Ministério da Saúde
Download
1 / 29

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde - PowerPoint PPT Presentation


  • 115 Views
  • Uploaded on

Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. SEMINÁRIO NACIONAL COM AS CENTRAIS SINDICAIS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS 21/22 de março de 2014.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde' - marva


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Ministério da Saúde

Secretaria de Vigilância em Saúde

Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador

Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador

SEMINÁRIO NACIONAL COM AS CENTRAIS SINDICAIS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

21/22 de março de 2014


Ministério da SaúdeSecretaria de Vigilância em SaúdeDepartamento de Vigilânciaem Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador


Dados - INSS

Auxílios Doença - Previdenciário Concedidos (B-31): 1.664.069 casos.

Principais Grupos de Causas (CID-10, 2010)


Dados - INSS

Aposentadoria por invalidez – Previdenciários concedidos: total 115.131 casos

Principais causas (CID-10, 2010)


Distribuição das notificações de agravos à saúde relacionados ao trabalho, por agravo, segundo o ano de notificação.  Brasil, 2007-2013*

Fonte: Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN Banco de atualizado em: 30/07/2013 *Dados referentes ao mês de julho de 2013


  • No Brasil entre os anos de 2007 a 2013* foram notificados no SINAN 203.709 casos de acidentes por exposição à material biológico com a ocupação do trabalhador reconhecida, desse total 76,86% (156.572) são de trabalhadores e trabalhadoras do Setor Saúde.

  • Foi levantado um total de 161 ocupações notificadas ligadas ao Setor Saúde, as que apresentam o maior número de ocorrência, para o período são:

  • Técnico de Enfermagem: 60. 862;

  • Auxiliar de Enfermagem: 41.151;

  • Médico: 16.120;

  • Enfermeiro: 14.117;

  • Dentista: 5.656.

  • *(30/07/2013)


  • Em relação as acidentes de trabalho grave o número total de notificações relacionados ao profissionais de saúde representam para os anos de 2007 a 2013* um percentual de 2,66% (7.810) dos casos notificados no SINAN as ocupações que apresentam o maior número de ocorrência, para o período são:

  • Auxiliar de Enfermagem: 3.290;

  • Técnico em Enfermagem: 1.796;

  • Agente Comunitário de Saúde: 1.346;

  • Enfermeiro: 897;

  • Médico: 371.

  • Salienta-se que a ocupação Técnico de Enfermagem foi a que apresentou a maior aumento ao longo dos anos analisados partindo de 56 casos em 2007 para 611 no ano de 2012, para o 1º semestre de 2013 já são 282 notificações.

  • *(30/07/2013)


As informações sobre as notificações de agravos e doenças relacionadas ao trabalho, por Cadastro Brasileiro de Ocupação - CBO entre os anos de 2007 a 2013, no Banco de Dados do SINAN, dos seguintes agravos:

- Acidentes com Exposição à Material Biológico;

- Acidente de Trabalho Grave e Fatal;

- DRT _ Câncer;

- DRT _ Dermatose;

- DRT _ Pneumoconiose;

- DRT _ LER/DORT;

- DRT _ PAIR;

- DRT _ Transtorno Mental;

- Intoxicação Exógena Relacionado ao Trabalho;

- Acidente com Animais Peçonhentos;

- Leishmaniose – LTA;

- Violência.

Para a análise foram levantadas os CBO com maior percentual de registros para cada um dos agravos e doenças.


Percentuais das Principais Profissões por CBO doenças relacionadas ao trabalho, por Cadastro Brasileiro de Ocupação - CBO entre os anos de 2007 a 2013, no Banco de Dados do SINAN, dos seguintes agravos:Ac_Bio - Brasil - 2007 a 2013. (SINAN, 2014)

OSTEOMUSCULARES


Percentuais das Principais Profissões por CBO doenças relacionadas ao trabalho, por Cadastro Brasileiro de Ocupação - CBO entre os anos de 2007 a 2013, no Banco de Dados do SINAN, dos seguintes agravos:Ac_Graves - Brasil - 2007 a 2013. (SINAN, 2014)

o



Percentuais das Principais Profissões por - Brasil - 2007 a 2013 (SINAN, 2014)DRT_Dematose - Brasil - 2007 a 2013. (SINAN, 2014)

o


Percentuais das Principais Profissões por CBO DRT _ LER/DORT - Brasil - 2007 a 2013. (SINAN, 2014)

