cinesioterapia para alongamento l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Cinesioterapia para Alongamento PowerPoint Presentation
Download Presentation
Cinesioterapia para Alongamento

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 12

Cinesioterapia para Alongamento - PowerPoint PPT Presentation


  • 974 Views
  • Uploaded on

Cinesioterapia para Alongamento. 1 . Introdução “ Procedimento terapêutico que consiste no aumento do comprimento das estruturas dos tecidos moles, patologicamente encurtados  finalidade de aumentar a ADM” ADM   Imobilidade prolongada (gesso, splints )

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Cinesioterapia para Alongamento' - johana


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
cinesioterapia para alongamento
Cinesioterapia para Alongamento

1. Introdução

“Procedimento terapêutico que consiste no aumento do comprimento das estruturas dos tecidos moles, patologicamente encurtados finalidade de aumentar a ADM”

  • ADM 
      • Imobilidade prolongada (gesso, splints)
      • Mobilidade Restringida  repouso prolongado
      • Doenças neuromusculares (paralisia, espasticidade)
      • Deformações ósseas
      • Distúrbios Osteoarticulares (AR, AO)
slide2

Termos Relacionados

  • Flexibilidade habilidade de mover uma articulações ou articulações  ADM livre.
  • Hiperalongamento alongamento além da ADM normal da articulação e tecidos moles hipermobilidade
  • Contraturas  encurtamento de um músculo ou outros tecidos que promovem restrição da mobilidade articular
    • Miostática sem patologia associada; músculos e tendões adaptativamente encurtados (leve  retração
    • Adesões Cicatriciais  tecido cicatricial entre tecidos normais  limitação limitação da mobilidade articular
    • Contraturas Irreversíveis perda permanente da extensibilidade dos tecidos moles; não pode ser liberada através de tratamento não cirurgico
    • Contraturas Pseudomiostáticas resultados de uma hipertonicidade (S.N.C)  músculo em estado inadequado e constante contração
slide3

2. Métodos Terapêuticos para alongar Tecido Mole

a)Alongamento Passivo

a.1)Manual 

  • Força externa controlada pelo terapeuta (direção, velocidade, intensidade e duração do alongamento), além do comprimento de repouso;
  • Paciente deve estar o mais relaxado possível;
  • Força de alongamento aplicada de 15 a 30 segundos, várias repetições;
  • Intensidade e duração  resistência física e força do terapeuta e tolerância do paciente
slide4

a.2)Mecânico

  • Força externa de baixa intensidade (2 a 6 kg) é aplicada, por um período de tempo, através de posicionamento com equipamento mecânico (polias, splints e engessamento em série)

b) Inibição Ativa

  • Técnica que o paciente relaxa reflexamente o músculo a ser alongado, é possível se o músculo tiver inervação normal e controle voluntário
slide5

Sustentar-relaxar contração isométrica do músculo retraído antes do alongamento passivo

  • Sustentar-relaxar–contração contração isométrica, relaxamento do músculo e contração concêntrica do agonista (músculo oposto)
  • Contração do Agonista (músculo oposto ao retraído)  contração concêntrica, contra uma resistência, do músculo agonista

OBS: Vantagens mais confortável o que o alongamento passivo e Desvantagem: aumentos temporários no comprimento muscular

slide6

c) Auto Alongamento

  • Exercício de alongamento;
  • Paciente realiza sozinho, passivamente ou usando o peso do corpo;
  • Princípios e técnicas são os mesmos.

OBS: Exercício de alongamento devem ser precedido por exercício ativo de baixa intensidade ou aquecimento terapêutico, pois os tecidos cedem mais facilmente

slide7

3. Metas do Alongamento

  • Geral:
    • Recuperar ou restabelecer a ADM normal dos articulações e Mobilidade dos tecidos moles
  • Específicas:
    • Prevenir contaturas irreversíveis
    •  flexibilidade em exercícios vigorosos de fortalecimento
    • Evitar ou minimizar o risco de lesões musculotendíneas
slide8

4. Indicações

  • Quando a ADM está limitada, devido a contraturas, adesões, formação de tecido cicatricial, causando encurtamento de estruturas moles
  • Limitações, devido a deformações estruturais, interferindo nas AVD’s
  • Contraturas que limitam as atividades funcionais
  • Fraqueza muscular e retração de tecidos opostos
slide9

5. Precauções

  • Não forçar passivamente além da ADM normal;
  • Cuidados com: fraturas recém-consolidadas (protegidas através de estabilizações); pacientes com osteoporose
  • Alongamentos vigorosos em músculos e tendões imobilizados por um período prolongado de tempo
  • Não deve experimentar dor articular ou muscular por + 24 horas. Caso aconteça deve-se a excesso de alongamento
  • Evitar alongar músculos fracos
slide10

6. Contra-Indicações

  • Bloqueio ósseo pois limita mobilidade articular
  • Fratura recente
  • Hematoma; trauma; edema ou dor aguda
  • Processo Inflamatório e Infeccioso dentro e ao redor das articulações
  • Contraturas ou tecidos moles encurtados que causam estabilidade articular ou base de habilidades funcionais
slide11

7. PROCEDIMENTOS PARA APLICAÇÃO DE ALONGAMENTO PASSIVO

A – ANTES DE INICIAR O ALONGAMENTO

  • Considerar qual o melhor tipo de alongamento
  • Explicar as metas e procedimentos do alongamento
  • Posicionar o paciente de forma confortável e estável e mais relaxada possível
  • Direção de alongamento oposta a direção da retração
  • Liberação de áreas a serem alongadas
  • Se necessário, empregar técnicas de alongamento;
  • Aplicação de calor aos tecidos moles extensibilidade e  possibilidade de lesão
slide12

B – DURANTE O ALONGAMENTO

  • Mover o membro lentamente pela ADM livre até o ponto de restrição
  • Estabilizar o segmento proximal e mover o distal
  • Aplicar força de alongamento leve, mantido e lento  levar a articulação ao pto de restrição e mover um pouco além;
  • Força suficiente para tracionar
  • Posição alongada  tração ou tracionamento nas estruturas  sem dor
  • 15 a 30 segundos  tensão dos tecidos deve diminuir  mover o membro
  • Descanso simultâneo (paciente e terapeuta)