slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA Linguística Aplicada e Sociedade UFRJ – 25 a 28 de julho de 2011 PowerPoint Presentation
Download Presentation
IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA Linguística Aplicada e Sociedade UFRJ – 25 a 28 de julho de 2011

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 23

IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA Linguística Aplicada e Sociedade UFRJ – 25 a 28 de julho de 2011 - PowerPoint PPT Presentation


  • 159 Views
  • Uploaded on

IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA Linguística Aplicada e Sociedade UFRJ – 25 a 28 de julho de 2011. Inglês online : vencendo desafios para aprender com sucesso Hejaine de Oliveira Fonseca (Unimontes). Objetivo.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADA Linguística Aplicada e Sociedade UFRJ – 25 a 28 de julho de 2011' - hollace


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1
IX CONGRESSO BRASILEIRO DE LINGUÍSTICA APLICADALinguística Aplicada e SociedadeUFRJ – 25 a 28 de julho de 2011

Inglês online: vencendo desafios para

aprender com sucesso

Hejaine de Oliveira Fonseca (Unimontes)

objetivo
Objetivo
  • apresentar algumas contribuições da internet, utilizada como ferramenta suplementar, para a aprendizagem da leitura e escrita em inglês.
  • discutir alguns dos problemas que podem se apresentar no processo de ensino e aprendizagem de línguas mediado pelas novas tecnologias (a internet).
fundamenta o te rica
Fundamentação Teórica

Collins; Ferreira (2004), Warschauer (1996), Harasim (2005) apontam algumas contribuições dos recursos tecnológicos para o ensino de línguas:

  • Aumento das possibilidades de interação, input e oportunidades de aquisição do idioma;
  • tempo e espaço flexíveis;
  • oportunidades para a prática da leitura e da escrita;
  • suporte aos cursos presenciais (complementar o material didático usado em sala de aula → acesso a informações atualizadas e autênticas;
  • integração do conteúdo teórico a prática na internet (situações reais de comunicação).
slide4

Harasim et al. (2005), Tavares (2004), Braga (2004) apontam alguns problemas que podem se apresentar no ensino e aprendizagem de línguas mediado por novas tecnologias:

  • Falta de uma cultura de aprender ou ensinar pautada na aprendizagem colaborativa (Braga, 2004);
  • Uso do computador e da internet no ensino de línguas sem planejamento das atividades → (temas de interesse dos alunos, atividades que promovam o trabalho colaborativo, interação e autonomia).
slide5

Problemas técnicos: mal funcionamento dos equipamentos, conexão ruim, falta de habilidades computacionais → desmotivação e insegurança.

  • Concepção ingênua ou idealista a respeito das tecnologias → as tecnologias vão resolver os problemas da educação.
slide6

A respeito da leitura e da escrita nos fundamentamos nos estudos sobre:

  • Leitura perspectiva socio-interacional: Kleiman (1989, 1997).
  • Escrita como processo: Zamel, 1982; Pinto, (2001).
  • Abordagem comunicativa: Widdowson, 2005; Canale, Swain, 1980; Almeida Filho (1986).
  • Textos autênticos: Grellet (1981), Harmer (1983), Nunan (1989) e Oliveira (2005).
metodologia
Metodologia

Natureza da pesquisa: base qualitativa

Cenário da pesquisa: sala de aula presencial e sala de aula virtual (eproinfo).

Participantes: 20 alunos 8º período Letras/Inglês.

Instrumentos de pesquisa: questionário, fóruns de discussão e diários de bordo, entrevista.

