Download
m todos eficazes para a cessa o de fumar abordagem cognitivo comportamental n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Métodos eficazes para a cessação de fumar Abordagem Cognitivo-Comportamental PowerPoint Presentation
Download Presentation
Métodos eficazes para a cessação de fumar Abordagem Cognitivo-Comportamental

Métodos eficazes para a cessação de fumar Abordagem Cognitivo-Comportamental

190 Views Download Presentation
Download Presentation

Métodos eficazes para a cessação de fumar Abordagem Cognitivo-Comportamental

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Métodos eficazes para a cessação de fumarAbordagem Cognitivo-Comportamental Msc e Psicóloga: Marilda Ghellere marighellere @engeplus.com.br

  2. Mudança de crenças; • Mudança de comportamentos; • Forma de lidar com determinadas situações. Abordagem Cognitiva Comportamental

  3. “O que perturba o ser humano não são os fatos, mas a interpretação que ele faz dos fatos “ (Shakespeare) Abordagem Cognitiva Comportamental Compreender as interpretações que cada um dá a si e aos acontecimentos para tentar entender e modificar suas emoções e seu modo de agir.

  4. Principais componentes da abordagem: Abordagem Cognitiva Comportamental Detecção de situações de risco de recaída; Desenvolvimento de estratégias de enfrentamento.

  5. Estratégias empregadas • Auto-monitoração; Abordagem Cognitiva Comportamental

  6. Estratégias empregadas • Controle de estímulos; Abordagem Cognitiva Comportamental

  7. Estratégias empregadas • Técnicas de relaxamento; Abordagem Cognitiva Comportamental

  8. Estratégias empregadas • Procedimentos aversivos Abordagem Cognitiva Comportamental

  9. O papel do profissional de saúde no encorajamento do paciente • Estudos mostram que mais de 50% dos profissionais não alerta rotineiramente seus paciente sobre os malefícios do fumo. Abordagem Cognitiva Comportamental

  10. Intensidade de contato pessoal com o paciente PROBABILIDADE DE CESSAÇÃO DO FUMO QUANDO ACONSELHADO Mínimo de 3 minutos = aumenta em 30% De 3 a 10 minutos = aumenta em 60% Abordagem 10 minutos = aumento de mais de 100% Acima de um total de 90 minutos não muda efetividade Abordagem Cognitiva Comportamental

  11. Intensidade de contato pessoal com o paciente ABORDAGENS QUE LEVAM AO AUMENTO NA TAXA DE CESSAÇÃO 1. Preparar o fumante para soluções de seus problemas; Abordagem Cognitiva Comportamental

  12. Intensidade de contato pessoal com o paciente ABORDAGENS QUE LEVAM AO AUMENTO NA TAXA DE CESSAÇÃO 2. Estimular habilidades para resistir as tentações de fumar; Abordagem Cognitiva Comportamental

  13. Intensidade de contato pessoal com o paciente • ABORDAGENS QUE LEVAM AO AUMENTO NA TAXA DE CESSAÇÃO • 3. Preparar para prevenir • a recaída; Abordagem Cognitiva Comportamental

  14. Intensidade de contato pessoal com o paciente • ABORDAGENS QUE LEVAM AO AUMENTO NA TAXA DE CESSAÇÃO • 4. Preparar o fumante para lidar • com o stress. Abordagem Cognitiva Comportamental

  15. Métodos de Abordagem Abordagem Cognitiva Comportamental MÍNIMA BÁSICA INTENSIVA PAAP Perguntar Avaliar Aconselhar Preparar PAAPA Perguntar Avaliar Aconselhar Preparar Acompanhar Atendimento estruturado, individual ou em grupo, em sessões de 60 a 90 minutos

  16. Métodos de Abordagem Abordagem Cognitiva Comportamental Breve /Mínima Básica Profissionais de saúde Quem? Abordagem de 3 a 5 minutos Quando? Estimulando mudançacomportamento Como?

  17. ABORDAGEM MÍNIMA/BÁSICA Abordagem Cognitiva Comportamental • Você fuma? Há quanto tempo? • 2. Quantos cigarros fuma por dia? • 3. Quanto tempo após acordar acende o 1º cigarro? • 4. O que você acha de marcar uma data para deixar de fumar? Quando? • 5. Já tentou parar? • 6. O que aconteceu?

  18. PAAPA Pergunte e Avalie Abordagem Cognitiva Comportamental • Identificar os fumantes e saber o tempo de exposição ao tabaco • valorize dados sobre tabagismo; • registre no prontuário; • diferenciar experimentação do uso regular. • Avaliar o grau de dependência à nicotina • o quanto fuma por dia; • se o fumante acende o 1o cigarro do dia nas 1os 30 minutos. • Avaliar o grau de motivação para deixar de fumar • interesse em parar de fumar. • Identificar o que ajudou e atrapalhou a deixar de fumar • as barreiras devem ser trabalhadas na próxima tentativa.

