cultura organizacional n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
CULTURA ORGANIZACIONAL PowerPoint Presentation
Download Presentation
CULTURA ORGANIZACIONAL

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 75

CULTURA ORGANIZACIONAL - PowerPoint PPT Presentation


  • 164 Views
  • Updated on

CULTURA ORGANIZACIONAL. CULTURA - origens. Principal característica do Homem: adaptação ao meio ambiente. Homem descobre vestimentas há 70 mil anos. Homem repassa às novas gerações o que descobriu: “CULTURA”. CULTURA – visões diversas.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

CULTURA ORGANIZACIONAL


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. CULTURA ORGANIZACIONAL

    2. CULTURA - origens • Principal característica do Homem: adaptação ao meio ambiente. • Homem descobre vestimentas há 70 mil anos. • Homem repassa às novas gerações o que descobriu: “CULTURA”.

    3. CULTURA – visões diversas • CULTURA colere (cultivar ou instruir) + cultus (cultivo). • Vocabulário popular; vocabulário dos agrônomos, dos biólogos.

    4. CULTURA – visão antropológica “Cultura é aquele todo complexo que inclui conhecimentos, crença, arte, moral, direito, costume e outras capacidades e hábitos adquiridos pelo homem como membro da sociedade”. TYLOR, Primitive culture (1958, p.4)

    5. CULTURA – Visão antropológica Cultura é “ tudo que as pessoas têm, pensam e fazem como membros da sociedade”. FERRARO (1994)

    6. CULTURA - características • É transmitida pela herança social. • Compreende a totalidade das criações humanas. • Característica exclusiva das sociedades humanas. • Interfere na forma como a pessoa vê o mundo, como percebe as coisas. • É um mecanismo de adaptação.

    7. CULTURA DE MASSAS • Cultura feita em série, industrialmente, para consumo por grande número de pessoas. Exemplo: Cinema norte-americano; novelas brasileiras; eventos musicais.

    8. CULTURA POPULAR “Conjunto disperso de práticas, representações e formas de consciência que possuem lógica própria (o jogo interno do conformismo, do inconformismo e da resistência), distinguindo-se da cultura dominante exatamente por essa lógica de práticas, representações e formas de consciência”. CHAUÍ (1986, p. 25) Exemplo: Sincretismo religioso; música sertaneja; música nordestina; remédios “caseiros”.

    9. FOLCLORE Folk + lore (inglês) = “Saber do povo” “Conjunto das tradições, dos conhecimentos ou das crenças populares expressas em provérbios, contos e canções”. DIAS (2005, p. 56) Exemplo: Literatura de cordel; canções sem autoria; “atirei um pneu n’água...”; “água mole em pedra...”.

    10. CULTURA - elementos • Traço cultural abraço; aperto de mão; beijo na face entre homens etc.

    11. CULTURA - elementos • Complexo cultural Carnaval; festas juninas; congada; círio de Nazaré; empresas, em geral.

    12. CULTURA - elementos • Padrões culturais “pontualidade britânica”; “alegria do brasileiro”; “avareza do irlandês”.

    13. SUBCULTURA • Segmento da sociedade que compartilha um padrão de normas, valores e costumes diferente da cultura dominante na região. Exemplo: cultura de União da Vitória = brasileira + subculturas: árabe; italiana; alemã; polonesa; ucraniana; suíça. Bairros de Santa Felicidade (Curitiba); Bairros do Brás e Liberdade (São Paulo).

    14. CONTRACULTURA • Manifestação cultural de grupos que rejeitam as normas e os valores da sociedade, buscando estilos de vida alternativos. Exemplo: Geração “paz e amor”; “sociedade alternativa”; hippies; góticos; “tribos” em geral.

    15. ETNOCENTRISMO • “Tendência de os indivíduos de determinada sociedade considerarem sua própria cultura como superior às demais”. DIAS (2002, p. 61) Exemplo: Nazismo; Fascismo.

    16. CULTURA - transmissão Meios formais: • Escola • Estado • Igreja • Organizações

    17. CULTURA - transmissão Meios informais: • Família • Grupo de amigos • Meios de comunicação (tradicionais + internet; blogs)

    18. IDENTIDADE CULTURAL (self) -definição Sociologicamente, “self é um conjunto relativamente estável de percepções sobre quem somos em relação a nós mesmos, aos outros e aos sistemas sociais”. JOHNSON, A. Dicionário de sociologia. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 1997, p. 204. Exemplos: Tchecoslováquia República Tcheca + Eslováquia; China versus Tibet.

    19. CULTURA ORGANIZACIONAL - definição • “Se refere a um sistema de valores, compartilhado pelos membros de uma organização, e que a difere de uma para outra”. ROBBINS (2002, p.498)

    20. CULTURA ORGANIZACIONAL - definição • “É o sistema de ações, valores e crenças compartilhado que se desenvolve numa organização e orienta o comportamento dos seus membros”. SCHEIN (1990, p. 109-110)

    21. Cultura organizacional AS ORGANIZAÇÕES POSSUEM CULTURAS UNIFORMES?

    22. Cultura organizacional – características: • Inovação e capacidade de assumir riscos. Exemplo: Gillette Company; Microsoft. • Atenção aos detalhes. Exemplo: Gillette Company.