curso on line de leitura e escrita em li
Curso on-line de leitura e escrita em LI
  • 12 atividades de leitura e escrita (TBL) - plataforma e-Proinfo. Os textos para as atividades de leitura foram escolhidos pelo próprio aluno por meio dos mecanismos de busca da web.
  • As atividades de escrita conduziam os alunos à elaboração de textos com diferentes estruturas: comparativa, descritiva, expositiva e argumentativa.
  • Participação no fórum e no diário de bordo: 11 fóruns e 05 diários de bordo.
  • Treinamento digital dos participantes (o uso da internet e da plataforma e-Proinfo – ch 06 horas.
slide9
Avaliação do nível de proficiência do participante nas habilidades de leitura e escrita em Língua Inglesa
  • Elaboração de dois quadros de auto-avaliação (Quadros 1 e 2) compostos por seis níveis de proficiência: A1, A2, B1, B2, C1 e C2. O acadêmico deveria identificar a opção correspondente ao seu nível de proficiência nas habilidades de leitura e escrita e redigir um comentário justificando a sua resposta.
  • Os quadros de auto-avaliação foram adaptados do quadro 2 do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (Anexos A e B).
  • Esse instrumento foi aplicado no início e ao final do curso objetivando identificar se os aprendizes demonstraram alguma mudança relacionada ao seu próprio processo de aprendizagem.
resultados
Resultados

Algumas reflexões ....

contribui es leitura
Contribuições - Leitura

Leitura e escrita em inglês na perspectiva do professor

  • Oportunidades para expressar opiniões e trocar idéias

46 prince of the japan (Contribuição)    Fórum 23/09/2006 02:12

Hi, Hejaine, I read about the bith of the first son of the imperial japanese family, It is interesting to know the culture of those people because you have the possibility to discourse with the other students about the difference among cultures.Vinícius

  • Oportunidades para o posicionamento crítico e reflexivo

48Celebrities (Relato) Fórum 30/11/2006 11:33

Hi Angelina!!! I like you choose a brazilian actress. In Brazil there are many good actors, actresses, singers, etc... Fernanda Montenegro is really an excellent actress. All people choose american actors, include me, and we forgot to valuable the brazilians. Bye and Hugs. Eduarda

contribui es escrita
Contribuições - escrita
  • Os aprendizes demonstraram esforço de comunicação. A maioria dos participantes (55%) utilizou estruturas um pouco mais complexas e conectivos com mais freqüência. Alguns textos apresentaram uma organização textual melhor como, por exemplo, parágrafos, idéias e partes do texto mais organizados.
  • Os textos, em sua maioria, apresentaram problemas relacionados à organização textual (sem parágrafos ou parágrafos muito longos, partes textuais - introdução, desenvolvimento e conclusão confusas). Algumas produções apresentaram pouco vocabulário do aluno → falta de re-elaboração do processo de escrita.
  • Os aprendizes pareceram apresentar uma preocupação maior com o produto, ou seja, com os aspectos lingüísticos, como estruturação e correção gramatical.
avalia o do n vel de profici ncia da leitura
Avaliação do nível de proficiência da leitura

Tabela 6 – Auto-avaliação do nível de proficiência na habilidade de leitura

  • B1 (Sou capaz de ler textos em que predomine uma linguagem corrente do dia-a-dia ou relacionada com o trabalho. Sou capaz de compreender descrições de acontecimentos, sentimentos e desejos, em cartas pessoais).
  • B2 (Sou capaz de ler artigos e reportagens sobre assuntos contemporâneos em relação aos quais os autores adotam determinadas atitudes ou pontos de vista particulares. Sou capaz de compreender literários contemporâneos em prosa).
  • A2 (Sou capaz de ler textos curtos e simples. Sou capaz de encontrar uma informação previsível e concreta em textos simples de uso corrente, por exemplo, anúncios, folhetos, ementas, horários. Sou capaz de compreender cartas pessoais curtas e simples).
slide14

Tabela 7 – Reavaliação do nível de proficiência na habilidade de leitura

  • Houve uma queda nos índices A2, B1, B2 (elementares) e uma elevação nos índices referentes aos níveis C1 e C2 (níveis mais avançados). Na primeira avaliação nenhum participante se incluiu nesses níveis, o que pode ser um indicativo de que os aprendizes notaram alguma mudança no processo de leitura em LI.
  • A aluna que se auto-avaliou como A1 (no início do curso) se auto-avaliou como B2 (no final do curso). Confrontando esses resultados com os dados da estrevista, percebemos que esta participante justificou o seu progresso afirmando que o processo de leitura ficou mais rápido..
slide15

