slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
ATALAIA - ALAGOAS PowerPoint Presentation
Download Presentation
ATALAIA - ALAGOAS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 28

ATALAIA - ALAGOAS - PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on

ATALAIA - AL. COORDENADORIA MUNICIPAL DE DEFESA CIVIL. ATALAIA - ALAGOAS. PLANO DE CONTINGÊNCIA. INVERNO DE 2009. PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA - AL. Apresentação. C O M D E C. Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'ATALAIA - ALAGOAS' - gella


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

ATALAIA - AL

COORDENADORIA MUNICIPAL DE DEFESA CIVIL

ATALAIA - ALAGOAS

PLANO DE CONTINGÊNCIA

INVERNO DE 2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE ATALAIA - AL

apresenta o
Apresentação

C O M D E C

Coordenadoria Municipal

de Defesa Civil

O presente Plano de Contingência 2009 aborda as questões fundamentais de pertinência Municipal no que se refere a preparação e as respostas para o inverno de 2009. É baseado nas recomendações atuais do Sistema Nacional de Defesa Civil e tem como objetivos principais, delinear as ações e atividades necessárias para amenizar as conseqüências das chuvas como também, quantificar pessoal e equipamentos que poderão ser convocados, permitindo assim o funcionamento dos serviços essenciais à sociedade.

O Plano de Contingência 2009 dará capacidade de resposta rápida a situações emergenciais locais, pelos órgãos que compõem o Conselho Municipal de Defesa Civil, incluindo a adoção de estratégias adequadas de informação e comunicação. As ações e atividades propostas no Plano de Contingência 2009, estão definidas em virtude do período de maior ocorrência de chuvas, e embasadas nos modelos e previsões meteorológicas. Essas atividades poderão ser revistas periodicamente, de acordo com a dinâmica da situação .

fases da defesa civil
Fases da Defesa Civil

O trabalho de Defesa Civil desenvolve-se em quatro fases

( definição legal ) :

a. Preventiva : Desenvolvida nos períodos de normalidade, consistindo na elaboração de planos, exercícios simulados, organização da comunidade etc, visando o desenvolvimento e aperfeiçoamento do sistema de autodefesa, conforme os riscos de cada região.

b. Socorro : Os trabalhos desta fase são concentrados nos efeitos de eventos adversos por meio da ação dos profissionais da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil - COMDEC.

c. Assistencial : Os trabalhos desta fase ocorrem concomitantemente, ou logo após, a ocorrência do desastre. Constituem-se, basicamente, no amparo à população vitimada.

d. Recuperativa : Esta é a fase do reparo dos danos, objetivando a volta à normalidade da área atingida.

locais e pontos vulneraveis de deslizamentos
LOCAIS E PONTOS VULNERAVEIS DE DESLIZAMENTOS
  • Encostas e Barreiras
  • Altos do João Miranda e Cruzeiro
  • Nova Olinda parte da BR316
  • Barreiras da BR 316 sentido Vila
  • Rua da Linha
pontos de alagamentos

PONTOS DE ALAGAMENTOS

a)Toda a margem do Rio Paraiba cortando a cidade. Ruas: Barão Jose Miguel, Mal. Deodoro, Martírio Maia, Rua da Burarema. (Girador), Beira Rio (Edinho Auto Peças).

b) Buraco do Jacaré

c) Parte do Conj. São Sebastião

pontos de enchentes

PONTOS DE ENCHENTES

a)Rua Marechal Deodoro da Fonseca (centro)

b)Rua Barão Jose Miguel,

c)Bairro Jenipapeiro,

d)Rua da Burarema (Girador),

c)Beira Rio após o Edinho Auto Peças,

d)Av. Moises Albuquerque (Av. Paraíba) Bairro Nova Olinda.

e) Algumas áreas rurais após o lava pé.

1 introdu o

DEFESA CIVIL

ATALAIA - AL

1. INTRODUÇÃO

O Plano de Contingência para o inverno 2009 da cidade de Atalaia, consiste numa importantíssima ferramenta para dotar a COMDEC de instrumentos que oportunizem o planejamento e a velocidade nas respostas às ações de socorro quando da ocorrência de eventos adversos.

Nele estão contidos todos os atores que, na iminência de um acidente, irão se aglutinar à COMDEC, cada um nas suas competências e especificidades, para de forma planejada e organizada, promoverem os meios

necessários à minimização de seus efeitos,

inclusive disponibilizando seus efetivos de pessoal

e equipamentos.

