Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Oração do Terço PowerPoint Presentation
Download Presentation
Oração do Terço

Oração do Terço

116 Views Download Presentation
Download Presentation

Oração do Terço

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Oração do Terço

  2. Doutrina Cristã Deus teve misericórdia dos homens? Deus teve misericórdia dos homens depois do pecado de nossos primeiros pais e, para os salvar, prometeu e enviou um Redentor que é Jesus Cristo. Quem é o Redentor que Deus prometeu e enviou aos homens? O Redentor que Deus prometeu e enviou aos homens é o próprio Filho de Deus feito homem, Nosso Senhor Jesus Cristo.

  3. Bem-vindos Jesus Vos acolhe de Braços abertos.

  4. Ano C- XXX Domingo do Tempo Comum Silêncio

  5. Guiado pela mão com Jesus eu vou, Sigo como ovelha que encontrou pastor, Guiado pela mão com Jesus eu vou, Aonde Ele vai. Se Jesus me diz: "amigo, deixa tudo e vem comigo!" Como posso resistir ao seu amor? Se Jesus me diz: "amigo, deixa tudo e vem comigo!" Minha mão porei na sua, irei com Ele.

  6. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.Ámen! A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a Comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Irmãos, para celebrar dignamente os Santos Mistérios reconheçamos que somos pecadores (momento de silêncio)

  7. Confessemos os nossos pecados: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, actos e omissões,(batendo no peito)por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Ámen!

  8. Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

  9. Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória.

  10. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigénito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai: Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós; Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica; Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o Santo;

  11. só Vós, o Senhor; só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo; com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Ámen

  12. ORAÇÃO COLECTA Deus eterno e omnipotente, aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade; e para merecermos alcançar o que prometeis, fazei-nos amar o que mandais. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amem.

  13. 1ª Leitura «A oração do humilde atravessa as nuvens» Sir 35, 15b-17.20-22a (gr. 12-14.16-18)

  14. LEITURA I Sir 35, 15b-17.20-22a (gr. 12-14.16-18) Leitura do Livro de Ben-Sirá O Senhor é um juiz que não faz acepção de pessoas. Não favorece ninguém em prejuízo do pobre e atende a prece do oprimido. Não despreza a súplica do órfão, nem os gemidos da viúva. Quem adora a Deus será bem acolhido e a sua prece sobe até às nuvens.

  15. LEITURA I ir 35, 15b-17.20-22a (gr. 12-14.16-18) A oração do humilde atravessa as nuvens e não descansa enquanto não chega ao seu destino. Não desiste, até que o Altíssimo o atenda, para estabelecer o direito dos justos e fazer justiça. Palavra do Senhor. Graças a Deus

  16. Salmo

  17. Salmo 120 (121), 1-8 (R. cf. 2) Refrão: O pobre clamou e o Senhor ouviu a sua voz. Ou O Senhor ouviu o clamor do pobre. Ou O pobre Clamou e o Senhor o Ouviu.

  18. 2ª Leitura «Já me está preparada a coroa da justiça» 2 Tim 4, 6-8.16-18

  19. LEITURA II 2 Tim 4, 6-8.16-18 Leitura da Segunda Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo Caríssimo: Eu já estou oferecido em libação e o tempo da minha partida está iminente. Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé. E agora já me está preparada a coroa da justiça, que o Senhor, justo juiz, me há-de

  20. LEITURA II 2 Tim 4, 6-8.16-18 dar naquele dia; e não só a mim, mas a todos aqueles que tiverem esperado com amor a sua vinda. Na minha primeira defesa, ninguém esteve a meu lado: todos me abandonaram. Queira Deus que esta falta não lhes seja imputada. O Senhor esteve a meu lado e deu-me força, para que, por meu intermédio, a mensagem do Evangelho fosse plenamente proclamada e

  21. LEITURA II 2 Tim 4, 6-8.16-18 todas as nações a ouvissem; e eu fui libertado da boca do leão. O Senhor me livrará de todo o mal e me dará a salvação no seu reino celeste. Glória a Ele pelos séculos dos séculos. Amen. Palavra do Senhor. Graças a Deus

  22. Aclamação Aleluia , Aleluia, Aleluia, Aleluia És tu Jesus , a voz do nosso Deus. És palavra de vida, que vamos escutar!

  23. Evangelho «O publicano desceu justificado para sua casa e o fariseu não» Lc 18, 9-14

  24. EVANGELHO Lc 18, 9-14 O Senhor esteja convosco, Ele está no meio de Nós. Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Lucas Gloria a Vós, Senhor!

  25. EVANGELHO Lc 18, 9-14 Naquele tempo, Jesus disse a seguinte parábola para alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros: «Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro publicano. O fariseu, de pé, orava assim: ‘Meu Deus, dou-Vos graças por não ser como os outros homens, que são ladrões, injustos e adúlteros, nem como este publicano.

