slide1 n.
Download
Skip this Video
Download Presentation
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 36

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA - PowerPoint PPT Presentation


  • 89 Views
  • Uploaded on

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA. PROJETO PIBEG. Unidade V Integração Numérica. Sumário:. 1 – Introdução. 2 – Fórmulas de Newton - Cotes. 3 – Regra dos Trapézios. 3.1 – Erro de Truncamento. 4 – Regra dos Trapézios Repetida. 4.1 – Erro de Truncamento.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE MATEMÁTICA' - gala


Download Now An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

FACULDADE DE MATEMÁTICA

PROJETO PIBEG

Unidade V

Integração Numérica

slide2

Sumário:

1 – Introdução

2 – Fórmulas de Newton - Cotes

3 – Regra dos Trapézios

3.1 – Erro de Truncamento

4 – Regra dos Trapézios Repetida

4.1 – Erro de Truncamento

5 – Regra 1/3 de Simpson

5.1 – Erro de Truncamento

6 – Regra 1/3 de Simpson Repetida

6.1 – Erro de Truncamento

slide4

Seja f(x) uma função contínuaem [a, b]. O problema da integração

numérica consiste em calcular um valor aproximado para:

  • A idéia básica da integração numérica é a substituição de f(x) por

um polinômio pn(x), que aproxime a função no intervalo [a, b].

  • Desta forma, a solução é obtida pela integração trivial de

polinômios, ou seja:

onde, I’ é a integral aproximada e Ei o erro da integração numérica.

slide6

f(x)

f(x1)

p(x)

f(x0)

a

b

||

||

x0

x1

  • Quando os pontos usados na determinação do polinômio

interpolador são igualmente espaçados e, no caso particular onde

x0 = a e xn = b, tem-se o processo conhecido como “fórmulas

fechadas de Newton-Cotes”.

Assim, tem-se:

slide7

Considerando uma variável auxiliar u, pode-se escrever:

Portanto, a integral é dada por:

  • Nesta unidade desenvolveremos as seguintes fórmulas de

Newton-Cotes:

  • Regra dos Trapézios
  • Regra 1/3 de Simpson
slide9

Desenvolvimento por

Lagrange

Desenvolvimento por

Newton - Gregory

slide10

Consideremos o intervalo [a, b] tal que x0 = a e xn = b.

  • Seja pn(x) um polinômio que interpole a função y = f(x) sobre n + 1 pontos. Pela fórmula de Lagrange, temos que:
  • Portando a integral aproximada é dada por:
slide11

Pela Regra dos Trapézios considera-se o polinômio pn(x) de

grau máximo n = 1, assim temos:

  • Para fazer a integração consideremos os pontos igualmente espaçados de h e a variável auxiliar u:
slide12

f(x)

f(x1)

p(x)

f(x0)

h

a = x0

b = x1

Esta equação representa a área do

trapézio de altura h e bases

f(x0) e f(x1).

slide13

3.1 – Erro de Truncamento na Regra dos Trapézios

Sabe-se que :

Considerando a variável auxiliar u, o erro da interpolação

polinomial, obtido na unidade anterior, é dado por:

Substituindo na equação anterior resulta:

slide14

O teorema do valor médio para integral, permite escrever:

desde que yn(u)não mude de sinal no intervalo e n impar.

Desta forma, a equação do erro pode ser reescrita como:

No caso da Regra dos trapézios, faz-se n = 1 e obtém-se:

slide16

f(x)

f(x)

...

x0

x1

x2

x3

xm-2

xm-1

xm

x

  • Com a finalidade de minimizar o erro cometido, seja a regra dos trapézios aplicada repetidas vezes.
  • Considere pontos distintos (xi , yi) i = 0, ... , m igualmente espaçados com passo h,tais que xi+1 - xi = h.
slide17

Segundo a propriedade das integrais, tem-se:

  • Utilizando a equação da regra dos trapézios, resulta:
slide18

f(x)

A4

A3

A2

A1

x

4.1 – Interpretação Geométrica

ITR = A1 +A2 + A3 + A4 + ... + Am

slide19

4.2 – Erro de Truncamento na Regra dos Trapézios Repetida

  • Considerando que f ”(x) seja contínua no intervalo [a, b] , pode-se escrever que:
  • Desta forma, o erro cometido na aplicação da regra dos trapézios repetida é dado por:
  • E a cota superior (ou limitante) do erro absoluto vale:
slide20

Exemplo 1:Seja

a)

a) Aproximar I, usando a regra do Trapézios Repetida sobre

7 pontos.

b) Estime o erro cometido.

slide24

Desenvolvimento por

Lagrange

Desenvolvimento por

Newton - Gregory

slide25

f(x)

x

x0

x1

x2

  • Consideremos o intervalo [a, b] tal que x0 = a , x1 = x0 + h e x2 = x0 + 2h = b.
  • Utilizando novamente o polinômio de Lagrange para estabelecer a fórmula de integração de f(x) tem-se:
slide26

A integral aproximada é dada por:

  • Pela Regra 1/3 de Simpson considera-se o polinômio pn(x) de grau máximo n = 2, assim temos:
slide29

5.1 – Erro de Truncamento na Regra 1/3 de Simpson

  • O erro cometido ao se utilizar a regra 1/3 de Simpson não pode

ser obtido através da equação abaixo:

pois yn(u) muda de sinal no intervalo.

  • Demonstra-se que, para f (IV)(x) contínua em [x0, xn], o erro pode

ser calculado por:

slide31

Seja m +1 pontos igualmente espaçados, tal que o intervalo

[a, b] seja subdividido em m intervalos pares.

  • Segundo a propriedade das integrais, tem-se:
  • Utilizando a equação da regra 1/3 de Simpson, resulta:
slide32

6.1 – Erro de Truncamento na Regra 1/3 de Simpson Repetida

  • Considerando que f (IV)(x) seja contínua no intervalo [a, b], o erro pode ser calculador por:
  • Desta forma, o erro cometido pela aplicação da Regra 1/3 de

Simpson Repetida vale:

slide34

a)

Exemplo 2:Seja

a) Aproximar I, usando a regra 1/3 de Simpson Repetida sobre

7 pontos.

b) Estime o erro cometido.

ad