benvindos n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
BENVINDOS PowerPoint Presentation
Download Presentation
BENVINDOS

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 78

BENVINDOS - PowerPoint PPT Presentation


  • 113 Views
  • Uploaded on

BENVINDOS. BENVINDOS. EDUCA ÇÃ O PARA A COMPAIX Ã O Em direção a redescoberta da identidade carismática da pedagogia de S. Aníbal. Uma pequena história …. PREMISSA. “ repetita iuvant ”. “ Le cose ripetute giovano ” “ Coisas repetidas ajudam ”. O Evangelho do Rogate.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

BENVINDOS


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
    Presentation Transcript
    1. BENVINDOS BENVINDOS

    2. EDUCAÇÃO PARA A COMPAIXÃO Em direção a redescoberta da identidade carismática da pedagogia de S. Aníbal

    3. Umapequenahistória…

    4. PREMISSA “repetitaiuvant” • “Le coseripetutegiovano” • “Coisasrepetidasajudam”

    5. O Evangelho do Rogate 35Jesus percorria todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades. 36 Vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. 37Então disse a seus discípulos: “A messe é realmente grande, mas os operarios são poucos!  38 Rogai, pois, ao Senhor da messe que mande operarios para a sua messe!" (Mt 9, 35-38)

    6. Compaixão do Jesus: fonte de nossa identidade rogacionista

    7. PREMISSA Voltar à fonte = duploreinício • Reiniciardesde • Cristo • (do Rogate) • Reiniciardesde • P. Aníbal • (de Avinhão)

    8. PREMISSA Reiniciardesde Cristo (do Rogate) • … encontro com um Evento • … encontro com uma Pessoa

    9. PREMISSA Reiniciardesde Cristo (do Rogate) (Aparecida, 18) • Conhecer Jesus = Alegria • Seguir Jesus = Graça • Compartilhar Jesus = Compromisso

    10. PREMISSA Reiniciardesde Cristo (do Rogate) • Urgêncianoschama…(messeabandonada) • Dar umarespostaespecífica (identidadecarismática)

    11. PREMISSA Reiniciardesde Cristo Precisa de: • compreensãorenovadadavocação • reconhecimento damissãoespecífica • compromisso de viver a missão

    12. PREMISSA Reiniciardesde S. Aníbal S. Aníbal: primeiro destinatário do carisma do Rogate, para… • encontrar os elementos essenciais de nossa missão • compreendê-la de maneira mais profunda • implementá-la com coragem e criatividade

    13. PREMISSA Reiniciardesde P. Aníbal EmAvinhão … encontramos S. Aníbal que vê, sente, anuncia, ora, e trabalha.

    14. Nosso “Avinhão” hoje… Contextoatual da Congregação: • Presença nos ambientes geográficos e culturais diferentes • Vários membros da idade, origem, cultura e sensibilidade

    15. PREMISSA Precisa fazer uma reflexão para: • verificar a conformidade do ideal carismático e sua implementação • discerniroscaminhos para avançar

    16. PREMISSA • Modo de expressões carismáticas • significado de nossa presença • qualidade e eficiência do nosso apostolado, • preparação e formaçãopessoal, • oportunidade para reequilibrarasobras, • Capacidade de compartilhamento e colaboração

    17. PREMISSA Voltar à fonte para: • saciara nossa sede com a sua frescura • redescobrira novidade • encontrarum significado mais amplo a nosso vocabulário

    18. PREMISSA As palavras-chave: VER SENTIR ORAR ENVIAR

    19. EDUCAÇÃO PARA A COMPAIXÃO Parte Segunda

    20. O Evangelho do Rogate 35Jesus percorria todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades. 36 Vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. 37Então disse a seus discípulos: “A messe é realmente grande, mas os operarios são poucos!  38 Rogai, pois, ao Senhor da messe que mande operarios para a sua messe!" (Mt 9, 35-38)

    21. O Evangelho do Rogate As palavras-chave: VER SENTIR ORAR ENVIAR

    22. “VER” OLHAR EDUCAR PARA VER

    23. “VER” - Como Jesus 35Jesus percorria todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades. 36 Vendo as multidões …

    24. “VER” - Como Jesus • Com uma visão verdadeira e profunda • conhecimento da • condição das pessoas • contato direto e • pessoal

    25. “VEDERE” - Come Gesù Com uma visão verdadeira e profunda “ver” = várias formas de ver = aspectos específicos • Napassagem do Rogate “ver” • avaliação do estado moral • das multidões • observação sobre as • profundas aspirações

    26. “VER” - Como Jesus • “as multidões” • habitantes reais das cidades • e aldeias • desprovido de qualquer • vitalidade • isolado em sua solidão • e miséria • objeto do Ministério de Jesus • beneficiários(usuários) • na necessidade de Jesus e os discípulos

    27. “VER” - Como Jesus Com uma visão dinâmica e ativa: • ensinando • nassinagogas • anunciando • o Evangelho • curando • todasasdoenças • e enfermidades

    28. “VER” O ápice da condescendência divina O olhar de YHWH Israel no Egito • O olhar • de • JESUS • asmultidõesabandonadas Sofrimento Plano de salvação • Moisés • discípulos

    29. “VER” Jesus continuará a ter seu olhar compassivo às multidões através do ministério dos discípulos.

