GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR - PowerPoint PPT Presentation

gafna
slide1 n.
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR PowerPoint Presentation
Download Presentation
GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR

play fullscreen
1 / 15
Download Presentation
GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR
158 Views
Download Presentation

GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. GESTÃO DA QUALIDADE NO TERCEIRO SETOR

  2. FUNDAÇÃO: 06.01.1984 Registros Legais: CNPJ – CMSA – CMDCA – CNAS – CEBAS STCAS – CRF/RS Utilidade Pública Estadual e Federal Funcionamento baseado no Estatuto da Instituição, ECA e LOAS

  3. CARACTERÍSTICA: Associação civil, de caráter assistencial filantrópico, de direito privado.

  4. VISÃO Ser referência no Rio Grandedo Sul no atendimento e amparo especializado a crianças com lesão cerebral profunda e deficiência motora permanente.

  5. MISSÃO Prestar serviços de Assistência Social Filantrópica a crianças com lesão cerebral profunda e deficiência motora permanente oriundas de famílias extremamente pobres ou desestruturadas da região metropolitana de Porto Alegre - RS.

  6. VALORES . Respeito e dedicação total às crianças. . Prestação de serviços com ética, responsabilidade e amor ao próximo. . Valorização do ser humano. . Valorização do profissional. . Valorização dos mantenedores. . Busca constante da melhoria da qualidade de vida, com aumento da expectativa de vida. . Transparência administrativa e feedback.

  7. MOTIVAÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DO SGQ: • Diretoria determinada e comprometida para a qualificação da Gestão e com necessidade de envolvimento de funcionários e voluntários. • Necessidade de obter avanços sustentados na forma de gestão. • Aumentar e manter o engajamento da comunidade na causa social atendida pela Instituição.

  8. ORIGEM DO SGQ PARA A INSTITUIÇÃO: No ano 2002, a Diretoria da CMJP buscou na ONG ParceirosVoluntários, subsídios para melhorar a Administração. Essa ONG fez conexão com o Grupo Gerdau, que indicou a LUCEM – SistemasIntegrados de Gestão para orientar diretamente o planejamento e implementação do SGQ, baseado na NBR ISO 9001:2000.

  9. DECISÃO PELO SGQ NBR ISO 9001:2000 • Oportunidade de revisar e reestruturar todos os processos • de trabalho internos e externos da instituição. • Potencial para melhoria contínua sob o monitoramento • de indicadores. • Viabilidade para cristalizar ainda mais a credibilidade • da Instituição.

  10. CERTIFICAÇÃO OBTIDA NBR ISO 9001:2000 Data: 16.12.2005 Empresa Certificadora DQS Prestar serviço de assistência social filantrópica à crianças com lesão cerebral profunda e deficiência motora permanente. Manutenção da Certificação: 22.05.2006

  11. OBJETIVOS DA GESTÃO • Aumentar a expectativa de vida em função da qualidade da assistência prestada aos abrigados. (Mensurado por 07 indicadores) • Assegurar a perenidade da Instituição. (Mensurado por 06 indicadores)

  12. EXEMPLOS DE RESULTADOS OBTIDOS: Aumento na procura espontânea de novos voluntários: 131%. Aumento de 100% de Fisioterapia motora às crianças. Queda de 59 % de dias das crianças em internação hospitalar. Atingimento de 100% dos funcionários no Plano de Capacitação envolvendo programas técnicos, operacionais, comportamentais e institucionais. Capacitação de 05 Diretores em Auditoria Interna para o SGQ. Aumento de qualificação dos funcionários na educação formal em 22%, através de parcerias para bolsas de estudo. Parceiras técnicas: IPA – TECNOPUC – UFRGS – IAHCS

  13. EXEMPLOS DE MELHORIAS

  14. A CMJP atende crianças que não conseguem caminhar, falar ou se alimentar sozinhas e, precisam da solidariedade para superar os limites impostos por patologias ou pelas seqüelas e danos cerebrais delas resultantes.

  15. EM NOME DESSAS CRIANÇAS AGRADECEMOS ESTA OPORTUNIDADE.