LIXOELÉTRICA
Download
1 / 66

- PowerPoint PPT Presentation


  • 85 Views
  • Uploaded on

LIXOELÉTRICA. AVSENERGIA E MEIO AMBIENTE LTDA. LIXO É ENERGIA ELÉTRICA. A nova idéia !!! Mais de 50 milhões de kwh disponíveis. A MAIS AVANÇADA TECNOLOGIA PARA PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about '' - lida


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Lixoel trica

LIXOELÉTRICA

AVSENERGIA

E MEIO AMBIENTE LTDA


Lixoel trica

LIXO É ENERGIA ELÉTRICA

A nova idéia !!!

Mais de 50 milhões de kwh disponíveis...

A MAIS AVANÇADA TECNOLOGIA PARA PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE


Lixoel trica

Apresentamos nossos projetos para solução de meio ambiente  com  lixo urbano e hospitalar,  combinado com “Co-geração de Energia limpa”.

Trata-se de uma usina processadora de lixo com tecnologia avançado para este seguimento com construção móvel onde os resíduos do lixo, na usina podem ser misturados um aos outros independente de seleção e ou reciclagem e o produtos final, são bloquetes de (2"O polegadas por 50 centímetro), que triturados e misturado com cimento químico, fazem blocos para construção civil ou placas para casas populares pré-moldados, além, de poder ser  comercializados e vendidos os bloquetes, para industria na queima em caldeiras e outros, podendo ainda ser armazenados em local a céu aberto com sol e chuva, não contendo cheiros porém, não atrai insetos,ratos,baratas e urubus, o produto final pelo processo acaba saindo da usina semi vitrificado com alto poder calorífico, sendo um produto de queima constante superior a madeira e bagaço de cana,  por conter materiais orgânicos diversos, além de plásticos,madeiras,vidros etc.. em fins, o produto ao passar por um gaseificador,produz gás, que pode ser coletado em coletor apropriado e vendido a industria.


Lixoel trica

INSTALAÇÃO COMPLETA ambiente  com  lixo urbano e hospitalar,  PARA TRATAMENTO E GASEIFICAÇÃO

DE RESÍDUOS SÓLIDOS

URBANOS NÃO SELECIONADOS

PARA GERAÇÃO DE ENERGIA

ELÉTRICA.

Capacidade Instalada:

Entre 50 a 250 T / dia de RSU


Lixoel trica

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

- Sistema inovador para tratamento e utilização de RSU

- Seleção automática de materiais inertes, metais, vidro, etc.

- Combustão termo-química (não incinerada).


Lixoel trica

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

- Não gera dioxina ou qualquer outra substância poluente.

- Minimiza impactos ambientais.

- Alta eficiência de produção de energia.


Lixoel trica

CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

- Baixo custo operacional.

- Tratamento de cinzas residuais e conversão do material inerte, em re-utilizável.

- Alto retorno anual garantindo rápida e real amortização.


Estocagem e alimenta o do rsu rsu res duo s lido urbano

ESTOCAGEM E ALIMENTAÇÃO DO RSU ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

RSU = RESÍDUO SÓLIDO URBANO


Estocagem e alimenta o do rsu rsu res duo s lido urbano1

ESTOCAGEM E ALIMENTAÇÃO DO RSU ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

RSU = RESÍDUO SÓLIDO URBANO


Triturador

TRITURADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Triturador1

TRITURADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Moinho de martelo

MOINHO DE MARTELO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Moinho de martelo1

MOINHO DE MARTELO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Sistema de sele o

SISTEMA DE SELEÇÃO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Sistema de sele o1

SISTEMA DE SELEÇÃO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Secador rotat rio

SECADOR ROTATÓRIO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Secador rotat rio1

SECADOR ROTATÓRIO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Depurador de p

DEPURADOR DE PÓ ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Depurador de p1

DEPURADOR DE PÓ ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Ciclone de separa o inercial

