curso b sico de fotografia n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Curso Básico de Fotografia PowerPoint Presentation
Download Presentation
Curso Básico de Fotografia

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 34
honorato-hurley

Curso Básico de Fotografia - PowerPoint PPT Presentation

143 Views
Download Presentation
Curso Básico de Fotografia
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. Curso Básico de Fotografia • Como parte integrante do Curso de Formação em Educação Ambiental para a Gestão da Água. • Prof. Me. Jairo R. Fachi

  2. Aspectos Básicos • No atual contexto, com a ampliação do acesso a tecnologia e aos mais diversos recursos tecnológicos no cotidiano, é natural que o uso da fotografia tenha deixado o espaço dos estúdios fotográficos, das viagens de férias para e tornar-se um elemento natural nas mais diversas atividades.

  3. Aspectos Básicos • De um invento que parecia mágica nos seus primórdios ao pipocar intenso de câmeras fotográficas em todos os ambientes e locais, o uso da fotografia como elemento constante nas formas de comunicar e de se expressar, chega ao seu ápice hoje com as mídias sociais, fortalecidas pela era da informação, do grande uso dos processos multimídia.

  4. Aspectos Básicos • Se o século passado, em sua maior parte, entre 70 e 80 por cento, pode ser considerado analógico, os últimos 20 anos podem ser efetivamente compreendidos com uma era digital. Diante desse contexto, o uso de imagens, de fotos, ganha um contorno de maior profusão, de maior presença em todos os ambientes.

  5. Aspectos Básicos • Sendo assim a fotografia assume também um papel de elemento auxiliar nos processos de ensino, dentro do espaço em sala de aula como forma de se inserir nos modos de comunicação cotidianos e de fluxo constante para a maioria das pessoas.

  6. Aspectos Básicos • Tendo este objetivo em vista é que esse momento vai apresentar aspectos básicos sobre fotografia, para permitir o seu uso em outras etapas do curso, na produção de materiais que auxiliem ao processo de educação ambiental.

  7. Imagem Digital e Analógica • Fotografia, no sentido geral do termo, é a escrita da luz, e mesmo com a mudança dos processos analógicos para o digital, segue sendo o principal processo a ser feito pelos equipamentos fotográficos.

  8. Imagem Digital e Analógica • O princípio de funcionamento de uma câmera digital e de uma analógica (com uso de filme) é o mesmo. Ambas capturam a imagem fazendo leitura da quantidade de luz q é emanada ou refletida pela cena.

  9. Imagem Digital e Analógica • Com o uso da fotografia digital o armazenamento, a manipulação da imagens e a qualidade cresceram aliadas a facilidade de realização das fotos devido a portabilidade dos equipamentos e a facilidade de a cesso devido a redução dos custos em escala vertiginosa.

  10. O que é um megapixel ? • A resolução de uma câmera digital é expressa por pixels ou pontos. Cada imagem é composta por uma matriz de pixels em forma de linhas e colunas. Quanto mais pixels, mais nítida será a imagem, pois mais detalhes poderão ser gravados. • 1 megapixel equivale a um milhão de pixels.

  11. Tipos de Câmera • As câmeras se dividem em três tipos: • 1-Câmera compacta automática (consumer) • 2-Câmera compacta avançada (prosumer) • 3- Câmera profissional (SLR)

  12. Recursos das Câmeras Digitais • De forma geral o primeiro aspecto oferecido é conhecido Zoom, recurso que permite a aproximação do assunto que será fotografado. • Nas digitais compactas essa capacidade é indicada por um número ao lado do X, indicando o número de vezes que o zoom pode ser ampliado.

  13. Recursos das Câmeras Digitais • Balanço de Branco – WB- White Balance • Esse recurso permite que as cores da foto sejam iguais às cores reais, dependendo da luz que está iluminando a cena. • A maioria da câmeras já possuem os diversos tipos de ajustes a serem feitos, na opção menu de cada equipamento.

  14. Recursos das Câmeras Digitais • Fotos em PB e Sépia • È mais uma variação que permite o uso da criatividade por parte do fotógrafo para fotos que realcem contrastes (PB) ou pareçam envelhecidas (Sépia).

