20 a 23 11 2006 fiepe n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
20 a 23/11/2006, FIEPE PowerPoint Presentation
Download Presentation
20 a 23/11/2006, FIEPE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15
irma-cooley

20 a 23/11/2006, FIEPE - PowerPoint PPT Presentation

67 Views
Download Presentation
20 a 23/11/2006, FIEPE
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. 20 a 23/11/2006, FIEPE TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E LÍQUIDOS

  2. Ciclo de Projetos MDL – Revendo Conceitos Participantes do Projeto Prazo médio entre 10 a 18 meses para cada Projeto Atividades de Projeto (1) DCP – Documento de Concepção de Projeto Emissão Reduzida Certificada Entidade Operacional Designada Painel de Metodologia (ONU) (7) Emissão (2) Validação Autoridade Nacional (3) Aprovação Conselho Executivo (ONU) (4) Registro das Atividades de Projeto Outra Entidade Operacional Designada Participantes do Projeto (5) Monitoramento (6) Verificação/ Certificação

  3. Diferenças de Projetos – Pequena Escala e Grande Escala • Classificação de um projeto como “Pequena Escala” • Atividade de projeto de energia renovável com uma geração máxima de 15 MW ou equivalente; • Atividade de projeto de aumento de eficiência energética com redução de consumo de energia de até 15 GWh por ano; • Outras atividades de projeto que reduzam as emissões antropogênicas e possuam uma emissão direta de projeto de, no máximo, 15.000 toneladas de CO2eq por ano. • Projetos de grande escala são os projetos que não atendam aos requisitos acima.

  4. Diferenças de Projetos – Pequena Escala e Grande Escala • Vantagens e simplificações de um projeto de pequena escala em relação ao ciclo e custos do projeto: • Atividades de projetos podems ser agrupadas em uma só documentação; • PDD simplificado, com menos requisitos; • Metodologias de linha de base simplificadas de forma a reduzir custos de estabelecimento da linha de base; • Planos de monitoramento simplificados de forma a reduzir custos; • Mesma entidade operacional pode fazer a validação, verificação e certificação;

  5. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Resíduos (Aterros) • ACM0001 – Consolidated Methodology for landfill gas project activities – Version 4 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_TX29WGSXE4781NKGQGCDPTHM2F3V3D): • Consolidação das metodologias AM0002, AM0003, AM0010 e AM0011; • Metodologia utilizada para captura e queima de gás de aterro; • Cogeração de energia pode ser contemplada; • Fórmula básica de cálculo contempla: • Diferença entre metano recuperado e queimado no projeto em relação a linha de base; • Acrescida da energia elétrica gerada e intensidade de CO2 deslocada; • Descontadas as emissões de gases de efeito estufa pela queima de combustíveis fóssei no cenário de projeto

  6. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Reaproveitamento de Resíduos (Cimento) • ACM0003 – Emissions reduction through partial substitution of fossil fuels for alternative fuels in cement manufacture - Version 4 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_88CWL5ZY93M4D5KLBMHF8CZLCA7312): • Consolidação das metodologias NM0040, NM0048; • Metodologia utilizada para utilização de resíduos como fonte de energia e redução de emissões na produção de cimento; • Resíduos de fontes fósseis e biomassa podem ser considerados; • Fórmula básica de cálculo contempla: • Diferença entre o poder calorífico do combustível utilizado no cenário de linha de base e o poder calorífico do resíduo utilizado no cenário de projeto; • Considerando as diferenças de consumo, calcula-se as emissões de gases de efeito estufa nos cenários de linha de base e de projeto; • As emissões reduzidas serão dadas pela diferença nas emissões entre os cenários considerados.

  7. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Reaproveitamento de Resíduos (Insumo para Cimento) • ACM0005 – Consolidated methodology for increasing the blend in cement production - Version 3 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_2RF4A6B593SVHDHULWXASWD1OWQ7VB): • Consolidação das metodologias NM0045, NM0047, NM0095, NM0106; • Metodologia utilizada para utilização de resíduos como substitutos do clínker na produção de cimento; • Resíduos de fontes como gesso, escória, etc; • Fórmula básica de cálculo contempla: • Diferença das emissões calculadas entre o cenário de linha de base e projeto que consideram as emissões do uso do clínker; • Diferença da emissão devido ao consumo de combustíveis fósseis nos dois cenários; • Diferença da emissão de gases de efeito estufa relativa ao consumo de energia elétrica da rede.

  8. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Cogeração de Energia com Resíduos de Biomassa • ACM0006 – Consolidated methodology for grid-connected electricity generation from biomass - Version 4 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_I5X2LJAJB4HSYWLIIUXOKSUPQVSBGS): • Consolidação das metodologias NM0050, NM0081, NM0098; • Substituição das metodologias AM0004 e AM0015; • Metodologia aplicável para novas unidades com biomassa, incremento de produção de energia com biomassa e substituição de combustível fóssil por biomassa em unidades existentes; • Biomassa: Material orgânico não fossilizado e biodegradável originário de plantas, animais e microorganismos, incluindo gases e líquidos da decomposição de material orgânico; • Fórmula básica de cálculo contempla: • Consideração de 15 possíveis cenários de utilização de resíduos de biomassa, como cenários de expansão de capacidade de geração, novas unidades de cogeração, eficiência energética e substituição de combustível; • Os cálculos consideram as emissões nos diferentes cenários.

