intera o social e crimes violentos n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
Interação Social e Crimes Violentos. PowerPoint Presentation
Download Presentation
Interação Social e Crimes Violentos.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 11

Interação Social e Crimes Violentos. - PowerPoint PPT Presentation


  • 67 Views
  • Uploaded on

Interação Social e Crimes Violentos. Loureiro, Sachsida e Mendonça. Introdução. O artigo baseia-se na metodologia desenvolvida por Gary Becker em seu artigo seminal, “Crime and Punishment: an Economic Approach”.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Interação Social e Crimes Violentos.' - helen


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
intera o social e crimes violentos
Interação Social e Crimes Violentos.

Loureiro, Sachsida e Mendonça.

introdu o
Introdução

O artigo baseia-se na metodologia desenvolvida por Gary Becker em seu artigo seminal, “Crime and Punishment: an Economic Approach”.

Becker foi um pioneiro em usar interações sociais para explicar o comportamento ilegal.

Desde então, muitos estudos têm sido feitos visando verificar correlação entre variáveis de interação social e comportamento criminoso.

o que intera o social
O que é interação social?
  • Segundo Becker, pode ser definida como a inclusão, na função utilidade do indivíduo, de variáveis pertencentes a outro(s) indivíduo(s)
  • Outra maneira de se entender este conceito é pensar que o comportamento de uma pessoa pode afetar o comportamento das outras.
introdu o1
Introdução
  • Na literatura de interações sociais, tenta-se mostrar que o fato de o indivíduo possuir certas variáveis aumenta sua probabilidade de se envolver em atos criminosos.
  • Algumas destas variáveis são abuso de drogas, má relação com a família, ausência de um dos pais.
introdu o2
Introdução
  • Outra questão interessante é determinar se as variáveis que afetam os crimes violentos são diferentes das que afetam os demais crimes.
  • Neste artigo, intenta-se descobrir se este tipo de distinção ocorre.
  • Para isso, foi usada uma base de dados de 799 presos do presídio da Papuda, no DF.
base de dados
Base de Dados
  • O questionário aplicado aos 799 detentos continha não só perguntas sobre renda da família, nível de educação, como também perguntas sobre religiosidade, uso de drogas, relação com a família. Tudo referente ao período anterior à detenção.
an lise econom trica da criminalidade
Análise Econométrica da Criminalidade
  • O artigo segue a metodologia usada comumente nesta literatura e usa um modelo de varíavel qualitativa tipo probit.
  • A variável idade possui sinal negativo, indicando que quanto mais novo, mais propenso um indivíduo é a cometer um crime, na média.
  • A variável de educação do chefe da família possui também sinal negativo, mostrando que indivíduos com pais melhor educados têm menor propensão a cometer crimes, na média.
an lise econom trica da criminalidade1
Análise Econométrica da Criminalidade
  • A variável renda ficou com sinal positivo, algo difícil de se explicar. Porém, isso começa a evidenciar que as variáveis que motivam o crime violento são diferentes das que motivam o crime não violento, pois o último certamente possui correlação negativa com a renda, uma vez que é cometido por motivos primariamente econômicos.
an lise econom trica da criminalidade2
Análise Econométrica da Criminalidade
  • As variáveis para pais falecidos e para boa relação com os pais são fundamentais nesta análise. Ambos têm sinais esperados.
  • A variável de mãe viúva tem sinal positivo, como esperado.
conclus o
Conclusão
  • O objetivo do trabalho é mostrar que as variáveis que afetam o crime violento e o não violento são distintas.
  • Após feita a análise, pode-se realmente dizer que há fortes indícios de que isso é verdadeiro.
  • Foi mostrado também que variáveis de relação com a sociedade, e principalmente com a família podem afetar a predisposição de um indivíduo a cometer crimes.
conclus o1
Conclusão
  • Assim, a principal mensagem deste texto é que programas de assistência aos órfãos e à família em geral são de importância capital na prevenção do crime, principalmente o do tipo violento.