  15. Recursos das Câmeras Digitais • O uso do ISO • As câmeras tem opção de uso mudanças no padrão ISO, que se refere a maior sensibilidade de captação da luz, permitindo registro de fotos em locais mais escuros. • Quanto maior o ISO, perde-se nitidez e clareza da imagem.

  16. Recursos das Câmeras Digitais • Flash • Esse é um recurso sempre é usado no automático, mas que precisa ser bem considerado. Antes de tudo, descubra qual é o limite de distância que o flash do seu equipamento tem. Isso está descrito no manual da câmera.

  17. Recursos das Câmeras Digitais • MODOS DE PROGRAMA • Automático • Macro – Flor – para fotos bem próximas; • Montanha – Paisagem – ajusta nitidez do plano de fundo e do primeiro plano; • Esporte – boneco em movimento – ajusta para congelar movimentos; • AUTO – modo totalmente automático; • Noturno – lua – dispara o flash/lentidão do obturador.

  18. Composição das fotos • O centro de interesse de uma foto não deve ser necessariamente o centro da foto. Embora seja natural o fotógrafo apontar a câmera para o assunto e centralizar , isso pode gerar um efeito negativo para quem vê a foto pro um simples motivo.

  19. Composição das fotos • A tendência natural do olhar é o centro da foto. Se você desloca o assunto, a pessoa vai levar o olhar para ele e depois, naturalmente, vai olhar para o centro da foto, dando a oportunidade de varrer a foto com o olhar. Colocando no centro, ele focará sua atenção naquele ponto e não se preocupará em apreciar os outros detalhes da fotografia.

  20. Composição das fotos • A regra dos terços • Deve-se dividir a cena em três partes utilizando duas linhas verticais e horizontais, como num jogo da velha. • A intersecção das quatro linhas cria quatro pontos focais, que pode-se chamar de A, B, C e D. Esses pontos, chamados de terços, são o centro passivo das atenções para quem olha uma cena.

  21. Composição das fotos • A regra do terços diz para colocarmos o assunto de maior atenção em algum lugar dos terços da cena. Não é necessário ocupar todos os pontos ou linhas, mas situar em algum deles o elemento principal da foto. Esta deve ser a principal regra a ser seguida.

  22. Composição das fotos • Conceitos para uma boa composição • Você deve-se questionar antes de tirar a foto: • - qual o objetivo da foto? • - quem ou qual é o assunto principal? • - o que deve ser ressaltado? Gente, arquitetura, cores, textura? • - quem será o público da foto?

  23. Composição das fotos • Respondidas essas perguntas, considere alguns conceitos que podem ser aplicados à foto: • 1- Simplicidade - Uma foto deve ser simples, tanto na quantidade de elementos que não devem competir pela atenção. Deve-se buscar a harmonia entre os elementos que você deseja captar na foto.

  24. Composição das fotos • Formato • O tema no ângulo vertical ou horizontal. O tamanho, a forma e a natureza do assunto devem dizer qual a melhor orientação da cena. • Você pode optar pelo formato Retrato, com orientação vertical, ou paisagem na orientação horizontal.

  25. Composição das fotos • Direção • Um elemento de composição é a direção do olhar. • Essa direção pode ser dividida em linhas visíveis ou linhas invisíveis. • Linhas visíveis – podem ser formadas por caminhos, ruas, listas ou outros elementos. • Linhas invisíveis – são subjetivas, mas se mostram como condutoras do olhar. Ex: foto do atleta.

  26. Composição das fotos • Iluminação • Iluminação não é a luz em si. Tem a ver com a forma como o elemento central recebe a luz. Serve como elemento de condução do olhar. Pode usar a iluminação para chamar a atenção em uma parte da foto ou tirar a força. • Uma mesma cena pode mudar complemente por causa da iluminação. • Ângulo de tomada • O ângulo pode mudar complemente o resultado do clique. Sempre procure rodear completamente o assunto, no caso de monumentos e arquitetura, ou explorar um local usando ângulos opostos ou inusitados.

  27. Referência • RAMALHO, José. Fotografia digital. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.