gf 703 sess o 6 interpreta es sobre a inova o tecnol gica na agricultura n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
GF 703 Sessão 6 Interpretações sobre a inovação tecnológica na agricultura PowerPoint Presentation
Download Presentation
GF 703 Sessão 6 Interpretações sobre a inovação tecnológica na agricultura

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 28

GF 703 Sessão 6 Interpretações sobre a inovação tecnológica na agricultura - PowerPoint PPT Presentation


  • 108 Views
  • Uploaded on

GF 703 Sessão 6 Interpretações sobre a inovação tecnológica na agricultura . Inovação tecnológica no enfoque neo-clássico. Conceitos gerais

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'GF 703 Sessão 6 Interpretações sobre a inovação tecnológica na agricultura' - gali


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
inova o tecnol gica no enfoque neo cl ssico
Inovação tecnológica no enfoque neo-clássico

Conceitos gerais

  • Chama-se de escola neo-clássica a que se seguiu à clássica em termos de refinamento matemático da análise do modelo laissez-faire da competição perfeita, particularmente na análise do comportamento de consumidores e das firmas, ou seja, micro-econômico
pressupostos
Pressupostos
  • Assumem simplificações sobre o comportamento dos agentes e seu ambiente, como:

- a racionalidade da escolha econômica,

- a perfeita mobilidade dos fatores de produção

- a disponibilidade de informações para os tomadores de decisão

- e o acesso igual à tecnologia

fatores de produ o
Fatores de produção
  • segundo a variabilidade

quantidades fixas ou variáveis

  • segundo a disponibilidade

limitada ilimitada

  • segundo a divisibilidade

divisíveis indivisíveis

  • segundo a adurabilidade

duráveis não duráveis

defini es
Definições
  • Um processo de produção se descreve por um conjunto de funções que expressam a forma de utilização dos fatores de produção num tempo t de produção.
  • A função de produção é uma relação que indica qto se pode obter de um ou mais produtos a partir de uma dada quantidade de fatores. Será sermpre relativa ao me’todo de produção
  • isoquantas ou curva de indiferença de produção é um lugar geométrico de combinações de fatores que dêem origem a uma mesma quantidade de produto
inova es e progresso t cnico
Inovações e progresso técnico
  • Uma mudança na função de produção que permite, com uma mesma quantidade de fatores, produzir maior quantidade de produto
  • O progresso técnico é melhor definido na função de produção como um deslocamento da isoquanta em direção à origem
  • O que significa resultar num efeito redutor de custos e não pelo aumento do output
  • A melhor relação do ponto de vista econômico dependerá dos preços relativos dos fatores. Assim, o êxito econômico de uma inovação depende pois da estrutura dos preços relativos.
inova es seriam poupadoras
Inovações seriam poupadoras…
  • Inovações poupadoras de trabalho: qdo se aumenta a produtividade marginal do capital em relação à de trabalho. Sobe Pk/Pl
  • Inovações neutras: qdo se mantiver inalterada a relação entre as produtividades marginais de trabalho e capital. Não se altera Pk/Pl
  • Inovações poupadoras de capital: qdo se aumenta a produtividade marginal do trabalho. Desce Pk/Pl
teoria da inova o induzida
Teoria da inovação induzida
  • A maior parte dos trabalhos foi feita para a agriclutura
  • mudança técnica como resultado de uma racionalidade econômica explicando tecnologias e políticas
  • haveria uma curva de possibilidades de inovação a um determinado momento. Uma inovação desta curva será adotada se houver uma mudança nos preços relativos dos fatores que a torne a mais eficiente na nova situação de preços
quais seriam as inova es poupadoras na agricultura
Quais seriam as inovações poupadoras na agricultura
  • Tecnologias mecânicas
  • Tecnologias biológicas
  • Tecnologias químicas
  • as restrições ao desenvolvimento agrícola por uma oferta inelástica de terra ou de mão-de-obra poderiam ser contrabalançadas por avanços nas tecnologias biológicas e químicas e mecânicas…
pol ticas agr colas e inova o tecnol gica
Políticas agrícolas e inovação tecnológica…