CICLONE DE ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

SEPARAÇÃO INERCIAL


Ciclone de separa o inercial1

CICLONE ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

DE

SEPARAÇÃO

INERCIAL


Briquetador

BRIQUETADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Briquetador1

BRIQUETADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Gasog nio

GASOGÊNIO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Gasog nio1

GASOGÊNIO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Cinzas

CINZAS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Cinzas1

CINZAS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Lixoel trica

GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Lixoel trica

GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Lavador de g s

RESFRIADOR DE GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

LAVADOR DE GÁS


Lavador de g s1

RESFRIADOR DE GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

LAVADOR DE GÁS


Motor de combust o a g s

MOTOR DE COMBUSTÃO A GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Motor de combust o a g s1

MOTOR DE COMBUSTÃO A GÁS ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Recuperador do calor

RECUPERADOR DO CALOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Recuperador do calor1

RECUPERADOR DO CALOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Alternador

ALTERNADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Alternador1

ALTERNADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Transformador

TRANSFORMADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Transformador1

TRANSFORMADOR ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Energia el trica

ENERGIA ELÉTRICA ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Energia el trica1

ENERGIA ELÉTRICA ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


Objetivo

OBJETIVO ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

  • mau cheiro;

  • fermentação;

  • produção de biogás;

  • líquidos de percolação;

  • concentração de animais e microorganismos nocivos à saúde

O objetivo desta planta é o de eliminar a maior parte das características negativas do lixo:

E aproveitar as características energéticas do lixo, ou seja, o seu poder calorífico.


Que tipo de lixo

Que tipo de Lixo? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Única e exclusivamente o resíduo domiciliar, que é da competência do município coletar e tratar


Como funciona

Como funciona? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O município coleta e entrega na usina, o lixo domiciliar, que será processado objetivando a geração de um gás pobre, para a queima em um motor de combustão interna, motor este que está acoplado à um gerador de energia elétrica conectado à rede pública.


O que sobra

O que sobra? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Da parte sólida, sobram somente resíduos de carbono completamente inertes e que podem ser misturados à massa asfáltica ou servir de carga em outra mistura qualquer de artefatos de cimento, concretos, argamassas, etc.

Com relação aos líquidos e gases, os mesmos são tratados em uma planta de tratamento de efluentes e despejados nos cursos d’água ou à rede de esgoto pública, após a certificação da qualidade dos resíduos.


T m emiss o de gases

Têm emissão de gases? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Conforme explicado no item anterior, os gases oriundos da queima, passam por um lavador de gases e por uma estação de tratamento de efluentes, assegurando desta forma a inexistência de chaminés e, conseqüente, emissão de partículas.


A lei permite

A lei permite? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Está instituída na lei, a figura do produtor independente de energia que é o modelo legal que se enquadra tal usina, podendo a mesma, comercializar a energia gerada diretamente com consumidores interessados, por ela própria, para alguma concessionária ou através do ONS(Operador Nacional do Sistema) que é uma bolsa de energia.


Quantidade de lixo necess rio

Quantidade de lixo necessário ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Não existe um número absoluto para tal pergunta, pois o projeto da usina é definido em função da produção de lixo do município interessado.


Quantidade de lixo necess rio1

Quantidade de lixo necessário ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Através do estudo de viabilidade de instalação, dimensionamento dos equipamentos e pós-laudos laboratoriais, constatando os valores caloríficos do lixo e qualidade do gás para o projeto da usina.


Produ o de lixo

Produção de lixo ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

A produção de lixo por habitante/dia é de aproximadamente 700 gramas, variando a quantidade de tal lixo em função dos materiais nobres (plásticos, borracha, madeiras) e em função da umidade relativa que na média é de 42%.


