t cnicas de mobiliza o e manipula o articular introdu o l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Técnicas de Mobilização e Manipulação Articular INTRODUÇÃO PowerPoint Presentation
Download Presentation
Técnicas de Mobilização e Manipulação Articular INTRODUÇÃO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 10

Técnicas de Mobilização e Manipulação Articular INTRODUÇÃO - PowerPoint PPT Presentation


  • 766 Views
  • Uploaded on

Técnicas de Mobilização e Manipulação Articular INTRODUÇÃO. Abordagem fisioterapêutica prescrição de exercícios  avaliação biomecânica História antiga  Hipócrates Formas primitivas de manipulação na Grécia Antiga, Roma e Sula da América. Século XIX  massagem e manipulação

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Técnicas de Mobilização e Manipulação Articular INTRODUÇÃO' - johana


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
t cnicas de mobiliza o e manipula o articular introdu o
Técnicas de Mobilização e Manipulação ArticularINTRODUÇÃO
  • Abordagem fisioterapêutica

prescrição de exercícios avaliação biomecânica

  • História antiga  Hipócrates
  • Formas primitivas de manipulação na Grécia Antiga, Roma e Sula da América.
  • Século XIX  massagem e manipulação

Surgia a Osteopatia(Andrew Taylor Still EAO) e Quiropraxia (David Palmer).

1876 – Paget (livro de cura dos bonesetters).

  • Maitland, Paris, Kalterborn, McKenzie que incorporaram e evoluíram estes conceitos.
  • Evolução Terapia Manual – EUA, Austrália, Europa
conceitos mobiliza o e manipula o articular
Conceitos Mobilização e Manipulação Articular:
  • Método sistemático de avaliação e tratamento das disfunções do sistema neuromusculoesquelético visando aliviar a dor, diminuir ou aumentar a mobilidade articular e normalizar as funções. Gold, James A., 1993
  • Dorland, define manipulação como o tratamento realizado com grande habilidade e destreza realizado pelas mãos.
  • O objetivo da terapia manual é influenciar a capacidade de reparo e de cura do organismo.
  • Grieve: Mobilização articular é definido como restauração da função indolor da articulação através de movimentos passivos, repetitivos e rítmicos dentro da tolerância e da amplitude acessória e graduada de acordo com os achados do examinador.
mobiliza o x manipula o articular
Mobilização X Manipulação Articular
  • Mobilização – Mobilização do segmento articular dentro do limite do movimento acessório ou no final da ADM.

OBJETIVOS:

Alongar o tecido conectivo;

liberar aderências;

Estimular os receptores cutâneos e articulares com conseqüente diminuição da dor.

  • Manipulação – Movimento de pequena amplitude, rápido, decisivo e localizado realizado após o posicionamento do paciente.

Realizado no limite patológico do movimento acessório .

Pode ter efeito localizado ou regional dependendo da técnica utilizada. Thrust de alta velocidade.

OBJETIVOS:

Alterar a posição relativa da articulação;

Liberar a aderência e efeitos neurofisiológicos para reduzir a dor.

tratamento segundo classifica o paris
Tratamento segundo classificação Paris

Depende do tipo de lesão:

  • Tipo de tecido acometido
  • Função
  • Tipo de disfunção - Hipo X hipermobilidade
  • Severidade da lesão
  • Identificar e localizar a direção da limitação
  • Preparar os tecidos moles e proteger as hipermobilidades.
slide5
CLASSIFICAÇÃO MOBILIZAÇÕES E MANIPULAÇÕES ARTICULARES SEGUNDO ST.AUGUSTINE:Alívio pressão pontos nervosos

Quiropraxia

Disfunção vertebral responsável pela

compressão de estruturas nervosas com conseqüente

alteração muscular periférica ou dor local.

Resumi-se ao tratamento da coluna vertebral.

Cyriax

Manipulação global associada a tração longitudinal.

Todo o problema vertebral está associado a problema

discal.

MTP – tratamento dos tecidos moles.

Avalia o tecido contrátil e não contrátil, end-feels e

padrões capsulares e não-capsulares.

classifica o mobiliza es e manipula es articulares segundo st augustine al vio da dor
CLASSIFICAÇÃO MOBILIZAÇÕES E MANIPULAÇÕES ARTICULARES SEGUNDO ST.AUGUSTINE:Alívio da dor

Maitland

Sistema de avaliação e tratamento dos sinais e

sintomas através de oscilações realizadas dentro

do movimento acessório da articulação.

Graduação – I e II – alívio de dor

Maigne

Trata no sentido da não dor ou da limitação da ADM.

Cyriax

MTP

slide7
CLASSIFICAÇÃO MOBILIZAÇÕES E MANIPULAÇÕES ARTICULARES SEGUNDO ST.AUGUSTINE:Normalização da mobilidade e função articular

Kaltenborn e Mennel

Baseado nos movimentos artrocinemáticos e

liberação da hipomobilidade articular.

Translação, deslizamento, rolamento e tração.

Mckenzie

Método de avaliação e tratamento baseado nos

movimentos ativos e auto-tratamento, bem como

mobilizações e manipulações.

slide8
CLASSIFICAÇÃO MOBILIZAÇÕES E MANIPULAÇÕES ARTICULARES SEGUNDO ST.AUGUSTINE:Normalização da mobilidade e função articular

Paris

Baseado na desordem facetaria como causa

primária dos problemas vertebrais.

Osteopatia

Método de avaliação e tratamento

baseado no diagnóstico da causa primária.

Utiliza técnicas de mobilização, de manipulação,

Articulatórias, de tecidos moles e de músculo

energia.

Thrust – manipulação em alta velocidade.

filosofia escolas terapia manual cadeias musculares leopold busquet
Filosofia Escolas Terapia ManualCadeias Musculares Leopold Busquet
  • Método de avaliação e tratamento analítico e

global baseado nas cadeias articulares,

musculares e nas influências dos tecido conjuntivo

sobre as vísceras e todo o corpo.

princ pios e pap is da mobiliza o e manipula o
Princípios e papéis da mobilização e manipulação:
  • Considerar as contra-indicações e condições desfavoráveis
  • Realizar uma avaliação é fundamental
  • Fazer um diagnóstico acurado, baseado no sólido conhecimento da anatomia./
  • Para o tratamento ser efetivo é necessário atingir a causa primária.
  • Constantemente reavaliar para determinar o efeito das técnicas usadas.
  • Evolução está determinada pelo tratamento utilizado.
  • Se possível, use a força do próprio paciente durante o tratamento.
  • Relaxar o paciente previamente; reduzir a ansiedade do paciente.
  • Não impor força contra um espasmo muscular de proteção.
  • Uma leve alteração da posição articular ou do ângulo de thrust permite freqüentemente uma técnica ser mais efetiva.
  • Em geral, a manipulação é realizada em casos agudos ou quando o tratamento de mobilização articular não está sendo efetivo.
  • Não realizar excesso de tratamento. Parar quando os sintomas cessarem.
  • Atingir o objetivo de restaurar a função e a mobilidade articular indolor.