slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portuga PowerPoint Presentation
Download Presentation
Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portuga

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portuga - PowerPoint PPT Presentation


  • 166 Views
  • Uploaded on

Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portugal. Carina Ladeira Rio de Janeiro, 11 de Novembro 2009. Regulamentação da profissão. DL n.º 87/77 – Carreira de Técnico Auxiliar

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portuga' - kirsi


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

Educação e Regulamentação Profissional dos Técnicos de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica em Portugal

Carina Ladeira

Rio de Janeiro, 11 de Novembro 2009

regulamenta o da profiss o
Regulamentação da profissão
  • DL n.º 87/77 – Carreira de Técnico Auxiliar
  • Surge devido à “natureza especial das actividades profissionais do pessoal técnico auxiliar dos serviços complementares de diagnóstico e terapêutica”
  • Reformula o DL n.º 414/71 que criou as carreiras de técnicos auxiliares de laboratório
regulamenta o da profiss o1
Regulamentação da profissão
  • DL N.º 384-B/85 – Carreira de TDT
  • Surge devido à ocorrência de “diversas e profundas alterações na área da tecnologia médica, muito especialmente no domínio do diagnóstico e da terapêutica”
  • Como resposta às exigências de formação foram criadas em 1982 as escolas técnicas dos serviços de saúde que passaram a ministrar cursos de formação com duração de 3 anos lectivos
enquadramento profissional
Enquadramento profissional
  • O TDT actua integrado numa equipa de saúde
  • Actua em conformidade com o pré-diagnóstico, diagnóstico e a prescrição terapêutica efectuados pelo elemento médico ou técnico superior da sua equipa de saúde, devendo para o efeito programar, executar e avaliar as técnicas adequadas e comunicar os resultados aos restantes elementos da mesma equipa
regulamenta o profissional
Regulamentação profissional
  • A carreira de TDT encontra-se regulada pelo DL n.º 384-B/85 e insere-se nos corpos especiais da saúde instituídos pelo DL n.º 184/89
  • Reestruturações independentes das restantes carreiras da função pública
regulamenta o profissional1
Regulamentação profissional
  • DL n.º 320/99
  • Justifica a necessidade da especialização e formação dos TDT por base de lidar com a saúde dos utentes
  • (…) regulamentação das actividades técnicas de diagnóstico e terapêutica que condicione o seu exercício no geral, quer na defesa do direito à saúde, proporcionando a prestação de cuidados por quem detenha essa habilitação adequada, quer na defesa dos interesses dos profissionais que efectivamente possuam os conhecimentos e as atitudes próprias para o exercício da correspondente profissão
regulamenta o profissional2
Regulamentação profissional
  • O DL n.º 564/99 é uma compilação da carreira de TDT, concursos, categorias entre outros e enuncia que “a carreira de TDT enquadra um conjunto de profissionais detentores de formação especializada de nível superior”
  • O Despacho n.º 5566/2000 (2ª série) regulamenta o exercício da profissão
  • O reconhecimento do título profissional é dependente da emissão de uma cédula profissional
profissional de apct
Profissional de APCT
  • Planeia, processa, avalia e controla as várias fases de estudo e tratamento de amostras de tecidos colhidos no organismo vivo ou morto, para observação macroscópica e microscópica, óptica ou electrónica, com vista à realização do diagnóstico anátomo-patológico
profissional de apct1
Profissional de APCT
  • Aplica conhecimentos de morfologia normal, histologia, biologia celular/molecular e genética, bem como conhecimentos processuais de técnicas e métodos cito e histopatológicos avaliando a qualidade dos seus resultados
  • Tem como grandes áreas de intervenção o diagnóstico/prognóstico e a prevenção da doença, o Técnico de Anatomia Patológica, Citológica e Tanatológica desenvolve ainda acções e colabora em programas de rastreio, educação e promoção para a saúde
profissional de apct sa das profissionais
Profissional de APCT Saídas profissionais
  • Unidades hospitalares públicas e privadas
  • Empresas de equipamento especializado
  • Laboratórios públicos e privados
  • Centros de Saúde
  • Laboratórios Universitários
  • Centros de ensino e de investigação
  • Laboratórios de anatomia animal
  • Laboratórios de medicina dentária
  • Instituto de Medicina Legal
slide14

ESTeSL

ESTeSL encontra-se situada desde 2001 no Parque das Nações, juntamente com a Escola Superior de Enfermagem Artur Ravara

slide16

Análises Clínicas

Cardiopneumologia

Fisioterapia

Anatomia Patológica

Medicina Nuclear

Ortóptica

Dietética

Radiologia

Ortoprotesia

Farmácia

Radioterapia

Saúde Pública

Biologia

Ciências Morfo-Funcionais

Ciências da Educação

Física

Patologia e diagnóstico

Psicologia

Química

Ciências Médicas

Sociologia

Matemática

Saúde Pública

Antropologia

Estrutura e organização científica da ESTeSL

Ciências Laboratoriais e Intervenção Comunitária

Ciências e Tecnologias das Radiações e Biossinais da Saúde

Ciências e Tecnologias de Avaliação Funcional e Terapêutica

Ciências da Saúde

Ciências Sociais e Humanas

Ciências Naturais e Exactas

ciclos de estudos na estesl
Ciclos de estudos na ESTeSL
  • 1º Ciclo de Bolonha – Licenciatura
  • Duração 4 anos
  • Formação Pós-graduada
  • 2º Ciclo de Bolonha - Mestrado
  • Duração 2 anos
  • Pós-graduação/Especialização (1 ano)
n o esquecer
Não esquecer…
  • No processo de profissionalização não basta:
  • Práticas a tempo completo
  • Licença ou diploma
  • Corpo de saberes próprios da profissão
  • Elevada qualificação
  • Competências deontológicas
associa o profissional
Associação Profissional
  • Associativismo e os 3 princípios: liberdade, democracia, solidariedade
  • Assembleia geral, Direcção, Conselho Fiscal
aptap objectivos
APTAP - Objectivos
  • Promover o desenvolvimento da profissão, colaborando com organismos nacionais e internacionais relevantes para a política nacional de saúde
  • Intervir directamente na definição da política de ensino da profissão (currículos, programas de ensino, exercício profissional)
  • Promover sistematicamente a actualização dos seus membros
aptap objectivos1
APTAP - Objectivos
  • Congressos, Workshops, Jornadas
  • Revista Científica Mícron
  • Incentivo à investigação
  • Implementação de sistema europeu de créditos
  • Parcerias e convénios nacionais e internacionais
  • Congresso em Évora em Maio de 2010
  • Congresso luso-brasileiro em 2012
aptap s mula
APTAP - súmula
  • Fomentar e defender os interesses da profissão, zelando pelo reconhecimento social, dignidade e prestígio dos Técnicos de Anatomia Patológica
contactos
Contactos

carina.ladeira@estesl.ipl.pt

carina.ladeira@gmail.com