slide1 n.
Download
Skip this Video
Loading SlideShow in 5 Seconds..
PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Enge PowerPoint Presentation
Download Presentation
PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Enge

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 15

PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Enge - PowerPoint PPT Presentation


  • 148 Views
  • Uploaded on

PORTUGUÊS. Instrumental. CAPÍTULO Extra 8. O PRONOME. PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV. CONCEITUAÇÃO. O PRONOME.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS Engenheiro Agrônomo - UFES Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV Doutorado em Enge' - fahim


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

PORTUGUÊS

Instrumental

CAPÍTULO Extra 8

O PRONOME

PROF. ALEXANDRE ROSA DOS SANTOS

Engenheiro Agrônomo - UFES

Mestrado em Meteorologia Agrícola – UFV

Doutorado em Engenharia Agrícola - UFV

slide2

CONCEITUAÇÃO

O PRONOME

Pronomes são palavras que substituem ou acompanham outras palavras, principalmente os substantivos. Podem também remeter a palavras, orações e frases expressas anteriormente.

  • Os pronomes que funcionam como substantivos chamam-se pronomes substantivos, e os que acompanham os substantivos, pronomes adjetivos.

EX:

  • Esta casa é mais confortável que a outra.
  • Pron. Adj.Pron. Subst.

PRONOMES PESSOAIS

  • Os pronomes pessoais designam diretamente uma das pessoas do discurso:
  • o locutor (quem fala): 1ª pessoa: eu (singular) ou nós (plural);
  • o locatário(com quem se fala): 2ª pessoa: tu (singular) ou vós (plural);
  • o assunto ou referente (do que ou de quem se fala): 3ª pessoa: ele/ela (singular) ou eles/elas (plural).
slide3

ASSIM:

Pronomes pessoais são aqueles que indicam as três pessoas do discurso.

Quando se emprega vós?

Atualmente o pronome pessoal vós raramente é empregado nas situações cotidianas de comunicação; em seu lugar, tem-se utilizado vocês. A forma vósainda é empregada em textos bíblicos e em situações muito formais, como em textos jurídicos e políticos, por exemplo.

Os pronomes pessoais classificam-se em retos e oblíquos, de acordo com a função que desempenham na oração. Na função de sujeito ou predicativo do sujeito, classificam-se em retos; se funcionam como complemento, classificam-se em oblíquos. Na tira de Dik Browne, na oração “Eu não cansei de biritar!”, por exemplo, o pronome de 1ª pessoa eu funciona como sujeito do verbo cansar. É, portanto, um pronome pessoal do caso reto. Já na oração “Há anos ele não se move tão rápido!”, o pronome de 3ª pessoa se funciona como complemento da forma verbal transitiva move. Nesse caso, é um pronome pessoal do caso oblíquo.

slide4

FUNÇÃO SINTÁTICA DOS PRONOMES PESSOAIS

  • Conforme você deve ter observado, os pronomes pessoais:
  • são sempre pronomes substantivos;
  • 2. para distingui-los e empregá-los, é necessário saber que função sintática desempenham na oração.
slide5

ASSIM:

    • Os pronomes retos empregam-se como sujeito e predicativo do sujeito:
  • Eu sou eu, ora.
  • S PS
    • Os pronomes oblíquos(átonos ou tônicos) geralmente exercem na frase a função de objeto direto ou indireto.
  • Os átonos de 3ª pessoa o, a, os, as funcionam como objeto direto; lhe, lhes, como objeto indireto; os demais, me, te, se, nos, vos, podem ser objeto direto ou indireto, dependendo da predicação do verbo que completam:
  • Convidou-me/os a sair. Emprestaram-me/lhe os livros.
  • ODOI
  • Os tônicos são sempre precedidos de preposição. Por isso, sua função sintática só pode ser determinada pela predicação do verbo ou nome ao qual servem de complemento:
  • Carolina é fiel, a ele. O trabalho foi feito, por mim.
  • CNagente da passiva
slide6

Em muitos casos, o pronome oblíquo pode equivaler a um pronome possessivo, situação em que exerce a função de adjunto adnominal:

Rasgara-meo livro Rasgaram o meu livro.

Adj. adn.Adj. adn.

