introdu o aos princ pios e elementos de design n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Introdução aos Princípios e elementos de design PowerPoint Presentation
Download Presentation
Introdução aos Princípios e elementos de design

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 35

Introdução aos Princípios e elementos de design - PowerPoint PPT Presentation


  • 111 Views
  • Uploaded on

Introdução aos Princípios e elementos de design. O que são os princípios e elementos de Design? Avaliam a impressão estética da composição de um “design”. O “design” é a organização de materiais para um fim específico, utilizando um vocabulário para aplicar nas decorações de balões .

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Introdução aos Princípios e elementos de design' - ivor-davis


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide2

O que são os princípios e elementos de Design?

Avaliam a impressão estética da composição de um “design”.

O “design” é a organização de materiais para um fim específico, utilizando um vocabulário para aplicar nas decorações de balões.

Também é utilizado em decorações de interiores, arte floral, etc.

ponto focal

Ponto Focal

O ponto único no design onde concentra um único item de interessem onde todos os demais materiais parte ou convergem

rea focal

Área Focal

É a área destinada ao desenvolvimento do design

elementos de design

Elementos de DESIGN

São os componentes interpretativos usados a critério do profissional para a criação de estilos variados: forma, linha, espaço, textura e cor.

São atributos físicos que ganham maior efeito quando aplicados em harmonia com os princípios do design.

forma
FORMA

É a visão externa formada através dos materiais de uma composição. Sendo a forma tridimensional, ela possui os 3 eixos, ou seja, altura, largura e comprimento

  • Redonda
  • Triangular
  • Oblongo
  • Quadrada
redonda

Redonda

Na forma redonda, todos os materiais são agrupados como se estivessem dentro de uma esfera. O peso visual deve ser igualmente dividido ao redor do eixo central de forma a ser apreciado de todos os ângulos.

triangular

Triangular

O formato triangular deve ser apreciado de frente – apresenta apenas um lado. Entretanto, no segmento de balões, é possível a montagem de peças decorativas na forma triangular com visual atraente nas duas faces.

oblonga

Oblonga

Design de estrutura alongada, horizontal e baixa. São perfeitos para serem usados como centros de mesa; sua linha baixa não compromete a visão entre as pessoas à mesa.

linha

LINHA

A linha constitui a estrutura básica de cada design criando o caminho visual a ser seguida.

linha crescente

Linha Crescente

É uma porção do círculo, um semicírculo. O movimento suave criado pela linha curva cria a estrutura de uma lua crescente.

curva de hogarth

Curva de Hogarth

No formato da letra “S”, é uma referência a partir do conceito “LineofBeauty”, criado pelo pintor inglês William Hogarth (1697 – 1764) que a descreveu “como a base para todo sucesso em design artístico”

espa o

ESPAÇO

É a área tridimensional definida pela estrutura do design (comporta toda área dentro e ao redor da composição).

Espaço Positivo: É a área dentro de uma composição ocupada por um material

Espaço Negativo: É a área vazia, o espaço aberto que fica entre os materiais de uma composição

textura

TEXTURA

A textura refere-se à propriedade do material através do qual é conferido o aspecto de sua superfície. A textura pode ser rústica ou delicada, lisa ou áspera, brilhante ou opaca. A combinação de diferentes texturas de forma harmoniosa pode trazer mais pontos de interesse na composição do design de arte com balões.

slide15

Cor

Cor é o reflexo da luz sobre uma superfície que é sensibilizada através dos nossos olhos.

Este é o elemento visual de maior efeito; transmitindo energia e criando sensações.

roda de cores
Roda de cores

Cores Terciárias ou Intermediárias

São as cores criadas a partir da combinação de uma cor primária com uma cor secundária.

Cores Secundárias

Cores Secundárias

Cores Primárias

Cores Secundárias

matiz

Matiz

Valor

O valor de uma cor depende da quantidade de branco, preto ou cinza que é misturado com o matiz.

Define-se pela intensidade total de uma cor (a cor determinante).

slide18

Exemplo:

Matiz Róseo + Branco = Rosa Claro

+ Cinza = Rosa médio

+ Preto = Rosa Escuro (Pink)

slide19
Na composição de um trabalho, é possível a combinação de cores através de um critério:

A Harmonia das Cores

harmonia monocrom tica
Harmonia Monocromática

É obtida usando tonalidades claras, médias e escuras do mesmo matiz.

Exemplo: Matiz Azul

A harmonia é apresentada combinando os três valores diferentes de azul

  • Azul Marinho
  • Azul Royal
  • Azul Baby
harmonia an loga
Harmonia Análoga

Na harmonia análoga, uma cor primária é combinada com uma cor adjacente na escala de cores. Na escala de cores, com 12 tonalidades, as harmonias de cores análogas ocorrem em um ângulo de 90 graus

harmonia complementar
Harmonia Complementar

Nesta combinação são utilizadas duas tonalidades diretamente opostas na escala de cores. Esta composição encanta pelo efeito surpresa. Exemplo: Azul e Laranja, Verde e Vermelho

harmonia tri dica
Harmonia Triádica

É a mistura de três tonalidades formada pela figura de um triângulo sobre a Roda de Cores. A mudança de seus valores devem sempre obedecer à harmonia tríade. Exemplo: Azul, Vermelho e Amarelo

princ pios de design
Princípios de Design
  • São conceitos que descrevem a qualidade estética do trabalho. São definidas através da unidade, proporção, escala, equilíbrio, ritmo e harmonia.
  • Como são formuladas a partir de idéias e conceitos, não existem fisicamente.
unidade1
Unidade
  • É a integração de todos os acessórios de uma composição convergindo para uma ideia central
propor o
Proporção

A Proporção se refere ao tamanho comparativo entre os materiais utilizados na composição: quantidade de balões, acessórios e suas dimensões

Escala

A Escala se refere ao tamanho do design em relação ao local em que será colocado.

equil brio3
Equilíbrio
  • Equilíbrio Simétrico: É caracterizado pelo peso visual igual em cada lado da linha central imaginária cortada verticalmente. Essa linha divisória pode revelar materiais diferentes em cada lado e, ainda assim, apresentar um peso visual igual em ambos os lados - simetricamente equilibrado.
  • Equilíbrio Assimétrico: Ocorre quando um peso visual desigual aparece em um dos lados da linha central imaginária.
ritmo
Ritmo

O ritmo no design deve expressar movimento, criando uma trilha visual estimulante. Pode ser produzido pela repetição de um elemento com intervalos regulares ou irregulares. A cadência do ritmo pode ser executada em linha, forma, cor, espaço entre os balões ou pela simples repetição de curvas ou planos dentro de uma composição.

harmonia1
Harmonia
  • A harmonia define-se pela qualidade estética do conjunto final do trabalho que deve ter um visual agradável aos olhos do observador.
  • Pode ser apreciadas através da composição de cores, texturas, forma, tamanho, elementos similares ou contrastantes