A seguir aproveitando a oportunidade da apresen-

tação deste documento, demonstraremos algumas

ações que, ao longo desses 02 (dois) últimos meses a

COMDEC desenvolveu e que com certeza foram

responsáveis pela considerável diminuição de

acidentes que comumente aconteciam em nossa

cidade, quando da ocorrência de chuvas

superiores a 50 mm diários.

A cultura da prevenção deverá continuar sendo o norte de todas as nossas prioridades, porque demonstrou ser a alternativa mais inteligente, seja sob a ótica econômica como na social.

slide10

ESTADOS DA DEFESA CIVIL

OBSERVAÇÃO (início do inverno)Acompanhamento dos prognósticos de chuva e clima; Preparação do Plano de Contingência e reuniões com os parceiros para a definição das estratégias adotadas e da forma de participação dos mesmos

ATENÇÃO (chuvas esparsas)Intensificação das vistorias aos pontos de monitoramento e pequenos serviços de corte de árvores e desobstrução da drenagem; recobrimento preventivo dos taludes de maior risco; Equipes em regime de sobreavisos e em plantão permanente na sede da COMDEC;

ALERTA (solos saturados)Decretação do estado de Alerta ; Equipes ampliadas em regime de plantão permanente na sede da COMDEC; atendimento emergencial às vítimas dos acidentes;

ALERTA MÁXIMO (emergência)Mudança de Estado informada pela COMDEC; Reforço das equipes e do suporte para a retirada de todas as famílias em situação crítica de acidente iminente; atendimento emergencial às vítimas dos acidentes

slide11

COMPONENTES DO SISTEMA DE DEFESA CIVIL

EQUIPE VOLUNTÁRIA

APOIO

EQUIPE AMPLIADA

SEINFRA

CEDEC

SMAS

SMS

C O M D E C

SEMAGRI

SEMPLAN

Trabalhando

Com Você

SEMAD

SEMED

SMF

SAAE

GUARDA MUNICIPAL

BOMBEIROS - SIRMAL

correla o chuva ocorr ncias
CORRELAÇÃO CHUVA / OCORRÊNCIAS

ATENDIMENTO A OCORRÊNCIAS

DELIBERAÇÃO DE ALTERNA-

TIVAS DE RECUPERAÇÃO

correla o chuva ocorr ncias1
CORRELAÇÃO CHUVA / OCORRÊNCIAS

MAPEAMENTO DE ÁREAS

DE RISCO

CADASTRAMENTO PARA

PROMOÇÃO DE DEMANDAS

E PROJETOS

a es preventivas simples mais valiosas
AÇÕES PREVENTIVAS SIMPLES MAIS VALIOSAS

PEQUENAS INTERVENÇÕES EXECUTADAS NO INÍCIO DA

DETECÇÃO DO PROBLEMA, EVITANDO A POTENCIALIZAÇÃO

DO MESMO E PROMOVENDO ECONOMIA AOS COFRES

MUNICIPAIS

crit rios t cnicos preventivos
CRITÉRIOS TÉCNICOS PREVENTIVOS

DEMOLIÇÃO DE CASAS EM LOCAL DE ALTO RISCO

COM RETIRADA DAS FAMÍLIAS PARA POSTERIOR INSERÇÃO

EM PROGRAMAS HABITACIONAIS

crit rios t cnicos preventivos1
CRITÉRIOS TÉCNICOS PREVENTIVOS

PERMANENTE MONITORAMENTO E LIMPEZA DE CÓRREGOS E CANAIS PARA EVITAR ALAGAMENTOS

crit rios t cnicos preventivos2
CRITÉRIOS TÉCNICOS PREVENTIVOS

BR 316, ENCOSTAS

CONJUNTO JAGATÁ

ATERROS E CONTROLE DE CORTES EM BARREIRAS QUE OFERECEM RISCOS À POPULAÇÃO.

crit rios t cnicos preventivos3
CRITÉRIOS TÉCNICOS PREVENTIVOS

PERMANENTE CONTROLE E MONITORAMENTO DE CORTES IRREGULARES DE BARREIRAS EVITANDO A DESISTABILIZAÇÃO DAS ENCOSTAS E CONSTRUÇÃO DE MUROS DE ARRIMOS

d e f i n i o das compet ncias
D E F I N I Ç Ã O DAS COMPETÊNCIAS

COMPETE AO COORDENADOR DA COMDEC:

Montar o Estado de Alerta – ALERTA 2009;

Reunir todas as informações sobre a situação da cidade;

Encaminhar o Estado de Alerta para decretação pelo Prefeito;

Manter o Prefeito permanentemente informado das ocorrências e previsões;

Prover suporte para o funcionamento do sistema;

Articular as secretarias de governo para responder às emergências;

Fornecer declarações oficiais à imprensa.

