slide1 l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 13

O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS - PowerPoint PPT Presentation


  • 96 Views
  • Uploaded on

O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS. Apresentação de Nelson Brasil de Oliveira, 1º vice-presidente da ABIFINA, no Fórum Competitividade da Cadeia Produtiva Farmacêutica no Brasil. 1/13. Novembro/2009.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS' - krikor


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

UMA VISÃO EMPRESARIAL ESPECIALMENTE FOCADA NO DESENVOLVIMENTO DE FÁRMACOS

Apresentação de Nelson Brasil de Oliveira,

1º vice-presidente da ABIFINA, no

Fórum Competitividade da Cadeia Produtiva Farmacêutica no Brasil

1/13

Novembro/2009

antecedentes hist ricos
ANTECEDENTES HISTÓRICOS

O SUCESSO ALCANÇADO NOS ANOS 84-90

AS AÇÕES DE CDI+CEME+BNDES+CODETEC

O TRANSPLANTE DO MODELO PARA ÍNDIA

1. EFEITOS POSITIVOS DA PORTARIA INTERMINISTERIAL

PI Nº 04/84

2/13

Novembro/2009

slide3

ANTECEDENTES HISTÓRICOS

2. O RETROCESSO COM A REPENTINA E NÃO PLANEJADA ABERTURA COMERCIAL ANOS-90

Novembro/2009

3/13

slide4

O DESEMPENHO DOS PRODUTOS DA CADEIA FARMACÊUTICA NO COMÉRCIO INTERNACIONAL DO BRASIL

Novembro/2009

4/13

slide5

O DESEMPENHO DOS PRODUTOS DA CADEIA FARMACÊUTICA NO COMÉRCIO INTERNACIONAL DO BRASIL

COMPARAÇÃO: VENDAS EM UNIDADES VS IMPORTAÇÃO EM KG

Novembro/2009

5/13

a competitividade da ind stria brasileira requer tratamento ison mico nas licita es internacionais
A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA REQUER TRATAMENTO ISONÔMICO NAS LICITAÇÕES INTERNACIONAIS

O REGULATÓRIO SANITÁRIO:

PARA IFAs FABRICADOS LOCALMENTE JÁ É REQUERIDO HÁ MUITO TEMPO PELA ANVISA.

PARA IFAs IMPORTADOS PASSARÁ A SER EXIGIDO PELA ANVISA, GRADUALMENTE, SEGUNDO CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO.

  • 2. O SISTEMA TRIBUTÁRIO:
  • DESEQUILIBRADO EM FAVOR DAS IMPORTAÇÕES.
  • VIDE QUADRO APRESENTADO NO PRÓXIMO SLIDE.

Novembro/2009

6/13

slide7

COMPARAÇÃO DA CARGA TRIBUTÁRIA DE UM FARMOQUÍMICO

FABRICADO NO BRASIL COM UM SIMILAR DE ORIGEM DA CHINA

Novembro/2009

7/13

slide8

INICIATIVAS QUE SUBSIDIARAM A MODELAGEM DA POLÍTICA PÚBLICA ATUAL PARA O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

NOVEMBRO DE 2006: A LICITAÇÃO DE ZIDOVUDINA E LAMIVUDINA POR FARMANGUINHOS PELA MODALIDADE CONTRATAÇÃO DA FABRICAÇÃO LOCAL EM VEZ DA LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE TAIS PRODUTOS.

  • O ENGODO DA LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE FÁRMACOS: FALTA DE ISONOMIA DE QUALIDADE E TRIBUTÁRIA – HÁ UMA COMPARAÇÃO DE DESIGUAIS COM FESTA DOS IMPORTADORES E REVENDEDORES – A AÇÃO DA JUSTIÇA.
  • A RASTREABILIDADE DO PROCESSO PRODUTIVO EM TODA A CADEIA PRODUTIVA DO MEDICAMENTO - A CUSTOMIZAÇÃO DE FORNECEDORES - O EXEMPLO MARCANTE DA PETROBRAS.

