Origem da Vida
Download
1 / 35

Origem da Vida Débora de Oliveira - PowerPoint PPT Presentation


  • 189 Views
  • Uploaded on

Origem da Vida Débora de Oliveira. Criacionismo. Teoria que admite que os seres vivos surgiram a partir de um ser “divino” (criador). Teoria baseada do fixismo. Muitas religiões atuais ainda se baseiam na teoria criacionista do gênese. Teoria da Abiogênese. Geração espontânea.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Origem da Vida Débora de Oliveira' - maximos-zale


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Origem da Vida

Débora de Oliveira


Criacionismo
Criacionismo

  • Teoria que admite que os seres vivos surgiram a partir de um ser “divino” (criador).

  • Teoria baseada do fixismo.

  • Muitas religiões atuais ainda se baseiam na teoria criacionista do gênese.


Teoria da abiog nese
Teoria da Abiogênese

  • Geração espontânea.

  • Admite que os organismos podem surgir a partir de uma massa inerte (matéria bruta) segundo um princípio ativo (por exemplo, nascer um rato da combinação de uma camisa suja e de um pouco de milho).

  • Defensores: Aristóteles, Newton


Teoria da biog nese
Teoria da Biogênese

  • Um ser vivo só pode ser proveniente de um ser já existente.

  • Francesco Redi


O experimento de redi
O experimento de Redi

  • O biólogo italiano Francesco Redi, em 1668, deu início ao combate à teoria da Abiogênese.

  • Redi punha pedaços de peixe em vidros abertos e notava que, depois de poucos dias, esses pedaços se cobriam com grande quantidade de larvas de inseto.

  • Em frascos mantidos fechados, as larvas não apareciam.

  • Redi também notou que as larvas, ao se desenvolverem, davam origem a moscas muito parecidas com as que ele via voando ao redor dos vidros com peixes.


Pasteur e a derrubada da abiog nese
Pasteur e a derrubada da abiogênese

  • Pasteur: Em 1860, preparou quatro frascos de vidro com caldos ricos em substâncias orgânicas e moldou seus gargalos no fogo, esticando-os e curvando-os na forma do pescoço de um cisne. Em seguida, ferveu o caldo dos frascos até sair vapor pelas extremidades dos gargalos. Deixou que os frascos esfriassem lentamente: assim as partículas em suspensão no ar ficaram retidas nas paredes do gargalo longo e curvo, agindo como um filtro.



Pasteuriza o
Pasteurização

  • A pasteurização é um tratamento térmico que elimina os microorganismos termossensíveis (todos os patogênicos e outros não esporulados) existentes no alimento. A temperatura não passa dos 100°C, podendo este aquecimento ser produzido por vapor, água quente, radiações ionizantes, calor seco, microondas, etc.

  • Utiliza-se a pasteurização quando os tratamentos térmicos mais elevados trazem perdas de qualidade significativas, quando os agentes microbianos responsáveis pelas alterações no alimento não são muito termorresistentes ou quando deseja-se destruir agentes competitivos (ex: antes de uma fermentação).


Panspermia
Panspermia

  • Teoria segundo a qual vida se encontra espalhada por todo o universo defende que "esporos de vida" fazem parte das nuvens interestelares e chegam a planetas próximos às estrelas, abrigados no núcleo de cometas. Esses "esporos" já conteriam códigos que regeriam seus desenvolvimentos futuros


Teoria da evolu o qu mica
TEORIA DA EVOLUÇÃO QUÍMICA

RADIAÇÃO UV

MOLÉCULAS

SIMPLES

MOLÉCULAS

COMPLEXAS

ELETRICIDADE

AAS, AÇÚCARES

PURINAS, PIRIMIDINAS

POLIPEPTÍDEOS, LIPÍDEOS,

ÁC. NUCLÉICOS

THOMAS HUXLEY, JOHN BURDON S. HALDANE E ALEKSANDR I. OPARIN


A hist ria da terra
A história da Terra

  • 4,6 bilhões de anos atrás: poeira, rochas e gases, erupções vulcânicas, asteróides

  • Atmosfera reducional até 3,2 bilhões de anos surgimento dos seres fotossintetizadores atm oxidante

  • Resfriamento da superfície acumulo de água oceano primitivo


Atmosfera primitiva
Atmosfera primitiva

CH4

H2

H2O

NH3


“Os lagos, lagoas e oceanos mornos e pouco profundo dos primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

Lynn Margulis - Microcosmos


Experimento de miler
EXPERIMENTO DE MILER primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.