S


Percentuais das Principais Profissões por CBO DRT _ PAIR - Brasil - 2007 a 2013 (SINAN, 2014)

o e descentralização


Percentuais das Principais Profissões por CBO DRT _ S. Mental - Brasil - 2007 a 2013.

scentralização


Percentuais das Principais Profissões por CBO DRT _ Mental - Brasil - 2007 a 2013Pneumoconiose - Brasil - 2007 a 2013.

o






Percentuais Situação Mercado de Trabalho - Brasil - 2007 a 2013 Todas as Notificações. (SINAN, 2014)


Fatores que influenciam adoecimento 2013 Todas as Notificações. (SINAN, 2014

Aumento da carga horária de trabalho/Terceirização

Implantação de sistema de gratificação / metas institucionais

Implantação de sistema de avaliação, com > remuneração

Decréscimo do quadro de pessoal/ aposentadorias massivas/ > carga de trabalho - servidores ativa

Ambientes de Trabalho não saudáveis (instalações antigas, móveis antigos, ergonomia)

Ambientes Estressantes ( Saúde, Segurança, Educação )

Pressão da população / Saúde / Falta insumos / Assistencial

Dificuldades de Execução de Ações/orçamento


Fatores de Morbidade/Principais causas de afastamento 2013 Todas as Notificações. (SINAN, 2014

HIPERTENSÃO

DIABETES

SOBREPESO/OBESIDADE

INGESTÃO ACENTUADA DE GORDURAS/SAL/AÇUCAR

FALTA DE ATIVIDADE FÍSICA

TRANSTORNOS MENTAIS E COMPORTAMENTAIS

DOENÇAS OSTEOMUSCULARES


POLITICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR E DA TRABALHADORA – PNST

  • Princípios e DiretrizesPORTARIA GM/MS 1.823/2012

  • Universalidade

  • Integralidade

  • Equidade

  • Responsabilidade Sanitária

  • Precaução

  • Participação da comunidade, dos trabalhadores e do Controle Social

  • Hierarquização e descentralização


OBJETIVOS da PNST – PNST

  • FORTALECER a Vigilância em Saúde do Trabalhador e a integração com os demais componentes da Vigilância em Saúde

  • PROMOVER a saúde e ambientes e processos de trabalho saudáveis

  • GARANTIR a integralidade na atenção à Saúde do Trabalhador

  • AMPLIAR o entendimento de que a Saúde do Trabalhador deve ser concebida como uma ação transversal, devendo a relação saúde-trabalho ser identificada em todos os pontos e instâncias da rede de atenção;


OBJETIVOS – PNST

  • INCORPORAR a categoria trabalho como determinante do processo saúde-doença dos indivíduos e da coletividade, incluindo-a nas análises de situação de saúde e nas ações de promoção em saúde

  • ASSEGURAR que a identificação da situação do trabalho dos usuários seja considerada nas ações e serviços de saúde do SUS e que a atividade de trabalho realizada pelas pessoas, com as suas possíveis conseqüências para a saúde, seja considerada no momento de cada intervenção em saúde

  • ASSEGURAR a qualidade da atenção à saúde do trabalhador usuário do SUS


Reflexão – PNST

SUS – Novos e Velhos Desafios

  • Nós fizemos a reforma sanitária que criou o SUS, mas o núcleo dele,

  • desumanizado, medicalizado, está errado. Temos de entrar no coração deste

  • modelo e mudar.

  • Qual o fundamento? Primeiro é a promoção da saúde e não da doença.

  • O SUS tem de, em primeiro lugar, perguntar o que está acontecendo

  • no cotidiano das vidas das pessoas e como eu posso interferir para torná-la mais

  • saudável.”

  • Fonte: Sergio Arouca, O Pasquim, 21, n° 28, 20 de agosto de 2002.

  • social e a adequação e ampliação da capacidade institucional


ROQUE VEIGA – PNST

[email protected]

61-3213-8479


ad