    30. “VER” – Como P. Aníbal • Similaridade: • “percorria as cidades ” • encontrando • aspessoas • Particularidade: • um jovem cego • tem que mostrar a ele • o âmbito da sua • missão

    31. “VER” – Como P. Aníbal • Comumolhar de • AMOR: • “Amarei e respeitarei • Ospobres de JesusCristo… • membrossofredores • filhos do mesmo Pai • como todos os seres • humanos • com a dignidadepessoal

    32. “VER” – Como P. Aníbal • Com um olhar de ESPERANÇAe abertura • o mundo inteiro • A Igreja de Jesus Cristo • é o campo grande • cheio de messes.

    33. “VER” – Como P. Aníbal • Comumolhar da FÉ: • «Em verdade vos digo • que, tudo que você tem • fizestes a um destes • meus irmãos menor, • você fez isso comigo.» • (Mt 25,40)

    34. “VER” – Como P. Aníbal Com o olhar da fé, esperança e caridade que se transforma em oração e ação.

    35. “VER” - Como educadorrog. • Com FÉ: SINAIS DOS TEMPOS • uma leitura precisa das situações • cenáriocomplexo • ser testemunhas eficazes • encarnar na vida e na cultura atual • aprender e compreender a linguagem, • as diretrizes, as perguntas e as • expectativas, as sombras e as luzes • compreender os sinais que anunciam • o futuro e incentivam a esperança

    36. “VER” - Como educadorrog. • Com FÉ: SINAIS DOS TEMPOS • O educadorrogacionista deve … • seruma “presença educativa” • serenvolvido na vida do educando/usuário • descobrirassuasqualidades • conhecer as suas questões existenciais

    37. “VER” - Como educadorrog. • Com AMOR: NOVA ANTROPOLOGIA • = o olhar para a humanidadecomoFamília de Deus • “A Igreja está a serviço de todos • seres humanos, homens e mulheres, • chamados à liberdade dos filhos de Deus, • para a cheia realização • de sua dignidade pessoal • e fraternidade entre todos”. • (Aparecida, 32.)

    38. “VER” - Como educadorrog. Com AMOR: NOVA ANTROPOLOGIA

    39. “VER” - Como educadorrog. • Com AMOR: NOVA ANTROPOLOGIA • Tarefa da educação é formar pessoa ... • equilibrada e madura •   aberta ao diálogo •   aceitação e auto-estima e respeito pela diversidade •   respeitador dos outros e da criação •   capaz de inserir-se como protagonistas na sociedade como cidadão honesto e bom cristão •   com uma boa formação humana, religiosa, cultural e profissional

    40. “VER” - Como educadorrog. Com AMOR: NOVA ANTROPOLOGIA protagonismoe centralidade do educando / usuáriocomo agente ouatorprincipal dasuavida

    41. “VER” - Como educadorrog. Com ESPERANÇA O HOMEM, O PROJETO DE DEUS • O objetivo final da pedagogia rogacionista : • construir a identidade da pessoa • descobrir e desenvolver seu potencial • chegar à completa realização de si mesmo como o projeto de Deus

    42. “VER” - Como educadorrog. Com ESPERANÇA O HOMEM, O PROJETO DE DEUS Novidade da visão de Aníbal Di Francia O homemcomo "vocação"

    43. “VER” - Como educadorrog. Com ESPERANÇA O HOMEM, O PROJETO DE DEUS • A metodologia rogacionista • = não condição ou impõe, mas permiteque o jovem: • encontra o seu próprio eu • identifica as suas próprias características e tendências • faz suas próprias escolhas • faz um planejamento da própria vida

    44. “VER” - Como educadorrog. O educador abre a porta para que o aluno possa entrar.

    45. “SENTIR” COMPAIXÃO EDUCAR PARA ESCUTAR (COM O CORAÇÃO)

    46. “SENTIR” - Como Jesus 36Vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor.

    47. “SENTIR” - Como Jesus • conhecimento e percepção interior • compaixão • ternura de Deus • sentidosexternosaudição e visão

    48. Jesus envolve os discípulos, deixando um exemplo para os Visão das multidões: "ovelhas sem pastor" JESUSCOMPAIXÃODISCÍPULOS • MISSÃO • participação / colaboração • REAÇÃO • Palavra e ação

    49. “SENTIR” - Como Jesus A compaixão de Jesus é a origem de cada ministério de compaixão de todos os discípulos às multidões de cada tempo e cada lugar.

    50. “SENTIR” - Como P. Aníbal " A caça dos Pobres " • vocês nunca serão capazes de parar • o sentimento • de caridade • “os pobres sempre estarão entre vocês”