em busca do passado do planeta l.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
EM BUSCA DO PASSADO DO PLANETA PowerPoint Presentation
Download Presentation
EM BUSCA DO PASSADO DO PLANETA

Loading in 2 Seconds...

  share
play fullscreen
1 / 31
fala

EM BUSCA DO PASSADO DO PLANETA - PowerPoint PPT Presentation

157 Views
Download Presentation
EM BUSCA DO PASSADO DO PLANETA
An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author. While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

  1. EM BUSCA DO PASSADO DO PLANETA TEMPO GEOLÓGICO

  2. ■ Concepções iniciais da idade da Terra e o princípio da Geologia • A idéia de que a Terra poderia ser extremamente antiga só emergiu recentemente. * Dois grandes eventos promoveram esta mudança de ver o mundo: # Iluminismo # Revolução Industrial • Até então, nem se cogitava que o mundo pudesse ser “imperfeito” ou muito antigo

  3. ■ Concepções iniciais da idade da Terra e o princípio da Geologia • O judaísmo pré-cristão concebia a Terra como tendo apenas poucos milhares de anos.

  4. ■ Concepções iniciais da idade da Terra e o princípio da Geologia • Ilustres personagens no surgimento da Geologia

  5. ■ Concepções iniciais da idade da Terra e o princípio da Geologia • A Geologia só surgiu, como ciência, a partir dos séc. XVII e XVIII • Nils Stensen → Nicolau Steno (1638-1686) → estabeleceu três princípios que regem a organização de seqüências sedimentares: # Superposição # Horizontalidade original # Continuidade lateral

  6. ■ A consolidação da Geologia como ciência ► Na segunda metade do séc. XVIII a Geologia foi submetida a uma interpretação baseada no relato bíblico da separação das águas durante a Criação: →Netunismo

  7. ■ Concepções iniciais da idade da Terra e o princípio da Geologia • Utilização dos princípios de Steno no campo.

  8. ■ A consolidação da Geologia como ciência • James Hutton (1726-1797) → percebeu que a história da Terra era mais longa do que se pensava. → formulou a idéia de que o registro geológico podia ser explicado pelos mesmos processos que atuam hoje. → Princípio de causas naturais # “Não há, mediante a análise dos processos geológicos, nenhum vestígio de começo e nenhuma perspectiva do fim”.

  9. ■ A consolidação da Geologia como ciência ► Como resultado dos trabalhos de Hutton, hoje reconhece-se três tipos distintos de discordâncias: a) Não-conformidade b) Discordância angular c) Desconformidade

  10. ■ “O presente é a chave do passado” – Uniformitarismo e Atualismo ► Sir Charles Lyell (1797-1875) → O presente seria a chave do passado, sendo o passado igual ao presente (inclusive em gênero e em intensidade dos processos atuantes na dinâmica interna e externa). → Esta visão “dogmática” foi aperfeiçoada e é conhecida, e ensinada, hoje pelo nome de Atualismo.

  11. ■ Datação Relativa e o Estabelecimento da Escala de Temo Geológico ► Fósseis e idades relativas → Com o progresso do pensamento científico os fósseis, antes erroneamente interpretados, passaram a ser analisados sob um novo prisma. #William Smith (1769-1839) → primeiro mapa geológico da Grã-Bretanha. # G. Cuvier (1769-1832) e A. Brongniart (1770-1847) → constataram a existência de uma correlação fossilífera ou bioestratigráfica entre diversas seqüências rochosas.

  12. ■ Datação Relativa e o Estabelecimento da Escala de Temo Geológico ► Bioestratigrafia →parte da geologia que trata da datação e da correlação de rochas por meio de fósseis. → cada planta ou animal não viveu durante todo o tempo geológico. → alguns surgiram e se adaptaram às condições ambientais e chegaram até os dias de hoje. → se a amplitude de um fóssil é curta, sua presença na rocha fornece uma datação precisa.

  13. ■ Datação Relativa e o Estabelecimento da Escala de Temo Geológico ► Bioestratigrafia

  14. ■ Datação Relativa e o Estabelecimento da Escala de Temo Geológico

  15. ■ Datação Relativa e o Estabelecimento da Escala de Temo Geológico # A Bioestratigrafia se baseia nos seguintes fundamentos: → lei de superposição das camadas sedimentares. → presença de fósseis nestas camadas. → evolução biológica. → irreversibilidade da evolução.