PRONOMES DE TRATAMENTO

Pronomes de tratamento são palavras e expressões empregadas para tratar familiar ou cerimoniosamente o interlocutor.

Apesar de designarem o interlocutor – a pessoa com quem se fala (2ª pessoa) -, os pronomes de tratamento exigem verbo e pronome na 3ª pessoa. Veja:

Você se esqueceu de me devolver o livro.

Vossa Excelência trouxe os relatórios?

slide7

Empregamos alguns pronomes de tratamento precedidos de Suaquando nos referimos à pessoa; e procedidos de Vossa quando nos dirigimos diretamente a nosso interlocutor. Assim, numa situação formal, se uma pessoa fosse se dirigir ao presidente da República, diria, por exemplo, “Vossa Excelência aceita mais café?”, porque esta se dirigindo diretamente a seu interlocutor. Em outro contexto, em conversa com outra pessoa, diria, por exemplo, referindo-se ao presidente: “Sua Excelência tomou duas xícaras de café”.

Que Forma Devemos Empregar: tu ou você?

As duas formas são validas. Embora, no Brasil, a maioria das pessoas empregue o pronome de tratamento você para se dirigir ao interlocutor, em algumas cidades do Sul, do Norte e do Nordeste, predomina o emprego do pronome pessoal reto tu. O importante, na variedade padrão da língua, é não misturar as formas: ou se usa apenas a 2ª pessoa (tu) ou somente a 3ª (você). Na língua coloquial é comum haver mistura de tratamento.

slide8

São pronomes de tratamento, entre outras, as formas de tratamento, cerimônia ou reverência constantes do quadro:

slide9

PRONOMES POSSESSIVOS

Pronomes possessivos são aqueles que indicam posse em relação às três pessoas do discurso.

slide10

PRONOMES DEMONSTRATIVOS

Pronomes Demonstrativos são aqueles que situam pessoas ou coisas em relação às três pessoas do discurso. Essa localização pode se dar no tempo, no espaço ou no próprio texto.

São estes os pronomes demonstrativos, referentes às três pessoas do discurso:

slide11

São também pronomes demonstrativos o, a, os, as, quando equivalem a isto, isso, aquele, aquela, aqueles, aquelas; mesmo e próprio, quando reforçam pronomes pessoais ou fazem referências a algo expresso anteriormente; tal e semelhante, quando equivalem a esse, essa, aquela:

Imagino o que ela já sofreu. Eu mesma vi a cena repetir-se.

(= aquilo)

Em tais ocasiões é preciso prudência.

(= essas)

PRONOMES DEMONSTRATIVOS

PRONOMES INDEFINIDOS

Pronomes Indefinidos são aqueles que se referem a substantivos de modo vago, impreciso ou genérico.

Os pronomes indefinidos podem ser variáveis, isto é, sofre flexão de gênero e número, como, por exemplo, alguns meninos, certas atitudes, ou invariáveis, como, por exemplo, cada menino, cada menina, alguém.

slide12

PRONOMES INDEFINIDOS

Os indefinidos podem também, como a maior parte dos pronomes, ser pronomes substantivos e pronomes adjetivos. Veja:

Certas pessoas agem como se nunca tivessem nadaa perder.

pron. ind. adj. pron. ind. subst.

PRONOMES INTERROGATIVOS

Pronomes Interrogativos são os pronomes indefinidos que, quem, qual e(o) que quando empregados em frases interrogativas.

slide13

Os pronomes interrogativos podem aparecer tanto em perguntas diretas quanto em indiretas e ser empregados como pronomes substantivos e como pronomes adjetivos. Veja:

Que horas são? (interrogativa direta)

pron. inter. adj.

Gostaria de saber quem falou na reunião. (interrogativa indireta)

pron. inter. subst.

PRONOMES RELATIVOS

Pronomes Relativos é aquele que liga duas orações, substituindo na 2ª oração um termo já expresso na 1ª oração.

slide14

PRONOMES RELATIVOS

Os pronomes relativos podem ser precedidos ou não por preposições. Veja:

Eu enviei a meus amigos alguns cartões que eu mesma fiz.

O rapaz aquem você pediu informações trabalha aqui?

preposição.

slide15

PROFESSOR!

Graduandos (as) amigos (as)?

ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DA AULA DE HOJE!

“Eu concordo plenamento com você professor”

FIM!