Download
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Hist ria Nova PowerPoint Presentation
Download Presentation
Hist ria Nova

Hist ria Nova

142 Views Download Presentation
Download Presentation

Hist ria Nova

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

    1. Histria Nova O que histria Nova ? Oposio ao paradigma tradicional de anlise histrica. A nova histria interessa-se por toda atividade humana. Tudo tem histria. Histria Total (Annales) O que era previamente considerado imutvel agora encarado como uma construo cultural, sujeita a variaes, tanto no tempo quanto no espao.

    2. A base filosfica da nova histria a idia que a realidade social ou culturalmente constituda. Abrangncia total da histria. Anlise das estruturas. Os novos historiadores esto preocupados com as opinies das pessoas comuns e sua experincia da mudana social.

    3. A histria nova da nfase a todo tipo de fonte histrica. Variedade de evidncias. Visuais Orais Estatsticas Materiais

    4. Histria vista-de-baixo. Considera os movimentos coletivos, quanto com as aes individuais, tanto com as tendncias, quanto com os acontecimentos.

    5. O que histria oral ? Histria Oral ou Mtodo Biogrfico o registro da histria de vida de indivduos que, ao focalizar suas memrias pessoais,constroem tambm uma viso mais concreta da dinmica de funcionamento e das vrias etapas da trajetria do grupo social ao qual pertence.

    6. Muitas dessas memrias so chamadas de subterrneas, porque ficam margem da histria oficial.

    7. Registrando as experincias vividas pelos informantes em fitas magnticas de udio ou vdeo, ela um instrumento fundamental para a compreenso do passado recente.O cientista social com o desenvolvimento do mtodo da Histria Oral no mais depende, unicamente, dos textos escritos para estudar o passado.

    8. Tambm possibilita que indivduos pertencentes a categorias sociais geralmente excludas da histria oficial possam ser ouvidos-deixando registradas para anlises futura sua prpria viso de mundo e aquela do grupo social ao qual pertencem.

    9. Este mtodo apresenta um carter novo e envolvente, porque pressupe uma parceria entre informante e pesquisador, construda ao longo do processo de pesquisa e atravs de relaes baseadas na confiana mtua, tendo em vista objetivos comuns. Constri-se assim uma imagem do passado muito mais abrangente e dinmica.

    10. Quando surgiu a Histria Oral ? A primeira gerao de historiadores que dedicaram-se Histria Oral surgiu na dcada de 50, nos Estados Unidos. As pesquisas restringiam-se area da Cincia Poltica e ao estudo dos notveis.

    11. A partir da dcada de 60 desenvolveu-se uma nova concepo de Histria Oral.Era considerada fonte de uma histria multidisciplinar,embasada principalmente, pela teoria e mtodos provenientes das Cincias Sociais(no caso, da Antropologia e da Sociologia). Uma histria cujo o objetivo resgatar e valorizar a histria dos vencidos. Uma histria preocupada com as diversas minorias, uma histria dos excludos.

    12. Neste sentido, por intermdio dos relatos orais a Histria reconheceria as vidas e as contribuies culturais, poltico-sociais de negros,mulheres, operrios servindo de meio para reconstruir a histria/memria daqueles que haviam sido ignorados, no passado pela historiografia tradicional/oficial.

    13. Histria Oral Que momento histrico? Na Europa,a histria oral surgiu em pleno cenrio que envolvia os movimentos de 1968, pregando o no conformismo sistemtico,inclusive em relao s estruturas tradicionais do partidos de esquerda. A partir da dcada de 70, a histria oal desenvolveu-se no resto do mundo. N dcada de 80, caracterizou-se pelo aprofundamento das reflexes dos limites e mtodos, o que resultou em maior profissionalizao no que diz respeito aos projetos de pesquisa oral e sua utilizao.

    14. No Brasil Surgiu nos anos 70 mas somente nos anos 90 a histria oral expandiu-se no pas.Em 1994 foi criada a Associao Brasileira de Histria Oral.

    15. Os temas Os temas escolhidos variam do mundo do trabalho e dos fenmenos migratrios anlise da evoluo das representaes e discursos. A Histria Oral enquanto estudo da memria coletiva reveladora de mentalidades.

    16. Criticas Sofridas Conforme os historiadores tradicionais, a memria no digna de crdito como fonte histrica, isto porque distorcida pela deteriorao fsica na velhice,pela nostalgia, pela pretenciosidade do entrevistado e do entrevistador e pela influncia de verses coletivas.

    17. Criticas que ela faz Por sua vez os historiadores orais argumentam que as fontes documentais escritas no so menos seletivas ou menos tendenciosas.

    18. O relato oral seve tambm para suprir lacunas da documentao escrita ou par confrontar fontes orais com fontes escritas. Os relatos orais podem ser utilizados para se contrapor s fontes quantitativas.

    19. Como parte de uma evidncia da Histria Nova as fontes orais no devem ser utilizadas isoladamente, mas deve ser complementadas por outras fontes. A narrativa oral, uma vez transmitida, se transforma num documento semelhante a qualquer outro documento escrito.

    20. A Entrevista O local e horrio so definidos pelo entrevistado. O pesquisador define o tema. O pesquisador dirige a entrevista atravs de um roteiro previamente estabelecido. Evitar locais pblicos. O entrevistado reconstitui o perodo vivido mentalmente . Se possvel obter o auxilio de documentao como fotos e cartas antigas. No exceder duas horas de entrevista. No prosseguir se o entrevistado estiver cansado.

    21. Passos Ligue o gravador Pea ao entrevistado que responda as seguintes questes. Nome? Idade? Endereo? Profisso?

    22. Uma pergunta de cada vez; Evitar questionamentos duplos; No ler as questes para o entrevistado; Verificar Volume do gravador; Evitar interrupes; No discordar do narrador;No induzir as respostas, nem complementalas.

    23. A transcrio da fita deve conter os seguintes dados: Nome completo do entrevistado; Idade; Profisso; Grau de instruo; Residncia; Data e local; Fita n., lado A/B.