Observatório Brasileiro de APLs
Download
1 / 8

Observatório Brasileiro de APLs - PowerPoint PPT Presentation


  • 52 Views
  • Uploaded on

Observatório Brasileiro de APLs. Conceito e Estrutura Projetos Complementares Cronograma. Maceió, 30 de julho de 2012. Conceito. Plataforma integrada de Gestão de Conhecimento em APLs, denominada de Observatório Brasileiro de APLs , que permite, em síntese:

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Observatório Brasileiro de APLs' - maree


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Observatório Brasileiro de APLs

  • Conceito e Estrutura

    • Projetos Complementares

      • Cronograma

Maceió, 30 de julho de 2012


Conceito

  • Plataforma integrada de Gestão de Conhecimento em APLs, denominada de Observatório Brasileiro de APLs, que permite, em síntese:

  • Monitoramento e a gestão das informações e dos conhecimentos produzidos/disponíveis pelos Arranjos;

  • Promover a interação entre os atores produtivos e instituições envolvidas nos aglomerados;

  • Geração de negócios;

  • Trocasistematizada de informações entre os APLs;

  • Transferência de tecnologia; e

  • Disseminaçãodos resultados desenvolvidos regionalmente, bem como das melhores práticas e das lições aprendidas.


Estrutura - Rede Social dos APLs:

  • Rede de Relacionamentos entre os atores produtivos, institucionais e a sociedade;

  • Rede de Comunidadesdo GTP APL, dos Núcleos Estaduais de Apoio e dos APLs.

  • Blogs de notícias e informações para cada Comunidade.

  • Páginas de compartilhamento e construção coletiva de documentos.

  • Escritórios Virtuais com recursos colaborativos para a sustentação operacional das equipes multissetoriais que comandam o processo de desenvolvimento e apoio aos APLs.

  • Vídeo


Estrutura – Banco de Dados e Portal:

  • Banco de Dados com informações primárias e secundárias desenvolvido em tecnologia aprimorada e segura;

  • Informações inseridas na Base de Dados são visualizadas no Portal do Observatório em tempo real;

  • Portal com “páginas” internas para todasas Instituições de Apoio aos APLs, todosos Núcleos Estaduais de Apoio aos APLs e todosos APLs do Brasil, totalizando mais de 1.000 “páginas”;

  • Espaço para gestão de notícias, eventos e conteúdo para cada uma dessas páginas;

  • Ferramenta de “BI” para geração de relatórios e gráficos para análises detalhadas, auxiliando a elaboração de políticas públicas.

  • Vídeo


Recursos Envolvidos

  • Sistema de Software e Hardware especificamente desenvolvidos para esse projeto, ancorados na estrutura do IBICT.

  • Equipes de apoio técnico: sustentação, evolução, mobilizadores de rede social, mineração e tratamento dos dados coletados e Mentoria em soluções tecnológicas;

  • Equipes de coordenação: Secretaria Executiva do GTP APL e pessoal treinado em cada um dos Estados;

  • 104 Bolsistas do CNPq com coordenação Nacional e coordenadores Estaduais;

  • Núcleo de Inteligência Competitiva, com alta capacidade de análise das informações geradas.

  • Atores: MDIC, MCTI, IBICT, CNPq, IPEA e SEBRAE Nacional


Projetos Complementares

  • Coleta de informações primárias para constituição uma base de dados para geração de indicadores para os APLs:

    • 104 Bolsistas para os Estados, mediante contrapartida;

    • Coordenação metodológica da coleta;

  • Núcleo de Inteligência Competitiva – NIC:

    • Equipe com alto potencial de análise das informações geradas;

    • Proposição de medidas de acordo com os indicadores;

  • Levantamento e automatização da coleta de dados secundários para alimentação da base de dados do Observatório.


Cronograma Previsto

Uso da Ferramenta B.I.

(Business Intelligence): MDIC

Povoamento Bases de Dados

Secundárias: IPEA

CNDRs Estaduais

Pilotos: AL, GO, PR.

Treinamento Estados:

8 vagas

Treinamento Estados:

16 vagas

Projeto Bolsistas

Lançamento Oficial


Ricardo de Paula RomeiroCoordenador-Geral de APLsSecretaria do Desenvolvimento da ProduçãoMinistério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio [email protected]ó, 30 de julho de 2012


ad