    23. Cultura organizacional – características: • Orientação para os resultados. Exemplo: Wal Mart; AmBev. • Orientação para as pessoas. Exemplo: Motorola; Microsoft; Apple Computers.

    24. Cultura organizacional – características: • Orientação para a equipe. Exemplo: AmBev; IBM. • Agressividade. AmBev; Microsoft. • Estabilidade. Serviço Público.

    25. Cultura organizacional - classificação • Cultura aberta estimula os riscos,apoiadora, humanística, orientada para a equipe, de fácil convivência e voltada para o crescimento.

    26. Cultura organizacional - classificação • Cultura fechada Estruturada, orientada para a tarefa, individualista, tensa e voltada para a estabilidade.

    27. Cultura organizacional CULTURA ORGANIZACIONAL VERSUS CULTURA NACIONAL.

    28. Cultura organizacional – aspectos mais favoráveis • Define fronteiras, ou seja, cria distinções entre uma organização e outras. • Proporciona senso de identidade aos membros da organização.

    29. Cultura organizacional – aspectos mais favoráveis • Facilita o comprometimento com algo maior do que os interesses individuais de cada um.

    30. Cultura organizacional – aspectos menos favoráveis • Barreira a mudanças Exemplo: General Motors; Eastman - Kodak; Varig.

    31. Cultura organizacional – aspectos menos favoráveis • Barreira a diversidade. Exemplo: Contratação de pessoas “diferentes”: raça; credo; opções sexuais; deficiências etc.

    32. Cultura organizacional – aspectos menos favoráveis • Barreiras às aquisições e fusões.

    33. CULTURA ORGANIZACIONAL “A cultura é a argamassa social que ajuda a manter a organização coesa”. ROBBINS (2002, p. 503)

    34. Processo de criação da cultura • Fundadores tendem a contratar pessoas que pensem como eles. • Doutrinam e socializam funcionários de acordo com que eles (fundadores) pensam e sentem.

    35. Processo de criação da cultura • Comportamento dos fundadores serve como modelo.

    36. Processo de criação da cultura Dirigentes Filosofia dos fundadores Critérios de seleção Cultura organização Socialização

    37. PROCESSO DE MANUTENÇÃO DA CULTURA • Práticas de seleção de pessoal. • Ações dos dirigentes. • Métodos de socialização.

    38. COMO OS FUNCIONÁRIOS APRENDEM A CULTURA Histórias: • Henry Ford II. (“Lembre-se que o nome gravado no edifício é o meu”). • Banco Bradesco. (Amador Aguiar)

    39. COMO OS FUNCIONÁRIOS APRENDEM A CULTURA Rituais: • Wal Mart • AmBev.

    40. COMO OS FUNCIONÁRIOS APRENDEM A CULTURA Símbolos materiais Linguagem

    41. CULTURA - tipos Cultura de trabalho em rede Características: • Elevada sociabilidade; baixa solidariedade. Implicações: • Muitas amizades/camaradagens/ “panelas”. • Muita tolerância aos fracos desempenhos.

    42. CULTURA - tipos Cultura mercenária Características: • Baixa sociabilidade; elevada solidariedade. Implicações: • Focadas em objetivos/metas; pretende “destruir a concorrência”. • Tratamento quase desumano para desempenhos considerados fracos.

    43. CULTURA - tipos Cultura fragmentada Características: • Baixa sociabilidade e baixa solidariedade. Implicações: • Empresa constituída de individualistas. • Identificação com a tarefa/pouco com a organização. • Excessivamente crítica com as pessoas. • Não existe coleguismo.

    44. CULTURA - tipos Cultura de comunidade Características: • Alta sociabilidade e alta solidariedade. Implicações: • Valoriza a camaradagem e o desempenho. • Grande visão de futuro. • Lideres criam discípulos e não seguidores. • Clima de trabalho quase religioso.

    45. CULTURA - tipos TIPOLOGIA DE QUATRO CULTURAS S O C I A B I L I D E TRABALHO EM REDE COMUNIDADE ALTA MERCENÁRIA BAIXA FRAGMENTADA BAIXA ALTA SOLIDARIEDADE

    46. MUDANÇAS NA CULTURA - estratégias Aprendizado organizacional: • Pensar na organização como um “sistema”. • Construir e facilitar comunidades de aprendizado e prática. • Concentrar-se em questões de desenvolvimento pessoal. • Criar estruturas organizacionais menos hierarquizadas e mais auto-organizadoras. • Planejar com o uso de “cenários”.

    47. MUDANÇAS NA CULTURA - estratégias Aprendizado organizacional: • Noção de TQM (Total Quality Management). • Aperfeiçoamento contínuo (Kaizen). • Aprendizado vitalício (experiências no dia-a-dia de trabalho; conversas com colegas e amigos; seminários; wokshops; coaching; modelos de sucesso).

    48. O PODER - definição • O poder “se refere à capacidade que A tem para influenciar o comportamento de B, de maneira que B aja de acordo com a vontade de A”. ROBBINS (2002, p. 342)

    49. O PODER - categorias • Poder coercitivo. • Poder pela recompensa. • Poder pela legitimidade. • Poder pelo talento (perícia). • Poder pela referência.

    50. GLOBALIZAÇÃO – idéia versus conceito Idéia antiga • Século XV Conceito novo • Termo criado por Theodore Levitt (1983) – artigo “A globalização de mercados é iminente”