Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos. - PowerPoint PPT Presentation

issac
slide1 l.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos. PowerPoint Presentation
Download Presentation
Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos.

play fullscreen
1 / 52
Download Presentation
Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos.
146 Views
Download Presentation

Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Desde a pré-história, as pessoas têm procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos.

  2. Há uma placa em escrita cuneiforme dizendo que esse era Gudea, rei da cidade de Lagash, por volta de 2150 a.C.

  3. Escrita Cuneiforme: estiletes de bambu, com forma de cunha, marcavam placas de argila que depois eram secadas ao sol ou em fornos.

  4. Cofre de Marfim • Tesouro da Catedral de Braga, Séc. XI – coberto de arabescos

  5. Toulouse-Lautrec revolucionou o design gráfico dos cartazes, no final do séc. XIX, definindo o estilo que seria conhecido como Art Nouveau.

  6. “Arte não é realidade. Arte é arte.” • Pablo Picasso

  7. Uma escola de design, artes plásticas e arquitetura de vanguarda que funcionou entre 1919 e 1933 na Alemanha. A Bauhaus foi uma das maiores e mais importantes expressões do que é chamado Modernismo no design e arquitetura, sendo uma das primeiras escolas de design do mundo.

  8. O Gráfico Amador (1954 a 1961) reuniu um grupo de pessoas interessadas na arte do livro. • Tinha a finalidade de editar e imprimir pequenos textos, sob cuidadosa forma gráfica. • Entre seus membros podemos destacar Aloísio Magalhães, Gastão de Holanda, José Laurenio de Melo, Orlando da Costa Ferreira, Jorge Martins, além da participação de João Cabral de Melo Neto e Ariano Suassuna. • Em seu livro sobre O Gráfico Amador, Guilherme Cunha Lima defende que as experiências em design gráfico do grupo tiveram um papel importante nas origens da moderna tipografia brasileira.

  9. DEFINIÇÃO • De uma forma ampla o termo design refere-se à concepção de uma solução prévia para um problema. Mas em uma acepção mais específica, design se refere à profissão da pessoa que projeta. Como tal, tem diversas especializações, de acordo com qual tipo de coisa é projetada. O profissional que trabalha na área de design é chamado designer. • DESIGN é um esforço criativo através do qual se projetam todo tipo de coisas, incluindo utensílios, vestimentas, peças gráficas, livros, máquinas, ambientes e (recentemente) também interfaces de programas.

  10. O termo deriva, originalmente, de Designare, palavra em Latim, sendo mais tarde adaptado para o Inglês design. Houve uma série de tentativas de tradução do termo, mas os possíveis nomes como Projética Industrial acabaram em desuso. • Por ocasião da fundação da ESDI (1963), Aloísio Magalhães, e sua equipe optaram por DESENHO INDUSTRIAL com especializações em COMUNICAÇAO VISUAL e DESENHO DE PRODUTO. • Devido à abrangência do termo, é difícil precisar quais atividades são ou não design. Hoje uma enorme variedade de profissões passaram a ser chamadas de design, várias vezes de forma errônea. • As especializações mais comuns são o DESIGN DE PRODUTO, DESIGN GRÁFICO e o DESIGN DE MODA.

  11. Entre as especializações do design podemos considerar: • Identidade Visual • Embalagem (Gráfico ou Estrutural) • Projetos Editoriais • Projetos Gráficos • Sinalização de edificações • Design Urbano • Design Promocional • Multimídia • Vídeo e Animação • Webdesign • Mobiliário • Utensílios e pequenos objetos • Iluminação • Produtos para construção civil • Jogos e Brinquedos • Fashion (Design de Moda) • Jóias • Tipografia • Design e Artesanato Classificação do Salão Pernambuco Design de 2004

  12. PROFISSÃO • No Brasil, a profissão do designer não é regularizada (o que significa que não existe Conselho de Classe, como o CREA ou a OAB), embora ela conste do Catálogo Geral de Profissões do Ministério do Trabalho. • Existem, no entanto, associações profissionais, de caráter cultural e representativo, APD-PE, por exemplo, embora não sejam habilitadas a fiscalizar a profissão. • Apesar da legislação permitir que qualquer cidadão exerça a atividade, normalmente isto é feito por profissionais formados em escolas superiores (ou técnicas) de Design.

  13. O que é Design Gráfico, segundo a ADG • Design gráfico é um processo técnico e criativo que utiliza imagens e textos para comunicar mensagens, idéias e conceitos. Batizado e amadurecido no século 20, é hoje a atividade projetual mais disseminada no planeta. • O design gráfico é utilizado para informar, identificar, sinalizar, organizar, estimular, persuadir e entreter, resultando na melhoria da qualidade de vida das pessoas. O trabalho dos designers gráficos está inserido no cotidiano da sociedade através de posters, logotipos, embalagens, livros, jornais, revistas, placas e sistemas de sinalização, camisetas, aberturas e vinhetas de cinema e televisão, websites, softwares, jogos, sistemas de identidade visual de empresas, produtos e eventos, exposições, anúncios etc.

