interessar se ao cmol 1
Porque interessar-se ao CMOL (1) ?

  • Utilização crescente dos terminais portáteis em meio industrial e logístico,

  • Necessidade de um acesso permanente das populações nomades ao sistema de informação da empresa, para transmitir :

    • mensagens curtos

      • bips, numéricos, alfanuméricos.

    • voz

    • dados informáticos

      • telefax, ficheiros, textos, imagems.


Porque interessar se ao cmol 2
Porque interessar-se ao CMOL (2) ?

  • Realizar instalações temporárias,

  • instaurar redes num tempo muito curto,

  • evitar a cablagem de salas, de ligações interconstruções,

  • Maturidade das tecnologias sem fios: telefonia celular digitalização das comunicações, miniaturização das interface

  • Flexibilidade das regras

  • Disponibilidade de novas frequências


Porque interessar se ao cmol 3
Porque interessar-se ao CMOL (3) ?

  • Uma normalização europeia :

    • ao nível das infra-estruturas (norma ETS300/328)

    • para a atribuição das bandas de frequências (banda do 2.4 Ghz)

  • Normalização IEEE802.11

  • Tecnologias

    • espectro rádio

    • infravermelho

    • óptica (laser)


Tecnoligias sem fios
Tecnoligias Sem Fios

  • A rádio

    • Quadro regulamentar vinculativo

    • 100 M à Kms

  • O infravermelho

    • não atravessa as paredes opacas ao IR

    • respeitar os ângulos de emissões

  • O laser

    • débito importante

    • ligações ponte à ponte


Computa o m vel
WLAN

  • 1990 : o projecto de lançar uma rede local sem fios

    é lançado.

  • IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) :

    • IEEE 802.11

    • IEEE 802.15

  • Hiperlan (High Performance Local Area Network)

    • HiperLAN


Wlan vs wpan
WLAN vs WPAN

WLAN (802.11) para:

- Interagir com infra-estruturas LAN;

- Ser utilizado horas ou mesmo dias;

- Equipamentos portáteis.

WPAN (802.15) para:

- Interagir com equipamentos pessoais;

- Ser utilizado segundos ou mesmo alguns minutos;

- Equipamentos móveis.


Ieee 802 11
IEEE 802.11

  • As frequências situam-se na gama 2,4 GHz;

  • As comunicações podem fazer-se directamente de terminal à

    Terminal o passando por uma estação básica.

  • Os débitos variam : depende da técnica de codificação utilizada

    e a banda espectral da rede.

  • Rede IEEE 802.11 é Celular


Arquitectura ieee 802 11
Arquitectura IEEE 802.11

ESS

AP

AP

IBSS

BSS

BSS

AP: Access point, BSS : Basic Set service, ESS : Extented Set Service, IBSS Independent BSS.


Funcionamento do wlan

Server

Access Port

Server

Funcionamento do WLAN

Notebook

iPaq

Notebook

Main Corporate Backbone

Switch

Server

If the site is using DHCP, and no additional security – then connection and subsequent IP address allocation is automatic.

PalmPilot

Mobile Phone


Wlan na europa sia e eu
WLAN na Europa, Ásia e EU

US

Europe and Asia

Europa eÁsia

EU

  • Higher density of population

  • Higher cellular penetration

  • Market dominated by mobile operators

  • Bigger reliance on public transportation, smaller homes

  • Consumer-oriented wireless data market

  • Higher penetration of laptop computers and PDAs

  • Higher Internet penetration

  • Higher 802.11 penetration

  • Airports and hotels as major hotspot locations

  • More advanced wireless data applications for business users

  • Higher density of population

  • Higher cellular penetration

  • Market dominated by mobile operators

  • Bigger reliance on public transportation, smaller homes

  • Consumer-oriented wireless data market

Higher density of hotspots

WLAN access as an extension of cellular data access

Larger demand for wireless dataapplications from business users

WLAN access as a substitutefor fixed LAN access


M todo de acesso
Método de Acesso

  • Dois métodos de acesso fundamentais a nível da camada MAC:

  • DCF (Distributed Coordination Function) :

    • Utilizado para permitir transferências de dados assíncronas em best esforço;

    • baseado no CSMA/CA (Cabouqueiro Sense Múltiplo Access/Colisão Avoidance).

  • PCF (Point Coordination Function) :

    • Baseado na interrogação polling, controlados pelo ponto de acesso; concebido essencialmente para a ransmissão dos dados sensíveis que pedem uma gestão do prazo.


  • Hiperlan 1
    HiperLAN (1)

    • ETSI : European Telecommunications Standards Institute

    • HiperLAN : High Performance Local Area Network

      • HiperLAN 1

      • HiperLAN 2

      • HiperLAN 3 (WLL Wireless Local Loop)

      • HiperLAN 4


    Hiperlan 2
    HiperLAN (2)

    MAC

    MAC

    MAC

    MAC

    Camada

    Fisica

    Camada

    Fisica

    Camada

    Fisica

    Camada

    Fisica

    5 GHz

    5 GHz

    17 GHz

    5 GHz

    23 Mbit/s

    20 Mbit/s

    155 Mbit/s

    23 Mbit/s

    HiperLAN

    Tipo 4

    ATM Sem Fois

    Interconexão

    HiperLAN

    Tipo 1

    LAN Sem Fois

    802

    HiperLAN

    Tipo 2

    ATM Sem Fois

    Acesso Curto alcance

    HiperLAN

    Tipo 3

    ATM Sem Fois

    Acessos a distância

    ATM : Asynchronous Transfer Mode DLC : Data Link control

    MAC : Medium Access Control


    Arquitectura hiperlan
    Arquitectura HiperLAN

    Camada Rede

    Camada DLC

    Liaison

    Camada MAC

    Camada CAC

    Camada MAC

    Camada Fisica

    Camada Fisica

    Camada Fisica

    CAC : Channel Access Control MAC : Medium Access Control

    DLC : Data Link Control OSI : Open Systems Interconnection


    Grupo a
    Grupo A

    • Utilização de banda do espectro sem licença 2,45 GHz;

    • muito baixo custo para instaurar em lugar e utilização;

    • Dimensão reduzida;

    • Modo sem conexão;

    • Possibilidade superposition com o IEEE 802.11.


    Grupo b
    Grupo B

    • Utilização de uma camada MAC (Medium Access Control) até 100 kbit/s;

    • Possibiltés para todas as máquinas de comunicar entre elas;

    • Utilização de QoS para autorizar certas aplicações;

    • Até 10 m de alcance;

    • Tempo máximo um segundo para se conectar rede.


    Grupo c
    Grupo C

    • Segurança da comunicação;

    • Transmissão do vídeo;

    • Possibilidade de roaming.