  26. EVANGELHO Lc 18, 9-14 Jejuo duas vezes por semana e pago o dízimo de todos os meus rendimentos’. O publicano ficou a distância e nem sequer se atrevia a erguer os olhos ao Céu; mas batia no peito e dizia: ‘Meu Deus, tende compaixão de mim, que sou pecador’. Eu vos digo que este desceu justificado para sua casa e o outro não.

  27. EVANGELHO Lc 18, 9-14 Porque todo aquele que se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado». Palavra da salvação. Gloria a Vós, Senhor.

  28. Meditação

  29. Credo

  30. Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra De todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigénito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; Gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação

  31. desceu dos céus (Faz-se inclinação) E encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria. e Se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras; e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai.

  32. De novo há-de vir em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo. Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas.

  33. Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo Para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos, e vida do mundo que há-de vir. Ámen.

  34. Oração Universal

  35. Caríssimos cristãos: Peçamos ao Senhor que nos dê um coração capaz de fazer subir até Ele súplicas e orações por todos os homens, dizendo com humildade: Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. Pelo nosso Bispo D. Manuel Clemente e por todos os presbíteros, para que saibam acolher os pecadores com bondade e sem discriminação, oremos ao Senhor. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

  36. Pelos povos que sofrem fome e estão em guerra e pelos que vivem na anarquia e na violência, para que Deus lhes conceda, sem demora, pão e paz, oremos ao Senhor. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. Pelos que anunciam o Evangelho de Jesus e pelos que, pela idade, já estão esgotados, para que o amor de Deus os reanime, oremos ao Senhor. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

  37. Pelos doentes do corpo ou do espírito e pelos idosos, os marginais e os rejeitados, para que encontrem amigos que os escutem, oremos ao Senhor. • Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. • Pelos membros desta nossa assembleia, para que, orando a Deus com humildade, possam voltar justificados a suas casas, oremos ao Senhor. • Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. • (Outras intenções: factos relevantes da vida paroquial; defuntos das nossas famílias ...).

  38. Senhor, que inspirais as nossas súplicas, atendei às orações dos vossos fiéis, que Vos pedem, com sincera humildade, por todos os homens a quem quereis salvar, e tende compaixão de todos eles. Por Cristo, nosso Senhor. Ámen.

  39. Ofertório

  40. Deus precisa de mim • muito mais do que possa imaginar (bis) • Precisa de mim muito mais que da terra • Precisa de mim muito mais que do mar • Precisa de mim muito mais que o espaço • Precisa de mim (bis) • Eu preciso de Deus • muito mais do que possa imaginar. (bis) • preciso de Deus muito mais que da terra, • preciso de Deus muito mais que do mar, • preciso de Deus muito mais que dos astros, • preciso de Deus. (bis)

  41. Orai, Irmãos para que o meu e vosso sacrifício seja aceite por Deus Pai todo-poderoso. Todos: receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para honra e glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja

  42. (Todos de pé) ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS Olhai, Senhor, para os dons que Vos apresentamos e fazei que a celebração destes mistérios dê glória ao vosso nome. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amen.

  43. Prefácio • V. O Senhor esteja convosco. • R. Ele está no meio de nós. • V. Corações ao alto. • R. O nosso coração está em Deus. • V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. • R. É nosso dever, é nossa salvação.

  44. Senhor, Pai santo, fonte da verdade e da vida, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação bendizer-Vos e dar-vos graças, porque neste dia de festa nos congregastes na vossa casa. Hoje a vossa família, reunida para escutar a palavra da salvação e participar no pão da vida, celebra o memorial do Senhor ressuscitado na esperança do domingo que não tem

  45. ocaso, quando toda a humanidade entrar no vosso descanso. Então veremos o vosso rosto e louvaremos sem fim a vossa misericórdia. Nesta feliz esperança, com os Anjos e os Santos proclamamos a vossa glória, Cantando numa só voz.

  46. Santo

  47. Sac. Vós, Senhor, sois verdadeiramente santo, sois a fonte de toda a santidade. Reunidos na vossa presença, em comunhão com toda a igreja, ao celebrarmos o dia santíssimo em que o Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho Unigénito, colocou à direita da vossa glória a nossa frágil natureza humana unida á sua divindade, humildemente vos suplicamos: Santificai estes dons, derramando sobre eles o Vosso Espírito, de modo a que se convertam para nós, no Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  48. (Todos ajoelham) • Na hora em que Ele se entregava, • para voluntariamente sofrer a morte, • tomou o pão e, dando graças, • partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo: • Tomai, todos, e comei: • isto é o meu Corpo • que será entregue por vós.

  49. De igual modo, no fim da Ceia, • tomou o cálice e, dando graças, • deu-o aos seus discípulos, dizendo: • Tomai, todos, e bebei: • este é o cálice do meu Sangue • o Sangue da nova e eterna aliança, • que será derramado por vós e por todos, • para remissão dos pecados. • Fazei isto em memória de mim.