Intervenção governamental na economia rural

  • 4 formas básicas para a sustentação da renda do produtor, das quais podem ser encontradas muitas combinações:

a) preços de garantia com compras do governo, levando à estabilidade e substituição de produtos levando a niveis crescentes de sustentação dos preços;

b) programas de controle da produção para certas commodities;

pol ticas agr colas e inova o tecnol gica1
Políticas agrícolas e inovação tecnológica

c) política de compras de excedentes e de regulação de estoques com concomitante crescimento da demanda e elvação dos preços;

d) política de substituição da sustentação de renda por preços elevados pelo pagamento direto da diferença entre o preço do mercado e o preço alvo de cada commodity

uma crise permanente na agricultura
Uma crise permanente na agricultura…
  • As políticas de sustentação da renda e de estabilização dos preços na agricultura são fruto do "mercado político" de disputa entre grupos de interesse antagônicos: farmers x urbano industriais. O resultado foi a obtenção de parte da full parity reivindicada pelos farmers
  • Um efeito colateral dessa política teria sido o descontentamento dos farmers em ter de deixar áreas improdutivas
  • Intensifica-se a adição de K nas terras não controladas, aumentando a produtividade
uma crise permanente na agricultura1
Uma crise permanente na agricultura
  • Na prática, as políticas adotadas para manter preços, diminuir oferta e aumentar demanda nem sempre foram suficientes para por em equilíbrio o mercado agrícola, exigindo que o governo entre adquirindo mais do que seria desejável e fazendo estoques acima do racional
  • Tal fato leva a crer em uma crise constante da produção agrícola para o mercado, na qual nem mesmo as políticas governamentais seriam suficientes para sustentar a atividade econômica da agricultura
slide15

Teoria do Tread Mill(ou de como o progresso técnico é compatível com esse constante problema de sustentação da renda e dos preços agrícolas)

o p ssaro madrugador e o retardat rio
O pássaro madrugador e o retardatário…
  • Mr. early bird ao adotar uma nova tec vê que seus custos de produção diminuiram, aumenta seu output, obtém maior lucro
  • Ele consegue sustentar sua situação porque no computo geral a contribuição de sua redução de custos é infinitesimal, mantendo o preço do mercado.
  • Mr. Average farmer tb. vai adotar: começa queda de preços
  • Novos adotantes serão atraídos
  • No final os preços atingirão um novo patamar, mais baixo, que irá eliminar o lucro advindo da inovação
  • Os laggard farmers serão excluídos
canibalismo entre produtores
Canibalismo entre produtores
  • Todos os adotantes então estarão num treadmill, com a perspectiva de inovar para ganhar, mas tb. de inovar para não ficar para trás
  • Os ganhos obtidos com a inovação pelos early birds serão aplicados na compra dos recursos produtivos de seus vizinhos laggard (entenda-se compra de terra)
  • Ou seja, o avanço tencológico nestas condições resulta num amplo canibalismo na agricultura
mas e a sustenta o dos pre os
Mas e a sustentação dos preços?
  • Numasituação onde os preços são sustentados pelo governo e não há livre mercado, como operaria o mecanismo do treadmill?
  • O processo de queda de preços não ocorre, mas os custos vão subir como resultado de uma maior procura por compra de terras, que fará elevar seu preço e assim o custo deste fator escasso
  • Assim, o "land market treadmill substitui o product market treadmill"
  • Passa a existir uma nova necessidade de escala de produção
a conclus o inescap vel
A conclusão inescapável
  • É a de que no longo prazo as políticas de sustentação da renda favoreceram os grandes e mais agressivos proprietários, que incrementaram suas riquezas. Os peq. menos agressivos só tiveram ganhos no curto prazo, perdendo-os no longo prazo
ruy miller paiva e o dualismo tecnol gico na agricultura
Ruy Miller Paiva e o dualismo tecnológico na agricultura
  • Está preocupado em explicar inovação tecnológica na agricultura de países atrasados
  • Faz um contraponto a Schultz e à inovação induzida
  • Propõe que nesses países há restrições que não se superam com a oferta e a adoção de de novas correntes de renda
  • Hipótese: sob certas condições a modernização agrícola fica na dipendência do desenv. do setor não agrícola, através de um mecanismo de auto-controle.
ado o difus o e moderniza o
Adoção, difusão e modernização