  19. Desinteresse Fases motivacionais Pré-contemplação: Abordagem Cognitiva Comportamental

  20. Fases motivacionais Contemplação: Abordagem Cognitiva Comportamental Desconfiança

  21. Atenção Fases motivacionais Preparação: Abordagem Cognitiva Comportamental

  22. Fases motivacionais Ação: Abordagem Cognitiva Comportamental Postura Confiante

  23. PAAPA Aconselhe Abordagem Cognitiva Comportamental • DE ACORDO COM ESTÁGIO DE MUDANÇA DE COMPORTAMENTO • Em pré-contemplação: - Estimule-o a pensar sobre o assunto; - Estimule-o a mudar de fase, sem censurá-lo; - Relate os efeitos do tabagismo na condição clínica atual - Relate os riscos para a própria saúde e para a saúde dos que convivem com ele; - Relate os benefícios ao parar de fumar; - Forneça material educativo sobre o tema; - Volte a abordá-lo nas próximas consultas.

  24. PAAPA Prepare Abordagem Cognitiva Comportamental • Pronto para a ação (considera seriamente parar de fumar): • - Estimule-o a marcar data de parada nos próximos 10 dias; • - Analise os motivos que o levam a fumar; - Realize um plano de ação; - Informe sobre a síndrome de abstinência e sobre a “fissura”; - Estimule-o a adotar hábitos saudáveis de vida; • - Ofereça material de auto-ajuda; • - Ofereça apoio e acompanhamento; • - Fale sobre os métodos de parada;

  25. PAAPA Acompanhe Abordagem Cognitiva Comportamental A partir da data do abandono do fumo; Parabenize sempre, mantendo-o motivado; Ressalte os benefícios obtidos; Enfatize que deverá evitar sempre dar uma tragada; Identifique situações de risco e ofereça alternativas para superá-las. Marque consultas de retorno: • 1a, 2a semana • 3 mensais até completar 3 meses • 1 após 6 meses • 1 após 1 ano

  26. PAAPA Apoio para evitar a recaída Abordagem Cognitiva Comportamental • Parabenizar sempre; • Reforçar os benefícios que sente, valorizar a auto-estima; • Estimular o paciente a identificar situações de risco que o fazem fumar; • Traçar estratégias para enfrentamento destas situações de risco.

  27. Métodos de Abordagem Abordagem Cognitiva Comportamental ABORDAGEM INTENSIVA Profissionais de saúde Quem? Pacientes motivados, procuram apoio, já tentaram e não conseguiram. Quando? Sessões em grupo de 90 minutos. Como?

  28. ABORDAGEM INTENSIVA • Diferencial: • Encontros • 4 semanais; • 15 dias • 30 dias • 60 dias • 90 dias • 180 dias • 12 meses Abordagem Cognitiva Comportamental

  29. Fumantes que tiveram recaída: Abordagem Cognitiva Comportamental • Sem críticas; • Analisar as circunstâncias; • Retornar ao PAAPA; • Encaminhar ao intensivo.

  30. PAAPA Recaída Abordagem Cognitiva Comportamental Que situação o fez acender o 1º cigarro? O que estava fazendo nessa hora? Como se sentiu ao fumar esse 1º cigarro? O que aconteceu depois? Quantos cigarros está fumando atualmente? Já pensou em nova data?

  31. Estágios de mudança de fumante para não fumante Contemplativo Abordagem Cognitiva Comportamental Pré Contemplativo Preparação para ação Recaída Ação Manutenção

  32. Fumantes que não desejam parar de fumar: • Falta informações dos efeitos nocivos ; • Crenças e receios ao processo cessação; • Insucessos anteriores; • Não deseja realmente parar. Abordagem Cognitiva Comportamental

  33. Abordagem do Não fumante: Abordagem Cognitiva Comportamental • convive com fumantes casa/trabalho; • riscos; • material tabagismo passivo; • Crianças a partir de 5 anos.

  34. REFERÊNCIAS Abordagem Cognitiva Comportamental BRASIL. Ministério da saúde Instituto Nacional do Câncer – INCA . Abordagem e tratamento do Fumante. (consenso 2001) . Rio de Janeiro: INCA, 2001. ARAÚJO. Alberto José. Trabalho & Saúde Pública Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo UFRJ – HUCFF/IDT – NET BECK, J. Terapia Cognitiva. Teoria e Prática. Porto Alegre: ARTMED, 1998.

  35. Sucesso!!! Msc e Psicóloga: Marilda Ghellere marighellere @engeplus.com.br