literatura 2013 acesso educa o n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
LITERATURA 2013 Acesso Educação. PowerPoint Presentation
Download Presentation
LITERATURA 2013 Acesso Educação.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 16

LITERATURA 2013 Acesso Educação. - PowerPoint PPT Presentation


  • 89 Views
  • Uploaded on

LITERATURA 2013 Acesso Educação. Aula I = HELENA . Obras literárias 2013 – UFSC. - HELENA – MACHAD0 DE ASSIS. AMAR VERBO INTRANSITIVO. MARIO DE ANDRADE. CLARISSA – ÉRICO VERÍSSIMO. 0RFEU DA CONCEIÇÃO - VINÍCIUS DE MORAES. GABRIELA CRAVO E CANELA – JORGE AMADO.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'LITERATURA 2013 Acesso Educação.' - felton


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
obras liter rias 2013 ufsc
Obras literárias 2013 – UFSC.
  • - HELENA – MACHAD0 DE ASSIS.
  • AMAR VERBO INTRANSITIVO. MARIO DE ANDRADE.
  • CLARISSA – ÉRICO VERÍSSIMO.
  • 0RFEU DA CONCEIÇÃO - VINÍCIUS DE MORAES.
  • GABRIELA CRAVO E CANELA – JORGE AMADO.
  • A HORA DA ESTRELA – CLARISSE LISPECTOR.
  • ÚLTIMOS SONETOS - CRUZ E SOUZA.
  • - O DETETIVE DE FLORIANÓPOLIS. JAIR FRANCISCO HAMMS .
rio de janeiro s culo xix
Rio de Janeiro,SéculoXIX
  • . Revolta dos Vintém – Em 1880,protesto da população contra o aumento do valor do bondinho do Rio de Janeiro, popular meio de condução na época.
  • Em oposição ao Romantismo, é criado o Realismo, escola Literária mais racional, que aborda temáticas sociais com maior amplitude.
diferen as realismos e romantismo
Diferenças Realismos e Romantismo:
  • Realismo:
  • Olha o futuro e tem fé na ciência e no progresso – consequência è novela realista - naturalista, poesia panfletária, gosto pelos temas contemporâneos;
  • Romantismo:
  • A imaginação, a sensibilidade dominam a narrativa. Dá-se a interferência do narrador que, ora manifesta ou a sua simpatia ou repulsa , ora faz digressões
principais obras
Principais Obras:
  • Poesia

Crisálidas, 1864.Falenas, 1870.Americanas, 1875.Poesias completas, 1901.Romance

Ressurreição, 1872.A mão e a luva, 1874.Helena, 1876.Iaiá Garcia, 1878.Memórias Póstumas de Brás Cubas, 1881.Quincas Borba, 1891.Dom Casmurro, 1899.Esaú Jacó, 1904.Memorial de Aires, 1908

caracter sticas da obra machadiana
Características da Obra Machadiana.
  • 2. Processo Narrativo:
  • Há pouca ação, poucos fatos;
  • Os personagens são esféricos à apresentam complexidade psicológica;
  • Apresenta digressões à ordem cronológica interrompida;
  • Conversa, dialoga com o leitor, faz reflexão, aguça o leitor.
  • 1. Personagens:
  • São geralmente burgueses – classe dominante;
  • Procura desmascarar o “jogo” das relações sociais;
  • Enfatiza o contraste entre aparência x essência;
  • Mostra-nos de maneira impiedosa e ajuda a vaidade, a futilidade, a hipocrisia, a inveja, o prazer carnal.
carater sticas da obra machadiana
Caraterísticas da obra Machadiana.
  • 4. Linguagem:
  • Frases curtas, incisivas;
  • Humor e reflexão através de frases irônicas, sugestivas;
  • Apresenta metalinguagem à explica a própria linguagem;
  • Faz intertextualidade com obras consagradas;
  • Perfeição gramatical.
  • 3. Pessimismo:
  • Hipocrisia social;
  • Imperfeição da humanidade;
  • Mostra que as causas nobres sempre ocultam interesses impuros.
caracter sticas da obra machadiana1
Características da obra Machadiana.
  • 5. Perfil Feminino:
  • Mulheres racionais à fortes, dominadores, sensuais, “dissimuladas”, ambíguas, astuciosas e principalmente adúlteras (comprovar a vulnerabilidade do amor).
helena e as mazelas da sociedade
Helena e as mazelas da sociedade.
  • Publicada em 1876, em um folhetim carioca do fim do século, define com exatidão a ambição. Moderna e feminista, pois mostra uma personagem disposta a ascender socialmente.
  • Há uma clara tentativa de Machado de fugir do romantismo exarcebado,dando a obra profundidade e carga dramática pouquíssimas vezes utilizadas.
helena e as mazelas da sociedade1
Helena e as mazelas da sociedade.
  • A obra é paradoxal, a medida que, sua modernidade na ambição feminina ( adjetivo reservado aos homens na literatura) se contrapõe a submissão imposta pela sociedade a protagonista.
  • Segue os preceitos machadianos, ao centralizar a obra em uma única personagem. Tal qual a Capitu de Dom Casmurro, ou os protagonistas - título de Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba, toda a narrativa está entrelaçada por um único fio condutor.
helena e as mazelas da sociedade2
Helena e as mazelas da sociedade
  • Ao analisar a obra, o vestibulando deve ter em visto uma questão importante. Publicada em 1876, Helena se passa em 1850. As duas historicidades devem ser levadas em consideração. Machado traça um perfil social da sociedade carioca de 1850 em seu livro. E o reproduz com exata perfeição.
personagens
Personagens
  • Helena - Protagonista. Era sensível, emotiva, romântica e muito forte, personagem esférica.Estácio - Suposto irmão de Helena.Conselheiro Vale - Pai adotivo de Helena (o qual deixa-lhe a herança).D. Úrsula - Irmã de Conselheiro Vale.Eugênia - Queria se casar com Estácio.Dr. Camargo - Pai de Eugênia e amigo da família.Padre Melchior - Amigo e confessor de Estácio.Mendonça - Amigo de Estácio.Ângela - Mãe de Helena.Salvador - Legítimo pai de Helena