Download
1 / 21

Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional - PowerPoint PPT Presentation


  • 104 Views
  • Uploaded on

Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional. EVP < PV EVP = ½ > PV PV = EVP X. EVP Equipe Vocacional Paroquial. Criar: Para quê? Há necessidade? Comunidade deseja ou alguns membros? Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional' - fayola


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Cria o da equipe vocacional paroquial mais que um meio para a pastoral vocacional
Criação daEquipe Vocacional Paroquial,mais que um meiopara aPastoral Vocacional


EVP < PV

EVP = ½ > PV

PV = EVP

X


Evp equipe vocacional paroquial
EVPEquipe Vocacional Paroquial

Criar:

Para quê? Há necessidade?

Comunidade deseja ou alguns membros?

Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?


Pv pastoral vocacional
PVPastoral Vocacional

Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?


O futuro da comunidade está na escolha de pessoas que assumam os seus ministérios/serviços

Quem escolhe? A quem escolher?

Método ou critérios?

E depois da escolha?


Pastoral como processo
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

1ª recomendação:

“O discípulo não é maior que o mestre”

(cf. Jo 13,16)

Tentação de fazer da pertença à Igreja uma carreira. Somente na gratuidade se consegue agradar a Deus!


Pastoral como processo1
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

2ª recomendação:

“Quem vos recebe, a mim recebe”

(Jo 13,20)

O discípulo que se constitui no centro da missão é discípulo-messiânico.O mestre torna-se “co-piloto”!


Pastoral como processo2
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

3ª recomendação:

“Eu vos envio dois a dois”

(Lc 10,1)

Dois a dois porque o discípulo não é a ele mesmo que anuncia; deve começar por testemunhar a vida em comunidade!


Pastoral como processo3
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

4ª recomendação:

“Quem se humilha será exaltado”

(Lc 14,11)

A humildade engendra o espírito de serviço em todos os níveis, incluindo o da autoridade!


Pastoral como processo4
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Uma ação pastoral pensada

deve superar amadorismos, planejar com mística, privilegiar o processo e não os resultados, incluir todos os interessados nas decisões, na execução e nos resultados.

Comunidade-Ministérios

(e não Clero-Leigos)


Pastoral como processo5
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Requer um planejamento participativo

com seus três momentos básicos:

Ver-Julgar-Agir

Ter os pés no chão,

manter os olhos no horizonte

e colocar as mãos na massa (ou na messe)


Pastoral como processo6
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Condições prévias de um planejamento participativo

  • Aderir a uma eclesiologia de comunhão e participação;

  • Estar disposto a conviver com o conflito;

  • Compromisso pessoal com as consequências do processo;

  • Conhecer a metodologia do processo;

  • Paciência, coordenação, colaboração com outras instituições.


Pastoral como processo7
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Muito mais que técnica, tem alma!


Par quia
PARÓQUIA assumam os seus ministérios/serviços

Principal ocupação não tem sido:

  • A vida comunitária (Koinonia)

  • A pregação (didaskalia)

  • O testemunho (martyria)

  • O serviço (diakonia)

    Mas sim...

  • O culto (leitourgia)


Par quia1
PARÓQUIA assumam os seus ministérios/serviços

Necessidade de renovação, para voltar a se preocupar com:

  • A vida comunitária (Koinonia)

  • A pregação (didaskalia)

  • O testemunho (martyria)

  • O serviço (diakonia)

    E também...

  • O culto (leitourgia)


Mais que um meio
Mais que um meio... assumam os seus ministérios/serviços

De fato, a EVP tem uma missão muito importante na comunidade:

  • Ajudar a resgatar a Alegria do Evangelho, com o testemunho da comunhão, do serviço, da fé ardente e generosa, da justiça e do amor aos pobres, para que esta alegria chegue até aos confins da terra e nenhuma periferia fique privada da sua luz.

  • Despertar outros a dizer «sim» perante a urgência, mais imperiosa do que nunca, de fazer ressoar a Boa Nova de Jesus.

  • Auxiliar a comunidade a buscar novos caminhos para que chegue a todos o dom da beleza que não se apaga.

  • Rezar sempre pelas vocações, especialmente com Nossa Senhora.


Evp e pv ou sav como despertar a todos todos para esta necessidade
EVP e PV ou SAV assumam os seus ministérios/serviçosComo despertar a todos (todos) para esta necessidade?


Irradiando a alegria do evangelho
Irradiando a alegria do Evangelho assumam os seus ministérios/serviços

  • A misericórdia

  • Os pobres

  • A atração

  • O anúncio

  • A inculturação

  • As estruturas

  • O diálogo


Todos somos chamados a dar aos outros o testemunho explícito do amor salvífico do Senhor, que, sem olhar as nossas imperfeições, nos oferece a sua proximidade, a sua Palavra, a sua força, e dá sentido à nossa vida (EG 121).

www.rogacionistas.org.br


ad