Surgimento dos sistemas isolados
SURGIMENTO DOS SISTEMAS ISOLADOS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Formação da membrana plasmática – etapa fundamental do surgimento da vida na terra.

  • Primeira fronteira semipermeável entre o interior e o exterior permitia a entrada de nutrientes e evitava a saída de água

Sistemas isolados

obtidos em laboratório


OPARIN: primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

Resfriamento

da superfície

Acumulo de água

Moléculas arrastadas

Sopas orgânicas


Coacervado
COACERVADO primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Aglomerados de proteínas que se formam espontaneamente em soluções aquosas com certo grau de acidez e de salinidade


  • MICROESFERAS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”. (Sidney Fox): bolas delimitadas por membrana obtidas em laboratório que se formaram pela união de aas durante o aquecimento a seco.

  • No momento em que esses isolados moleculares adquiriram capacidade de produzir seus próprios componentes, podendo crescer e se reproduzir, teria ocorrido o salto definitivo para a vida


Mundo de rna
MUNDO DE RNA primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Aquisição da capacidade de se reproduzir

  • Código genético transmissão hereditária

  • RNA material genético primordial

Pode ser produzido em condições abióticas

Seleção natural: algumas seqüências

replicaram-se mais rapidamente do que outras


EVOLUÇÃO DOS PROCESSOS ENERGÉTICOS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Hipótese autotrófica

Teoria mais aceita

QUIMIOLITOAUTOTRÓFICA

ENERGIA LIBERADA

Reações entre componentes

inorgânicos da crosta

FeS

H2S

Evidência: arqueobactérias


Teoria heterotr fica
Teoria Heterotrófica primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

CO2

FERMENTAÇÃO

FOTOSSINTETIZANTES

O2

AERÓBICOS


Origem da fotoss ntese
ORIGEM DA FOTOSSÍNTESE primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • 3,2 bilhões de anos atrás – ancestrais das cianobactérias

  • Processo de obtenção de energia a partir de subs. Inorgânicas simples: H2O e CO2

  • Utilizaram H2O no lugar de H2S

  • Enorme propagação de bactérias fotossintetizantes.


Origem da fotoss ntese1
ORIGEM DA FOTOSSÍNTESE primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • 6 CO2 + 12 H2O glicídio + + 6 H2O

Liberado na atmosfera

Energia luminosa

6 O2

LYNN MARGULIS: HOLOCAUSTO DO O2


Estromat litos
ESTROMATÓLITOS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Colônias bacterianas do Proteozóico, mais antigos datam de 3.500 ma.

  • Estratos rochosos que já foram tapetes microbianos.

  • Comunidades bacterianas, sobretudo cianobactérias viviam e morriam umas sobre as outras.

  • Estromatólitos vivos podem ser encontrados: Golgo Pérsico, Austrália e ilhas Bahamas.


Origem da respira o aer bica
ORIGEM DA RESPIRAÇÃO AERÓBICA primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • 2,0 bilhões de anos

  • Formação da camada de ozônio

  • Ancestrais das cianobactérias que sobreviveram ao “holocausto” passaram a aproveitar o poder oxidante do O2 para quebrar moléculas orgânicas.

  • RESPIRAÇÃO AERÓBICA:

C6H12O6 +6 O2 6CO2 + 6 H2O + ENERGIA


Analise o esquema a seguir
Analise o esquema a seguir primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Com base no esquema e nos conhecimentos sobre a origem da vida, considere as afirmativas a seguir.

