o papel da inform tica na educa o que queremos n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
O PAPEL DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO QUE QUEREMOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
O PAPEL DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO QUE QUEREMOS

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 17
Download Presentation

O PAPEL DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO QUE QUEREMOS - PowerPoint PPT Presentation

katen
69 Views
Download Presentation

O PAPEL DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO QUE QUEREMOS

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. O PAPEL DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃOQUE QUEREMOS Marco Silva

  2. Qual a diferença ente a tela da tv e a tela do computador?

  3. Mídia unidirecional (modelo um-todos)

  4. Novo espectador É menos passivo diante da mensagem fechada à sua intervenção e procura fugir do modelo de recepção clássica.

  5. Que é o digital? O digital é o absoluto da montagem, incidindo esta sobre os mais ínfimos fragmentos da mensagem, uma disponibilidade indefinida e incessantemente reaberta à combinação, à mixagem, ao reordenamento dos signos

  6. A informática não se contenta em reproduzir e difundir as mensagens (o que faz melhor do que a mídia clássica). Ela permite sobretudo engendrá-las, modificá-las à vontade, graças a um controle total de sua microestrutura, bit por bit.

  7. O computador é muito mais do que uma máquina de escrever, muito mais do que um canivete suíço!!! Do PC ao CC: um fantástico salto de qualidade em comunicação

  8. O digital autoriza, materializa as operações [da leitura clássica], e amplia consideravelmente seu alcance. Ele propõe um reservatório, uma matriz dinâmica, a partir da qual um leitor ou usuário pode engendrar novos textos

  9. O digital permite interatividadefísica e não meramente imaginalPermite: • Participação-intervenção • Bidirecionalidade-hibridação • Permutabilidade-potencialidade

  10. Participação-intervenção O professor pressupõe a participação-intervenção do aprendiz. Participar é muito mais que responder “sim” ou “não”, é muito mais que escolher uma opção dada. Participar é modificar, é interferir na mensagem.

  11. Bidirecionalidade-hibridação Comunicar pressupõe recursão da emissão e recepção. A comunicação é produção conjunta da emissão e da recepção. O emissor é receptor em potencial e o receptor é emissor em potencial. Os dois pólos codificam e decodificam.

  12. Permutabilidade-potencialidade O emissor disponibiliza a possibilidade de múltiplas redes articulatórias. Ele não propõe uma mensagem fechada, ao contrário, oferece informação em redes de conexões permitindo ao receptor ampla liberdade de associação e significações.

  13. Disponibiliza múltiplas experimentações, múltiplas expressões Disponibiliza uma montagem de conexões em rede que permite múltiplas ocorrências Formulador de problemas Provocador de situações Arquiteto de percursos Mobilizador da experiência do conhecimento A informática potencializa o trabalho do professor presencial e online:

  14. Bibliografia

  15. Contato • marco@msm.com.br • www.saladeaulainterativa.pro.br • (21) 9377-1920