Determinar os procedimentos das equipes técnicas ampliadas nas emergências;

Fornecer dados sobre ocorrências de acidentes e previsões de chuvas;

Providenciar documentos oficiais de Avaliação de Danos (AVADAN), para decretação de Situação de Emergência ou Estado de Calamidade Pública;

Coordenação das escalas de plantões;

Supervisionar as ações desenvolvidas.

Providenciar a retirada imediata das famílias sob risco iminente;

slide20

COMPETE AO COORDENADOR DA COMDEC:

Acionar a Guarda Municipal para a proteção dos bens das famílias atingidas por acidentes ou removidas sob risco;.

Articulação com os órgãos internos e externos do Plano para seus devidos encaminhamentos;

Manter a Coordenadoria Geral informada das ocorrências e seus devidos encaminhamentos;

Autorizar a concessão do Auxílio-Moradia, via SEMAS

Divulgar entre as equipes, os telefones e endereços previamente relacionados;

Supervisionar as ações desenvolvidas.

COMPETE A EQUIPE DE APOIO TÉCNICO DA COMDEC:

Articular com os órgãos de assistência social, internos e externos;

Manter o Coordenador Geral informado sobre ocorrências e encaminhamentos ocorridos nos plantões;

Dar suporte técnico as áreas atingidas, controle e gerenciamento da distribuição e colocação de lonas plásticas;

Elaboração de laudos técnicos;

Intensificar o monitoramento das famílias sob risco alto a serem retiradas em caso de chuva;

Intensificar o monitoramento nas áreas de risco indicadas para estabilização, cujas obras ainda não foram executadas ou se encontram em execução;

Racionalizar a distribuição de veículos, articulando-se com a infra-estrutura;

Integrar os colaboradores externos à COMDEC, nas ações emergenciais;

Controlar a distribuição de lonas nas áreas e pedir reposição de estoque com antecedência;

slide21

COMPETE A SEINFRA

Avaliar nas suas áreas de atuação, o risco das encostas e as condições de segurança de canaletas e escadarias;

Reavaliar as obras prioritárias relacionadas pela COMDEC, para execução de serviços emergenciais, nos locais de risco iminente;

Reavaliar as condições de risco oferecido por obras inacabadas e/ou com problemas construtivos;

Realizar vistorias nas obras em andamento durante os eventos chuvosos;

Intensificar as ações preventivas de estabilização de encostas, drenagem e escadarias;

Disponibilizar equipamentos, materiais e pessoal para reforçar o atendimento às emergências;

Informar a COMDEC sobre situações de risco iminente;

Disponibilizar durante o ALERTA 2009, pessoal técnico e de apoio para vistorias emergenciais corretivas;

Intensificar as ações preventivas de desobstrução de drenagem e manutenção de escadarias;

Realizar a podação ou erradicação de árvores em situação de risco, segundo as prioridades apresentadas pela COMDEC;

Apoiar as ações da COMDEC, no que se refere ao controle, de manutenção e suspensão de fornecimento de água, junto à SAAE, em casos de vazamento ou rupturas iminentes na rede de abastecimento, que possam causar ou acentuar acidentes de deslizamento e erosão nas encostas;

slide22

COMPETE A SEINFRA

Disponibilizar veículos e pessoal de apoio para remoção de famílias sob risco;

Realizar, em tempo hábil, demolições de edificações sob alto risco, indicadas pela COMDEC;

Realizar autuações em situações irregulares que aumentem ou criem risco;

COMPETE A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE :

Produzir e divulgar informações sobre risco à saúde durante chuvas intensas;

Propiciar e agilizar assistência médica (SAMU) às vítimas de acidentes decorrentes das chuvas;

Disponibilizar vacinação para atender aos participantes da Defesa Civil;

Disponibilizar carros nos períodos de chuvas concentradas;

Disponibilizar Agentes Comunitários de Saúde para colaborar em suas áreas de atuação, nas ações de sensibilização e retirada de famílias em situação de risco;

Disponibilizar atendimento nas emergências (dia e noite) durante os períodos de chuvas concentradas informados pela COMDEC.

slide23

COMPETE A SEMAS:

Notificação de famílias sob risco para saírem de suas moradias em caso de chuvas fortes;

Levantamento de famílias que poderão oferecer abrigo temporário a desabrigados;

Promover articulação junto à população com vistas à participação voluntária nas ações cotidianas para a redução do risco.