    I. O esquema representa a origem abiótica da vida, em conformidade com a teoria de Oparin-Haldane.

    II. Os organismos primitivos - microrganismos - foram precedidos, em nosso planeta, por uma longa evolução dos compostos químicos.

    III. Os organismos mais complexos portam em seu DNA muitas informações dos organismos que lhes antecederam na Terra.

    IV. As moléculas de proteínas e de ácidos nucléicos dos organismos atuais são estruturalmente distintas daquelas presentes em organismos primitivos.


Considere as frases a seguir
Considere as frases a seguir. primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • A "Afinal, o que é o homem dentro da natureza?[...] é-lhe impossível ver o nada de onde saiu e o infinito que o envolve.[...] O autor destas maravilhas conhece-as; e ninguém mais".

    (Blaise Pascal)

  • B "A antiga aliança rompeu-se. O homem sabe, finalmente, que está só na imensidade indiferente do universo, donde emergiu por acaso. Nem o seu destino nem o seu dever estão escritos em parte alguma".

    (Jacques Monod)

    C "[...] a vida foi aqui lançada com microrganismos que teriam vindo nalguma forma de nave espacial enviada por uma civilização superior".

    (Francis Crick)

    Assinale a alternativa que indica, corretamente, as frases que expressam, respectivamente, as posições em defesa de: criacionismo, panspermia e evolucionismo.


ORIGEM DAS CÉLULAS EUCARIÓTICAS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

PRÉ-CAMBRIANO ou CRIPTOZÓICO

Hadeano 4560 a 3800 Ma

Arqueozóico 3800 a 2500

Proterozóico 2500 a 570

Fósseis de células eucarióticas, semelhantes às algas, têm 1,5 bilhões de anos

Se desenvolveram depois da proliferação das cianobactérias, que enriqueceram a atmosfera com O2

TEORIA DA ENDOSSIMBIOSE

Criada por Lynn Margulis em 1981


  • Mitocôndrias primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”. atuais teriam sido bactérias aeróbias

  • Cloroplastos seriam procariontes fotossintetizantes

  • Invadiram células maiores, ou foram englobados por elas

  • Associação benéfica tanto para a célula “invasora” como para a hospedeira


MITOCÔNDRIAS E CLOROPLASTOS primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.x BACTÉRIAS

  • Dotados de duplas membranas

  • Têm suas próprias moléculas de DNA, em filamentos circulares (= cromos. bacterianos)

  • Sintetizam proteínas

  • Possuem ribossomos pequenos

  • Reproduzem-se por divisão binária (= procariontes)


Multicelularidade
MULTICELULARIDADE primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

Eucariotos multicelulares aquáticos

  • Expansão dos eucariotos

  • Integração celular

  • 2.100 Ma – Grypania (compressão/impressão de alga)

  • 1.200 a 1.000 Ma – algas vermelhas microscópicas

Fóssil de alga filamentosa

1.200 Ma

Fóssil de Grypania spiralis


Origem da multicelularidade
ORIGEM DA MULTICELULARIDADE primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Colônias formadas por seres unicelulares que desempenhavam a mesma função

  • Ao longo do tempo, algumas células se especializaram e se diferenciaram, tornando-se independentes e originando os seres multicelulares

Volvox

Eudorina

Pandorina


Fauna de ediacara
FAUNA DE EDIACARA primórdios da terra, expostos ao ciclo de frio e calor, evaporação e chuva, abrigaram esses ingredientes químicos em toda a gama de estados energéticos. Ligações eram feitas e desfeitas, estimuladas pela energia constante da luz solar”.

  • Descoberta em 1947, nas montanhas de Ediacara, na Austrália

  • Animais macroscópicos que lembram medusas

  • Pico de irradiação entre 550 - 544 Ma

  • Poucos sobreviveram a transição para o Cambriano

  • Nenhum fóssil conservado, pois eram organismos de tecidos moles

  • Impressões gravadas sobre as superfícies das camadas de arenito



Dickinsonia de experiências evolutivas

Cyclomedusa

Tribrachidium

Spriggina

Charnia

Pteridinium


ad