Novembro/2009

8/13

slide9

INICIATIVAS QUE SUBSIDIARAM A MODELAGEM DA POLÍTICA PÚBLICA PARA O COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

O PROJETO EFAVIRENZ - O GRANDE MODELO:

  • MS: LICENCIAMENTO COMPULSÓRIO DA PATENTE EM MAIO 2007.
  • FIOCRUZ: AVALIA A CAPACIDADE PRODUTIVA DE EMPRESAS FARMOQUÍMICAS, SUAS INFRAESTRUTURAS DE P&D, CONTROLES DE QUALIDADE, CERTIFICAÇÕES, POLÍTICAS AMBIENTAIS, EFETIVAS PARTICIPAÇÕES NO MERCADO – 2006/07.
  • MS: EXIGE COMPROMISSO DO SETOR PRIVADO EM FORNECER O IFA FABRICADO NO BRASIL EM UM ANO – ATÉ MAIO 2008.
  • ANVISA: AUDITAGEM E REGISTRO DO MEDICAMENTO FABRICADO POR FARMANGUINHOS – ATÉ DEZEMBRO 2008.
  • SUS: PLENO ATENDIMENTO ÀS SUAS DEMANDAS A PARTIR DE 2009.
  • TRF: UMA PATENTE DE MEDICAMENTO TEM UM SIGNIFICADO SOCIAL QUE SUPERA SEU VALOR ECONÔMICO PARA A EMPRESA.

Novembro/2009

9/13

slide10

AS PORTARIAS QUE DEFINIRAM O MODELO PRATICADO COM SUCESSO NO COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

PORTARIA 374, DE 28/02/08: instituiu no SUS o Programa Nacional de Fomento à Produção Pública e Inovação no Complexo Industrial da Saúde.

DECRETO DE 12/05/08: criou no Ministério da Saúde o Grupo Executivo do Complexo Industrial da Saúde (GECIS).

PORTARIA 978 DE 16/05/08: definiu a Lista dos Produtos Oriundos do Complexo Industrial da Saúde que são considerados estratégicos para o SUS.

PORTARIA 128 DE 29/05/08: estabeleceu as diretrizes para a contratação pública de medicamentos e fármacos pelo SUS.

PORTARIA 3.031 DE 16/12/08: definiu os critérios a serem usados pelos laboratórios oficiais de produção de medicamentos em suas licitações para a aquisição de matérias-primas.

Novembro/2009

10/13

as emergentes parcerias de desenvolvimento produtivo do complexo industrial da sa de
AS EMERGENTES PARCERIAS DE DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO DO COMPLEXO INDUSTRIAL DA SAÚDE

SETE LABORATÓRIOS OFICIAIS JÁ SE COMPROMETERAM COM A SCTIE/MS PARA O DESENVOLVIMENTO DE TECNOLÓGIAS VISANDO A PRODUÇÃO DE QUINZE MEDICAMENMTOS, IFAS E INTERMEDIÁRIOS, E NA COMPRA DOS REFERIDOS MEDICAMENTOS.

É O PASSO INICIAL DE UMA IMPORTANTÍSSIMA SISTEMÁTICA JÁ DEFINIDA PELA PORTARIA 128/2008: A CONTRATAÇÃO PÚBLICA DA FABRICAÇÃO DE IFAs E MEDICAMENTOS NO PAÍS.

Novembro/2009

11/13

slide12
BUY AMERICAN ACT: EXEMPLO DE POLÍTICA PÚBLICA

PRIVILEGIA A COMPRA, POR TODAS AS REPARTIÇÕES DAQUELA NAÇÃO, DOS PRODUTOS FABRICADOS NO PAÍS, CUJO CUSTO CONTENHA, NO MÍNIMO, 50% DE COMPONENTES NACIONAIS. A PREFERÊNCIA A SER DADA AO PRODUTO NACIONAL SE EXPRESSA SEMPRE QUE, EM IGUALDADE DE CONDIÇÕES QUANTO À QUALIDADE E ISONOMIA NO TRATAMENTO TRIBUTÁRIO E CUSTOS DE TRANSPORTES, O PRODUTO DOMÉSTICO APRESENTAR PREÇO ATÉ 6% SUPERIOR AO IMPORTADO, VALOR ESSE QUE SE ELEVA PARA 12% EM SE TRATANDO DE PEQUENA EMPRESA NACIONAL (EMPRESA COM MENOS DE 500 PESSOAS).

SIGNIFICADO DAS COMPRAS PÚBLICAS:

ECONÔMICO: ALAVANCAGEM DAS EMPRESAS NACIONAIS.

SOCIAL: GARANTIA DE ACESSO E QUALIDADE.

ADEQUAÇÃO DA LEI DE LICITAÇÕES:

EFETIVA ISONOMIA DE QUALIDADE E TRIBUTAÇÃO, BEM COMO SUA INTERPRETAÇÃO EM PROL DO DESENVOLVIMENTO E DO EMPREGO DO PAÍS, E NÃO NO EXTERIOR.

O QUE FALTA ACONTECER

O USO DO PODER DE COMPRA DO ESTADO

12/13

Novembro/2009

para finalizar
PARA FINALIZAR

NÃO É FAZENDO NADA QUE VOCÊ DESCANSA,

MAS FAZENDO OUTRA COISA.

Darcy Ribeiro

13/13

Novembro/2009