Sensibilização das famílias para a retirada imediata até chegada da COMDEC;

Abordar, sensibilizar, negociar para que as famílias deixem os locais considerados de risco.

Realizar estudo indicativo para inclusão em programa/projetos sociais e concessão de benefícios e serviços.

Acompanhar posteriormente o abrigamento das famílias até a sua reinserção social.

Realizar o atendimento em conjunto com a COMDEC, as famílias atingidas por desastre que estiverem em vulnerabilidade;

Atuar na sensibilização das lideranças comunitárias para tratar das necessidades das famílias em situação de risco ou vitimadas;

Encaminhar e/ou apoiar a articulação com os diversos parceiros, para inserção de famílias em risco ou vitimadas nos diversos Programas de Assistência do Governo Municipal (Bolsa Escola, Operação Trabalho e etc.)

Realizar entrega de cesta básica as famílias que não forem beneficiadas pelo Auxílio Moradia ou outro programa, e as famílias que estejam sendo abrigadas por parentes e/ou amigos.

Encaminhar para as casas de acolhida temporária as famílias em vulnerabilidades social, e risco, respeitando-se o perfil de cada casa bem como a disponibilidade.

slide24

COMPETE A SEINFRA E A CEAL

Apoiar as ações da COMDEC, no que se refere ao controle, de manutenção e suspensão de fornecimento de energia elétrica, em casos de áreas vitimadas por acidentes, áreas com avaliação de acidente iminente e ainda nos casos de poda / erradicação de árvores de risco, impedida pela rede elétrica.

COMPETE A GUARDA MUNICIPAL:

Apoio na ação de isolamento e evacuação das áreas de acidentes.

Apoio geral nas ações de emergências.

Disponibilizar veículos e pessoal para apoio as ações emergenciais;

slide26

RECOMENDAÇÕES GERAIS

No caso de chuvas intensas, os técnicos do Programa ALERTA 2009 devem dirigir-se diretamente para suas áreas de atuação, particularmente aquelas que oferecem maior risco; deverão, portanto estar cientes de suas funções e portar o material necessário ao seu trabalho na área;

Os técnicos devem manter a Coordenação Geral permanentemente informada das ocorrências na sua área de atuação, não só para alimentar o sistema de informações, como também permitir maior agilidade no reforço de equipes, em situações mais críticas;

As Fichas de vistoria estarão disponíveis na Sede da COMDEC, devendo ser preenchidas e encaminhadas ao Coordenador Geral, no final de cada dia;

A busca e o fornecimento de informações no âmbito do sistema e para a imprensa deverão ser feitos sempre através do Coordenador Geral; os técnicos não estão autorizados a fornecer laudos verbais ou conclusões sobre acidentes à imprensa ou a pessoas estranhas ao sistema de defesa civil, salvo, previamente autorizados pelo Coordenador Geral.

reflex o
REFLEXÃO

Há quem afirme que o principal problema é a falta de recursos, principalmente recursos financeiros. Este é um assunto bastante discutível.

Considera – se que alguns dos problemas e dificuldades mais importantes que impedem ou dificultam o atendimento aos desastres no Brasil são:

O “fenômeno da indiferença – a inércia” – da população e das autoridades de governo para a gravidade e importância dos desastres. Portanto, e a falta de decisão política.

A ausência de conscientização e participação da população, inclusive nas decisões importantes, planejamento estratégias , ações etc. Deve haver participação plena, consciente e eficiente. Os países com uma Defesa Civil muito eficiente contam com ampla e plena participação da população.

Outro problema que ainda persiste no Brasil , em todos os níveis da sociedade, é a idéia de que o controle de desastres deva ser apenas na iminência de o mesmo ocorrer ou depois que acontece.

massilon mendes gon alves filho coordenador geral de defesa civil

MASSILON MENDES GONÇALVES FILHOCOORDENADOR GERAL DE DEFESA CIVIL

E-mail : massilonmendes2@hotmail.com

defesacivildeatalaia@hotmail.com

Telefones contatos 9141 1274 / 9960 8617