  16. A Paleontologia e o Tempo Geológico # Constatações: • Tudo que existe no planeta é mutável. • As leis físicas e químicas que regem a matéria do universo são imutáveis. • Quase a totalidade de organismos que viveram deixaram algum tipo de vestígio de sua presença. • Um organismo, uma vez extinto, não reaparece outra vez na história da vida sobre o planeta.

  17. A Paleontologia e o Tempo Geológico ♦ Fóssil-guia → Um táxon qualquer que, com sua presença no sedimento, identifica o tempo geológico de formação do estrato rochoso. # Características: • Ser facilmente reconhecível anatomicamente. • Ter pequena distribuição vertical. • Ter ampla distribuição horizontal. • Possuir pequenas dimensões corporais. • Não ser um organismo muito especializado.

  18. A Paleontologia e o Tempo Geológico ♦ Problemas que podem dificultar a datação: # Refossilização → Ocorrência de um fóssil de tempos mais antigos em rochas mais modernas (fósseis que foram expostos graças a processos erosivos e que são novamente sepultados em sedimento depositado posteriormente). # Fósseis Entremetidos → Ocorrência de organismos mais modernos em sedimentos mais antigos (freqüente fósseis de animais escavadores).

  19. ■ Darwin, Kelvin e as primeiras tentativas de calcular a idade da Terra • Até a primeira metade do séc. XIX não havia uma unanimidade quanto ao melhor método de se estabelecer a idade “real” das rochas. → Os valores estimados eram extremamente contrastantes. # As tentativas de se estimar a antiguidade da Terra baseavam-se numa série de critérios aleatórios: → acumulação de sal nos oceanos. → resfriamento da Terra por condução térmica (Lorde Kelvin). → taxas de sedimentação. • A idade absoluta do registro geológico era uma incógnita.

  20. ■ Darwin, Kelvin e as primeiras tentativas de calcular a idade da Terra

  21. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ►Decaimento radioativo e a datação Absoluta → método utilizado para determinar a duração de tempo real de cada acontecimento geológico e a idade da Terra. • Pioneiros: # Piérre e Marie Currie → descobriram e estudaram a radioatividade emitida pelo rádio e o urânio. # Rutherford (1905) → vislumbrou a possibilidade da idade de um mineral de urânio ser estimada a partir da quantidade de chumbo formada e acumulada. # Boltwood (1907) e Holmes (1911) → mostraram que a radioatividade pode ser usada para a datação de rochas.

  22. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método Radiocarbônico (C-14) → foi criado na década de 50 por W. Libby. → é um isótopo radioativo que ocorre normalmente na atmosfera e nos seres vivos. → sua meia-vida é de cerca de 5730 anos. → esse método só pode ser utilizado para o Quaternário Tardio. → muito importante no estabelecimento cronológico de eventos geomorfológicos e arqueológicos recentes.

  23. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método Radiocarbônico (C-14)

  24. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método Radiocarbônico (C-14)

  25. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método Radiocarbônico (C-14)

  26. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método da Série de Urânio • Elemento de meia-vida longa. • Método utilizado na datação das rochas mais antigas conhecidas na Terra. • Satisfatoriamente utilizado na datação de granitóides lunares. • Seu erro de medida é sempre da ordem de milhões de anos (o que impede que este método seja aplicado na datação de eventos geológicos recentes).

  27. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta ► Método da Série de Urânio

  28. ■ Princípios e Métodos Modernos da Datação Absoluta

  29. ■ Outros Métodos de Datação • Método da hidratação da obsidiana → vidro natural, amorfo, formado, geralmente, de fontes magmáticas. → sua percussão promove a formação de uma película proporcional ao tempo em que a superfície ficou exposta a atmosfera. → extremamente utilizado nos trabalhos arqueológicos.

  30. ■ Outros Métodos de Datação • Dendrocronologia → método biológico de datação mais utilizado para o Quaternário Tardio. → medição do tempo baseada na contagem e espessura de anéis de crescimento de certos tipos vegetais. → indica o ciclo anual das estações e mudanças climáticas de mais longa data.

  31. ■ Outros Métodos de Datação • Varvas e ritmitos # varvas → seqüências de lâminas sedimentares muito finas, depositadas anualmente, que seguem o ritmo das estações climáticas (lagos e lagoas de águas tranqüilas). # ritmitos → camadas sedimentares com cor e textura diferentes que se alternam (observados em golfos e bacias).