Auto-avaliação do nível de proficiência na habilidade de escrita

  • A2 (Sou capaz de escrever notas e mensagens curtas e simples sobre assuntos de necessidade imediata. Sou capaz de escrever uma carta pessoal muito simples, por exemplo, agradecer alguma coisa a alguém).
  • B1 (Sou capaz de escrever um texto articulado de forma simples sobre assuntos conhecidos ou de interesse pessoal).
avalia o do n vel de profici ncia da escrita
Avaliação do nível de proficiência da escrita

Tabela 09 – Reavaliação do nível de proficiência na habilidade de escrita

  • Houve uma elevação nos índices referentes aos níveis B2, C1 e C2 (níveis mais avançados).
  • Os participantes afirmaram ter conseguido utilizar com mais facilidade, após o curso, estruturas como presente perfeito, expressões para expressar opiniões e desejos.
  • Houve uma elevação também no nível A1 (elementar) → alguns alunos demonstraram-se mais críticos e conscientes a respeito do seu processo de aprendizagem (escrita), pois podem ter percebido que apresentam mais dificuldades em relação ao processo de escrita do que julgavam ter no início do curso.
slide17
Dificuldades encontradas em relação ao uso do computador e da internet durante a participação no curso virtual
  • Ansiedade devido a demora de feedback

1Diário de bordo (16/09/2006 18:07)

Anotação aluno: Dear Teacher (…)I sent other text about Princess Caroline of Monaco, but the text is not in the arquivo. I really don`t know what to do. Help me please!

03/10/2006 12:07 (Teacher)

Ok Cecília. Please don’t get anxious. It’s not your fault, ok? So that the text appears in the file I have to validate it first and sometimes this takes time. Hugs! Teacher

slide18

Falta de acesso aos recursos tecnológicos

52 Netiquete (Relato) Fórum 01/09/2006 20:16

Hi Everybody! I visited many sites and the rules about netiquete are the same. But I liked of rules where your text must be short, because some people don`t have time and money. Jaqueline

  • Alguns alunosnão possuiam computador ou acesso a internet. Eles utilizavam esses recursos em LanHousese isso tornava-se caro.
slide19

Falta de letramento digital

54 Diário de bordo (15/12/2006 10:08)

Anotação aluno: I thought a few difficult this task because I do not known put the card in the webmail.Cláudia

55 Help me! (Dúvida)   Fórum 29/08/2006 09:13

Dear teacher! I think that I dont know as to do the exercises and as send the answers for you. Someone can help me! Please. Jaqueline

56 Getting the doubts clear (Relato) Fórum 01/09/2006 20:21

Hejainethis course is very good but is very hard. Patrícia

58 Help me... (Solicitação)    Fórum 12/09/2006 17:23

Dear teacher! I din´t get to do this task. I think about this course that is beyond my capacity.Help me, please !?Vanessa

slide20

Traços de “tecnofobia” (uma recusa em relação ao uso do computador e da internet (SILVA et. al, 2003)

  • Uma participante declarou que, inicialmente, realizava as tarefas sem acessar a plataforma e-Proinfo.

59 [...]Porque você não sabe a direção, qual é o próximo passo para enviar determinado texto, como é que faz pra pesquisar isso, então muito no início, os meus textos do início, eles foram feitos muito particular, muito longe do e-Proinfo. Eu peguei o tema e trabalhei lá longe, sem digitar os links adequados dentro do programa e-Proinfo. Eduarda

considera es finais
Considerações Finais
  • Apesar de algumas dificuldades encontradas (falta de um laboratório de informática e o não-letramento digital de alguns aprendizes, tecnofobia), concluímos que os objetivos da pesquisa foram alcançados, uma vez que os participantes:
  • conseguiram realizar as atividades virtuais propostas (95%).
  • apresentaram algumas mudanças em seu processo de leitura de escrita.
  • utilizaram a língua inglesa com mais naturalidade e fluência por meio da participação nos fóruns e diários de bordo.
slide22

Desenvolveram as habilidades computacionais (aprenderam a utilizar a internet - utilizar mecanismos de busca, pesquisar, acessar sites de lingua inglesa, etc).

  • Torna-se necessário tomar cuidado com as maneiras de se incentivar o aluno a assumir responsabilidade por sua aprendizagem, pois o computador muitas vezes o assusta e o distancia das tarefas propostas (Gervai, 2004).
slide23

Obrigada!

hejaine@gmail.com