html5-img
1 / 23

Hist ria Nova

. A base filosfica da nova histria a idia que a realidade social ou culturalmente constituda. Abrangncia total da histria.Anlise das estruturas.Os novos historiadores esto preocupados com as opinies das pessoas comuns e sua experincia da mudana social.. . A histria nova da nfas

kaili
Download Presentation

Hist ria Nova

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. Content is provided to you AS IS for your information and personal use only. Download presentation by click this link. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server. During download, if you can't get a presentation, the file might be deleted by the publisher.

E N D

Presentation Transcript


    1. História Nova O que é história Nova ? Oposição ao paradigma tradicional de análise histórica. A nova história interessa-se por toda atividade humana. “Tudo tem história”. História Total (Annales) O que era previamente considerado imutável é agora encarado como uma construção cultural, sujeita a variações, tanto no tempo quanto no espaço.

    2. A base filosófica da nova história é a idéia que a realidade é social ou culturalmente constituída. Abrangência total da história. Análise das estruturas. Os novos historiadores estão preocupados com as opiniões das pessoas comuns e sua experiência da mudança social.

    3. A história nova da ênfase a todo tipo de fonte histórica. Variedade de evidências. Visuais Orais Estatísticas Materiais

    4. História vista-de-baixo. Considera os movimentos coletivos, quanto com as ações individuais, tanto com as tendências, quanto com os acontecimentos.

    5. O que é história oral ? História Oral ou Método Biográfico é o registro da história de vida de indivíduos que, ao focalizar suas memórias pessoais,constroem também uma visão mais concreta da dinâmica de funcionamento e das várias etapas da trajetória do grupo social ao qual pertence.

    6. Muitas dessas memórias são chamadas de subterrâneas, porque ficam à margem da história oficial.

    7. Registrando as experiências vividas pelos informantes em fitas magnéticas de áudio ou vídeo, ela é um instrumento fundamental para a compreensão do passado recente.O cientista social com o desenvolvimento do método da História Oral não mais depende, unicamente, dos textos escritos para estudar o passado.

    8. Também possibilita que indivíduos pertencentes a categorias sociais geralmente excluídas da história oficial possam ser ouvidos-deixando registradas para análises futura sua própria visão de mundo e aquela do grupo social ao qual pertencem.

    9. Este método apresenta um caráter novo e envolvente, porque pressupõe uma parceria entre informante e pesquisador, construída ao longo do processo de pesquisa e através de relações baseadas na confiança mútua, tendo em vista objetivos comuns. Constrói-se assim uma imagem do passado muito mais abrangente e dinâmica.

    10. Quando surgiu a História Oral ? A primeira geração de historiadores que dedicaram-se à História Oral surgiu na década de 50, nos Estados Unidos. As pesquisas restringiam-se à area da Ciência Política e ao estudo dos “notáveis”.

    11. A partir da década de 60 desenvolveu-se uma nova concepção de História Oral.Era considerada fonte de uma história multidisciplinar,embasada principalmente, pela teoria e métodos provenientes das Ciências Sociais(no caso, da Antropologia e da Sociologia). Uma história cujo o objetivo é resgatar e valorizar a história dos vencidos. Uma história preocupada com as diversas minorias, uma história dos excluídos.

    12. Neste sentido, por intermédio dos relatos orais a História reconheceria as vidas e as contribuições culturais, político-sociais de negros,mulheres, operários servindo de meio para reconstruir a história/memória daqueles que haviam sido ignorados, no passado pela historiografia tradicional/oficial.

    13. História Oral Que momento histórico? Na Europa,a história oral surgiu em pleno cenário que envolvia os movimentos de 1968, pregando o não conformismo sistemático,inclusive em relação ás estruturas tradicionais do partidos de esquerda. A partir da década de 70, a história oal desenvolveu-se no resto do mundo. Ná década de 80, caracterizou-se pelo aprofundamento das reflexões dos limites e métodos, o que resultou em maior profissionalização no que diz respeito aos projetos de pesquisa oral e sua utilização.

    14. No Brasil Surgiu nos anos 70 mas somente nos anos 90 a história oral expandiu-se no país.Em 1994 foi criada a Associação Brasileira de História Oral.

    15. Os temas Os temas escolhidos variam do mundo do trabalho e dos fenômenos migratórios à análise da evolução das representações e discursos. A História Oral enquanto estudo da memória coletiva é reveladora de mentalidades.

    16. Criticas Sofridas Conforme os historiadores tradicionais, a memória não é digna de crédito como fonte histórica, isto porque é distorcida pela deterioração física na velhice,pela nostalgia, pela pretenciosidade do entrevistado e do entrevistador e pela influência de versões coletivas.

    17. Criticas que ela faz Por sua vez os historiadores orais argumentam que as fontes documentais escritas não são menos seletivas ou menos tendenciosas.

    18. O relato oral seve também para suprir lacunas da documentação escrita ou par confrontar fontes orais com fontes escritas. Os relatos orais podem ser utilizados para se contrapor às fontes quantitativas.

    19. Como parte de uma evidência da História Nova as fontes orais não devem ser utilizadas isoladamente, mas deve ser complementadas por outras fontes. A narrativa oral, uma vez transmitida, se transforma num documento semelhante a qualquer outro documento escrito.

    20. A Entrevista O local e horário são definidos pelo entrevistado. O pesquisador define o tema. O pesquisador dirige a entrevista através de um roteiro previamente estabelecido. Evitar locais públicos. O entrevistado reconstitui o período vivido mentalmente . Se possível obter o auxilio de documentação como fotos e cartas antigas. Não exceder duas horas de entrevista. Não prosseguir se o entrevistado estiver cansado.

    21. Passos Ligue o gravador Peça ao entrevistado que responda as seguintes questões. Nome? Idade? Endereço? Profissão?

    22. Uma pergunta de cada vez; Evitar questionamentos duplos; Não ler as questões para o entrevistado; Verificar Volume do gravador; Evitar interrupções; Não discordar do narrador;Não induzir as respostas, nem complementalas.

    23. A transcrição da fita deve conter os seguintes dados: Nome completo do entrevistado; Idade; Profissão; Grau de instrução; Residência; Data e local; Fita n., lado A/B.

More Related