  9. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Sistemas de Tratamento de Dejetos de Animais • ACM0010 – Consolidated methodology for GHG emission reductions from manure management systems (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDM_ACMIMX76HSH7DGQO6TX0YBY2NV7TGUDCM): • Consolidação das metodologias AM0006 e AM0016; • Metodologia aplicável para resíduos de animais onde um sistema de tratamento anaeróbico substituído por sistema de tratamento de resíduos animais resultando em menor emissão de gases de efeito estufa; • Animais devem estar confinados e contemplam suínos, gado, búfalos, ovelhas, cabras e aves; • Fórmula básica de cálculo contempla: • Maior complexidade de cálculo após revisão da metodologia; • No cenário de linha de base, devem ser consideradas emissões de metano, N2O e emissões devidas a consumo de energia; • No cenário de projetos, considerar o tipo de tratamento (anaeróbico somente, anaeróbico + aeróbico), eficiência de captação de metano e de queima e fugas em efluentes.

  10. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Outras metodologias • AM0013 – Avoided methane emissions from organic waste-water treatment – Version 3 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_TUXV2ZCTQVGAZTGOKEJZK88YMRMRCR): • Metodologia aplicável para substituição de sistema de tratamentos existentes compostos de lagoas abertas anaeróbicas; • Cálculos baseados em DQO e vazão do efluente. • AM0022 – Avoided wastewater and onsite energy use emissions in the industrial sector – Version 3 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_7FFPSIIC938F73EMIXUSLV5LR14BIK); • Metodologia aplicável para implantação de sistemas de tratamento de efluentes anaeróbicos; • Somente aplicável para melhoria de sistemas já existentes;

  11. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Outras metodologias • AM0025 – Avoided emissions from organic waste through alternative waste treatment processes – Version 5 (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_KSUL76BS5PK5VBYDAQSCHSMGF9QX29): • Metodologia aplicável para projetos que visam tratar resíduos orgânicos que de outra forma seriam enviados para aterro; • Tecnologias contempladas: compostagem, gaseificação, digestão anaeróbica e processos mecânicos para produção de combustíveis; • AM0036 – Fuel switch from fossil fuels to biomass residues in boilers for heat generation (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_OWGQWV5HY0OCMI9OJEONHZE7QH8HX9); • Metodologia aplicável para caldeiras que utilizem resíduos orgânicos para geração de calor, sendo novas caldeiras ou caldeiras existentes;

  12. Metodologias Aprovadas – Grande Escala • Outras metodologias • AM0039 – Methane emissions reduction from organic waste water and bioorganic solid waste using composting (http://cdm.unfccc.int/UserManagement/FileStorage/CDMWF_AM_80I2I82LZP63C8A2CCZ0QPAX1CS1VU): • Metodologia aplicável para projetos que evitam geração de metano em lagoas abertas ou tanques de estocagem e por decaimento natural de sólidos orgânicos em aterros;

  13. Metodologias Aprovadas – Pequena Escala • AMS-I.A. - Electricity generation by the user; • AMS-I.B. - Mechanical energy for the user; • AMS-I.C. - Thermal energy for the user; • AMS-I.D. - Grid connected renewable electricity generation; • AMS-II.A. - Supply side energy efficiency improvements – transmission and distribution • AMS-II.B. - Supply side energy efficiency improvements – generation • AMS-II.C. - Demand-side energy efficiency programmes for specific technologies • AMS-II.D. - Energy efficiency and fuel switching measures for industrial facilities • AMS-II.E. - Energy efficiency and fuel switching measures for buildings • AMS-II.F. - Energy efficiency and fuel switching measures for agricultural facilities and activities

  14. Metodologias Aprovadas – Pequena Escala • AMS-III.A. - Agriculture • AMS-III.B. - Switching fossil fuels • AMS-III.C. - Emission reductions by low-greenhouse gas emitting vehicles • AMS-III.D. - Methane recovery in agricultural and agro industrial activities • AMS-III.E. - Avoidance of methane production from biomass decay through controlled combustion • AMS-III.F. - Avoidance of methane production from biomass decay through composting • AMS-III.G. - Landfill methane recovery • AMS-III.H. - Methane recovery in wastewater treatment • AMS-III.I. - Avoidance of methane production in wastewater treatment through replacement of anaerobic lagoons by aerobic systems • AMS-III.J. - Avoidance of fossil fuel combustion for carbon dioxide production to be used as raw material for industrial processes

  15. Muito Obrigado! • Carlos Henrique Delpupo • Fone: (11) 3372-9572 • Celular: (11) 8332-9719 • Email: cdelpupo@institutototum.com.br