Pre o da energia el trica

Preço da energia elétrica ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O preço que hoje um município paga à uma concessionária de energia elétrica é de aproximadamente R$ 170,00 MW/HORA e o preço relativo é o resultado da divisão do valor pago pela prefeitura dividido pelo nº de habitantes, o que varia bastante em função das condições sócio-econômicas dos municípios.

Exemplo: uma cidade de 50.000 habitantes gasta R$ 70.000/mês.


Pre o da energia el trica1

Preço da energia elétrica ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O preço que hoje uma distribuidora cobra pela comercialização de 1 Mwh é de R$ 460,00 x 24hs x 30 dias é = R$ 331.200 x 2 Mwh = R$ 662.400/mês

O baixo custo operacional permite um retorno promissor garantido, líquido e certo.

O prazo médio de instalação de uma usina geradora de 2 Mwh é de 15 meses, depende do dimensionamento do projeto e da distância da rede de transmissão que será conectada à energia elétrica gerada pelos Resíduos Sólidos Urbanos do Município.


Custo do aterro sanit rio

Custo do aterro sanitário ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

  • nº de máquinas;

  • distância;

  • vigilância;

  • aluguel do aterro;

  • técnicas de movimentação;

  • etc.

O custo do aterro sanitário, depende de alguns fatores:

E pode variar na média de:

R$ 30,00 a R$ 70,00/tonelada ou mais.


Modelo de neg cios

Modelo de negócios ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

Existem, basicamente, dois modelos de negócios a serem aplicados à geração de energia elétrica com lixo:


1 munic pio produtor

1) Município Produtor ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O município interessado compra a usina e com o lixo passa a gerar energia elétrica que será consumida pelo próprio município.

Quando houver excedente vendida e quando houver falta comprada da concessionária local.


2 produtor independente

2) Produtor independente ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O produtor interessado compra a usina e a instala em uma área a ser doada pela prefeitura. A prefeitura deverá pagar a este produtor para que o mesmo processe o seu lixo, não mais existindo o aterro sanitário. O produtor vende a energia elétrica gerada, no mercado livre ou à própria prefeitura, tendo assim, duas fontes de receita:

  • Energia elétrica

  • Processamento de lixo


Quanto custa

Quanto custa? ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

O preço de uma planta de geração com lixo, depende de muitos fatores e tem que ser avaliado caso a caso, é necessário um estudo de viabilidade para a implantação.


Estimativa de estudo preliminar

Estimativa de Estudo Preliminar ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 


A produ o m dia di ria de lixo s lido urbano de

A produção média diária de Lixo Sólido Urbano é de: ambiente  com  lixo urbano e hospitalar, 

0,700 Kg por habitante


Estimativa de composi o dos res duos s lidos urbanos domiciliares em sobre o peso de kg m3

Estimativa de Composição dos Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares em % sobre o peso de Kg/m3


Estimativa de opera o da unidade gaseificadora de 330 dias ano

Poder calorífico do lixo Sólido Domiciliar estimado é inferior a 2.100 kcal/Kg

Estimativa de operação da unidade gaseificadora é de 330 dias/ano

A umidade relativa do Lixo Sólido Urbano Domiciliar estimado é de 42%

Estimativa de operação da planta de tratamento e geradora de combustível é de 213 dias/ano


Lixoel trica

CARACTERÍSTICAS DO LIXO APÓS TRATAMENTO, SECAGEM E PRENSAGEM

Inodoro

Impermeável

Não gera problemas de percolação e efluentes

Não libera biogás

Não é biodegradável

Não é apetitoso à animais

Representa uma reserva estratégica de combustível alternativo



Lixoel trica

OBS: os números apresentados são estimativos, números concretos dependem do estudo de viabilidade para a classificação do lixo e do gás, para o dimensionamento da planta de tratamento do lixo urbano, turbinas, unidade gaseificadora e distância da rede para conecção da energia gerada.

AVSENERGIA E MEIO AMBIENTE LTDA

contatoavs@ig.com.br/avsenergia@gmail.com