  14. Produção: ADCE | Fotografia: HPontual

  15. Produção: ADCE | Fotografia: HPontual

  16. Marcas de Aloísio Magalhães

  17. Marcas de João Roberto Peixe

  18. Identidade Visual, Embalagem, • Sinalização de frota e fardamento • Desenvolvidos pelo escritório • Câmara Grant, de Neide Câmara

  19. Marcas de Dida Maia

  20. IDENTIDADE VISUAL • Instituto Cultural Bandepe, de Gisela Abad • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  21. IDENTIDADE VISUAL • Plaza shopping, da Pontual Design e Comunicação de Taciana Pontual • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  22. IDENTIDADE VISUAL • da DA/DPA, escritório de Design de Fábio Melo e Carla da Fonte • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  23. IDENTIDADE VISUAL • Sistema de Transporte Municipal, de Carlos Moura e Edson Figueiredo • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  24. IDENTIDADE VISUAL DE EVENTO • Semana de Artes Visuais (2004) da Prefeitura da Cidade do Recife, de Dida Maia

  25. IDENTIDADE VISUAL DE EVENTO • Semana de Artes Visuais (2005) da Prefeitura da Cidade do Recife, de Dida Maia e Sebba Cavalcante

  26. EMBALAGEM • Kit de Vídeo e CD para Ong Auçuba, de Paula Valadares • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  27. EMBALAGEM • Caixas e Sacolas para loja Dona Santa, de Roberta Bezerra e Fernanda Lisboa • Destaque no Salão • Pernambuco Design 2004

  28. EMBALAGEM • Embalagem para Brilux de Fábio Melo e Carla da Fonte

  29. EMBALAGEM • Rótulos para Baterias Moura, da Multi Programação Visual, de Martha da Costa Pinto, Ricardo Notari Peixinho e Edson Figueiredo (assistente)

  30. PROJETOS EDITORIAIS • Relatório anual da Chesf, da Id Comunicação Visual, de Giovana Caldas, Ricardo Melo e Klesley Bastos • Destaque no Salão • Pernambuco Design 2004

  31. PROJETOS EDITORIAIS • A Corte vai Passar, da Zolu Design de Aurélio Velho e Luciana Calheiros

  32. PROJETOS EDITORIAIS • Revista para Ong Auçuba, de Dida Maia

  33. PROJETOS GRÁFICOS • CD da trilha sonora do espetáculo A Máquina, da Zolu Design, de Aurélio Velho e Luciana Calheiros

  34. PROJETOS GRÁFICOS • Folheteria da Semana da Artes Visuais da Prefeitura da Cidade do Recife, de Dida Maia (2004) e Dida Maia e Sebba Cavalcante (2005)

  35. PROJETOS GRÁFICOS • Folheteria da Semana de Artes Visuais (2006) da Prefeitura da Cidade do Recife, de Dida Maia

  36. PROJETOS GRÁFICOS • CD Pastoril de Paula Valadares

  37. DESIGN URBANO • Decoração do carnaval da cidade do Recife, por Lira Arquitetos e Associados, de Carlos Augusto Lira, Eduardo Lira, Fernanda Lisboa, Manoela Muniz e Pedro Lira • Destaque no Salão • Pernambuco Design 2004

  38. DESIGN URBANO • Agências do Bandepe, da Herbert Perman Design e 3ª Arquitetura e Design, de Eric Perman, Sheyla Camargo, Tereza Perman, Fernando Vasconcelos, Frederico Perman e Danilo Fontelles

  39. MULTIMÍDIA • CD-Rom com Manguebats para o Sebrae desenvolvidos sobre a cena Mangue pela Fundição e Tipos do Acaso, de Leonardo Araújo da Costa (Buggy), João Bosco Silva, Gustavo Gusmão, Plínio Uchôa Moreira e Kboco. Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  40. WEBDESIGN • Site “sopa de letrinhas” para Tipos do Acaso, de Leonardo Araújo da Costa (Buggy) e João Bosco da Silva, da Fundição Design e Tecnologia • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  41. MOBILIÁRIO • Cadeira Marisco de Alex Mont’Eberto

  42. MOBILIÁRIO • Mesa Bambu, de Salim Moizes

  43. MOBILIÁRIO • Cadeira e Mesa em papelão ondulado de Paulo Oliva e equipe técnica da Oliva Design

  44. UTENSÍLIOS • Jarra e copo em vidro para CIV – Cia Industrial de Vidros de Pernambuco desenvolvidos pelo dDesign | UFPE, por Virgínia Cavalcanti, Ana Andrade, Germanya D’Garcia, Paula Valadares, Glanda Cabral, Vinícius Botelho e Josivan Rodrigues • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  45. ILUMINAÇÃO • Luminária em alumínio e policarbonato de Amilton Arruda • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  46. DESIGN DE MODA • Série de camisetas • “Crimes tipográficos” da Corisco Design, por Damião Santana • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  47. DESIGN DE MODA • Sonho de uma Noite de Verão, da Grife Mulheres do Mundo, de Joana Gatis • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  48. JÓIAS • Uru 3 – objetos de adorno, de Cátia Avelar e Sandra Brito • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004

  49. JÓIAS • Brincos e anel da coleção “Malhas 1” e Brincos “Fashion” de Martha da Costa Pinto

  50. TIPOGRAFIA • Fonte Wayana de Diego Credidido • Destaque no Salão Pernambuco Design 2004