Adoção:

  • de caráter micro, relaciona-se sobretudo com perspectivas de vantagens econômicas em termos de aumento de renda líquida, pelo aumento da produção e redução de custos:

(Qm.Pq) - (Xm.Pxm) > (Qt.Pq) - (Xt.Pxt)

quebra do tradicionalismo
Quebra do “tradicionalismo”
  • Mas não basta que a equação dê resultado positivo, é preciso que as vantagens sejam suficientemente altas para dar o estímulo necessário ao rompimento das barreiras do tradicionalismo:
  • “Dificuldades” a superar e “sacrifícios” da transferência
  • “Dificuldades” relacionadas ao novo, ao aprendizado necessário e aos riscos
  • “Sacrifícios” relacionados às vantagens que ele julga perder quando abandona hábitos e costumes
  • Chama a isto de CST:

(Qm.Pq) - (Xm.Pxm) > (Qt.Pq) - (Xt.Pxt) + CST

  • Isto explicaria porque uns adotam mais facilmente que outros
difus o
Difusão
  • Depende de uma série de fatores externos, ligados sobretudo às propostas de Schultz
  • Mas depende particularmente de um elemento: a mudança nos preços relativos que agem como um freio à própria difusão
  • Difusão > aumento da produção > queda nos preços dos produtos > queda dos preços dos fatores tradicionais > redução dupla da vantagem da tecnologia moderna > redução da adoção > redução da difusão > estagnação tecnológica
auto controle
Auto-controle

a) o processo de modernização estaria preso a um mecanismo de auto-controle

b) este mecanismo impõe um grau máximo de modernização

c) neste ponto a modernização fica na dependência do setor não agrícola

a l gica econ mica do mecanismo de autocontrole
A lógica econômica do mecanismo de autocontrole
  • Distingue 3 tipos de técnicas modernas que impactam no aumento de produtividade:

a) aumento da produtividade física sem redução de custo por unidade, com grande dispêndio de K (tratores, máquinas colheitadeiras etc.)

b) aumento de produtividade com redução de custo e pequeno aporte de K (fertilizante, pesticidas, rações etc.)

c) idem sem dispêndio de K (época de plantio, espaçamento, manejo de pastos, sementes melhoradas etc.)

caracter sticas do autocontrole
Características do autocontrole…
  • Depende do tipo de técnica adotada agirá mais ou menos rápido
  • Produtos exportáveis, o mecanismo só funciona se houver queda acentuada do preço da mão-de-obra pela mecanização, já que a curva de demanda para os países exportadores pode ser considerada perfeitamente elástica.
  • O grau máximo de modernização numa economia fechada é definido pela capacidade de absorção do produto agrícola
caracter sticas do autocontrole1
Características do autocontrole
  • Grau máximo será ultrapassado (preços subsidiados, garantia de renda, expectativas mal guiadas dos adotantes)
  • Quando a modernização não se expande igualmente pelos produtos, os ineficientes vão para produtos não modernizados, impedindo que nos primeiros o autocontrole aja integralmente
implica es gerais
Implicações gerais
  • Nos PMDs, haverá sempre uma agricultura dual, dependente da capacidade do setor não agrícola
  • O auto controle impede que a agricultura exerça um papel dinâmico na economia como um todo, porque limita a criação de fluxos de renda.
  • Isto manterá sempre baixos níveis salariais para o trabalhador rural
  • Forçar a modernização além do grau máximo seria nocivo
  • Estímulo aos produtos de exportação, o que não traria problemas aos que não se modernizam
  • Deve-se baratear o preço dos insumos modernos, para melhorar a competitividade das exp. e reduzir o efeito do auto controle